Dicas de como escolher um curso de MBA

Categoria: 2014, Curso, Dicas, MBA

  

Muitos profissionais ainda têm dúvidas de cursar ou não um MBA. O significado da palavra, Master in Business Administration, deve entrar na vida do profissional somente se ele pretende angariar algum espaço gerencial dentro da empresa, segundo o diretor-executivo da Associação Nacional de MBA (Anamba), Armando Dal Colletto.

E mesmo que o empregado curse um MBA, isso não é garantia nenhuma de que ele terá um aumento salarial automático. O aumento da remuneração vai depender se o profissional vai conseguir colocar em prática aquilo que aprendeu na teoria.

Neste texto colocamos algumas dicas para que o profissional saiba os detalhes do que é um MBA, como o curso pode contribuir para sua vida profissional e como escolher o melhor curso. Segundo Colletto, o MBA e um curso que prepara o empregado para aprimorar habilidades e competências para a gestão da empresa. O estudo foca em liderança, desenvolvimento estratégico e melhora a visão do estudante.

O MBA servirá como uma experiência para que o profissional saiba lidar melhor com os desafios diários, de como atuar em ambientes complexos e no ambiente de negócios. Esses aprendizados são exigidos pela empresa quando o profissional quer ocupar uma cadeira gerencial da empresa.

O especialista em educação e mercado também revela que os anos de estudo e dedicação se relacionam bem com o aumento de salário, mas isso não é uma regra. O MBA pode agregar valor ao salário, mas isso também depende da atuação do profissional e de como ele consegue adicionar o seu conhecimento curricular ao ambiente de trabalho.




Fazer um curso de MBA aqui no Brasil não custa tão caro. Ultimamente o preço está acessível e a média está entre R$ 15 mil e R$ 20 mil divididos. Hoje, praticamente todos os MBA’s oferecidos por instituições conhecidas são reconhecidas pelo MEC, possuem boa carga horária e aulas cheias.

Contudo, Colletto alerta que isso não garante qualidade de ensino e aprendizagem. Outros cursos oferecem melhor qualidade, possuem professores com melhores qualificações e com carga horária bem acima do exigido pelo MEC, porém o custo também eleva: cursos assim estão na faixa dos R$ 35 mil e R$ 60 mil.

Outros cursos mais específicos ainda e com maior qualidade são aqueles que agregam aulas em outro idioma, como o inglês. Esses não saem menos de R$ 60 mil e podem chegar a R$ 150 mil. Outros profissionais podem querer experimentar uma vivência internacional e cursar um MBA no exterior, mas, para isso, o estudante precisa estar disposto a pagar muito mais.

Um curso em Harvard ou UCLA, por exemplo, pode chegar a R$ 450 mil, incluindo o curso, despesas pessoais e passagem de ida e volta. 

Por Carolina Miranda


 

Quer se cadastrar grátis no Banco de Talentos do Vaga Emprego? Clique aqui e acesse o formulário.




Deixar um Comentário