Quer ser um franqueado? Saiba algumas dicas





De janeiro a dezembro, de todos os anos, estão acontecendo feiras regionais que abordam o assunto de mercado de franquias. O crescimento do tema é constante e o número de feiras também. Várias marcas, com pretensão de expandir seu negócio, estão presentes nesses encontros para demonstrarem os seus projetos.

Em São Paulo, a ABF Franchising Expo apresenta entre os dias 4 e 7 de junho o seu modelo de negócio. Estarão presentes 480 expositores para cerca de 60 mil pessoas que estão previstas em visitar a feira de franquias.


A feira será essencial para quem quer abrir seu próprio negócio, mas ainda não se decidiu e precisa de mais informações e detalhes para investir em algum segmento, que são vários disponíveis. Os organizadores da dessa feira de franquias são a ABF e o Sebrae. Para os interessados no assunto, basta entrarem em contato com essas empresas para conseguirem acesso a mais datas de feiras regionais sobre o mercado de franquias.

Para quem tem interesse em investir no tema e ainda está em dúvida sobre alguns requisitos, segue abaixo algumas dicas para ajudar a esta estratégica decisão e que vai de acordo com cada perfil de investidor.

A primeira avaliação que o investidor precisa fazer é saber qual é o real sonho profissional e pessoal. O interessado em franquias precisa fazer uma avaliação de suas forças e fraquezas, qual o segmento que deseja seguir, saber como implica a vida de um empresário e como atuar de acordo com os requisitos do franqueador.


E antes de entrar para este mercado, o profissional precisa saber como anda os negócios da região em que pretende abrir o mercado de atuação, além do poder aquisitivo dos moradores do local. Esse estudo precisa ser feito para que a franquia consiga se sustentar.

Outras questões que o investidor precisa ter tudo em mãos é o seu valor de investimento e quando ele pretende ter o retorno desse dinheiro. O franqueado precisa saber que pode levar alguns meses para o negócio começar a gerar algum lucro e, para que o empresário não se assuste até lá, é preciso ter um capital extra para se manter até que o negócio comece a dar um retorno.

Outro ponto é estudar as oportunidades de negócio e saber melhor o histórico e a credibilidade do franqueador. Por fim, antes de fechar o negócio, converse com quem já é ou já foi um franqueado e leia atentamente o contrato para que não se tenha surpresas futuras. 

Por Carolina Miranda



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *