Atitudes erradas que influenciam negativamente na carreira profissional





O mercado de trabalho está cada vez mais competitivo, e isso não quer dizer apenas que os empregadores buscam profissionais capacitados, com formação e experiência de mercado. É claro que estes fatores são fundamentais para que o profissional mostre seu perfil ao futuro patrão, mas existem algumas situações que podem fracassar a carreira de qualquer profissional, por mais bem “preparado” ele esteja. A Sociedade Brasileira de Coaching realizou um levantamento com algumas atitudes muito comuns em alguns profissionais que acabam fazendo com que o mesmo não consiga deslanchar em sua carreira.

Confira algumas dessas atitudes para evitar ser um destes profissionais:


1. Falta de Interesse:

Merecidamente, a falta de interesse está no número 1 do ranking, isso porque ela pode estar, algumas vezes, paralelamente ligada à desmotivação do profissional. "Não inteirar-se sobre os procedimentos da empresa pode ser interpretado pelos gestores como falta de interesse pela organização", afirma Villela da Matta, presidente da Sociedade Brasileira de Coaching.

2. Incompatibilidade com o perfil da empresa:


Um fator muitas vezes desconsiderado por muitos profissionais na hora de buscar um colocação no mercado, no entanto, a ausência de compatibilidade entre os valores do profissional com os da empresa pode ser um risco ao sucesso profissional. Isso não quer dizer que eles precisam ser idênticos, mas é necessário que o profissional se sinta confortável com a vivência destes valores.

3. Má utilização de Recursos:

Passamos grande parte do dia dentro das empresas em que trabalhamos, mas isso não pode ser confundido, tornando a empresa sua casa, portanto evite o uso indevido de recursos da organização. Isso equivale a não usar o telefone para fins pessoais desnecessários, como bate papos, e também não usar os acessos para bisbilhotar as redes sociais no horário de expediente.

4. Excesso de Ego:

“Olhar para o próprio umbigo” essa antiga expressão fala muito disso. Se achar o melhor profissional sem considerar o conjunto, além da incapacidade de assumir eventuais erros pode ser um fator prejudicial para uma carreira saudável.

Por Jaime Pargan



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *