Diferenças entre linguagem e comunicação





Você sabe qual a diferença entre linguagem e comunicação? Pensando bem, as duas parecem a mesma coisa, elas até se completam, porém diferem em seus significados.

A comunicação nada mais é do que como você fala e escreve e o modo como você se comunica. Para isso, existem diversos tipos de comunicação, e eles podem ser manifestados através de gestos, pela escrita, por telefone, internet, etc. Já a linguagem é o conjunto de todo esse sistema organizado, interagindo entre si. Dessa forma, passa-se a construir o que chamamos de linguagem. Para isso, temos a linguagem verbal e a linguagem não verbal, ou seja, falada e não falada.




Dependendo do ambiente que você está, usará esses dois recursos de uma forma diferente. Se você estiver dentro de uma empresa, por exemplo, se comunicará através de e-mail, telefone, reuniões, entre outros. Já na linguagem, usará textos figurativos, vícios de linguagem ou de fala, expressões por signos, gesticulações, sentidos, entre outros.

Contudo, a aquisição da comunicação e da linguagem varia conforme a cultura e as crenças de um determinado grupo ou sociedade. Antes de mais nada, é preciso respeitar os diversos tipos de linguagem, porém, alguns tipos de comunicação podem ser inadequadas para algumas ocasiões. As gírias e vícios de linguagem em geral são um bom exemplo disso. Pode parecer muito chato, mas usar a linguagem coloquial na maioria das vezes é o mais apropriado, pois assim você vai se policiando para não falar errado. É claro que você não precisa usar muita linguagem formal com seus amigos e pessoas íntimas, mas deve praticá-la no trabalho e em contextos que exigem certa postura.


Se você for mandar um e-mail para uma amiga dizendo: "Olá Maria, bom dia! Como vai você? Quero convidá-la para passar esta manhã comigo, a fim de que possamos passear no supermercado", esse tipo de comunicação não deixa de ser formal, porém está adaptado para essa situação, já que a forma de comunicação foi escrita. Você também pode aprender a ir ajustando suas formas de comunicação e linguagem à medida que estiver em situações diferentes. Para isso, avalie a si mesmo e dê feedback quando necessário.

Por Daniela Almeida da Silva



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *