Empregos formais no Brasil batem recorde no semestre em 2010





Uma das características mais recentes do Brasil cerceia conquistas positivas na área econômica, tanto que empresas estrangeiras e nacionais passaram a investir amplamente no território tupiniquim. Decorrente é a criação de empregos, que desde o ano passado atravessa momento singular em toda a história do país.

Em junho, a economia brasileira propiciou a geração de quase 213 mil postos formais. Embora os dados sejam altos se comparados aos obtidos por outros países, o desempenho ficou inferior às estimativas do Ministério do Trabalho e Emprego. Carlos Lupi, ministro da pasta, indica que esse resultado ilustra uma acomodação no mês passado, porém em julho, acredita na recuperação.


Anteriormente, conforme notícia emitida pela agência de notícias Reuters, Lupi aguardava a criação de mais de 309 mil postos com carteira assinada a junho, total contabilizado no período igual de 2009.

Com os dados em mãos, nos primeiros seis meses deste ano foram criadas 1.473.320 vagas formais no Brasil, configurando, outrossim, recorde para o período. Lupi, novamente, ratifica a estimativa de que até o final de 2010 mais de 2,5 milhões de postos serão escriturados no país.

Por Luiz Felipe T. Erdei


Fonte: Reuters.



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *