Salário Mínimo 2018 – Novo Valor

Categoria: Salário, Salário Mínimo

  

Decreto de Michel Temer aumenta o salário para R$ 954 em 2018.

Para quem já estava na curiosidade para saber o novo valor do salário mínimo brasileiro que passará a valer a partir do dia 1º de janeiro de 2018, acaba de ser oficialmente anunciado. Dessa forma, o presidente da república brasileira assinou o decreto que torna o salário mínimo no valor de R$ 954.

O Decreto foi assinado nesta última sexta-feira do ano, dia 30 de dezembro. Assim, com o reajuste de 1,81%, o salário mínimo passa do valor de R$ 937 para R$ 954. Dessa forma, os trabalhadores assalariados do Brasil a partir da a data do dia 1º de janeiro já podem contar com um aumento de R$17.

O decreto ainda determina outros valores como para quem trabalha cobrando o dia, de modo que um dia passa para o valor mínimo de R$ 31,80. De igual forma, o valor da hora também foi reajustado passando para R$ 4,34.

Aposentados e pensionistas que ganham de acordo com o piso previdenciário do INSS, também passarão a receber seus benefícios com o valor reajustado.

De acordo com informações do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos, o conhecido Dieese, o reajuste deste ano foi o menor usado para a correção do salário mínimo brasileiro, desde os últimos 24 anos, quando ocorreu a implantação do, na época ainda novo, Plano Real, o que se deu no ano de 1994. Ainda em conformidade com as informações do governo, 45 milhões de brasileiros recebem mensalmente o salário mínimo.

O percentual desse reajuste vem sendo assunto no governo desde os últimos meses. A Comissão Mista de Orçamento do Congresso havia aprovado anteriormente um reajuste que levaria o salário para R$ 965, significando um aumento de 2,99%, já fazendo parte do orçamento do governo.

O governo também em um primeiro momento apontava que o mínimo passaria para o valor de R$ 979, contudo, em poucos dias anunciou o valor provisório de R$ 969.




Essas reduções de valores ocorrem porque o salário mínimo brasileiro é definido de acordo com o resultado de um cálculo que considera o crescimento do PIB, que é o Produto Interno Bruto dos dois últimos dois anos e da inflação do ano anterior.

De acordo com a previsão do governo, o INPC seria encerrado no ano de 2017 com um crescimento no percentual de 3,1%. Porém, até o mês de novembro o valor que o ano acumulou foi de 1,8%, mesmo valor que foi reajustado no salário mínimo dos brasileiros do ano de 2018.

Nem mesmo o PIB foi considerado, uma vez que desde o ano de 2016 a economia entrou em um processo de queda.

De acordo com os cálculos realizados pelo Ministério do Planejamento, que estão constando na proposta da Lei de Diretrizes Orçamentárias, a LDO, encaminhada para o Congresso no mês de abril, a cada um real que é aumentado no mínimo brasileiro, um incremento no valor de R$ 301,6 milhões por ano entra para as despesas do governo.

É sabido que nos últimos dois anos o país tem passado por momentos difíceis em sua economia. Por isso já era de se esperar que o reajuste não fosse dos mais agradáveis, uma vez que o governo busca formas de reduzir seus gastos, em troca de uma inflação mais baixa. O problema está no fato de que para o ano de 2018 espera-se que a inflação aumente e o trabalhador assalariado do país vai perder em poder de compra, o que fará que no fim das contas, esse aumento mínimo não trará benefício nenhum, aliás, o salário mínimo pode se mostrar defasado diante dos preços de tudo aquilo que é necessário para uma pessoa se manter.

Sirlene Montes


 

Quer se cadastrar grátis no Banco de Talentos do Vaga Emprego? Clique aqui e acesse o formulário.




Deixar um Comentário