Vagas abertas para o Programa Jovem Aprendiz do IEL-PB

Categoria: Aprendiz, IEL, Paraíba

  

Vagas abertas são para jovens aprendizes atuarem como auxiliares de escritório/administrativo.

Jovens entre 14 e 22 anos da Paraíba já podem se inscrever nos cursos oferecidos pelo IEL, através do Programa Jovem Aprendiz.

O Instituto Euvaldo Lodi, em parceria com diversas indústrias do estado da Paraíba, abre vagas para jovens aprendizes atuarem como auxiliares de escritório/administrativo.

Para realizar o cadastro o jovem precisará apenas estar cursando o ensino médio ou tê-lo concluído, dirigir-se à Rua Rodrigues Chaves, 90, Centro, Paraíba ou mesmo inscrever-se pelo site sne.iel.org.br/sitedoestagio.

Após o cadastro, os jovens serão encaminhados de acordo com as possibilidades do Instituto, para que as indústrias procedam a uma seleção daqueles que foram encaminhados.

Os selecionados pelas indústrias iniciarão o curso de auxiliar administrativo nas dependências do IEL, sendo posteriormente contratados de acordo com as necessidades das empresas.

Segundo o superintendente do IEL da Paraíba, Dérlopidas Neves, “A educação do Programa Jovem Aprendiz tem base na Lei de Aprendizagem (Lei 10.097/2000) e o objetivo é capacitar tecnicamente os jovens para o mercado de trabalho”.



Durante o curso, o jovem irá desenvolver técnicas de arquivamento, rotinas de escritório, compras, informática, além de outras funções por um período de 2 anos, sendo que passará 16 horas nas dependências da indústria (para a atuação prática) e 6 horas nas dependências do IEL (para estudo teórico).

Criado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) em janeiro de 1969, o Instituto Euvaldo Lodi decidiu seguir o lema “Caminhar ao lado da indústria”, fornecendo soluções e inovações tecnológicas, estagiários para as indústrias; além de desenvolver técnicas de gestão que possibilite à indústria brasileira, ao menos, competir em condições satisfatórias com a estrangeira.

Desde a sua fundação, a IEL foi responsável pelo encaminhamento de cerca de 1,5 milhões de estagiários para as indústrias dos mais diversos segmentos, formados nas suas mais de 100 unidades espalhadas por 26 estados da federação.

Na Paraíba, que possui cerca de 30 mil estudantes universitários, o êxito do programa é bastante significativo, pois o estado gaba-se de ter atualmente um dos maiores polos industriais do país, contando com 12 indústrias na área de tecnologia só na cidade de Campina Grande.

Nesse sentido, parece tratar-se de uma espécie de investimento feito pelo estado. Que, ao que tudo indica, enxerga, inteligentemente, na formação qualificada dos jovens, a sustentação da indústria nacional.

Por Vivaldo Pereira da Silva



Artigos Relacionados

Deixar um Comentário