Ministro do Trabalho e Emprego prevê a criação de 3 milhões de vagas em 2011



Muito tem comemorado Carlos Lupi, ministro do Trabalho e Emprego, pois a geração de empregos em 2010, por todo o país, superou a margem 2,5 milhões de vagas. Ao prever novos números, a autoridade afirma que o volume chegará a 3 milhões este ano, clara evidência da confiança relacionada à economia, embora esta esteja em período de desaceleração.

De acordo com matéria divulgada pelo Ministério do Trabalho e Emprego, quase todos os segmentos conquistaram aumento no número de vagas formalizadas em função do aumento da massa salarial, da demanda interna e do aumento da concessão de crédito como alimento ao consumo e aos investimentos.



A Relação Anual de Informações Sociais (RAIS) avalia que o setor de serviços criou 1,1 milhão de empregos no ano, o Comércio, por sua vez, 689,3 mil, e a Indústria de Transformação, 524,6 mil oportunidades.

Um dos elementos passíveis de citação é a crise financeira mundial do biênio 2008 e 2009 e a rápida recuperação brasileira meses depois. No caso da construção civil, que respondeu pela criação de mais de 376 mil empregos no ano, os programas “Minha Casa, Minha Vida” e o Plano de Aceleração do Crescimento (PAC) foram imprescindíveis.



É perceptível analisar que o otimismo deve ser segurado, mas não descartado. Embora o país esteja se preparando para receber a Copa do Mundo com maior qualidade, situação que envolve mais empregos e qualificação, a economia deve apresentar crescimento mais ameno como muito bem projeta o Banco Central (BC) e especialistas.

Por Luiz Felipe T. Erdei

Leia também:  Carrefour - Vagas de Emprego para Refugiados 2021

Outros Conteúdos Interessantes

1 Comment

  1. Quem sabe se essa iniciativa do Ministro nao possibilitara meu reingresso no mercado de trabalho, do qual estou excluido ha mais de uma decada. Obrigado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *