Regras de etiqueta no trabalho

Categoria: Dicas

  

Para manter uma boa convivência no trabalho é necessário seguir algumas importantes regras de etiqueta corporativa.

O ambiente de trabalho é o segundo lar de uma pessoa. São entre 8 e 12 horas por dia, em média, que os brasileiros passam em seus trabalhos, desenvolvendo suas funções, obtendo o seu sustento financeiro, mas também, tendo de conviver com outras pessoas – de diferentes credos, pensamentos e posturas.

Nada mais útil e atual do que compreender e colocar em prática algumas regras de etiqueta corporativa. Sim, as regras de etiqueta ultrapassaram o universo da moda e dos eventos sociais para integrarem os meios de boa convivência entre os colegas de trabalho.

As regras são muitas, no entanto, algumas são tão importantes que não podem deixar de ser citadas, tendo a certeza de que, se colocadas em prática, as chances de manter-se no trabalho serão ainda maiores.

Uma regra de etiqueta corporativa básica, que por sinal é tema de matéria em meios de comunicação de grande respaldo como a Revista Exame, é o Respeito. Se cada líder e seus funcionários (liderados) tratarem seus colegas de trabalho do mesmo modo que gostam de ser tratados, sem dúvidas, a empresa tende a ser a mais harmoniosa possível, o que por sua vez, cria um clima de produtividade na organização em que todos saem lucrando.

A segunda regra de etiqueta em ambientes corporativos, que também vale ouro, é não forçar uma intimidade com seu colega de trabalho, intimidade a qual ele ainda não lhe deu espaço para acontecer. É um perigo querer adentrar na privacidade do colega, mesmo que querendo ajudar, pois corre o risco de ser indelicado e gerar um mal-estar entre você e ele. Caso o colega dê espaço, proponha-se a ajudar e a compreender o problema dele. Do contrário, ponha-se no limite da privacidade alheia.   




Evite, ao máximo, brincadeiras na hora do expediente, o que não significa que todos os funcionários, a todo o tempo, devem ser sisudos. No entanto, na hora do trabalho é preciso foco e uma interação com os colegas extremamente profissional. Com isso, não faça brincadeiras fora de hora e, quando o clima for para brincadeira, observe se ela será ou não de mau gosto. Isso vai evitar atmosfera pesada e criação de inimizades desnecessárias no ambiente corporativo.

Outra regra essencial é se impor. Faça com que as pessoas creiam estar em você a capacidade para desenvolver aquela função específica da empresa, de forma rápida e criativa. É aquela velha máxima “acredite em você mesmo e todos a sua volta também acreditarão”.

Seja sempre cauteloso na forma como se dirige ao seu colega de trabalho; falar alto, por exemplo, além de ser deselegante, pode ser considerado como uma ofensa e até mesmo levar à situação de assédio moral, o que não é bom para os funcionários e empresa.

Para efeitos de últimas regras e nem por isso menos importantes, tenha respeito ao seu horário de almoço e ao dos colegas de trabalho; trate os fornecedores com respeito; procure ser gentil com todos no trabalho – desde os serviços gerais até o presidente da empresa – e tenha sempre noção de hierarquia – pois, é para seu chefe que você terá de prestar contas da sua produtividade.

Seguindo essas orientações com dedicação, aumentam as suas chances de ser longa e bem sucedida a sua permanência num ambiente corporativo que é cada vez mais competitivo e exige boa convivência entre parceiros de trabalho e colaboradores.

Por Michelle de Oliveira


 

Quer se cadastrar grátis no Banco de Talentos do Vaga Emprego? Clique aqui e acesse o formulário.




Deixar um Comentário