Inep recruta Certificadores para o Enem 2016

Categoria: Emprego, Emprego Temporário, INEP

  

Selecionados receberão R$ 39,15 por hora de trabalho. Inscrições podem ser feitas até o dia 31 de julho.

Quem é servidor público do Poder Executivo Federal e está atuando em qualquer lugar do Brasil, poderá se inscrever para trabalhar durante o Exame Nacional do Ensino Médio, o Enem de 2016. A função que irá desempenhar é de Certificador, que será responsável pelo controle e monitoramento no dia da prova, que ocorrerá em todo país nos dias 5 e 6 de novembro.

Se você se enquadra, portanto, pode se inscrever de 4 a 31 de julho na página da Rede Nacional de Certificadores, pelo portal HTTP://certificadores.inep.gov.br. O valor pago por hora para quem quiser participar é de R$ 39,15. O edital completo publicado pelo Diário Oficial da União nesta segunda-feira, dia 27, você acessa aqui e fica por dentro de tudo.

Como tarefa principal dos candidatos está a de garantir que os malotes não sejam violados nos locais das provas, garantindo a sua integridade. Sendo assim, estes terão de certificar o processo de aplicação do exame e comunicar qualquer irregularidade com as normas de segurança ao Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, o Inep.



Para a seleção, somente podem participar servidores do executivo federal que apresentem sua situação como ativa, não podendo estar afastados do trabalho ou de licença. A formação exigida é de até o nível médio, sendo que para a aplicação do Enem é inconstitucional ter companheiros, cônjuges ou parentes de no máximo terceiro grau inscritos na prova, bem como o mesmo não pode participar ativamente do processo de elaboração, da impressão, entrega e aplicação deste.

A presidente do Inep, Maria Inês Fini, declarou que a qualificação positiva do Exame Nacional do Ensino Médio se deve graças à mobilização de uma ampla e qualificada rede de colaboradores que atuam durante a aplicação da prova. “Dentre eles, destacam-se os integrantes da Rede Nacional de Certificadores, para a qual convidamos os servidores públicos do Poder Executivo federal a participar”, afirmou a mesma.

Sendo assim, quem tiver a inscrição homologada, precisará participar obrigatoriamente e à distância, da capacitação, que apresentará os processos de aplicação da prova, relacionando a estes a importância do sigilo e da segurança das informações contidas na mesma.

Kellen Kunz



Artigos Relacionados

Deixar um Comentário