Busca pelo equilíbrio e pelo melhor caminho a seguir

Categoria: Dicas, Profissionais


Ao contrário do que muitos pensam, nós somos seres imperfeitos em busca da perfeição. Somos humanos programados desde crianças a fugir da dor e buscar prazer para a própria sobrevivência. Às vezes nossa capacidade de querer tudo ao mesmo tempo pode nos machucar, e muito, e, a partir daí temos que procurar a viver sem que esses obstáculos nos tornem menos "mortais".

É certo que faz parte da natureza humana viver todos os tipos de emoções, mas nem por isso devemos ser escravos delas, ou lutar para fugir delas constantemente, senão, o que seria de nós? Para isso, é necessário buscar o equilíbrio.

Para conseguir ter equilíbrio, é preciso compreender todas as emoções, e não expulsá-las de vez. É preciso entender que faz parte da nossa natureza sentirmos ciúmes, mágoas, tristezas, raiva, amor, ressentimentos, inveja, etc. Compreendendo a natureza humana como ela realmente é, você não precisará sofrer a troco de nada. Viverá em paz, e nenhum desses sentimentos entrará à toa em seu coração, pois você não permitirá.

Nada melhor do que conhecer bem aquilo que você deseja controlar: o seu coração. Portanto, não meça esforços para conseguir o que quer com ele. Pense que é fundamental e importante estar com o coração limpo, procurando sempre deixar de lado, mágoas, sentimentos mal resolvidos e outros ressentimentos, pois isso nos impede de realizar nossos maiores sonhos.




Para você se sentir bem, defina o melhor caminho para você se sentir mais feliz e realizado mesmo que só você entenda ele. Procure fazer o melhor por você mesmo e perdoe quem te causou algum mal, por pior que seja ele, pois isso te fará bem e você se sentirá mais leve para seguir a diante.

Tente agir como se você fosse um ser único e especial, o qual reconhece a grandeza que existe em cada uma das pessoas. Com certeza você será sempre muito bem lembrado por esta atitude.

Por Daniela Almeida da Silva


 

Quer se cadastrar grátis no Banco de Talentos do Vaga Emprego? Clique aqui e acesse o formulário.




Deixar um Comentário