Número de jovens que não estudam nem trabalham aumenta no Brasil

Categoria: Estudo, Jovens, Notícias, Trabalho

  

A geração Y tem como característica fundamental o fato de não se acomodar nos empregos, isso por um lado pode ser muito produtivo já que a pessoa está sempre buscando novos desafios, no entanto pode desencadear um efeito um tanto desastroso.

Um jovem que fique atrás da melhor oportunidade laboral e ache que ainda não apareceu nenhuma que esteja no seu nível de conhecimentos pode estar abrindo as portas para se transformar em um nem-nem. São considerados "nem- nem" aqueles jovens que não estudam nem trabalham, o que é o caso de muitos brasileiros com idades entre os 15 e 29 anos. Ao todo, o nosso país conta com mais de 9,9 milhões de pessoas que não estão nem estudando nem trabalhando, ou seja, dependem economicamente da família, principalmente dos pais.

Na faixa que vai dos 18 aos 24 anos a situação fica ainda mais preocupante, visto que um em cada quatro pessoas não está ativo no mercado de trabalho nem está buscando formação profissional. Esse número indica um crescimento gigante comparado com a percentagem de nem-nem que havia no ano 2000. Nesse ano, foram contabilizados que 18,2% da população nessa faixa etária não estudavam nem trabalhavam, agora esse índice subiu para 24%. O crescimento do número de nem-nem no Brasil pode ter sido causado pelo aumento da renda da população do nosso país, desta forma, os jovens podem escolher em ficar na casa dos pais e adiar quanto puderem a entrada no mercado de trabalho.  

Considerando as jovens do sexo feminino, o maior motivo das mulheres saírem do mercado de trabalho é a chegada de um filho, pelo fato de que creches e babás têm alto custo e a maior parte delas não pode pagar nem os salários nem as mensalidades. Estima-se que do número total de nem-nem no país, 69% sejam mulheres. 




Desta forma, o desemprego por desalento tende a crescer, esta situação é caracterizada por aquelas pessoas que estão sem trabalho e também não estão interessadas em procurar por alguma oportunidade. 

Se você se encaixa nas características de jovem nem-nem não se preocupe, há varias dicas que podem facilitar o seu retorno ao mercado. A primeira é falar com as pessoas que fazem parte da sua rede de contatos e informar-lhes que você está à procura de oportunidades. A segunda refere-se a fazer uma reserva de dinheiro para períodos não muito produtivos e a última é: volte à sala de aula e se qualifique na área que deseja atuar. 

Por Melina Menezes


 

Quer se cadastrar grátis no Banco de Talentos do Vaga Emprego? Clique aqui e acesse o formulário.




Deixar um Comentário