Erros no currículo que podem prejudicar o candidato

Categoria: Currículo, Dicas, Profissionais

  

Alguns erros no currículo podem prejudicar o candidato no momento da contratação.

O profissional pode passar horas fazendo seu currículo para conseguir o emprego desejado. É normal que para isso faça uso de palavras que destaquem suas experiências e as formas como pode contribuir com o novo emprego. Mesmo assim, muitas vezes o candidato não é procurado pela empresa e se questiona o que há de errado.

Poder parecer complicado para o concorrente colocar-se no lugar do empregador, que está sempre em busca do melhor profissional para preencher a vaga em aberto. O artigo do Buisiness Insider afirma que as empresas procuram um motivo qualquer que pode desqualificar ou qualificar o candidato.

O entrevistador, de acordo com um estudo de rastreamento ocular, gasta uma média de 6 segundos para analisar cada currículo, sendo que observa o nome, educação, posição atual e anterior, início e fim dos últimos empregos e empregador. Logo, é necessário que o currículo destaque neste momento, uma vez que será descartado logo depois.

Para isso, o ideal é ser mais objetivo e direto tanto no currículo como na carta de apresentação. Abaixo estão alguns erros que prejudicam a contratação:

– Arquivo com formato errado: O recrutador não pode ter dificuldades para abrir o arquivo enviado. Por isso, o currículo deve ser enviado em PDF, Word ou ainda no próprio corpo do e-mail.



– Falta de carta de apresentação: Independente de pedido no anúncio da vaga é importante que o candidato tenha a iniciativa de fazer uma carta de apresentação. A carta precisa ser curta e objetiva, destacando as qualificações e, se possível, indicando o perfil do LinkedIn.

– Erros de português: Quando o currículo apresenta muitos erros gramaticais a visão que o entrevistador tem do candidato é de uma pessoa descuidada e com excesso de confiança.

– Vocabulário: O currículo deve ter uma apresentação clara da carreira do candidato, não podendo passar uma mensagem imprecisa sobre o profissional. Assim, o candidato não deve usar jargões e precisa evitar adjetivos desnecessários.

– Tamanho: A quantidade de informações no currículo também é muito importante. O ideal é que o currículo tenha 1 ou 2 páginas. Nele devem constar somente as experiências relevantes e resultados atingidos

Por Bruna Rocha Rodrigues



Artigos Relacionados

Deixar um Comentário