Quem conhece bem os seus próprios talentos tem mais chances de aplicar corretamente a energia necessária para buscar o sucesso profissional.

Quem deseja chegar ao sucesso, seja na vida profissional ou no pessoal, deve gastar um bom tempo buscando o autoconhecimento. De acordo com os especialistas, quem conhece bem os seus próprios talentos tem mais oportunidade de investir corretamente para aprimorar suas qualidades.

Quando temos real noção de nossos pontos fortes podemos aplicar corretamente a energia necessária para a busca do sucesso. Assim, podemos ir além do senso comum e obter facilmente destaque em nosso meio.

Todas as pessoas têm pontos fortes, mas o que diferencia um vencedor é o autoconhecimento que possui, que possibilita um esforço muito menor na hora de investir corretamente energia, tempo ou dinheiro. Todos nós nascemos com algum tipo de talento, basta saber exatamente qual é, para que possa ser lapidado.

Buscando o autoconhecimento:

Algumas pessoas podem se perguntar como identificar seus pontos fortes. Algumas características devem ser observadas, por exemplo, o prazer em executar determinadas tarefas pode ser um indicador do que você faz com mais facilidade, a área em que tem maior aptidão.

Outra forma de identificar seus pontos fortes é avaliar suas atividades corriqueiras ao longo do dia, ao invés de buscar algum fato que se sobressaia.

Se você não conseguir sozinho descobrir suas potencialidades, vale conversar com outras pessoas próximas, e que tenham a oportunidade de conviver diariamente com você. Elas podem ajudar você a encontrar o caminho de suas maiores qualidades.

É importante mudar:

Mesmo que você passe a conhecer bem suas qualidades, considere o fato de que as coisas mudam. De acordo com o desenvolvimento de suas habilidades outras podem surgir.

O peso que cada novo interesse terá na sua vida no futuro é escolha sua. O importante é estar sempre buscando o aperfeiçoamento, em todas as áreas. Uma pessoa que busca a perfeição é sempre bem vista no ambiente de trabalho e nas relações interpessoais, e ter bons relacionamentos com certeza é um bom caminho para o sucesso.

Por Patrícia Generoso


É essencial ter um bom relacionamento com o chefe, para obter resultados positivos para a empresa e ter um ambiente de trabalho agradável.

Ter uma boa relação com o chefe é fundamental, acontece que muitas vezes fica parecendo que estamos querendo ser puxa-saco. Mas você pode criar um bom relacionamento com o seu chefe, com respeito, admiração e gerando bons resultados, o importante é mostra-se, acima de tudo, umbom profissional.
Quando um chefe determina as metas a serem seguidas, nem sempre ele tem uma visão tão clara do negócio como o funcionário que está envolvido no trabalho, por isso você pode dar sugestões, para auxiliar o seu chefe a determinar metas reais, que não estejam acima da capacidade dos funcionários nem abaixo. Com isso o seu chefe vai perceber que você é uma pessoa "antenada" nos negócios, que conhece bem a empresa e tem visão de mercado.

Outra dica importante é fazer o seu trabalho sempre da melhor forma possível. Não adianta ficar tecendo elogios para o seu chefe e não dar a ele o que mais lhe importa que são os resultados esperados do seu trabalho.
Por isso, não importa qual seja sua função dentro da empresa, faça suas tarefas com responsabilidade, seja pontual sempre e cordial com seus colegas de trabalho, visando sempre o melhor para a empresa como um todo.

No dia a dia da empresa, procure conhecer melhor o perfil do seu chefe, pois cada pessoa é de um jeito. Talvez ele fique de mau humor pela manhã ou após uma reunião não gosta de conversar sobre determinado assunto, enfim, aos poucos vá procurando conhecer o seu chefe, desta forma você poderá estabelecer uma comunicação mais cordial.

E é claro que você vai ter que ser um funcionário fiel a ele, pois como você poderá ter um bom relacionamento com seu chefe se você fica falando mal dele nos grupinhos de funcionários? Isso não significa ser um puxa-saco, mas sim, um funcionário dedicado, afinal o seu chefe está focado nos objetivos da empresa e este objetivo deve ser compartilhado por todos os funcionários.

Você não fará as coisas para agradar o chefe, você estará fazendo, na verdade, o que precisa ser feito para que a empresa atinja suas metas. Seu chefe é o responsável para que a empresa “chegue lá”, então ajude como puder, fazendo seu trabalho de forma correta, responsável, oferecendo-lhe ajuda quando ele precisar e se mostrando sempre pronto para as tarefas que surgirem e novos projetos, assim você estará dando um exemplo para os demais funcionários e fazendo o que, na verdade, deveria ser feito por todos, que é trabalhar para o crescimento da empresa.

Por Russel


Os profissionais devem analisar a cultura organizacional da empresa e sobre a vaga que está sendo oferecida. Com isso, é possível saber se seus valores condizem com os da empresa.

Um dos erros mais comuns ao escolher uma empresa é focar somente no salário oferecido ou no cargo e seus possíveis benefícios. Para os especialistas, o melhor é conferir se os seus valores pessoais e a cultura do lugar terão aderência. Cada empresa cativa pessoas de modos diferentes.

É necessário avaliar se a cultura organizacional da empresa se encaixa nos seus objetivos profissionais. Isso não acontece atualmente, porque o foco atualmente está no curto prazo. As pessoas não estão se preocupando com o futuro na empresa, porque na maioria das vezes já entram pensando em migrar de empresa ou até de carreira. A cultura da empregabilidade em uma só empresa, por longos períodos de tempo, já não é uma realidade para a maioria dos brasileiros.

É aconselhável que os candidatos a uma vaga de emprego pesquisem sobre a empresa que ofereceu a vaga, antes mesmo da entrevista, ou de começar a trabalhar, para evitar desperdiçar tempo em um ambiente que não lhe fará bem. Para esta pesquisa podem ser utilizados os próprios sites das empresas. Notícias de jornais e revistas ou conversas com pessoas que já tenham trabalhado na empresa e possam lhe fornecer informações importantes.

Outra dica importante é o autoconhecimento. Quando o funcionário sabe exatamente suas metas e objetivos para o futuro, fica muito mais fácil traçar metas profissionais dentro de uma empresa.

Se você é mais jovem, no entanto e ainda não tem a certeza sobre qual perfil se encaixa, a análise da empresa pode não ser tão fácil para você. Aposte então na oportunidade e fique de olho no dia a dia da empresa. Os especialistas afirmam que em torno de três meses de vivência já  é possível ter a noção de como é a cultura organizacional da empresa e também se conhecer um pouco melhor, a ponto de avaliar se está adaptado à empresa ou não.

Por Patrícia Generoso


Desenvolver algumas habilidades profissionais é necessário para construir uma boa carreira.

O mercado de trabalho está cada vez mais exigente em relação às habilidades dos profissionais. Sendo assim, aqueles que conseguem acumular habilidades durante sua vida têm muito mais oportunidades.

Hoje em dia, não basta ter apenas uma boa formação acadêmica, é preciso desenvolver habilidades que irão lhe ajudar a conseguir colocar tudo o que você aprendeu em prática de uma forma que agrade a empresa e os profissionais que trabalham em sua volta.   

Muitas vezes não é fácil desenvolver qualidades para se tornar um profissional competitivo. Diagnosticar possíveis pontos de melhora irá ajudar a conseguir melhorar sua carreira. Veja abaixo cinco habilidades que todo profissional bem-sucedido precisa desenvolver:   

– Tenha inteligência social:

Trabalhar e conviver em equipe com certeza não é algo fácil. Todos somos diferentes em ideias, ponto de vista e formações. Mas ter um ambiente agradável de trabalho é possível e isso depende basicamente de como os profissionais utilizam sua inteligência social. Demonstrar empatia por colegas de trabalho e ajudá-los a conseguirem objetivos coletivos é importante para o bom andamento da empresa.   

– Tenha habilidade com ferramentas digitais:

A tecnologia chegou em todos os campos de sua vida. Não há mais como deixá-la de lado. Para conseguir ser um profissional bem-sucedido é preciso que você domine ferramentas digitais, principalmente as que estiverem intimamente ligadas ao seu trabalho. Elas certamente ajudarão você em seu trabalho, aumentando a produtividade e oferecendo resultados mais eficientes.   

– Saiba como se posicionar:

Muitos profissionais quando não concordam com algo ligado ao seu trabalho tendem a ser rudes ou agressivos. Isso é um erro que só os prejudica. É preciso saber o momento certo para colocar seu posicionamento. Se você participou de uma reunião acalorada e não concordou com algumas das questões debatidas, talvez seja necessário que você converse com o líder do projeto em particular. Reporte-se para o profissional que realmente lidera o projeto. Opinar para pessoas erradas é uma das primeiras práticas para criar um ambiente instável.   

– Saiba se adaptar rapidamente:

As empresas atuais podem até tolerar erros, mas não toleram profissionais que não sabem utilizar suas experiências para melhorarem. Adaptar-se de maneira rápida é uma das habilidades mais requisitadas nos profissionais atuais. Ainda é comum encontramos pessoas que relutam em fazer mudanças necessárias, principalmente quando elas estão ligadas a tecnologia.   

– Saiba elogiar:

O ambiente corporativo muitas vezes é exigente e ingrato, mas você não precisa ser assim. Os profissionais que sabem o momento certo de elogiar seus colegas são bem vistos pela empresa e pelos outros profissionais que estão em sua rotina de trabalho. Reconhecer um bom desempenho é sinal que você está atento às práticas realizadas em sua equipe e certamente motivará outros a melhorarem.

Por William Nascimento


Os líderes devem confiar na capacidade de seus subordinados e delegar atividades de uma maneira correta, de acordo com a habilidade de cada um. Com isso, a empresa e a equipe só têm a ganhar.

Ter a mania de fazer todas as tarefas sozinho não é um bom negócio. Além de ficar marcado como individualista, os outros funcionários podem não gostar de sua atitude, o que gerará um afastamento dos demais companheiros, que o considerarão presunçoso e “dono da verdade”.

Além de afastar seus companheiros, assumir tarefas sozinho pode trazer malefícios à empresa, pois se você assume uma tarefa que não é de sua responsabilidade, ou que não está acostumado a lidar, todo o grupo perde em qualidade.

Delegar atividades, confiar na capacidade de seus subordinados é uma característica que o destacará bastante como chefe e fará com que o trabalho renda. Como líder você tem uma visão privilegiada da empresa e de seus funcionários, sabendo exatamente no que cada um pode colaborar para o andamento da tarefa. Dessa forma, todos trabalharão por igual, sem lhe sobrecarregar muito, e a tarefa poderá ser feita em menos tempo, abrindo espaço para outras prioridades da empresa.

Não encare a delegação de tarefas como uma assinatura de irresponsabilidade ou de fraqueza. Esteja aberto a sugestões e participe do processo em grupo. Um indivíduo que delega tarefas faz o melhor por si mesmo, pelos outros e pela empresa.

É preciso, porém, saber delegar as tarefas: analise bem os perfis e distribua bem as tarefas, de acordo com a capacidade de cada um. Não distribua tarefas que você mesmo pode fazer só para se livrar da responsabilidade, ou tirar o peso dos seus ombros. É importante estar presente, continuar participando do trabalho em grupo.

Delegar tarefas é o principal fator de sucesso de sua equipe e com a distribuição correta das funções o trabalho que antes seria feito somente por você, em um tempo grande, consumindo valiosos momentos, agora será feito em equipe, colaborando cada vez mais para a melhora da produtividade de sua equipe e a convivência em grupo.

Por Patrícia Generoso


Para obter um bom desempenho na tarefa a ser realizada, todos da equipe devem cooperar e estar motivados. Para isso, o líder deve saber como lidar com cada situação.

A complexidade das funções exercidas no mercado de trabalho atualmente tem tornado a necessidade de trabalhar em equipe ainda mais valiosa nos profissionais. Todas as empresas bem-sucedidas acoplam equipes vencedoras e produtivas em diversos de seus departamentos.

Mesmo com o mundo tendo gerado uma interdependência cada vez maior de conhecimentos, processos e habilidades, a necessidade de se trabalhar em equipe é cada vez maior.   

A tecnologia tem facilitado a forma de se comunicar com os diversos profissionais que você precisa lidar no decorrer do seu trabalho.

Uma equipe que pretende ser bem-sucedida deve adotar algumas características importantes.

Ter um ótimo desempenho requer um grande nível de cooperação entre seus membros, onde todos visam à efetiva realização das tarefas para atingir um determinado objetivo.   

Outro ponto importante é o alto nível que cada profissional deve ter de aceitação e de responsabilidade para com sua equipe de trabalho. Isso permitirá que mesmo que algo dê errado no decorrer do caminho, os profissionais contornarão e resolverão as situações.   

Comunicar-se de maneira claratambém é um dos pontos primordiais para equipes de sucesso. Principalmente, o líder deve se comunicar de maneira transparente para que todos saibam qual o caminho a ser percorrido para atingir o objetivo final. Bons líderes cominam muito bem a maneira com que se comunicam com sua equipe, seja em qualquer momento.    

O papel de cada membro da equipe deve ser estipulado pelo líder assim que um trabalho ou projeto ser iniciado. Muitas vezes não é possível deixar que os integrantes escolham quais as funções que desejam exercer. Por isso, é importante conhecer profundamente as características profissionais da equipe a qual irá liderar. Assim será possível que você colha o melhor desempenho de cada um dos profissionais de sua equipe de trabalho.   

É importante ressaltar que o processo de liderança é contínuo. Seja qual for o momento, turbulento ou não, o líder deve se encarregar de resolver problemas e promover o bem-estar no ambiente de trabalho. Além disso, os liderados devem notar o esforço e dedicação do líder para que o objetivo final seja alcançado. Desta forma, cada um dos integrantes da equipe irá se sentir motivado a render cada vez mais.   

O líder deve acompanhar de perto as tarefas desempenhadas de acordo com o objetivo proposto, identificar possíveis problemas, mesmo que ainda não existam, verificar o desempenho de cada profissional, orientar na busca de soluções e fortalecer o espírito de cooperação e confiança. Para conseguir isso é preciso que a liderança tenha envolvimento constante, deixando de lado a aparência de chefe e vestindo-se de líder.

Por William Nascimento


Pessoas que têm dificuldades de concentração e de produtividade durante o dia podem optar por trabalhar de madrugada. Nesses casos, o rendimento pode ser bem maior e satisfatório.

Não consegue se concentrar durante o dia? Acordar cedo para você é sempre um sofrimento? Você pode ser somente um indivíduo que funciona melhor à noite.

Algumas pessoas não possuem o ritmo diurno e, por isso, têm dificuldades de concentração e produtividade durante o dia. O motivo disso, além de ser um fator genético e biológico, pode ser explicado por alguns fatores: durante a noite, grande parte de nossas distrações, tais como os barulhos externos, por exemplo, são amenizados, e nossa produtividade é maior.

Um horário de trabalho noturno produz vários benefícios, como um tempo maior para seus compromissos pessoais, por exemplo. Se você não tem a obrigação de chegar cedo em casa para descansar para o dia seguinte, com certeza poderá aproveitar melhor suas oportunidades de lazer e, como todos sabem, um trabalhador que tem momentos de lazer, tem uma produtividade muito maior.

Outro benefício é o transporte público. Já pensou em pegar sua condução completamente vazia? Escapar do horário de rush? Trabalhar durante o período da madrugada pode lhe proporcionar bons momentos nos transportes públicos, pois você estará indo para o trabalho e voltando dele nos horários opostos da maioria da população. Mais rapidez, mais conforto e, consequentemente, mais produtividade!

Os turnos de trabalho noturnos tendem a ser mais tranquilos. Se você trabalha em casa, terá o benefício de eliminar possíveis distrações, como citado acima, e se trabalha em uma empresa, as madrugadas são geralmente os horários de melhor fluxo de trabalho, com menos estresse e cobranças desnecessárias.

Se você é uma pessoa que tem problemas com horários matutinos, a madrugada pode ser uma boa opção. Seu rendimento será bem maior e você terá muito prazer com seu trabalho. Apenas tenha o cuidado de respeitar as horas de sono necessárias para sua saúde.

Mas se o seu caso não é esse, se você cumpre bem os horários comerciais  tradicionais, trabalhar de madrugada não é sua praia, prefira não arriscar essa opção, sob o risco de ter resultados insatisfatórios.

Por Patrícia Generoso


Saber conciliar a vida profissional com os cuidados com os filhos é essencial. Algumas profissões são ótimas alternativas para isso.

Ser pai ou mãe significa mudar de vida, quando o seu filho chega ao mundo sua vida muda e, consequentemente, sua rotina passa a ser outra. Mesmo depois de toda a fase de choros de madrugada e troca de fraldas, você não consegue manter a mesma rotina que tinha antes de seu filho nascer, principalmente quando se diz respeito ao trabalho. Muitas mães se desdobram para tentar conciliar a vida profissional e a educação de seus filhos, uma tarefa que parece impossível, mas não é, o trabalho a distância ou home office é uma realidade para muitos e pode ser uma ótima alternativa para conciliar carreira e criação dos filhos. Conheça aqui outras profissões que são consideradas as melhores para quem enfrenta esse tipo de situação.

– Freelancer:

É uma profissão onde muitas vezes se pode levar o trabalho para casa (ou só trabalhar nela) e atender clientes por lá. Sendo freelancer, é importante que se tenha noção e disciplina na hora de realizar seus trabalhos para não perder o foco.

– Trabalhar em consultórios:

Dentistas, médicos, fisioterapeutas, psicólogos, nutricionistas, entre outros entram nessa lista. Ter um consultório significa ser flexível com horários, mesmo que você não tenha tanta liberdade como em um home office, por exemplo, tem a vantagem da separação de ambientes, o trabalho e o lar em lugares diferentes te ajudam a organizar a mente, e consequentemente ter mais tempo para seus filhos.

– Escritório próprio:

É parecido com ter o seu próprio consultório, tem praticamente as mesmas vantagens, mas os horários podem se alterar um pouco, uma rotina de escritório é definitivamente diferente de uma rotina de consultório. Profissões que se adequam à essa realidade são advogado e arquiteto, por exemplo.

Para conseguir manter o equilíbrio que todos buscam é necessário ter disciplina, não é fácil de início, mas os frutos desse tipo de trabalho são enormes: mais tempo para você mesmo e para seus filhos. A educação das crianças é fundamental e ver um pai ou mãe sempre presente e mesmo assim trabalhando com certeza trará um diferencial para a formação da criança.

Por Tom Vitor de Freitas


Empresas buscam manter seus talentos e para isso precisam identificar e desenvolver as competências dos profissionais.

O mercado de trabalho passa por muitas transformações e as dinâmicas mudam de acordo com o tempo. Atualmente, as Organizações estão buscando manter seus talentos, mas nem sempre isso é possível devido à competitividade que há entre as empresas e as oportunidades que cada uma oferece para os profissionais que se destacam no mercado. Por isso, as Companhias precisam conhecer os seus colaboradores e as competências e habilidades que cada um oferece e assim procurar estimular o crescimento deles dentro da empresa.

Você sabia que a retenção de talentos implica menor custo para a organização? Desta forma, a empresa vai manter o seu profissional, além de diminuir os gastos que são gerados pela rotatividade. A saída de um bom colaborador pode ser custoso para a Organização, porque o profissional vai levar com ele toda a sua experiência e conhecimento acumulado.

Desta forma, as Organizações precisam identificar e desenvolver as competências dos seus profissionais. Por exemplo, muitas empresas estão procurando ajuda especializada para criar e implantar programas de retenção de talento dentro do seu quadro profissional.

Mas, como manter um bom profissional na Organização? É preciso que a empresa saiba o que significa a palavra “talento” e qual o sentido tem para ela. Assim, ela vai poder desenvolver um bom programa de acordo com a sua filosofia e valorizar o profissional, para que ele se sinta bem em trabalhar na Organização e atenda as suas expectativas.

Portanto, é preciso que a Companhia tenha consciência da importância de manter um bom profissional e procure criar um ambiente de trabalho estimulante, proporcionar espaço de aprendizagem para os colaboradores, oferecer um bom plano de carreira, ou seja, valorizar o profissional, para que ele não tenha que suprir as suas expectativas em outra Companhia, uma vez que há várias oportunidades no mercado de trabalho. Desta forma, a empresa vai conseguir alcançar o seu objetivo e se estabelecer em um mercado competitivo. 

Por Babi


Um dos nomes mais reconhecidos da franquia nacional é Miguel Krigsner, dono de O Boticário. Um empresário de 62 anos, dispensavelmente dizendo, bem sucedido. Seu grupo, que também lidera marcas como Quem disse, Berenice?, Eudora e The Beauty Box fechou 2013 com mais de 3.500 lojas em todo o país. 

Em uma entrevista recente, Krigsner deu algumas dicas para o sucesso no ramo escolhido e a colheita de bons resultados:

– Questão de Gosto: trabalhe no que vá se sentir bem. O empreendedor ensina que o primeiro passo é ter a afinidade com o ramo: "É necessário gostar, ter paixão", exalta.  

– Seja Diferente: diferencial sempre abre as portas para novos clientes e aumenta em até 80% o retorno dos clientes na loja. Um bom atendimento, que ao mesmo tempo passa deixar o cliente á vontade, é a palavra chave para o início dessa questão.  

– Corra Riscos: Riscos fazem parte de qualquer assunto importante que envolve, de certa forma, a sua vida. As dificuldades vão existir, pois é através delas que alcançamos o sucesso. Não dê um passo maior do que pode, mas assuma qualquer risco que possa soar como positivo no futuro para sua empresa.  

– Reconheça os Funcionários: Os funcionários são os principais aliados, que podem lhe auxiliar sempre. Um bom relacionamento com a sua equipe vai garantir ainda mais o seu sucesso e você vai saber que poderá contar com as metas na medida do possível e ter um crescimento contínuo das vendas. Seja flexível e mantenha o bom relacionamento.  

– Mantenha a transparência: Seja sincero com os funcionários e clientes. Acima de tudo, repense se você conseguirá manter essa clareza consigo mesmo e, aí sim, prometa prazos ou demais questões que possam levar algum tempo. Nunca substime qualquer pessoa que faça parte do seu trabalho. Mantenha a sua imagem e perseverança. 

Por Luciana Ávila





CONTINUE NAVEGANDO: