Desemprego aumentou 5% no setor industrial

Categoria: Desemprego, Indústria, Notícias

  

Será o 4º ano consecutivo de queda nos empregos na indústria brasileira.

Há algum tempo o povo brasileiro está lidando com a crise. Inflação acima da meta, dólar subindo de preço e o pior: o desemprego aumentando.

O desemprego aumentou em cerca de 5% no segundo setor (indústria), o que representa a maior queda no total de empregados assalariados na atividade industrial, em uma série história do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

A queda no emprego já vinha acontecendo há 3 anos consecutivos e, não obstante, 2015 caminha para ser o quarto. O resultado supera o do ano de 2009, que, na época, era considerado reflexo da crise internacional iniciada no ano anterior.

De acordo com André Macedo, gerente da Coordenação de Indústria do IBGE: "O mercado interno é incerto". Macedo explicou ainda que o mercado de trabalho está menos favorável do que o dos anos anteriores, e a possibilidade de crédito para a indústria, como empréstimos, está cada vez mais escassa e cara. Esse comportamento é justamente o reflexo da incerteza do futuro da situação do nosso país.



A indústria é um setor extremamente agregador de valor em uma economia, por isso é preciso estar alerta, uma vez que um declínio na trajetória do setor pode desencadear um comportamento disseminado nos demais. A queda no emprego, por exemplo, acaba reduzindo a produção de bens e, consequentemente, afetando o comércio e serviços.

O gerente de Coordenação afirmou ainda que, atualmente, o quadro é pior que o de 2009, pois desta vez o mercado todo está em desaceleração, gerando um declínio cíclico.

Infelizmente, os trabalhadores brasileiros precisam se acalmar nos próximos meses, pois não há expectativa de boas notícias. O número de horas pagas continua encolhendo, bem como o valor real da folha de pagamento. Além disso, em razão dos cortes que estão ocorrendo no setor, os funcionários estão perdendo seu poder na hora de barganhar por um melhor salário.

Por Júnior Beluzzo



Artigos Relacionados

Deixar um Comentário