Programa de Trainee Unilever 2015 – Inscrições





Mais uma empresa está com inscrições abertas para seu Programa de Trainee. Trata-se do Programa de Trainee 2015 da Unilever, que traz o tema “Feito por você”, e oferece vagas para jovens recém-formados em diferentes cursos. Esta é uma grande oportunidade para quem deseja se fixar no mercado de trabalho, pois ao fim dos três anos de formação, os aprovados estarão prontos para assumir posições gerenciais na companhia.

Ainda há a proposta de quem em longo prazo eles possam se tornar diretores, atuando em posições de destaque na companhia. Hoje, 35% dos profissionais no nível de gerência e 50% do quadro de vice-presidentes da Unilever Brasil são ocupados por colaboradores que já foram trainees da empresa. A empresa busca jovens com capacidade de liderança, pensamento criativo e analítico, boa interação e capacidade de trabalhar em equipe, e vontade de investir na carreira de forma séria, para que possa fazer a diferença na Unilever.


Entre os pré-requisitos estão a formação superior em um curso com duração de 4 anos ou mais e no caso da pós graduação, a duração deve ser de 360 horas; os candidatos devem ter conhecimento no pacote Office, disponibilidade para residir em outro estado ou país e ter concluído o curso entre junho de 2012 e dezembro de 2014 (Graduação, Pós-Graduação, Especialização e MBA).

A seleção constará de Inscrição (agosto e setembro), provas online de conhecimentos e raciocínio lógico (setembro e outubro), entrevista virtual (outubro e novembro), Business Night (novembro) e Assessment Centre (novembro). A admissão está prevista para o mês de fevereiro de 2015. Há vagas para os setores de Supply Chain, Marketing, RH, Finanças, Tecnologia da Informação e Vendas/Trade Marketing.

Os aprovados na seleção terão direito a salário competitivo e demais benefícios concedidos aos funcionários Unilever. Os interessados podem se inscrever pela internet, na página dedicada a seleção (www.unilever.com.br/unilever-carreiras) até o dia 30 de setembro de 2014.


Por Robson Quirino de Moraes



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *