Aceitar qualquer oportunidade de emprego ou esperar pela ideal?





A situação é a seguinte: imagine você desempregado e esperando encontrar o trabalho dos seus sonhos eis que do nada aparece uma proposta que te tirará da fila dos desempregados, no entanto, ela não oferece uma boa remuneração. Essa situação não é tão estranha assim, muitas pessoas passam por essa experiência e a maior parte desses profissionais sofre com a difícil decisão: aceitar a proposta e seguir em frente ou dizer não à oportunidade e continuar esperando pelo posto ideal. Quando busca-se a resposta para esta questão, deve-se considerar vário fatores como o que tem mais urgência na sua vida, a experiência ou o dinheiro; o planejamento da trajetória profissional. Assim, pode-se afirmar que a decisão é pessoal e não há uma fórmula definida para a escolha da melhor solução.

Nesta empreitada, o profissional precisa estar ciente de suas verdadeiras condições, isto é, ter autocrítica suficiente para analisar se o seu nível de conhecimento, seja teórico ou prático, condiz com as necessidades da vaga.


Outros aspectos que devem ser analisados pela pessoa é qual caminho está disposta a percorrer e quais são as suas metas dentro de uma empresa. No caso do profissional aceitar um cargo inferior ao esperado e tiver oportunidade de crescer na empresa, ele deverá estar ciente que esse caminho poderá ser longo e cansativo e que o sucesso nessa trilha depende muito do seu desempenho.  É comum que as pessoas sejam resistentes às chances inferiores, entretanto, este pode ser o caminho certo para chegar ao posto que almeja.

Aceitar propostas mais humildes não é regredir, pelo contrário, pode ser a sua salvação, pode ser o início da formação de um vínculo entre a empresa e você. Não pense que o cargo que você quer, irá cair do céu, raramente isso acontece e quase sempre quem sofre as consequências da espera pelo emprego ideal é você.

Quando está procurando uma boa posição numa empresa conceituada e com uma remuneração vantajosa, você tem que prestar atenção nas características da organização. Dê preferência às organizações que tenham objetivos semelhantes aos seus, certifique-se que ela seja idônea e bem conceituada. Estes dados irão ajudar você na decisão de aceitar ou não a proposta.


Por Melina Menezes



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *