Declaração do Imposto de Renda 2017 – Que Tipo é Melhor?





Saiba qual tipo de declaração do Imposto de Renda se encaixa melhor com seu perfil.

Todas as pessoas com um certa renda já sabem que, como todo ano, no mês de abril chega a hora de acertar as contas com o leão da Receita Federal. Hora de correria, ligações, procura de recibos para dedução de valores, entre outras. Esse artigo vai ajudar a esclarecer qual tipo de declaração é mais vantajosa, se é a simplificada ou a completa.

Muitas pessoas tem essa grande dúvida e além de sempre deixar para última hora, podem ter um grande trabalho desnecessariamente. Não se trata de um bicho de sete cabeças e basta um cálculo simples: O contribuinte deve calcular se todos os gastos relativos ao ano passado e que podem ser abatidos na base de cálculo da declaração, não sejam maiores do que 20% do que a renda total no mesmo período ou o valor de R$ 16.754,34.


Se tais gastos forem maiores, o mais indicado é fazer a declaração completa para poder pagar menos imposto e se a resposta for negativa, o ideal é fazer a declaração simplificada, em que existe o abatimento único de 20%, sempre se respeitando o teto de R$ 16.754,34, em substituição de todos os gastos que podem ser deduzidos.

A regra é clara e quanto maiores os gastos dedutíveis, menor será a renda tributável e por consequência, o valor do imposto devido que será pago à Receita Federal. Todas as despesas que são dedutíveis informadas na declaração pelo contribuinte deverão ser, obrigatoriamente, comprovadas.

A declaração de IR simplificada é mais indicada para quem tem uma única renda, não possui dependentes e quase nenhuma despesa com educação e saúde. Em contrapartida, as pessoas que recebem mais R$ 83.700,00 por ano, podem fazer o abatimento de menos de 20% da renda tributável, caso opte pela declaração simplificada, pois não poderão fazer a dedução maior que o valor limite informado anteriormente. Por isso, para essas pessoas, o mais indicado é que se faça a declaração completa. Somente os produtores rurais que tiveram prejuízo em 2016 a compensar e demais contribuintes que fizeram a opção de compensar o imposto que foi pago no exterior, são obrigados a fazer a declaração de IR completa.


Rodrigo Souza de Jesus



2 comentários em “Declaração do Imposto de Renda 2017 – Que Tipo é Melhor?

Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *