Satisfação com o emprego e com a realização das tarefas influencia na qualidade de vida dos profissionais.

Há um grande equívoco entre os profissionais que estão buscando melhor qualidade de vida, pois eles levam em consideração a remuneração obtida e, assim, associam a felicidade ao salário, criando a ilusão de que quanto maior for o salário maior será a sua qualidade de vida, mas há outros fatores que estão relacionados à qualidade de vida dos profissionais.

Um destes fatores é a alegria, a satisfação que o profissional tem em realizar suas tarefas diárias. Não são poucos os exemplos de profissionais que se "arrastam" para o trabalho, insatisfeitos, infelizes e até revoltados com as tarefas que deverá cumprir, mas que mantém esta rotina devido ao salário pago ser satisfatório.

Mas trabalhar feliz, não garante a nenhum funcionário a devida qualidade de vida, a não ser que esta alegria esteja acompanhada de outros fatores, como iremos ver a seguir.

Os fatores que mais influenciam a qualidade de vida de um profissional, sem dúvida alguma, é a sua satisfação com o emprego e também, a remuneração obtida, mas há outros fatores que podem fazer uma grande diferença, entre eles:

– Segurança; Conforto no ambiente de trabalho; Saúde; Valorização e bom tratamento pessoal; Plano de Carreira; entre alguns outros.

O fator "Segurança" é importantíssimo para proporcionar uma boa qualidade de vida ao profissional, pois a partir do momento em que a empresa lhe oferece condições de trabalhar sem colocar em risco sua vida ou sua saúde, obviamente ele terá uma vida melhor. O seguro de vida é o meio mais conhecido que os funcionários têm, mas há vários outros como as atividades físicas que são desenvolvidas dentro da própria empresa, contando com profissionais capacitados para ajudar os funcionários a manterem a boa postura, fazer alongamento e aprenderem a se manterem relaxados.

O funcionário também contará com uma melhor qualidade de vida quando for respeitado como pessoa e como profissional, quando puder contar com um plano de carreira e ter perspectiva de crescimento dentro da empresa, enfim, é preciso estar atento a este conjunto de fatores, pois eles garantem não só uma melhor qualidade de vida aos profissionais, como também proporcionam funcionários mais satisfeitos e que irão garantir maior produtividade no trabalho, o que traz benefícios também para as próprias empresas.

Por Russel


É preciso muito planejamento e dedicação para trabalhar em outro país. Vários detalhes devem ser considerados para que a tentativa dê certo.

Trabalhar fora do país é a vontade de muitos brasileiros. São diferentes motivos que tornam os outros países atrativos, uma vez que os salários parecem mais interessantes e também a forma como eles vivem. Quem quer morar fora tem que se planejar, conhecer um pouco mais sobre a cultura e principalmente as leis trabalhistas e para imigrantes. Para auxiliar nessa tarefa, continue lendo o texto que traz dicas valiosas.

Aprenda mais sobre o país que deseja ir. Sua cultura, hábitos, políticas de emprego, geografia, hábitos da população, locais que irá morar e que deseja conhecer, entre outros aspectos. Além de ajudar na adaptação, conhecer mais sobre o lugar vai ajudar a se integrar mais facilmente e ainda vai fazer você causar uma boa impressão aos naturais do país. Procure saber sobre as políticas com estrangeiros, como os moradores tratam seus imigrantes e onde fica o consulado, caso ocorra algum problema.  

Tenha amplos conhecimentos sobre o idioma nativo do lugar e caso seja um país que fale a língua portuguesa, aprenda as diferenças em relação a como falamos aqui no Brasil. Dominar o idioma local é importante para adequar a comunicação com os demais, principalmente com o superior, colegas de trabalho e clientes. Também será importante para sua evolução profissional e para se posicionar frente a outros funcionários.

Lembre-se que nem sempre é fácil conseguir o primeiro emprego na função que deseja. Se isso acontecer, tenha calma, trabalhe com empenho e estabeleça objetivos para subir dentro da empresa. Para isso é importante se adequar as suas normas, chegar cedo, mostrar-se um bom profissional e demonstrar interesse no emprego.

De acordo com a sua área de atuação, monte um site, blog ou portfólio online para ajudar no Networking. Nessas horas até um perfil no Linkedin (rede social voltada para a busca de emprego) pode ajudar. Os empregadores podem conhecer um pouco mais sobre você e sua experiência mesmo que seja a distância. 

Por Ana Rosa Martins Rocha


Para planejar sua carreira profissional é preciso criar metas e fazer um planejamento.

Um dos momentos mais difíceis na vida de um profissional é saber como planejar sua carreira, afinal, todos querem crescer, mas, precisam saber como começar. Por isso, é importante criar metas e, assim, fazer um planejamento. Desse modo, listamos abaixo dicas de Chana Vasco, que é consultora e também coach.

Estabelecer metas: O principal na carreira é o estabelecimento de metas. Ou seja, se você quer um aumento de salário, outro emprego ou ser promovido, é preciso lutar para conseguir estes objetivos. É o ponto de partida de tudo, afinal, você precisa saber aonde quer chegar para atingir o que deseja.

Antes de agir, pense: Quando se trata da carreira profissional, é importante colocar tudo no papel e pensar muito antes de tentar, ou mesmo, criar sua própria oportunidade.

Autoconhecimento: Primeiramente, o profissional precisa saber em qual patamar está, o que ele sabe e o que pode fazer para atingir o objetivo, ou seja, a meta da carreira. Uma dica importante é fazer o chamado networking, que possibilita dar um “up” na carreira. Conhecer e compreender o que você sabe facilitará na busca por melhorias.

Criar estratégias: Assim que souber qual a sua meta, você deverá definir quais obstáculos precisará vencer para conquistar a carreira profissional que você sempre quis ter. Desse modo, as estratégias podem ser feitas através do próprio networking, do envio de currículo, ou mesmo pedir para um antigo chefe te indicar. Para facilitar, é preferível escrever tudo em um papel, pois, assim, você conseguirá visualizar tudo o que precisa fazer para dar certo.

Acreditar em si mesmo: Por fim, a peça chave de todas as dicas é acreditar no seu potencial, que você conseguirá a carreira que sempre quis. Para isso, é importante ter pensamentos positivos e realmente acreditar no seu objetivo. Ou seja, se você quer vencer na profissão, precisa pensar como um vencedor e a acreditar que aquilo realmente vai dar certo.

Por Andréa Corneli Ortis


Todos possuem pontos fortes e fracos. Analisando alguns fatores é possível tirar o máximo de proveito dos pontos fortes no ambiente de trabalho.

Todos os seres humanos contam com pontos fortes e pontos fracos. Não é nem preciso comentar a respeito da importância que os primeiros têm no mercado de trabalho. Antes mesmo de começar a trabalhar o profissional já precisa ficar atento aos seus pontos fortes. Quem já passou por mais de uma entrevista de emprego já percebeu que esse é um ponto quase que comum a todas elas. 

Considerando todos esses fatores, naturalmente o profissional irá se perguntar: como usar meus pontos fortes no ambiente de trabalho? Existem diversas formas de se fazer isso. Cada profissional agrega características próprias. Porém, existem certos “itens” que podem ser observados por qualquer um tendo em vista um melhor desempenho. Vejamos alguns dos mais comuns e que podem ser aplicados por qualquer pessoa.

– Por onde começar?

Como dito, todas as pessoas apresentam pontos fortes e pontos fracos. Entretanto, há uma grande diferença entre falar sobre os pontos fortes e usá-los. A prática em si é bem mais complicada. O primeiro passo é entender os dois lados da moeda. Como? Faça o que estiver ao alcance. Isso inclui participações em seminários sobre o assunto, orientação com profissionais especializados na área e por aí vai.

– Esteja consciente das limitações.

Apesar de que todos os profissionais têm qualidades que merecem investimento e destaque é muito importante lembrar que nenhum ser humano é perfeito. Admitir e saber lidar com as limitações que muitas vezes se relacionam com os pontos fracos é um bom começo. O profissional precisa estar bem resolvido nesse ponto para que o mesmo não venha a prejudicá-lo em algum momento de sua vida. A linha mais certa a seguir nesse aspecto é reconhecer e buscar melhorar, assim, o que era fraco ontem vira forte hoje. Quem tenta esconder (e não reconhecer) os pontos fracos acaba passando mais tempo nesse “trabalho” e quase não investe nos pontos fortes. Além disso, considere-se o fato de que nem todo mundo é mestre em esconder coisas. Alguns profissionais mostram mais seus pontos fracos exatamente porque vivem preocupados em escondê-los.

– Tirando o melhor do melhor.

A ideia é simples. Quanto às limitações, administre. Quanto aos pontos fortes tire o máximo proveito deles no trabalho. É bom em conversar com as pessoas? Aproveite, exercite isso com os colegas, com os clientes, com o espelho do banheiro! É tudo válido. Quanto mais o profissional trabalhar com seus pontos fortes no trabalho mais segurança ele vai ter. O melhor é que consequentemente irá desenvolvê-los cada vez mais.

– Potencialize o que for melhor.

É comum encontrar profissionais que não fazem a mínima ideia de como melhorar seus pontos fortes e usá-los da melhor maneira possível no ambiente de trabalho. A surpresa maior vem quando a resposta para isso é apenas determinação. Isso mesmo, potencializar os pontos fortes é intimamente ligado à determinação. Sem ela o profissional não irá se disciplinar, treinar ou trabalhar em seus pontos fortes, não irá buscar fazer uso de técnicas para seu próprio aprimoramento.

Os tópicos apontados aqui podem e devem ser considerados por qualquer profissional que está à procura de como usar os pontos fortes no trabalho.

Vale chamar a atenção que na base de tudo isso está o conhecimento próprio. Isso quer dizer que o profissional deve estar bem ciente do que é ou não capaz. Não cabe aqui ilusões, utopias e fingimentos. A sinceridade consigo mesmo é o melhor caminho para quem pretende saber o que faz melhor.

Boa Sorte.

Por Denisson Soares


É preciso muita dedicação e sacrifícios para construir uma carreira de sucesso.

É fato que uma carreira de sucesso não se constrói da noite para o dia e sim são necessários anos de dedicação e muito sacrifício para que a mesma se estabeleça.

As pessoas costumam ouvir histórias de sucesso e muitas vezes de superação que são contadas em poucos minutos e tendem a achar que tudo para aquela pessoa foi fácil ou que ela foi simplesmente uma privilegiada. Mas quando aprofundamos nas histórias de pessoas que venceram constatamos que todas elas passaram por momentos difíceis onde tiveram que ser perseverantes, tiveram que sacrificar e abrir mãos de muitas outras coisas para não perderem o foco do seu objetivo. Para que você também alcance uma carreira de sucesso traremos aqui algumas considerações sobre o que pessoas fizeram para terem êxito nos seus projetos:

  • Tenha foco, organize seu tempo para se dedicar ao seu projeto, a sua profissão ou estudos;
  • Seja disciplinado, nunca deixe para depois o que se pode fazer agora;
  • Tenha todas as áreas da sua vida sobre controle, pois o desequilíbrio em alguma delas pode causar danos à sua área profissional;
  • Seja otimista, não tenha medo de arriscar ou fazer investimentos;
  • Faça um projeto visualizando onde quer chegar e o que fazer para alcançar. Pessoas que traçam metas e visualizam seus sonhos têm mais chances de realizarem e terem seus projetos concretizados;
  • Seja transparente em todas as suas ações para ter uma carreira consolidada;
  • Não desanime diante das dificuldades que se apresentarem em seu caminho, lembre- se do foco, siga em frente e ultrapasse as barreiras. O vencedor não é aquele que não teve problemas, mas sim aquele que os venceu;
  • As pessoas mais bem sucedidas são aquelas que foram capazes de transpor todos os obstáculos;
  • Atualize-se sempre, esteja antenado às necessidades do mercado. Devido à globalização e à evolução da tecnologia as informações passam muito rápido, portanto esteja atento às mudanças e exigências do mercado.

Construir uma carreira de sucesso necessita da junção de alguns itens técnicos, mas também de valores que farão com que se construa e estabeleça uma carreira de sucesso.

Por Regiane Daniele de Jesus


Saber planejar a carreira profissional é essencial para o desenvolvimento de uma empresa.

Alguns chamam de planejar seu próprio sucesso, planejar o crescimento de sua carreira ou seu crescimento profissional. Não importa como você chamar, o importante é saber planejar, saber estruturar e, principalmente, saber para onde quer ir. Como fazer isso? Separamos algumas dicas para você aprender a planejar melhor seu crescimento profissional.

– Faça a diferença agora:

Não adianta tentarmos planejar o futuro sem sabermos onde estamos, por isso, seja o melhor profissional que puder agora onde está, para ter certeza de que vai conseguir chegar aonde quer por seus méritos. Empresas normalmente buscam profissionais que produzem bem e que façam a diferença, seja esse profissional e suas chances sempre aumentarão.

– Trabalhe no que gosta:

Muitas vezes acabamos trabalhando com coisas que não gostamos ou que não são exatamente o que queremos. É daí que normalmente saem os profissionais frustrados e mesmo tentando planejar sua carreira dentro do que não gostam, as coisas acabam não dando certo para eles. Por isso, não importa em que área deseja atuar, tenha sempre em mente que se você estiver tendo prazer de trabalhar, terá vontade de fazer mais e assim poderá planejar muito melhor sua carreira.

– Saber a hora de mudar:

Mudanças construtivas são muito bem vistas pelo mercado de trabalho, profissionais que ficam muito tempo no mesmo cargo na mesma empresa podem ficar vistos como “acomodados”, saiba a hora de sair de sua empresa. Isso não significa mudar de trabalho o tempo todo, mas sim saber quando você já absorveu todo o conhecimento que podia e não tem mais espaço de crescimento, claro, que sempre com uma coisa nova à vista.

– Seja positivo:

Acredite em você mesmo, pode parecer clichê, mas é verdade, sem confiança em seu próprio trabalho você não consegue mover sua vida profissional para frente. Por isso, acredite no que você faz e tenha certeza de que é o melhor que pode fazer.

Por Tom Vitor de Freitas


Algumas atitudes são necessárias para se manter em uma mesma empresa por um longo período.

Hoje em dia o cenário do mercado de trabalho brasileiro demonstra uma grande rotatividade de profissionais. É cada vez mais raro profissionais que passam toda a sua trajetória profissional dentro de uma única empresa, alguns arranjam oportunidades de trabalho melhor, outros acabam sendo demitidos com muito pouco tempo de casa. Porém, uma pequena minoria consegue se manter no emprego e constrói uma extensa carreira até se aposentar.

E analisando essa temática, quais são as atitudes e as ações necessárias que realmente mantém os funcionários dentro da empresa por longa data? Confira algumas dicas.

– Para se manter numa empresa é preciso vestir a camisa da organização:

De nada adianta querer se manter por muito tempo em uma empresa sem vestir a camisa da mesma. Vestir a camisa da empresa é estar sempre alinhado com todas as necessidades dela, ou seja, o funcionário deve ser comprometido em atuar na área em que a empresa necessita, sempre demonstrando interesse em crescer profissionalmente, além, é claro, de desempenhar bem as suas atividades e logicamente obter destaque na função desempenhada.

– É importante ser solícito e ter um bom relacionamento interpessoal:

Ser um funcionário disposto a ajudar e a colaborar é muito importante, fazer horas extras sempre é um diferencial para quem deseja ter vida longa na empresa, assim como o bom relacionamento interpessoal, não gerar e não participar de conflitos e de fofocas também é essencial.

– Estar sempre atualizado é importante para a empresa e para o profissional:

As empresas valorizam os funcionários que se interessam em se qualificar profissionalmente, então tenha interesse em estudar, nunca pare de fazer cursos complementares e se esforce para conseguir alcançar o nível superior, pois além de te manter no emprego, você terá a oportunidade de ter uma remuneração melhor.

– Evite dar atestados e seja pontual:

Logicamente que atestados de saúde devem ser respeitados, mas muitos profissionais gostam de dar aquele “nózinho” para emendar um feriado ou para participar daquela festa de casamento, então se você quer ter longevidade na empresa, não dê atestados para esse fim, pois o mundo é pequeno e algum colega de trabalho seu, ou conhecido do seu chefe, pode te ver nessas ocasiões e espalhar para toda a empresa. Não chegar atrasado também é um fator importante, pontualidade e assiduidade são qualidades de funcionários velhos de casa.

Então siga essas dicas e boa sorte em seu trabalho. Que você tenha uma carreira longa e brilhante!

Por Rodrigo da Silva Monteiro





CONTINUE NAVEGANDO: