Liderança na empresa – Cinco Segredos dos Grandes Líderes




A verdadeira liderança não tem nada a ver com o cargo que a pessoa ocupa na empresa. Há muitos indivíduos no mundo que não ocupam posição alguma e que, ainda assim, exercem liderança. Há também aqueles que possuem um cargo de liderança, mas que não são líderes.


A liderança é muito parecida com um iceberg. Há dois componentes primários, o que você pode ver, acima da superfície, e o que não pode ver, embaixo da água. Abaixo da superfície da água está o caráter de um líder. Acima, suas habilidades…. a liderança tem dois componentes: o ser e o fazer.

O caráter, ou a falta dele, ainda é o maior inimigo de muitos líderes atualmente. As habilidades são críticas para uma liderança efetiva, mas o caráter também o é. Muitos acreditam que podem se tornar líderes eficazes se tiverem apenas habilidades específicas. Outros acreditam que podem se tornar grandes líderes se puderem desenvolver o caráter. Todos estão errados. São necessários os dois componentes: habilidade e caráter.

Qual é o segredo dos grandes líderes?

Segundo Ken Blanchard e de Mark Miller, autores do livro “O Segredo – O que os grandes líderes sabem… e fazem”, da Editora Best Seller, o segredo é: os grandes líderes SERVEM. A ideia de SERVIR combina muito bem com a metáfora do iceberg. A motivação de um líder é uma questão de caráter. Os líderes, a despeito do nível de habilidades, devem se perguntar continuamente: "Por que estou liderando?" "Sou um líder a serviço de algo ou um líder que serve a si mesmo?”.

Os grandes líderes não se constroem de uma hora para a outra, ou em um mês, ou em um ano. Eles se tornam grandes líderes a cada dia, durante a vida toda. O aprendizado nunca termina. Você jamais chega ao fim da jornada, encontrará novos meios de servir constantemente e, cada vez que o fizer, suas habilidades de líder se desenvolverão e você se tornará um líder melhor.

Não busque somente grandes façanhas, tente também os pequenos atos.

Confira os cinco segredos dos grandes líderes:

1. Sintonize o futuro

Trata-se de sua visão, como líder, do futuro do seu grupo, uma visão comprometida estimula a paixão dentro de você. Ela diz a todos que trabalham a seu redor que você é, para onde está indo e o que impele seu comportamento.

Leia também:  Inscrições abertas para o Programa de Trainee 2010 da Syngenta

A liderança tem a ver com mover as pessoas de um lugar para o outro. Uma das prioridades do líder deve ser assegurar que a equipe saiba para onde ele vai.

Sintonizar o futuro significa criar uma visão comprometida, é um dos privilégios e exigências mais sérios dos líderes. Às vezes, pode ser difícil determinar onde o empreendimento deveria levar, mas levar a algum lugar é um dever. Visualizar e comunicar uma visão orientada para o futuro são funções gigantescas da liderança.

Há uma constante tensão entre as duas posições na mente de um líder: “Cabeças erguidas versus cabeças baixas”. Cabeças erguidas, os líderes sempre precisam dedicar algum tempo para sintonizar o futuro, ou visualizá-lo, porque necessitam comunicar à equipe para onde estão indo e como antecipar oportunidades e obstáculos.

Ao mesmo tempo, precisamos ajudar as pessoas com a implementação; ou seja, tornar a visão uma realidade. Isso é o tipo “cabeças baixas”. Os líderes devem avaliar constantemente como investir seu tempo. É preciso dedicar algum tempo a “cabeças erguidas” e, em outro momento, investir em “cabeças baixas”.

Sintonizar o futuro é uma responsabilidade do líder que não pode ser delegada. Pode ser compartilhada, mas é uma função do líder criar tempo hoje para garantir o amanhã.

2. Invista nos outros e em seu desenvolvimento

Você precisa ter as pessoas certas nos papéis certos e totalmente comprometidas se quiser atingir os objetivos que identificou ao sintonizar o futuro. Tudo que conseguir como líder reflete nas pessoas que estão ao seu redor. Sem essa peça, seu sucesso como líder será muito limitado.

Investir possui dois componentes distintos. O primeiro tem a ver com seleção. Se não selecionarmos as pessoas certas para os cargos, cometeremos um grave erro como líder. O custo de uma seleção mal feita é impressionante, o “conserto” requer tempo, energia mental e emocional. E, enquanto consertamos, há quase sempre outros custos à organização: o declínio da performance e oportunidades perdidas, assim como o custo de recrutar, selecionar e treinar um funcionário novo, sem esquecer o custo moral.

Leia também:  Características dos líderes variam de acordo com o País

“Obter a pessoa certa para o cargo certo é a primeira parte do termo 'Investir'”. A cada par de mãos que você contrata, ganha um cérebro livre.

O principal desafio do líder é criar níveis de comprometimento tão fortes que, quando nós, líderes, nos posicionarmos em relação a algum assunto, nossa equipe fará o mesmo. O desenvolvimento dos outros inclui criar a expectativa para aprender e crescer; criar treinamento e desenvolver oportunidades; prover recursos educacionais.

Ajudar as pessoas a ativar suas potencialidades é uma das maiores recompensas do papel do líder.

3. Reinvente continuamente

Os grandes líderes reinventam continuamente, em nível pessoal. Estão sempre interessados em formas de aprimorar o conhecimento e as habilidades. Grandes líderes encontram suas respostas no aprendizado, alguns lêem, outros fazem cursos e outros ainda recorrem a mentores. Fazem o que for preciso para continuar aprendendo, se não, “se você parar de aprender, vai parar de liderar”.

O líder tem de servir de modelo para o comportamento que deseja ativar nas pessoas, precisa aprender a sobreviver, todos devemos aprender a reinventar continuamente para estar à altura de nossos concorrentes e das mudanças rápidas que ocorrem no mundo.

Precisamos de pensamentos inovadores e ideias inéditas para preparar respostas adequadas aos desafios que nossa organização enfrenta e, por fim, a reinvenção pessoal, que deveria ser uma das maiores prioridades do líder, porque temos a responsabilidade administrativa de maximizar os talentos que Deus nos deu.

Reinventar continuamente aplica-se a sistemas e processos. Os grandes líderes sempre buscam respostas a perguntas: Como podemos melhorar o trabalho? Como fazê-los sem cometer tantos erros? Como acelerar a produção? Como fazê-lo com o gasto mínimo de energia?

Os líderes também devem trabalhar para estimular o desejo de aprimoramento nas pessoas que realizam o trabalho do dia a dia, o líder defende sua causa, mas os outros a fazem acontecer… ou não.

Leia também:  C&A recebe inscrições para seu Programa de Trainee 2010

Reinvente continuamente também é a ideia da reinvenção estrutural. Grandes líderes não mudam a estrutura porque não tem o que fazer, eles entendem que a estrutura organizacional deveria ser fluida e flexível. Outros líderes menos proficientes, tendem a deixar que a estrutura dite suas decisões, em vez de adaptá-las às exigências em contínua mudança dos negócios.

4. Valorize resultados e relacionamentos

Os grandes líderes, aqueles que realmente lideram de um patamar alto, fazem as duas coisas. Durante muito tempo, vários líderes acreditaram que tinham de escolher. A maioria dos líderes corporativos sempre disse que tudo girava em torno de resultados, na realidade, há dois testes para um líder: Eles obtêm resultados? Possuem seguidores? A propósito, se você não tiver seguidores, é muito difícil obter resultados a longo prazo.

A maneira de maximizar seus resultados como líder é ter expectativas altas tanto para os resultados quanto para os relacionamentos. Se pudermos cuidar de nossos consumidores e criar um ambiente de trabalho motivado para a nossa equipe, lucros e potencial financeiro serão os aplausos que receberemos por um trabalho bem feito.

5. Assimilar os valores

Para um líder ter sucesso, precisa assimilar os valores da organização. O poder reside na confiança e na credibilidade que você constrói, não em um conjunto específico de valores que representam o que é “certo”.

As pessoas seguem líderes em que podem confiar. Se assimilar os valores, poderá começar a construir a confiança necessária para liderar efetivamente, “se é assim que tem de ser, então cabe a eu fazê-lo”. Se perdermos nossa credibilidade como líderes, nosso potencial de liderança ficará altamente limitado.

Se seu coração está correto e sua cabeça clara, tudo a ajudará a manter-se alinhada com os valores. A capacidade de desenvolver sucessores competentes é a principal característica dos grandes líderes.

Próximo Post

Não há mais posts

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *