O que é a GPS (Guia da Previdência Social) – Como Emitir Online?



Saiba aqui o que é e como emitir a GPS (Guia da Previdência Social).

Hoje é possível realizar milhares de serviços pelas web, como por exemplo, a emissão da GPS (Guia da Previdência Social) – antes disponível apenas nos postos de atendimento do INSS. Essa guia determina o período e valor a ser contribuído para a Previdência Social.

O contribuinte tem ainda a opção de pagar por meio de débito automático. Dependendo do banco, esse cadastro pode ser feito direto no caixa eletrônico. Consulte as condições estabelecidas pelo seu banco.



Para outros dados, acesse: http://www.previdencia.gov.br. Para emitir a guia e obter mais informações, clique em: http://www.previdencia.gov.br. Lembrando que a Caixa ainda disponibiliza um guia completo com mais detalhes e informações: http://www.caixa.gov.br.

Tipos de contribuição

No Brasil, as faixas de contribuição são as seguintes: contribuição individual (autônomos – podem pagar 20% de seus rendimentos) – Contribuinte facultativo (para estudante ou pessoa fora do mercado de trabalho – contribuição no mínimo de 11% de um salário) e Contribuinte facultativo com baixa renda (pessoas com renda familiar de até dois salários).



Contribuição atrasada?

Caso os seus pagamentos estejam em aberto, a recomendação é procurar a Previdência Social e regularizar a situação. Em alguns casos, a consulta pela web não será suficiente para resolver o caso, sendo necessário que o cidadão se dirija a um posto de atendimento autorizado. Outras dúvidas também podem ser obtidas pelo 135 ( segunda a sábado, das 7h às 22h).

A autônoma Eliete Santana, 40, conta que está há mais de seis meses sem contribuir, por causa de dificuldades financeiras. “Eu não consegui pagar, mas já fui à agência da Previdência Social e já estou regularizando minha situação. Isso me incomoda muito, sabe? Pelo fato de não estar pagando, mas acho que agora a situação é outra e vou conseguir honrar esses pagamentos”, destaca.

Leia também:  O Que é o Cartão Cidadão

Previdência privada

Muitos brasileiros já recorrem aos serviços de Previdência Privada, disponível em qualquer banco. Para alguns especialistas essa modalidade vale a pena para pessoas jovens, já que essa renda pode ser resgatada em montante ou por um valor fixo mensal vitalício, dependendo do que foi pago ao longo dos anos, como cita artigo do Estadão. Contudo, há especialistas que citam que a Previdência Privada não é tão vantajosa assim, já que existem alguns impasses entraves para resgates e taxas de rendimentos baixas. Há quem cite que investir em renda básica ou tesouro são ações mais eficazes.

Por Letícia Veloso

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *