Empresas virtuais deverão diminuir seus colaboradores em até 50% até 2018




As pessoas na sua maioria ficam felizes pelo avanço da tecnologia e pelos benefícios que ela pode trazer. Tudo seria perfeito se não fosse um grande detalhe, segundo especialistas no assunto: os humanos serão cada vez mais desnecessários nos processos dos negócios digitais.

Não é nenhuma notícia de última mão que as pessoas estão fazendo muitas atividades através do computador, muitas dessas tarefas que podem ser feitas mediante o uso do computador antes levavam horas para serem finalizadas, tal é o caso de transações bancárias e a demora nas filas de espera. O ser humano buscou de todas as formas facilitar a sua vida e deixar os processos cada vez mais práticos só não pensou na hipótese do "feitiço voltar-se contra o feiticeiro". 


A vida corrida, menos tempo para atividades pessoais, mais responsabilidades profissionais tem feito com que as pessoas adquirissem o hábito de fazer tudo através da internet, assim, o atendimento pessoal em muitas áreas começou a ficar obsoleto, mudando o rumo do atendimento ao cliente. Hoje em dia é bem mais prático ligar o computador e fazer as compras no supermercado no conforto do lar, do que ir até uma loja física e ficar por horas escolhendo produtos e efetuando o pagamento.  

Vendo essa tendência e considerando o rumo que a vida vem tomando, um estudo divulgado pelo Gartner considera que até 2018 as empresas virtuais deverão diminuir o número de colaboradores em até 50%. Além dessa situação que determina a digitalização dos processos, o mercado também será caracterizado por empresas com equipes de trabalho enxutas e trabalho apoiado pelo ambiente virtual, estes aspectos poderão ser verificados principalmente nas empresas de tecnologia.  

Tendo em consideração os aspectos informados, haverá mudanças importantes nos processos de negócio junto com a demografia de empregos, visto que nesse setor das companhias digitais o número de oportunidades diminuirá, no entanto, em outras áreas a quantidade de vagas tende a aumentar. 


Por Melina Menezes



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *