O Que Fazer após ser Demitido?

Categoria: Demissão, Desemprego, Dicas

  

Confira aqui quais passos tomar ao ser demitido de seu trabalho.

Perder o emprego sempre foi com um divisor de águas na vida de todo empregado. É impossível não parar para se perguntar como será daqui em diante, como fazer para manter em dia os compromissos financeiros, o orçamento doméstico e tudo mais.

Esses questionamentos ganham maior dimensão no turbulento cenário econômico que estamos vivenciando no país. De acordo com os últimos dados apresentados pelo IBGE, estamos tecnicamente vivendo um período de recessão econômica, com base na contração apresentada pelo PIB Nacional no último trimestre.

Mas o que fazer depois de ser demitido? Será que está tudo de fato perdido?

Se você acabou de perder o emprego ou só de pensar na possibilidade já perde uma noite de sono se preocupando, este artigo é para você. Continue lendo e saiba: O que fazer após ser demitido?

1. Invista em Aperfeiçoamento:

Você acabou de perder o emprego, não sabe quanto tempo irá demorar a conseguir uma recolocação, portanto, fica inseguro em usar suas economias para realizar um curso ou qualificação. Entretanto, com a baixa oferta de empregos, é muito importante ter um diferencial para conseguir voltar ao mercado. Planeje-se financeiramente e realize algum curso de idiomas, por exemplo, ou se possível quem sabe até mesmo um intercâmbio.

2. Como não ser esquecido pelo mercado:

É unanimidade entre os especialistas em RH que este é o melhor momento para usar da famosa network, por meio de sua rede de relacionamentos. Para isso, busque contato com ex-colegas de trabalho e chefes que possam lhe proporcionar boas referências, ou mesmo informá-los quanto a sua disponibilidade no mercado e saber onde podem surgir novas vagas.



Revise também seu perfil em redes sociais como Linkedin e outros sites de vagas de emprego.

3. Não se deixe abater pelas dificuldades:

Nada de desanimar, possíveis nãos poderão sim surgir pelo caminho. Entretanto, você precisa se manter o mais ativo possível. Para isso, busque encontrar-se com profissionais da área, buscando informações de como anda o mercado, reavalie suas pretensões profissionais. Esforce-se para se manter ativo até a recolocação chegar.

4. Revise seu Currículo:

Ele é sua primeira apresentação a um possível empregador, logo, reveja-o. Não é indicado que o currículo tenha mais de duas páginas, além de que as informações contidas devem ser claras a ponto de que o recrutador consiga entender sua trajetória profissional apenas lendo-o.

Outra dica importante é: sempre que for convidado a uma entrevista presencial, pesquise previamente sobre a empresa e a vaga, demonstre isso no contato com o recrutador, eles valorizam este comportamento que demonstra interesse efetivo por parte do candidato.

Por Jaime Pargan



Artigos Relacionados

Deixar um Comentário