Nova Pontocom oferece vagas de Assistente de Atendimento





Chance para quem está desempregado em São Paulo. Nova PONTOCOM, empresa ligada ao Grupo Pão de Açúcar, publicou na internet o desejo de contratar 15 Assistentes de Atendimento para trabalhar em Back Office, ou seja, como auxiliares de serviços dos escritórios da empresa.

Além de prestar assistência aos administradores, os assistentes também precisam atender a clientela de acordo com as funções ensinadas de modo prévio no treinamento que acontece no momento em assumem os postos de trabalho. Necessário ter facilidade não apenas em se comunicar como também no ato de trabalhar com equipe. As tarefas necessitam ser acompanhadas com a máxima atenção até o momento da finalização e satisfação de clientes e chefia.




Não se pode ignorar o fato de que existe a necessidade de trabalhar em setores diferentes no sentido de atender as demandas que podem surgir por parte dos consumidores. O anúncio que foi publicado no site oficial do GPA (Grupo Pão de Açúcar) não traz a necessidade de experiência para atuar no setor de Assistente de Atendimento, o seja, essa representa oportunidade também para quem está em busca do primeiro emprego, embora pessoas experientes de forma provável tenham vantagens no processo seletivo.

A empresa oferece salário fixo cujo valor apenas será divulgado na entrevista de emprego. O trabalho acontece em regime CLT (Consolidação das Leis de Trabalho), isto é, com carteira assinada e vantagens que existem de acordo com as leis trabalhistas para empregados que trabalham de modo formal no Brasil. Benefícios salariais também apenas são divulgados no processo seletivo.


Pessoas que estejam interessadas em trabalhar no cargo de Assistente de Atendimento no Grupo Pão de Açúcar precisam acessar o site oficial da empresa, clicar em “conheça nossas vagas” e depois no link “15 vagas para Assistente de Atendimento em São Paulo”. A resposta dos recrutadores acontece via e-mail, por isso, não se esqueça de colocar o endereço do correio eletrônico de modo correto.

Por Renato Duarte Plantier



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *