GFT abre 300 vagas para brasileiros atuarem na Espanha

Categoria: Empregos, Espanha, GFT

  

Profissionais brasileiros irão atuar na área de TI nas cidades de Barcelona, Madrid, Valencia e Lleida, na Espanha.

A multinacional alemã GFT está em busca de 300 funcionários brasileiros para trabalhar na Espanha e residir no país por período indeterminado. Os funcionários deverão exercer cargos na área de Tecnologia da Informação, e serão distribuídos em uma das quatro sedes localizadas na Espanha, nas cidades de Barcelona, Madrid, Valencia e Lleida.

Os interessados na oportunidade devem preencher uma série de requisitos, são eles: possuir formação superior tem Tecnologia da Informação e Computação, nível avançado em conversação e escrita do idioma inglês e conhecimento na área de linguagens da informática, como: JAVA, HTML, PL, SQL, Cobol, dentre outras. Quem tiver interesse, deverá enviar um e-mail, até o dia 30 de julho, contendo em anexo o curriculum em inglês para o endereço: careeriberia@gft.com. Lembrando que o assunto do e-mail deverá conter a palavra “Espanha”.

A companhia alemã disse em anúncio que deseja contratar profissionais qualificados, os quais devem reunir seus conhecimentos para o crescimento da empresa. O brasileiro é a melhor aposta da empresa, já que é capaz de compreender as necessidades de um cliente, executar trabalhos em equipe, expressar ideias de maneira clara e objetiva. Esse conjunto de qualidades é necessário para obter sucesso nos negócios.  Além do mais, a empresa possui duas sedes no Brasil e está habituada a economia do país.



Segundo o diretor, Marco Santos – responsável pela empresa na América Latina – o grupo busca aprender mais sobre o funcionário contratado e direcioná-lo a uma carreira internacionalmente bem sucedida, dentro de uma empresa que preza pela cultura e valores.

Apesar da crise econômica que ocorreu no continente europeu e agora no Brasil, a GFT – que atualmente se encontra em 11 países – se mostrou inabalável, e seu crescimento econômico tem garantido bons resultados a cada novo ano. Em 2014, a empresa obteve uma receita superior a 300 milhões de euro. No primeiro semestre de 2015, a empresa obteve resultados positivos e ultrapassou sua meta inicial.

Por Wendel George Peripato



Artigos Relacionados

Deixar um Comentário