Saiba o que o entrevistador quer saber nas etapas da entrevista



“O mundo é cruel”, a maioria das pessoas diz isso. Que a vida não perdoa, e não perdoa mesmo. Temos que ter consciência que é realmente difícil viver, ainda mais nos tempos atuais. E quando nossa vida, nosso sucesso, depende de uma pessoa que você nunca viu, a coisa fica mais feia ainda. Dá medo. Um outro ser humano como você vai definir se você serve ou não para trabalhar ali. Mas quem é aquele sujeito dono do seu destino? É o entrevistador. Geralmente muito bem preparado para analisar os mínimos detalhes da sua vida. Claro, muitas vezes você será entrevistado pelo próprio dono em empresas menores, onde ele pode não estar tão preparado assim e que com certeza vai avaliar mais seu potencial técnico do que uma grande empresa, onde muita coisa será avaliada.

Um entrevistador preparado, geralmente tem formação em psicologia ou em áreas afins. Ele conduzirá a entrevista de forma a preparar armadilhas para você. E acredite, as armadilhas que eles preparam funcionam se você estiver mentindo. Primeiro que ele estará com seu currículo na mão e se alguma informação ali não bater com a realidade ele vai descobrir. Geralmente essas entrevistas demoram de 30 a 45 minutos, divididas em três partes. Num primeiro momento o entrevistador sorrirá, te deixará a vontade, começará as perguntas por assuntos triviais e deixa você falar a vontade. Nesse momento, fale o necessário. Não se alongue. Quanto mais você fala mais corda você vai soltando para que, às vezes, se enforque mais adiante. Num segundo momento, as perguntas se aprofundam mais, com o entrevistador querendo conhecer detalhes de sua vida profissional, dos lugares onde trabalhou, o motivo de sua saída dos empregos anteriores e assim por diante. Pode ter a certeza que tudo que ele precisa saber está sendo anotado. A terceira parte é decisiva. É ali que muitas perguntas serão refeitas, de modo e ordem diferente, às vezes de uma forma que você não perceba que está sendo questionado sobre o mesmo assunto. É ali que ele verá se há contradições nas suas respostas. Por isso, não minta em suas entrevistas.

Leia também:  Saiba como negociar o aumento salarial


Por Luciana Viturino



Please follow and like us:

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

RSS
Follow by Email