Melhores cidades brasileiras para abertura de negócios

Categoria: Dicas, Empreendedor, Empreendedorismo

  

A cidade de São Paulo ficou em primeiro lugar, seguida de Florianópolis (SC) e Vitória (ES).

A Endeavor, organização de apoio ao empreendedorismo, divulgou o ranking das melhores cidades brasileiras para abertura de negócios. Trinta e duas cidades participaram do estudo, o campeão do ranking foi o município de São Paulo.

A organização se baseou em inúmeras variáveis para o fechamento da análise, fatores como logística, cultura empreendedora, infraestrutura, impostos, burocracia, inovação e capital são apenas alguns dos indicadores. O primeiro lugar ficou com a cidade de São Paulo, seguida de Florianópolis (SC) e Vitória (ES).

São Paulo ganhou o primeiro lugar no ranking, pois além de representar 10% do PIB nacional, ainda concentra mais da metade dos investimentos de capital de risco do país. A cidade é também um dos polos logísticos mais importantes que dispõe de grandes aeroportos e proximidade com o influente Porto de Santos.

Algumas cidades surpreenderam: Campinas, São José dos Campos e Joinville estão entre o top10, na frente inclusive, do Rio de Janeiro e Belo Horizonte.  O ocorrido se justifica graças à boa condição de vida aliada ao baixo custo, presença de boas universidades e notas acima da média em infraestrutura e inovação.



Outro dado relevante é a presença de 6 cidades dentre as 15 mais bem colocadas que não são capitais. Esse tipo de informação demonstra o potencial de alguns municípios.

A Endeavor ressaltou que apesar da maioria das cidades do Nordeste estar um pouco mais abaixo no ranking, elas estão em constante crescimento e que mesmo com os desafios logísticos e estruturais há uma cultura de forte empreendedorismo que é capaz de causar engajamento e motivação da população com o assunto.

O ranking é muito importante para empreendedores que aspiram à expansão ou até mesmo o ingresso no mercado. Ele serve de base para diminuir as chances de maus investimentos por meio de apontadores econômicos e geográficos, além de poder ser utilizado como parâmetro informacional em diversas outras áreas. 

Por Beatriz 



Artigos Relacionados

Deixar um Comentário