Oportunidades visam atender a demanda em diversas áreas de atuação

Quase toda semana é possível encontrar novas vagas de emprego no portal eletrônico das grandes e poderosas empresas. Por lá, além de executar o cadastro, que só deve ser feito pela internet, existem outras informações sobre as propostas. Nas ofertas é possível encontrar a quantidade de vagas, o perfil de ensino e outros requisitos. Para maio muitas entidades já divulgaram as suas oportunidades de trabalho, que visam profissionais de diferentes perfis de ensino.

Um exemplo a citar é a Pepsico, que toda semana está recrutando novos profissionais. Segundo informações, as propostas são para os estados de Sergipe, Paraná, São Paulo e Bahia. De acordo com informações da Pepsico, empresa detentora de marcas como Quaker, Toddy, Gatorade e Toddynho, o interessado deve apresentar o ensino escolar completo e ter experiência de trabalho anterior.

Na lista abaixo, você pode acompanhar os cargos que a unidade está disponibilizando.

Assistente de Vendas – Call Canter IT PMO – Sales Process/ automation e retail execution /Global Procurement Indirect Sr /Supervisor End User Services Coordinator/ Gerente de Contas KAR /Analista Fiscal Productivity e Seasoning (Flavor) Specialist – Salty Snacks Research e Development/ Analista Fiscal Sênior/ Gerente de Cultura e Engajamento Compliance & Ethics Jr/ Analyst Analista de Logística de Transportes Júnior /Coordenador de Warehouse/ Analista de Recursos Humanos Pleno/ Operations Project Manager Global/ Procurement Indirect Sr/ Supervisor Analista de Trade Marketing Global /Procurement Association Manager (Facilities)/ Analista de Administração Pessoal SR – Políticas e Processos Técnico Eletromecânico/ Administrative Support /Técnico Eletromecânico I /Supervisor de Qualidade/ Analista Financeiro Sênior/ Tax Planning Manager.

Ficou interessado em uma das ofertas de emprego? Aprenda agora a enviar o currículo para a Pepsico, que deve ser feito pela internet.

O cadastro pode ser feito sem muita demora, já que no processo tudo acontece exclusivamente pela internet. O candidato deve só verificar algumas informações sobre as propostas de trabalho, que pode ser analisada pelo mesmo site de cadastro. O endereço eletrônico é seguir: www.pepsicojobs.com.

Vale ressaltar que é importante verificar as informações sobre as vagas de trabalho com suma urgência. Segundo informações, as oportunidades podem sofrer alterações no decorrer do dia e também podem ser preenchidas.

Como a empresa não publica aviso prévio sobre as vagas, o candidato tem a obrigação de verificar essas informações. Então o profissional tem o dever de analisar os detalhes das propostas.

Flavinha Santos


Vagas oferecidas estão distribuídas em cinco áreas

Está precisando ingressar no mercado de trabalho? Então você pode contar com a ajuda da Contém1g – uma importante empresa de maquiagem e moda – que está divulgando suas novas vagas de emprego para maio.

Segundo a divulgação, a entidade busca profissionais nas áreas de Estética, Comercial, Administração e de Vendas. Veja na lista abaixo as propostas disponibilizadas pela Contém1g:

Cargo – Vendedor Maquiador; Cargo – Assistente Vendas Júnior; Cargo – Recepcionista; Cargo – Vendedor; Cargo – Revendedora; Cargo – Vendedora de Loja.

Como Cadastrar Currículo na Contém1g:

O interessado precisa apenas realizar o cadastro do currículo, que deve ser feito exclusivamente pela internet.

O endereço eletrônico da empresa é o endereço a seguir: www.vagas.contem1g.infojobs.com.br. Além do cadastro, o portal da empresa também oferece maiores informações sobre as oportunidades de trabalho.

Como Elaborar um Currículo Em busca de vagas de emprego, certos brasileiros decidem entregar o currículo na porta das empresas ofertantes de trabalho.

Esse processo pode até ser mais fácil, porém merece um pouco de cautela. Estamos nos referindo ao currículo, que não deve apresentar rasuras e outros detalhes. Para concorrer a certa vaga é necessário que seu currículo apresente fatores que toda empresa leva em consideração. O primeiro fator é que seu currículo não pode ultrapassar mais de duas folhas. E a sua saída para evitar tantas folhas é organizar as informações, de modo que não canse o recrutador.

O segundo fator, é acrescentar apenas as informações sobre a oferta que está buscando. Por exemplo, se o requisito da oferta é ter Ensino Superior Completo, Experiência de Trabalho e cursos na área, o candidato deve organizar essas questões.

Na área de formação, deve colocar o nível de ensino com nome e endereço da instituição. No campo de experiência, é preciso colocar duas ou três empresas, com nome, telefone e o tempo que atuou na entidade. Lembre-se: acrescente apenas os cargos está buscando. E na área de qualificação, o mesmo método deve ser utilizado. O que vai mudar é que você deve colocar a data de inicio e conclusão do curso realizado.

Como pode notar, esses dados é para um currículo simples, que bem organizados podem alavancar as chances de um profissional vencer a concorrência.

 Por Flavinha Santos


Posto de Atendimento ao Trabalhador oferece vagas em mais de dez áreas de atuação

Quem busca vagas de emprego sabe que pode contar com as entidades ofertantes de propostas de trabalho. Presentes em todos os estados brasileiros, os órgãos toda semana trazem novas vagas de emprego. O Sine, a Agência do Trabalhador, o Posto de Atendimento ao Trabalhador e a Casa do Trabalhador são alguns exemplos.

Desses exemplos podemos citar o Posto de Atendimento ao Trabalhador, conhecido como PAT, que oferta dezenas de oportunidades de emprego.

Para essa semana de maio, a entidade já divulgou suas ofertas de serviço nas cidades brasileiras que, segundo informações, está selecionando profissionais de diferentes perfis.

Na cidade de Barretos, que está localizada no estado de São Paulo, o Posto de Atendimento ao Trabalhador apresenta a sua lista com as novas oportunidades que visam profissionais com ou sem experiência e também portadores de deficiência.

Se estiver interessado, acompanhe agora os cargos disponibilizados pelo PAT:

Cargo – Auxiliar de Cabeleireiro; Cargo – Padeiro; Cargo – Camareiro; Cargo – Eletricista Industrial; Cargo – Churrasqueiro; Cargo – Diarista; Cargo – Torneiro Mecânico; Cargo – Doméstica; Cargo – Eletricista de Manutenção de Veículos; Cargo – Lavador de Vidros; Cargo – Operador de Tratamento de Água; Cargo – Mecânico de Caminhões; Cargo – Vendedor em Domicílio; Cargo – Técnico em Refrigeração e Lavadora de Linha Branca.

Como informamos acima, dentre os cargos citados, o PAT oferta vagas para pessoas com deficiência.

Quer cadastrar seu currículo no banco de dados da empresa? Então saiba como realizar esse processo. Para cadastrar o Currículo no Posto de Atendimento ao Trabalhador o indivíduo deve comparecer a sede da unidade para realizar o cadastro do currículo.

Porém, antes de ir ao ambiente, é aconselhado seguir algumas recomendações. Para fazer o cadastro é preciso sair de casa munido com alguns documentos. O PAT informa que é preciso levar CPF, Carteira de Trabalho ou Cartão Cidadão e o RG.

É necessário também levar o Comprovante de Residência e o Currículo atualizado.

Com esses documentos o cadastro será feito sem que haja problemas. Outra recomendação é que o interessado deve chegar ao ambiente um pouco mais cedo, evitando assim perder a vaga desejada e também de pegar filas.

Sabendo disso, os interessados devem comparecer à sede do PAT, que está situada na Rua 32, nº 1.243, no centro de Barretos. É interessante também apontar sobre as informações das propostas, já que podem ser alteradas ou podem ser preenchidas. Sendo assim, é seu dever buscar informações com urgência. Para saber de mais detalhes acesse o site do Sine de Barretos: www.barretos.sp.gov.br.

Por Flavinha Santos


São vagas abertas em diversos cargos para atuação no evento Rock in Rio 2015, que será realizado entre os dias 18 e 27 de setembro.

Unir um bom emprego, mesmo que temporário, e muita diversão é, sem dúvidas, uma das mais perfeitas combinações que pode existir. Pois é isso que o Rock in Rio 2015, um dos maiores festivais de música do mundo, tem a oferecer para você que está em busca de um trabalho.

De acordo com a organização do evento, será gerado cerca de 20 mil empregos, somados entre diretos com os indiretos, disponibilizando vagas que contemplem diversos níveis de profissionais.  

Para os que vão trabalhar diretamente no evento, serão 6 mil vagas separadas. Estes, se contratados, irão prestar serviço na própria Cidade do Rock, no estado do Rio de Janeiro, sede do festival.

Ainda se tratando de números, os interessados já podem fazer seu cadastro no Sistema Nacional de Emprego (Sine) na capital do Rio de Janeiro, para já disputarem as mais de 400 chances prontas para as contratações. São elas: 30 para Auxiliar de Limpeza, 30 para Auxiliar de Carga e Descarga; 30 para Auxiliar de Segurança; 8 para Cozinheiro; 10 para Auxiliar de Cozinha; 30 para Copeira e  300 vagas para Auxiliar de Serviços Gerais.  

Em torno de tantas notícias de desemprego, sem dúvidas, essa é uma oportunidade ímpar para se recolocar no mercado de trabalho e ainda mais com a média salarial acima do salário mínimo nacional que a organização do Rock in Rio está oferecendo, variando de R$ 800,00 a R$ 1.341,00.  

As outras 14 mil vagas de emprego ficarão a cargo do trabalho indireto, já que, sem dúvidas, os setores de hotelaria, transportes e serviços terão de aumentar suas equipes de trabalho para dar conta da demanda de turistas internacionais e até mesmo vindos de todas as partes do Brasil para aproveitarem o Rock in Rio 2015.  

Quem se interessar em fazer parte da equipe de trabalho que vai atuar em clima de total musicalidade já pode fazer a sua inscrição nos seguintes locais: nas cinco unidades do Rio Poupa Tempo ou nas 14 unidades do Sistema Nacional de Emprego, dos quais três ficam na capital do Rio de Janeiro, no município de São João de Meriti, em São Gonçalo, na Baixada Fluminense e outras localidades da região metropolitana.  

Não esqueça de levar, no momento da sua inscrição, documentos importantes como da carteira de trabalho, CPF e número do PIS/NIS/Pasep e CPF.

Importante lembrar que neste ano a festa vai ocorrer entre os dias 18 e 27 de setembro, contando com algumas atrações badaladas como Rihanna, Katy Perry, System of a Down, Metallica, Rod Stewart, Seal, Elton John, entre outros.

Por Michelle de Oliveira        


Empresa oferece 11 vagas para pessoas com necessidades especiais em Jacarepaguá, no Rio de Janeiro.

Neste momento novas vagas de trabalho estão sendo divulgadas no estado do Rio de Janeiro, e a empresa que está realizando um processo seletivo para contratar profissionais aptos para exercer a função de embalador é a GSK. Se você ainda não conhece essa empresa, saiba que ela é uma das mais respeitadas no mundo, na qual cria soluções terapêuticas para ajudar na melhoria da qualidade de vida das pessoas.

Caso tenha interesse em fazer parte desse time, veja abaixo qual o perfil que a empresa deseja encontrar.

Inscrições:

Primeiramente saiba que todas as propostas são direcionadas para pessoas que possuem necessidades especiais. Esses profissionais precisam ter o ensino médio completo e ter a disponibilidade para atuar na cidade de Jacarepaguá.

Serão contratados 11 novos funcionários que serão responsáveis por receber produtos no setor, embalar, etiquetar, conferir e separar todos os itens. Além disso, terão que inspecionar as mercadorias e seu aspecto físico.

A escala de trabalho será de segunda a sexta-feira em uma jornada de 40 horas por semana. Aqueles que forem aprovados vão receber salário de acordo com o mercado e os benefícios que são auxílio alimentação, previdência privada, seguro de vida, auxílio creche, alimentação no local, vale-transporte ou fretado, assistência médica e assistência odontológica.

As principais características que a GSK procura nos candidatos são: dinamismo, empatia, desejo de crescer e realizar carreira sólida.

Saiba que as inscrições estarão sendo aceitas até o dia 20 de setembro de 2015 pelo site oficial da empresa que é www.gsk.com.br.

Ao acessar esse portal procure a opção Trabalhe Conosco, e preencha todas as informações que são solicitadas, principalmente grau de escolaridade, cursos complementares e experiências anteriores que podem ajudar na análise do seu perfil.

O processo seletivo vai ser feito através de triagem curricular e entrevista pessoal. A data da seleção não foi divulgada.

Por Yasmin Fernandes Robles


Vagas do Programa de Estágio da Alcoa são para os estados do Maranhão, São Paulo, Pernambuco, Pará, Minas Gerais e São Paulo.

A empresa Alcoa está com as inscrições abertas para o seu Programa de Estágio. Que tal aproveitar essa chance e iniciar a sua carreira? A Companhia, que é considerada líder mundial na área de engenharia e produção de metais leves, permanece com inscrições abertas somente até o dia 9 de setembro. As vagas do Programa de Estágio são para o Maranhão, São Paulo, Pernambuco, Pará, Minas Gerais e São Paulo.

A empresa oferece oportunidades de estágio para os estudantes de graduação de diversos cursos, sendo necessário também que os interessados tenham conclusão de graduação entre dezembro de 2016 a dezembro de 2017 (estágio regular) ou julho de 2016 a dezembro de 2016 (estágio de 6 meses). O conhecimento em inglês será considerado de acordo com a necessidade de cada localidade do estágio. Além disso, é fundamental que o estudante tenha conhecimento em informática (Pacote Office) e tenha disponibilidade para fazer estágio de 18 a 30 horas semanais ou estágio integral no período de 6 meses.

Os aprovados contam com vários benefícios oferecidos pela ALCOA como seguro de vida, plano de saúde, bolsa-auxílio, conte comigo, cesta de natal, vale-refeição, global english, viva a vida e vale-transporte/estacionamento.

Os interessados serão avaliados por meio de testes online (setembro/outubro), dinâmica de grupo (setembro/outubro), entrevista final (outubro/novembro) e o início das contratações esta previsto para novembro/dezembro.

Que tal fazer a sua inscrição para o Programa de Estágio da ALCOA 2016? Então, não perca tempo e clique no link: www.grupodmrh.vagas.com.br/PagVagaDirSS.asp?v=1217426&ve=1&pp=http%3A//www.grupodmrh.vagas.com.br/GoHome.asp%3Fv%3D1217426%26ve%3D1%26fnthr%3Dhttp%253A//www.ciadetalentos.com.br/estagioalcoa/programa.html%26j%3Dt&wiw=1366.

Separe um tempo para fazer o teste online, mas antes de iniciá-lo verifique a conexão de internet, para evitar qualquer tipo de aborrecimento. Escolha um ambiente calmo e silencioso, para que possa se concentrar e ler as perguntas com atenção. Converse com os moradores da sua casa para evitar interrupções e fique atento ao prazo para não perder o prazo das inscrições.

Boa sorte e sucesso!

Por Babi


Google, Brain and Company e Nestlé Purina ficaram nos primeiros lugares no ranking entre as melhores empresas para trabalhar de acordo coma visão dos funcionários.

Todo mundo busca uma boa empresa na hora de trabalhar. Fatores como conforto, remuneração e valorização são os principais motivos que levam a escolha de uma empresa. E quais seriam as melhores empresas para trabalhar na visão dos funcionários?

Um levantamento feito pela empresa Glassdoor ouviu empregados de empresas americanas com filiais no Brasil, e também de multinacionais.  As notas que os funcionários deveriam atribuir à empresa variavam de 0 a 5. Diversos aspectos foram analisados.

Confira abaixo as 5 melhores colocadas na opinião dos próprios funcionários:

Google:

A empresa de informática obteve pontuação média de 4,5. Seus destaques foram para as áreas de Cultura e Valores, onde obteve nota 4,4, nos quesitos Equilíbrio entre vida e trabalho obteve nota 3,9, liderança dos superiores nota 3,8, compensação e benefícios 4,4 e oportunidades de carreira obteve nota 3,9.

Os funcionários dão ainda destaque positivo a características como a preocupação da empresa com o próximo e destaque negativo às constantes reorganizações estruturais.

Brain and Company:

A empresa obteve média 4,4. Ela trabalha com consultoria estratégica para negócios, governos e ONGs.

Obteve destaque em Cultura e Valores (nota 4,7), Compensação e benefícios (4,4), Oportunidades de carreira (4,6) e Liderança dos superiores (4,3).

Dentre os comentários positivos sobre a empresa há o elogio para a cultura interna, que mistura inteligência e humildade de forma diferenciada. Na parte negativa, é citado o equilíbrio entre o trabalho e a vida, já que a empresa possui horários difíceis e viagens nem sempre convenientes.

Nestlé Purina:

A multinacional que trabalha com alimentos, aparece na terceira posição do ranking com uma média de satisfação de 4,4 pontos.

Fato interessante é que a multinacional pontuou acima dos 4 pontos em quase todos os quesitos pesquisados.

Como fatores positivos, os funcionários apontaram o respeito pelo cliente e a estabilidade na empresa. Um dos fatores negativos apontados por um dos entrevistados é a pouca quantidade de promoções em alguns departamentos.

Outras notas:

Outras empresas que pontuaram de forma invejável foram a F5 Networks, que trabalha com serviços de informática e obteve nota de 4,3 pontos de satisfação, ocupando o quarto lugar no ranking. A quinta colocação ficou com a empresa Boston Consulting Group, que é uma das empresas de consultoria mais influentes e importantes de todo o mundo. A nota dada pelos funcionários foi de 4,3 pontos.

O ranking continua ainda com empresas conhecidas, como Procter and Gamble (11º lugar), a rede social Facebook (13º lugar), Apple (22º lugar) e Nike (25º lugar).

Iniciativas como essa são importantes, para que as grandes empresas tenham cada dia mais preocupação com o bem-estar de seus funcionários. Afinal, para trabalhar em uma empresa de grande porte, é necessário um currículo invejável e bastante experiência. Nada mais justo que as empresas também sejam avaliadas e classificadas de acordo com o que oferecem aos seus colaboradores.

Por Patrícia Generoso


Trainees irão atuar em SP, RJ, PE e RS. As vagas são abertas em várias áreas de atuação.

Estão abertas as inscrições para o processo seletivo de trainee do Grupo Saint-Gobain. Ao todo, a empresa oferece 32 vagas para atuação na capital e interior de São Paulo, além das cidades de Rio de Janeiro, Barra Mansa (RJ), Recife (PE) e Campo Bom (RS). As oportunidades são destinadas a profissionais formados em diferentes áreas de atuação.

O programa tem o intuito de desenvolver futuros líderes dentro da companhia para que possam atuar em posições de destaque dentro do Grupo. As oportunidades são para estudantes recém-formados nos cursos de bacharel em Economia, Geologia, Matemática, Psicologia, Publicidade e Propaganda, Administração de Empresas, Arquitetura, Engenharias, Estatística, Física, Ciências Contábeis, Marketing, Química, Relações Internacionais, Tecnologia da Informação.

As vagas são destinadas as áreas de Pesquisa e Desenvolvimento, Compras, Contabilidade, Administração de Vendas, Comercial, Engenharia de Produtos, Industrial, Logística, Finanças Controle de Qualidade, Desenvolvimento de Novos Produtos, Manutenção, Marketing, Produção e Recursos Humanos.

Para participar é necessário ter inglês em nível avançado e disponibilidade para residir em outro estado. Os aprovados passarão por treinamentos e capacitações para se adequar à cultura e às operações da empresa. O trainee passará por diferentes áreas da companhia, no sistema de job rotation, sendo direcionado aquela área em que teve o melhor aproveitamento. Além disso, terá um tutor para auxiliar no seu desenvolvimento. Lembrando que o programa terá a duração de 18 meses em que os trainees serão avaliados de forma periódica e sistemática.

A seleção se dará por meio de provas online e etapas presenciais. Irá se iniciar por meio dos testes de lógica e inglês online, passando por dinâmicas de grupo, painéis de negócios e entrevistas finais com gestores. Os selecionais terão direito a salário compatível com o mercado e demais benefícios oferecidos aos colaboradores do Grupo Saint-Globain.

Interessados em participar da seleção podem se inscrever pela internet de forma gratuita, basta acessar ao site www.saint-gobain.com.br até o dia 17 de setembro e preencher o formulário de inscrição. 

Por Ana Rosa Martins Rocha


Cargos dos setores de vendas de software, TI e seguros são os que apresentaram os melhores salários e as maiores altas neste ano.

O País passa por um momento econômico bastante crítico gerado pelas incertezas e desconfianças sobre o crescimento do PIB do Brasil, mas apesar disso, algumas áreas continuaram com suas operações aquecidas e conseguiram manter os salários em alta.

Uma pesquisa de remuneração realizada pela Michael Page, empresa responsável por recrutamento de alta e média gerência, revelou quais são os 10 cargos que apresentam os melhores salários e as maiores altas neste ano.

Os aumentos reais chegaram a 40% em alguns cargos, como Gerente de Vendas Indiretas/Canais, principalmente no setor de vendas de software. Gerente Nacional de Vendas em Telecomunicação, Gerente de Operações de Vendas e Posições de TI tiveram um aumento de 35% na remuneração mensal. Já no setor de seguros, a remuneração para o cargo de Gerente Comercial aumentou em 29% no último ano.

Segundo o diretor executivo da Michael Page, João Marco, os setores de seguros e de TI tiveram um bom desempenho mesmo com a crise econômica que o Brasil atravessa, isso fez com que as empresas conseguissem reter os seus funcionários. O setor de seguros continua em alta desde a entrada de gigantes seguradoras e a abertura de mercado. Na área de TI, é a diversidade de produtos que faz com que esse setor sempre cresça, mesmo com instabilidade econômica. Independente da área de atuação ou porte, TI é uma ferramenta necessária em todas as empresas, assim o mercado é bastante amplo.

A pesquisa da Michael Page é realizada anualmente e levou em consideração 500 cargos em 15 divisões: RH, óleo e gás, propriedade e construção, supply chain, engenharia, saúde, varejo, marketing, vendas, TI, jurídico, seguros, bancos, tributos e finanças.

Os dez cargos com melhores salários são: Gerente de Operação de Vendas, Gerente de Canais, Gerente Comercial, Gerente Nacional de Vendas, Gerente de Segurança, Engenheiro de Planejamento, Gerente de Filial, Gerente de Contas, Account Executive e Diretor Comercial.

Por Jéssica Posenato


Tradicional jornada de trabalho de 8 horas diárias está ficando para trás. Os profissionais usam o tempo livre para continuar fazendo alguma atividade do trabalho.

Uma notícia que tem pegado com surpresa a todos foi que a tradicional jornada de trabalho de 8 horas vai sendo deixada para trás, pois através de uma pesquisa da Career Builder realizada nos Estados Unidos, foi mostrado que durante o tempo livre quase 40% das pessoas que estão empregadas continuam fazendo algum tipo de atividade profissional.

Essa pesquisa apontou que os americanos quando não estão trabalhando, ainda ficam verificando e respondendo e-mails mesmo fora do seu horário de expediente, que já é composto de uma jornada de 8 horas, mas um outro ponto mostrado nessa pesquisa é o fato de acharem que é ultrapassado realizar expediente das 09h às 17h.

A diretora de Recursos Humanos da Career Builder, Rosemary Haefner, afirma que algumas empresas não conseguem encerrar o seu expediente antes do horário informado e isso acabaria resultando para os funcionários mais liberdade e flexibilidade, junto com a produtividade e a rentabilidade aumentando bem mais do que o normal.

O Brasil e os EUA não mudam muito nessa divisão da vida pessoal e da vida profissional, tanto que a consultoria Randstad, uma conhecida multinacional de Recursos Humanos concluiu que mesmo fora das horas que realizam as suas atividades, 63% dos profissionais efetuam tarefas como atender ao telefone e responder o e-mail do trabalho. Profissionais do tipo do Rodrigo Galindo, presidente da Kroton, ficam conectados na empresa entre 10 horas e 12 horas, pois acham bem difícil se desligar das suas atividades.

O fato de ficar conectado mesmo durante as folgas não é tido como um problema, onde os brasileiros conseguiram ficar na quinta posição no ranking mundial, com uma marca de 68%, atrás do México, de Portugal, da China e ainda da Índia.

Quais são os motivos que levam aos profissionais atuais manterem esse tipo de comportamento?

O mais provável é o fato de ser uma cultura mundial o fato de ficar “24 horas conectado” e nas organizações é tido que o funcionário sempre esteja à disposição, um hábito que por cima é notado logo quando nos levantamos da cama e a cada dia o lazer está sendo deixado para um segundo plano.

Por Fernanda de Godoi


Desemprego deverá ficar na faixa de 5,4% ou mais neste ano e para 2016 deverá continuar piorando.

Não se pode esperar muito da economia para 2015, aliás, deve-se esperar o pior e ficar preparado para não ser pego de surpresa e traduzindo isso para os brasileiros, significa que o mercado de trabalho vai viver o seu pior momento no 2º semestre deste ano, uma vez que a crise continua crescendo e atingindo vários setores, a inflação continua fora do controle e novos aumentos estão previstos para a energia elétrica e a gasolina, ou seja, as empresas continuarão reduzindo custos e demitindo.

A preocupação do Governo nem é mais em criar novas vagas, mas pelo menos tentar manter as que já existem, o que será muito difícil.

O Brasil só conseguiu avançar 0,2% no primeiro semestre e a expansão do PIB – Produto Interno Bruto, vai ser a menor desde 2009, de acordo com o próprio Banco Central. Outro problema é que o País fechará 2015 com o pior resultado em relação às contas públicas e antes de chegar ao final do ano, a inflação já estará bem acima dos 6,5% que era a meta esperada.

Os juros continuam aumentando, a indústria não vê a menor possibilidade de fazer qualquer investimento este ano e o consumo das famílias vem só reduzindo.

O cenário é perfeito para a estagnação e até queda da economia brasileira e quando isso acontece, a indústria, comércio e demais setores começam a reduzir gastos e isso inclui o corte de funcionários.

O Mercado de Trabalho continua dando sinais de desaceleração e a expectativa para 2016 é de piora, então, o brasileiro já sabe que, se para o próximo ano a tendência é piorar, o segundo semestre de 2015 continuará sendo um dos piores de todos os tempos.

Para este ano, o desemprego deverá ficar na faixa de 5,4% ou mais e para 2016 deverá continuar piorando.

Os maiores números de demissões deverão ocorrer em um primeiro momento no setor de comércio e também de serviço. Sem ter para quem vender, a indústria aos poucos vai reduzindo a produção até chegar o momento que a demissão é a única saída.

O trabalhador, independente de estar ou não empregado, deve procurar investir em cursos de aprimoramento e qualificação profissional, pois os funcionários mais capacitados tendem a ser preservados, por isso, a hora é de buscar, mais do que nunca, se destacar profissionalmente no mercado de trabalho.

Por Russel


Estatal oferece 572 vagas em seu Programa Jovem Aprendiz.

A Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) lançou edital para realização de processo seletivo para a seleção de candidatos do Programa Jovem Aprendiz. Ao todo são 572 vagas para contratação imediata nas unidades do estado de São Paulo, Goiás, Ceará, Santa Catarina e Amazonas. Ainda será formado cadastro de reserva, com possibilidade de convocação de acordo com a demanda da estatal.

Para participar é preciso ter entre 16 e 22 anos, estar cursando ou ter completado o nível médio de ensino, ter noções de informática, sobretudo nos editores de textos, planilhas, internet. Candidatos que já participaram de outras edições do aprendiz anteriormente em qualquer unidade dos Correios.

Os jovens selecionados irão receber formação específica de assistente administrativo, sendo este um programa de aprendizagem realizado com o Senai – Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai). A eles será concedida a bolsa – auxílio no valor de R$ 369,93, acrescidos dos principais benefícios, como vale-transporte/ refeição. A jornada de aprendizado será de 20 horas por semana. Há oportunidades para os turnos da manhã e da tarde, de acordo com o horário em que o selecionado está estudando.

Entre as atribuições dos jovens aprendizes estão: entregar documentos entre as áreas internas; arquivar documentos; repor material conforme a demanda; auxiliar na organização de eventos; verificar a disponibilidade de materiais, quando solicitado, dispor e manter arquivos ordenados e devidas atualizações; elaborar planilhas; enviar mensagens via e-mail, enviar e receber documentos via fax; operar centro multimídia e retro projetor; auxiliar na entrega de senhas e organização de filas; sanar dúvidas a respeito dos serviços e produtos da ECT.

A seleção sedará por meio de comprovação de dados e a partir daí serão pontuados (participação em programas sociais, renda familiar, aproveitamento escolar são alguns dos itens avaliados). Os pré-selecionados passarão por médicos pré-admissionais.

Interessados podem se inscrever entre os dias 12 e 23 de agosto no site www.correios.com.br.

Por Ana Rosa Martins Rocha


A cidade do Rio de Janeiro (RJ) foi a mais afetada com as demissões neste ano de 2015. Mais de 36 mil empregos foram fechados na cidade.

O desemprego tem sido um dos principais temores dos brasileiros com a fragilidade da atual economia. De acordo com uma pesquisa lançada esta semana, mais da metade dos brasileiros estão pessimistas em relação aos próximos meses. Eles acreditam que a situação da economia brasileira irá se agravar, afetando diretamente o mercado de trabalho.   

A apreensão também é revelada no seguinte número: 70% dos brasileiros conhecem alguém que está desempregado. Segundo as últimas informações do Ministério do Trabalho, no mês passado, o Brasil fechou mais de 11 mil vagas de emprego. Este número é o pior resultado desde o mês de junho de 1992. No ano, foram fechadas 345 mil empregos no país.   

A cidade do Rio de Janeiro/RJ é a mais afetada pelas demissões e cortes de vagas. São mais de 36 mil empregos que foram fechados na cidade desde o início do ano.

Juntas, as 20 primeiras cidades correspondem a 70% das demissões no mercado de trabalho desde o início do ano.   

Os dados abaixo são ajustados em conformidade com CAGED de junho deste ano.

Confira as 10 cidades mais afetadas pela onda de desemprego no país:  

– Rio de Janeiro/RJ – 36,5 mil empregos fechados 

Setor mais afetado: Comércio – 15,1 mil empregos cortados.   

– São Paulo/SP – 31,3 mil empregos fechados 

Setor mais afetado: Comércio – 16,2 mil empregos cortados.   

– Belo Horizonte/MG – 26,6 mil empregos fechados 

Setor mais afetado: Construção Civil – 10,1 empregos cortados.   

– Salvador/BA – 18,8 mil empregos fechados 

Setor mais afetado: Construção Civil – 7,2 mil empregos cortados. 

– Recife/PE – 18 mil empregos fechados 

Setor mais afetado: Serviços – 9,8 mil empregos cortados.   

– Manaus/AM – 17 mil empregos fechados 

Setor mais afetado: Indústria da transformação – 11,1 mil empregos cortados.  

– Ipojuca/PE – 17 mil empregos fechados

Setor mais afetado: Construção Civil – 12,9 mil empregos cortados.   

– São Bernardo do Campo/SP – 10 mil empregos fechados 

Setor mais afetado: Indústria de transformação – 4,7 mil empregos cortados.   

– Fortaleza/CE – 9,1 mil empregos fechados 

Setor mais afetado: Comércio – 5,3 mil empregos cortados.   

– Guarulhos (SP) – 8,4 mil empregos fechados 

Setor mais afetado: Indústria de transformação – 5 mil empregos cortados.

Por William Nascimento


Oportunidades estão abertas na empresa para os cargos de Repositor, Operador de Padaria Pleno, Vendedor Líder, Padeiro e Líder de Mercearia.

O Grupo Pão de Açúcar, uma das maiores redes varejistas do Brasil, encontra-se com diversas oportunidades de emprego em aberto. As chances abrangem diversos estados brasileiros, mas, em especial, São Paulo e Paraná. Confira abaixo algumas das funções que oferecem oportunidades e demais detalhes como salários e inscrições:

Repositor:

Essa oportunidade é para Curitiba, no estado do Paraná. Os interessados em se candidatar poderão se inscrever até a data limite de 7 de agosto de 2015.

O salário oferecido para a função é de que R$ 988.

Operador de Padaria Pleno:

Vaga para Jundiaí, São Paulo. As inscrições podem ser feitas até o dia 14 de agosto de 2015.

A remuneração oferecida para o cargo é de R$ 1.200,00.

Vendedor Líder:

Oportunidade aberta em Campinas, São Paulo.  Neste caso, o salário é comissionado. Os interessados na vaga poderão se inscrever até o dia 13 de agosto de 2015.

Padeiro:

São duas ofertas para Araraquara, São Paulo. Candidaturas poderão ser realizadas até o dia 30 de julho de 2015.  O principal requisito de participação é o nível fundamental completo. Já os salários ficam na faixa de R$ 1.251,00.

Líder de Mercearia:

Essa oportunidade é para Curitiba. As inscrições vão até a data de 9 de agosto de 2015.

Entre as atribuições pertinentes a essa função podemos destacar os pedidos de compra, organização do setor, gestão de colaboradores dentre outros.

O valor da remuneração não foi informado.

Além dos salários mensais previstos o Grupo Pão de Açúcar também oferece diversos benefícios para os contratados. Dentre eles destacamos a cesta básica, cartão desconto, seguro de vida em grupo, refeição no local, assistência odontológica e assistência médica.

Para algumas das funções anunciadas os benefícios poderão ter variação devido ao cargo como também a localidade para onde a vaga está sendo disponibilizada.

Todas essas vagas e muitas outras poderão ser conferidas no site contratado pelo Grupo para fazer o recrutamento dos interessados. Para conferir acesse o site www.vagas.com.br/vagas-de-grupo-p%C3%A3o-de-a%C3%A7%C3%BAcar.

Por Denisson Soares


Programa de Trainee abre vagas para profissionais recém-formados ou alunos estudantes do último ano da graduação.

Se você está em busca de oportunidades em uma empresa que é referência em seu setor de atuação confira as informações abaixo e participe do Programa de Trainee Jovens Profissionais da Hypermarcas!

Sobre o programa Jovens Profissionais:

De acordo com as informações divulgadas pela companhia participando do programa Jovens Profissionais os candidatos terão a chance de crescerem profissionalmente na mesma medida e proporção com que entregam os resultados. Ainda de acordo com a própria empresa as possibilidades são quase que infinitas uma vez que o candidato estará ingressando na maior empresa brasileira com atuação no setor de saúde e bem-estar.

No que diz respeito ao programa em si a Hypermarcas informa que tanto o desenvolvimento quanto o aprendizado são realizados por meio do sistema “on the job”. Assim, os profissionais participantes terão a chance de conhecer áreas importantes e estratégicas para a empresa. Também terão a oportunidade de trocar conhecimentos com as principais lideranças da companhia o que visa contribuir para um melhor desenvolvimento do profissional.

A Hypermarcas destaca que sempre está em busca por jovens que apresentam um perfil específico, que tenham coragem para enfrentar desafios, queiram fazer a diferença e que sempre estejam em busca de aprenderem mais e mais.

O foco do programa de uma maneira geral são profissionais recém-formados ou até mesmo alunos estudantes do último ano. Entre os cursos abrangidos pelo programa estão os de Administração, Engenharia, Marketing e etc.

As contratações acontecem durante todo o ano. Para se candidatar basta efetuar o cadastro do currículo no site da empresa www.hypermarcas.com.br.

A Hypermarcas não divulgou valores relativos a salários. Mas entre os benefícios constam a assistência médica, vale-alimentação, assistência odontológica, seguro de vida e vale-refeição.

Saiba mais:

Entre as últimas oportunidades de emprego abertas pela Hypermarcas estão oportunidades para Consultor de Vendas e Merchandising Jr; Supervisor de Trade Marketing, Promotor e Vendedor PL. Cada uma dessas funções oferece benefícios diferentes. Os requisitos também variam de uma oportunidade para outra.

Para conferir mais detalhes e se candidatar para alguma delas acesse o site www.vagas.com.br.

Por Denisson Soares


Um líder eficaz tem caráter, opinião e são fieis aos seus princípios e valores na empresa.

Você conhece algum líder de sucesso? Inspira-se em algum profissional na sua carreira? Já pensou em desenvolver a sua liderança?

A liderança pode ser definida como um processo interativo em que uma pessoa exerce uma influência forte sobre outras de forma voluntária. Desta forma, o líder conta com vários seguidores, sendo exemplo para vários profissionais que o admiram.

Como ter uma liderança eficaz?

Os líderes eficazes têm caráter, opinião e são fieis aos seus princípios e valores na Organização. Além disso, algumas competências  também são essenciais como, por exemplo, honestidade, integridade, inteligência emocional, bom humor, boa capacidade de comunicação, saber assumir responsabilidade e comprometimento com os seus atos, autoconfiança, humildade, entre outros.

A liderança eficaz precisa de uma direção, um foco e também em objetivo. Desta forma, o líder precisa ter uma visão inspiradora e inovar, além de motivar a sua equipe para seguir o caminho, que precisa ser compartilhado. Desta forma, o líder deve ter influência determinante nas ações, para convencer as outras pessoas.

Para conseguir trilhar uma direção e um caminho de sucesso, a liderança eficaz deve ter conhecimento de mercado, estar focada no futuro, ou seja, saber o que quer, demonstrar espírito empreendedor, enfrentar os possíveis riscos da decisão, saber comunicar e transmitir os conhecimentos para os seus seguidores, perseguir os objetivos de forma determinada, ter uma boa estratégia e um plano de ação, estar focado em alcançar os resultados almejados, entre outros.

O líder eficaz inspira e auxilia outras pessoas a desenvolver o talento de liderança na Organização. Desta forma, eles não ficam presos a determinados sistemas de comando ou se limitam, eles tentam construir relações de confiança com os seus colaboradores, são exemplos e buscam sempre o comprometimento com o sucesso. Ou seja, o líder eficaz não espera as coisas acontecerem, ele  se mobiliza por meio de ações e atitudes, para que os resultados sejam atingidos e conquistados e, assim, consegue a admiração de todos ao seu redor. 

Por Babi


Traçar um plano de carreira ajuda a definir melhor os objetivos a curto, médio e longo prazo.

Para ser um profissional de êxito é preciso traçar algumas metas para o curto, médio e longo prazo. Um plano de carreira lhe ajudará a definir melhor esses objetivos, mas muitas pessoas não sabem como elaborá-lo. Conheça algumas dicas:

– Avalie-se: ter um bom autoconhecimento é ideal para conseguir traçar seu plano de carreira. Avalie seus pontos fracos e fortes e no que eles podem influenciar para que você alcance seus objetivos.

– Trace suas metas: De nada adianta ter um autoconhecimento, se você não sabe onde quer chegar. Passe tempo consigo mesmo e descubra qual é a seu verdadeiro desejo. Aquele lugar que você faria de tudo para estar. Defina claramente o rumo de sua vida para os próximos anos. Isso lhe ajudará a ter mais foco durante o presente.

– Trace suas estratégias: Agora que você já conhece suas limitações e onde quer chegar, é hora de traçar as estratégias para que você chegue ao objetivo final. Trace uma estratégia realista, avaliando as possíveis dificuldades que possa enfrentar ao longo de sua vida profissional. 

– Busque inspirações: Esteja sempre atento a bons e maus exemplos. Você pode aprender com os dois! O mau exemplo lhe deixará atento aos erros mais comuns de quem está em busca do sucesso profissional. Aprender com o erro dos outros será menos doloroso que aprender com os seus. Os bons exemplos servirão para você descobrir novas estratégias, aumentar sua motivação e ver como as pessoas conseguem vencer situações difíceis.

– Faça acontecer: Depois de traçar tudo o que deseja é hora de por a mão na massa e começar a trabalhar para alcançar o patamar máximo de sua carreira. Invista em conhecimento: cursos de especialização e reciclagem ajudam muitas pessoas a se manter motivadas e não perder o foco durante a caminhada. O caminho para os seus objetivos pode ser longo, mas chegar até lá deve ser sua maior motivação, sempre.

Por Patrícia Generoso


É preciso priorizar as tarefas mais importantes e ter flexibilidade na lista, pois se algum imprevisto ocorrer não afetará o andamento do seu trabalho.

É muito comum as pessoas utilizarem listas de tarefas no intuito de conseguirem administrar melhor o tempo e conseguirem realizar todas as obrigações, mas é bom saber que não basta criar uma lista para conseguir o resultado esperado, é preciso que esta lista de tarefas seja eficiente e você vai aprender agora como conseguir isso.

O primeiro problema que você provavelmente vai identificar em sua lista de tarefas é que você pontuou uma série de tarefas a serem cumpridas, mas esqueceu de priorizar aquelas que precisam ser feitas de todo jeito, não podendo ser adiadas.

Uma boa lista de tarefas precisa ser flexível porque durante o nosso dia podem ocorrer muitos imprevistos e quando algo ocorre, certamente muitas tarefas ficarão para o dia seguinte.

Para ter uma lista de tarefas eficiente você precisa torná-la "flexível" e para isso só precisa marcar quais obrigações devem ser cumpridas hoje e quais poderão ficar para o dia seguinte.

E por falar em lista flexível, é importante entender que a lista de tarefas não deve ser igual a uma lista de supermercado, você deve montar sua lista de tarefas colocando no topo o que realmente é prioridade e mais embaixo tudo aquilo que precisa ser feito, mas que pode esperar um pouco mais. Isso é muito importante, porque vamos supor que um imprevisto aconteça e você não conseguiu terminar de concluir todas as tarefas da lista, mas pelo menos você fez as mais importantes que são aquelas que ficaram no início da lista.

Mas para uma lista de tarefas ser eficiente é bom não se deixar ficar relaxado, por isso é bom você começar a realizar as tarefas o mais cedo possível e dedicar-se ao máximo para cumprir todas, tanto as que são prioridades quanto as que não são. E uma dica importante nesta hora é: caso alguma tarefa não possa ser cumprida naquele momento, passe logo para a próxima e mais tarde volte à tarefa que ficou faltando, para não perder tempo.

Procure estipular um tempo para cada tarefa, para ter uma noção do que será capaz de fazer até o final do dia.

E lembre-se que, depois de montar a lista, priorizar as tarefas e deixar tudo pronto, será preciso consultar a lista várias vezes no decorrer do dia. Uma dica simples, que parece até óbvia, mas muita gente depois de montar a lista simplesmente não a consulta mais achando que se lembrará de tudo.

Cuidado! Principalmente se a lista de tarefas for mais extensa, consulte-a várias vezes, para certificar que está fazendo tudo conforme foi previsto.

Por Russel


Seguir uma carreira internacional é o sonho de muitas pessoas. Para ajudar, foi elaborado um estudo que lista as cidades e os países mais desejados pelos profissionais para trabalhar.

Já pensou em fazer carreira internacional? Já imaginou trocar o seu emprego atual por um em Londres, Madrid ou quem sabe até Berlim? Muitas pessoas, certamente, já investiram nessa ideia, sendo necessário muita determinação e coragem. Mudar de País significa começar uma vida totalmente nova em outro lugar que tem, muitas vezes, culturas e valores distintos.

A Boston Consulting Group (BCG) em parceria com um site de recrutamento denominado The Network, realizou uma pesquisa que envolveu 200 mil pessoas em 189 países diferentes. A ideia do estudo foi listar as 10 cidades mais desejadas para quem quer trabalhar no exterior. Que tal ficar por dentro dos resultados?

Em primeiro lugar foi Londres (16%) seguido por: Nova York (12.2%), Paris (8.9%), Sydney (5.2%), Madrid (5%), Berlim (4.6%), Barcelona (4.4%), Toronto (4.2%), Singapura (3.9%) e, por último, Roma (3.5%).

Além das cidades, também foi realizada uma pesquisa com os países em que os brasileiros gostariam de trabalhar. Liderando o primeiro lugar Estados Unidos (42%) seguido por Reino Unido (37%), Canadá (35%), Alemanha (33%), Suíça (29%), França (29%), Austrália (28%), Espanha (26%), Itália (25%) e, por último, Suécia (23%).

Além disso, atualmente, no Brasil muitas multinacionais têm aumentado e melhorado as ofertas de emprego para profissionais que desejam trabalhar no exterior, para aprimorar os seus conhecimentos, habilidades e desenvolver competências na área. Além do ramo profissional, há também vários programas voltados para estudantes de graduação para que possam estudar em outros países e desta forma ter uma experiência multicultural, que pode fazer a diferença na carreira.

Profissionais ou estudantes que mudam do País têm a chance de desenvolver um aprendizado novo, mas, também, precisam aprender a conviver com a saudade da família e dos amigos que ficaram no Brasil.

Você teria coragem de arrumar as malas e mudar do País? Qual a sua opinião? Conte para a gente! 

Por Babi


Possuir algumas características é um importante passo para se tornar um líder, mas é preciso mais do que isso.

Ser líder não é uma tarefa fácil, é uma função que requer responsabilidade, disciplina e, obviamente, um bom espirito de liderança. Por isso devemos estar atentos ao aceitar uma proposta de liderança, esse tipo de proposta pode ser tentadora, mas envolve uma série de responsabilidades que nem todos podem controlar.

Você tem a atenção de seus colegas?

É importante saber se você é ouvido em reuniões, dinâmicas ou até mesmo conversas da equipe na qual você trabalha. Se você sabe manter a atenção das outras pessoas de seu trabalho, é sinal de que você pode ser um líder, mas ainda não é tudo o que você precisa para saber se está preparado.

Muitos outros fatores podem influenciar na hora de saber se você pode liderar uma equipe, faça essa pergunta para você e seja sincero. Se a resposta for positiva, quer dizer que você tem confiança, outro importante atributo de um líder.

Também é importante saber que ser líder não é apenas uma questão de status, se essa for uma motivação para você querer se tornar um, reveja seus conceitos. A posição de chefe pode sim ter seus privilégios, mas junto com eles vêm uma série de cobranças e pressões de superiores que quem pensa apenas no status não consegue aguentar. Por isso, reflita sobre o verdadeiro motivo de você querer se tornar um líder.

Outro fator muito importante é saber qual a sua experiência no negócio, não se pode simplesmente querer liderar uma equipe da noite para o dia, é preciso ter conhecimento de sua área e da função de cada um dentro da sua equipe e da sua empresa. Isso pode parecer óbvio, mas não passa pela cabeça de muitos que apenas pensam na posição de chefe como um cargo que manda nos outros e com um salário maior.

Ser líder envolve muitas questões e é preciso saber se está preparado para lidar com tantas responsabilidades, pense sobre o trabalho que tem feito e o que pode acrescentar para sua empresa sendo líder de uma equipe, assim poderá saber melhor se está preparado para ser um bom líder.

Por Tom Vitor de Freitas


Algumas atitudes são necessárias para quem quer impressionar o novo chefe.

Você tem um chefe novo e quer impressioná-lo? Que tal ficar por dentro de algumas dicas, para ajudar você a se destacar não só para o seu chefe, mas, também, no seu ambiente de trabalho? Quando há um chefe novo na repartição, os trabalhadores tentam ser mais produtivos, gostam de chegar cedo, cuidam da aparência, entre outros. Desta forma, mudanças são notáveis no local de trabalho. Porém, muitos profissionais mudam por um tempo, apenas para chamar a atenção, o que é um erro comum e vai ser percebido pelo chefe. Confira algumas dicas de como impressionar!

– Faça as atividades como ele propôs!

Quando o seu chefe te pedir para executar alguma tarefa, faça-a como ele propôs a você, com todos os detalhes. Assim, ele vai se sentir satisfeito e notar o quanto se esforçou  para realizar a atividade. Essa atitude significa que você sabe respeitar a opinião dele e entende a informação que foi passada. Além disso, procure fazer todas as tarefas com capricho e muita atenção. Cada detalhe faz a diferença e pode chamar a atenção do seu chefe novo.

– O que você pensa?

Não esconda as suas opiniões, ou seja, fale as coisas que deseja para o seu chefe novo. Além disso, aprenda a ouvir os outros profissionais. Assim, o seu superior vai saber que você contribui para o funcionamento da Organização e tem opinião própria. Porém, converse sempre com calma e tranquilidade, sabendo expor com fundamento o que deseja.

– Que tal pedir um feedback?

Peça um feedback sobre você para o seu chefe novo. Uma atitude assim demonstra maturidade profissional e indica o quanto você deseja crescer. Conhecendo seus pontos fortes e fracos, vai saber em que precisa mudar ou melhorar. Além disso, demonstra que você sabe respeitar e ouvir opinião de outras pessoas, para trabalhar e desenvolver o seu potencial.

Gostou das dicas? Boa sorte e sucesso!

Por Babi


Algumas profissões não sofrem nenhum impacto com a crise econômica pela qual o Brasil está passando.

Em plena crise econômica no país é normal a preocupação dos profissionais com os possíveis rumos da carreira. Algumas profissões são mais vulneráveis às oscilações financeiras, o que deixa seus empregados em estado de alerta a qualquer alteração no cenário financeiro brasileiro.

Mas não é o que acontece com algumas profissões em especial. Mesmo na crise, algumas profissões não sofrem tanto com os efeitos da retração na economia. Segundo o sócio da consultoria Search, Marcelo Braga, o mercado financeiro, o agronegócio e o mercado farmacêutico são os segmentos que menos foram afetados pela atual crise brasileira.

Confira alguns setores que sofreram pouco com a crise econômica brasileira:

Compras e suprimentos: Sua capacidade de renegociar contratos antigos, buscar novos fornecedores e também sua capacidade de avaliação de prioridades e necessidade de compra faz com que seja uma figura-chave na redução de despesas para as empresas. Uma verdadeira peça chave, que não pode ser dispensada.

Gestor de projetos e processos: Esses profissionais ajudam a empresa a reorganizar procedimentos e melhorar a gestão de seus projetos. Fazem isso com o lançamento de novos produtos ou mudança de sistemas integrados. Seu objetivo é tudo o que a empresa mais quer: economizar o máximo de tempo e dinheiro possível.

Desenvolvedor de software: Um dos setores que mesmo com a crise continua crescendo é o de tecnologia, portanto os profissionais dessa área pouco tem com o que se preocupar.

Engenheiro de energia renovável: A falta de profissionais experientes no setor faz com que a mão de obra desse profissional seja visada e valorizada. Como o setor é relativamente novo no Brasil, consegue ter uma maior resistência à crise.

Analista ou supervisor de custos: Como o tempo é de cortar gastos e de apertar os cintos na área financeira, esse profissional é muito valorizado nas empresas e nenhum empregador vai abrir mão de um funcionário que ajuda a manter as contas sob controle. 

Por Patrícia Generoso


Mudar algumas atitudes pode ajudar a evitar o estresse no ambiente de trabalho.

A rotina, as incertezas e a busca por resultados são alguns dos exemplos que ocasionam o aumento do estresse de muitos trabalhadores. Além de comprometer o rendimento no ambiente de trabalho, o estresse também é ruim para a saúde e o pior é que os sintomas não são identificados com facilidade.  Tristeza, apatia, falta de paciência, tensão muscular, diminuição do rendimento e até depressão são alguns dos danos que podem surgir.

Caso esteja sem vontade de trabalhar e as constantes queixas chegaram ao ambiente familiar ou dos amigos é hora de repensar como é a sua relação com o emprego. O primeiro passo é identificar o que mais aborrece no trabalho e o que proporciona mais prazer. O ideal é fazer uma pequena tabela com os prós e contras. Mesmo se você não tem o emprego dos sonhos, algumas coisas (dentro e fora dele) dão ânimo para acordar de manhã e encarar o trabalho.

O próximo passo é traçar uma estratégia para sanar essa problemática. Comece administrando o tempo no expediente, dividindo bem as tarefas e estabeleça pequenos prêmios para quando terminá-las. Pode ser assistir aquele vídeo engraçado ou ver uma mensagem na rede social para as mais simples ou recompensas maiores, como comprar uma roupa, ou até um carro para as tarefas mais complexas.

Cultive boas amizades e relacionamentos com colegas de trabalho e com familiares. Tente fazer atividades com eles fora do ambiente de trabalho que trarão boas experiências. Cuide também da saúde, uma vez que ela é essencial para desempenhar boas funções no trabalho. Tenha também uma boa alimentação, pois ela é indispensável para uma boa saúde.

Para criar um ambiente de trabalho saudável é importante aceitar as diferenças e ser flexível. Lembre-se que ninguém é igual a ninguém e que em algumas situações encontramos pensamentos contrários aos nossos. Saber lidar com essas situações irá garantir o bom humor.

Por fim, seja simpático, ou melhor, seja empático, uma vez que se colocar no lugar do outro é importante para tomar decisões e ser mais amigável. 

Por Ana Rosa Martins Rocha


Com a crise econômica que o Brasil está passando, é comum que os profissionais fiquem preocupados e desmotivados, mas é preciso ficar atento a alguns fatores para que isso não aconteça.

Em um ano de crise financeira é normal que os ânimos fiquem mais exaltados e a incerteza quanto ao futuro se torne um cenário mais comum em muitas empresas. Esses fatores podem influenciar seu rendimento e fazer com que a sua motivação seja menor em algumas situações. Para evitar que sua motivação seja influenciada pelo cenário atual fique atento a alguns fatores:

– A crise passa: Se você é novo no mercado de trabalho e está passando pela sua primeira crise financeira, saiba que o cenário econômico tende a mudar com o tempo. O país já passou por diversas crises e tempos depois o cenário estava novamente estável. A economia brasileira é comparada por alguns especialistas com uma onda: ora está em baixa, ora está em alta. Então não se desespere! A crise passará. Não sabemos o tempo certo, mas é certo que ela passará.

– Seja profissional: Concentre-se no seu trabalho,  na sua carreira, aproveite o cenário de economia em queda para aperfeiçoar seus conhecimentos em alguma área específica, faça cursos de reciclagem. Quando o cenário estiver melhor, com certeza, esses conhecimentos serão muito úteis.

– Não se deixe abater: A dica mais importante para quem quer manter-se motivado durante este ano de crise é não absorver comentários pessimistas. Esteja sempre perto de pessoas que querem inovar e que não se rendem ao senso comum. Enxergar além em um cenário pessimista não é fácil e quanto mais pessoas com pensamentos positivos você tiver em sua rede de relacionamentos melhor será a sua passagem por esse tempo de crise.

– Mantenha a calma: É imprescindível manter a calma em momentos de crise. Um funcionário que não tem o controle sobre momentos difíceis contaminará toda a equipe e fará com que o rendimento do grupo seja menor. Procure ter momentos de relaxamento e distração nos intervalos do trabalho, tire um tempo para se conhecer. O autoconhecimento também é uma chave para o autocontrole.

Por Patrícia Generoso


Algumas atitudes simples podem influenciar positivamente no seu ambiente de trabalho e torná-lo mais agradável.

Com pequenas, mas eficazes atitudes, podemos tornar o nosso ambiente de trabalho muito mais agradável, por exemplo, procurando ter uma relação amigável com todos. É muito comum entre as pessoas formar grupos, inclusive dentro do trabalho. Você se aproxima mais daquelas que possuem um perfil mais parecido com o seu e acaba isolando as outras pessoas. Evite isso sempre! É claro que sempre nos damos melhor com algumas pessoas do que outras, mas nada de isolar colegas de trabalho. Seja cordial com todos, cumprimente a todos e, principalmente, procure tratar todos de forma igual.

Outra atitude que você deve tomar para manter o ambiente de trabalho mais agradável é fugir sempre da monotonia. Para isso, seja um profissional que está sempre buscando inovação, que está sempre tentando novas formas de realizar o trabalho para garantir maior produtividade. Há diversas formas de se fazer um mesmo serviço, então, na medida do possível, procure outras formas para realizar as tarefas do dia a dia, isso vai tornar o seu trabalho sempre inovador, você se sentirá desafiado e isso é ótimo para todos os funcionários.

Procure manter sua mente sempre aberta, pois ninguém sabe tudo. Por mais que você já domine seu trabalho, sempre é tempo de aprender algo novo. Demonstre interesse pelo trabalho de seus companheiros, procure saber como é o dia a dia de cada um, veja se você pode ajudá-los em alguma coisa e veja também o que você pode aproveitar para aprimorar o seu trabalho. O aprendizado contínuo é muito importante para nos mantermos sempre motivados.

Fuja das fofocas e dos grupinhos que se formam para falar mal da empresa, do patrão ou de alguns funcionários, pois o convívio com estas pessoas só vai lhe fazer mal e até mesmo lhe prejudicar profissionalmente.
Procure mudar também a disposição dos móveis no seu ambiente de trabalho, uma simples mudança poderá deixar o ambiente muito mais confortável e organizado. Faça alguns testes até identificar qual é a melhor forma para deixar tudo disposto.

E seja sempre organizado para ter tudo à mão com rapidez sempre que precisar e somente estabeleça metas que sejam possíveis de serem cumpridas, do contrário você vai se sentir muito pressionado, com aquela sensação de fracasso por não ter conseguido algo que realmente não tinha como ser feito.

Por Russel


Algumas características profissionais fazem a diferença quando um candidato concorre a uma vaga de emprego.

Você está preparado para o mercado de trabalho? Não basta ter experiência, indicações de pessoas ou profissionais amigos, existem algumas características que são muito valorizadas pelo mercado de trabalho e podem fazer a diferença na concorrência por uma vaga ideal.

O profissional tem que saber se portar, uma boa postura mostra segurança, seriedade, saber o momento certo para falar e o que falar também podem ajudar em uma entrevista de emprego. Nesse mesmo momento o que vestir também deve ser bem pensado. A primeira impressão é a que fica, e pode significar muito na escolha do recrutador.

Antes disso precisa se pensar na carreira propriamente dita que se deseja seguir. Uma boa formação é exigência no mercado atual, não basta ter um diploma de nível superior, é preciso ter pós-graduação, MBA ou qualquer outro curso de especialização que mostre que o candidato não está parado, que mostre que o candidato está sempre em busca de novos conhecimentos, de atualização, junto às novas tendências de mercado.

Língua estrangeiraé outro ponto forte, não basta saber inglês, francês ou espanhol, é necessário ter desenvoltura na conversação, por isso é importante se dedicar a esse ponto no estudo de línguas. Saber conversar de igual para igual mostra confiança e determinação.

Unir capacidade intelectual com postura é o segredo. Comportamentos mais simples também estarão sendo observados, como pontualidade, discrição, em caso de preenchimento manual de alguma ficha, uma letra legível (não precisa ser bonita, mas legível, o recrutador não te tempo de se dedicar a traduzir o que os candidatos querem dizer), ser objetivo em suas respostas. As informações solicitadas são sobre sua carreira, estudos e dinamismo, não precisa expor problemas financeiros e ou familiares. Lembre-se que há outros candidatos e que o recrutador precisa otimizar o tempo, seja objetivo.

Não há receita de bolo para sabermos quais os comportamentos mais valorizados pelo mercado de trabalho, mas tomando alguns cuidados o sucesso virá.

Por Vivian Schetini


Tradutor e Especialista em Aparelhos de Medicina são as carreiras que prometem estar em alta até 2019.

Atualmente, encontrar um emprego não é tarefa nada fácil. A cada dia que se passa é necessário especializar-se mais e mais. Além disso, o curso de graduação, já se tornou algo simples e contumaz. Ser graduado em alguma faculdade, hoje, não garante um bom salário e nem oferece um ar de estabilidade na procura de um emprego. Atualmente, a especialização em áreas das mais variadas que existem é o “plus” que o mercado empregatício busca. Porém, na hora de escolher sua profissão, muitos fatores contam.

Em um passado recente, as profissões que dominavam o mercado de trabalho eram as Engenharias, Medicina e Direito. Qualquer curso fora dessas graduações não era bem visto por alguns familiares desinformados e empregadores preconceituosos que insistiam em ter fixa essa ideia. No cenário atual, por incrível que pareça, uma das profissões que mais promete crescer e empregar pessoas em todo o mundo no ano de 2019 é Tradutor. Sim! Com esse monte de livros, artigos e textos que são lançados, diariamente, em todo  mundo, não faltará textos a se traduzir e, consequentemente, muitos tradutores serão requisitados pelo mercado de trabalho.

Outra profissão que promete “bombar” até o ano de 2019 é o Especialista em Aparelhos de Medicina. Hoje, devido à grande expectativa de vida da população, aparelhos e equipamentos hospitalares são muito requisitados, porém, ainda, faltam profissionais no mercado.

O atual texto se baseou em uma pesquisa de mercado dos Estados Unidos da América, porém há de se entender que os efeitos dessas novas modalidades de profissão irão atingir todo o mundo, haja vista os efeitos da globalização que são vividos por nosso planeta desde o final dos anos de 1970.

Uma coisa é certa. Antes de pensar em executar alguma profissão, esqueça as vaidades e anseios de seus familiares e busque fazer estudos de mercado antecipadamente a fim de não se tornar mais um dos milhares de desempregados em todo o mundo.

Por Daniel Alves


Desenvolver algumas habilidades profissionais é necessário para construir uma boa carreira.

O mercado de trabalho está cada vez mais exigente em relação às habilidades dos profissionais. Sendo assim, aqueles que conseguem acumular habilidades durante sua vida têm muito mais oportunidades.

Hoje em dia, não basta ter apenas uma boa formação acadêmica, é preciso desenvolver habilidades que irão lhe ajudar a conseguir colocar tudo o que você aprendeu em prática de uma forma que agrade a empresa e os profissionais que trabalham em sua volta.   

Muitas vezes não é fácil desenvolver qualidades para se tornar um profissional competitivo. Diagnosticar possíveis pontos de melhora irá ajudar a conseguir melhorar sua carreira. Veja abaixo cinco habilidades que todo profissional bem-sucedido precisa desenvolver:   

– Tenha inteligência social:

Trabalhar e conviver em equipe com certeza não é algo fácil. Todos somos diferentes em ideias, ponto de vista e formações. Mas ter um ambiente agradável de trabalho é possível e isso depende basicamente de como os profissionais utilizam sua inteligência social. Demonstrar empatia por colegas de trabalho e ajudá-los a conseguirem objetivos coletivos é importante para o bom andamento da empresa.   

– Tenha habilidade com ferramentas digitais:

A tecnologia chegou em todos os campos de sua vida. Não há mais como deixá-la de lado. Para conseguir ser um profissional bem-sucedido é preciso que você domine ferramentas digitais, principalmente as que estiverem intimamente ligadas ao seu trabalho. Elas certamente ajudarão você em seu trabalho, aumentando a produtividade e oferecendo resultados mais eficientes.   

– Saiba como se posicionar:

Muitos profissionais quando não concordam com algo ligado ao seu trabalho tendem a ser rudes ou agressivos. Isso é um erro que só os prejudica. É preciso saber o momento certo para colocar seu posicionamento. Se você participou de uma reunião acalorada e não concordou com algumas das questões debatidas, talvez seja necessário que você converse com o líder do projeto em particular. Reporte-se para o profissional que realmente lidera o projeto. Opinar para pessoas erradas é uma das primeiras práticas para criar um ambiente instável.   

– Saiba se adaptar rapidamente:

As empresas atuais podem até tolerar erros, mas não toleram profissionais que não sabem utilizar suas experiências para melhorarem. Adaptar-se de maneira rápida é uma das habilidades mais requisitadas nos profissionais atuais. Ainda é comum encontramos pessoas que relutam em fazer mudanças necessárias, principalmente quando elas estão ligadas a tecnologia.   

– Saiba elogiar:

O ambiente corporativo muitas vezes é exigente e ingrato, mas você não precisa ser assim. Os profissionais que sabem o momento certo de elogiar seus colegas são bem vistos pela empresa e pelos outros profissionais que estão em sua rotina de trabalho. Reconhecer um bom desempenho é sinal que você está atento às práticas realizadas em sua equipe e certamente motivará outros a melhorarem.

Por William Nascimento


Algumas características são mais analisadas e requeridas em uma entrevista de emprego. Os candidatos devem estar preparados para apresenta-las ao recrutador no momento da entrevista.

A concorrência vem crescendo cada vez mais quando se trata de uma boa oportunidade de emprego, por isso os candidatos devem ficar atentos a todos os detalhes, para conseguirem se destacar na hora da entrevista e, para isso, nada melhor do que conhecer as principais características que são mais valorizadas pelos recrutadores na hora de contratarem um novo funcionário.

Iniciativaé sempre uma das características mais citadas pelos recrutadores quando vão comentar sobre o que eles procuram nos candidatos. Os recrutadores observam muito se os candidatos são pessoas sempre prontas para servir, por exemplo, o simples fato do recrutador deixar a caneta cair no chão já serve para avaliar se o candidato imediatamente se prontifica a apanhar a caneta ou se ele fica esperando que o próprio recrutador tome esta atitude.

Uma boa conversa deixa claro para o recrutador se o candidato é uma pessoa que sabe antecipar os fatos, se age de forma rápida, então é bom que você comece a observar em si próprio se a "Iniciativa" é uma de suas características e se não for, melhor trabalhar esta questão com mais cuidado.

Trabalhar em equipeé outra característica indispensável nos dias atuais. Todo recrutador faz questão de avaliar o candidato e descobrir se ele sabe de fato, trabalhar em equipe, se tem a característica de querer ajudar, se prontificar para ajudar o colega de trabalho, se compartilha suas ideias ou se é daquelas pessoas que está sempre querendo aparecer sozinho, querendo ser o dono da verdade sempre e trazendo para si todos os méritos.

O trabalho em equipe nunca foi tão valorizado como agora, por isso é bom que você tenha esta característica, porque ela é determinante na conquista de uma vaga de emprego.

A lista de características mais valorizadas pelos recrutadores não para por aqui, confira outras:

– Ética;

– Visão estratégica;

– Inovação;

– Empenho;

– Foco nos bons resultados;

– Empatia;

– Multifuncional;

– Experiência;

– Segurança;

– Objetividade.

Ainda, os recrutadores buscam candidatos que realmente estejam dispostos a "vestir a camisa da empresa", estando sempre alinhados aos valores desta empresa e trabalhando sempre para que o crescimento seja para todos.

Por Russel


Negócios online atraem, cada vez mais, profissionais que abandonam seus empregos tradicionais.

Muitos profissionais, inclusive aqueles que já estão há anos em um emprego, estão abandonando suas profissões para investir nos negócios online. E isso não significa que eles migram o seu trabalho para a internet, muito pelo contrário, a grande maioria dos profissionais que deixa o emprego para trabalhar na internet, vai para uma área que não tem nenhuma relação com seu antigo serviço.

Os motivos são os mais variados, mas na maioria dos casos o que é possível perceber é que os profissionais não estão tendo muita perspectiva de crescimento em seu emprego físico, o salário não é satisfatório, o trabalho consome quase todo seu tempo, é preciso enfrentar trânsito e ainda ter que aturar as cobranças do patrão ou superiores.

Com um negócio online, o profissional consegue ter mais expectativa para seu futuro, é como se ele se renovasse, mesmo diante de tantos desafios que o comércio virtual oferece.

Alguns profissionais simplesmente deixam o emprego para oferecerem seus serviços pela internet, ou contando com a internet para fazer sua divulgação.

Eletricista, Pedreiro, Costureira, Confeiteiro, Garçom, Advogado, Consultor, entre muitos profissionais, podem ser facilmente encontrados na internet. Ficou muito mais fácil e barato também, ter o seu site e há profissionais que nem sites utilizam, eles criam um perfil nas redes sociais e começam a divulgar seus trabalhos.
Há casos também de profissionais que montaram seus negócios online, porém, totalmente fora de sua antiga área de atuação. Temos corretores que abandonaram o emprego e montaram uma loja virtual na internet para a venda de roupas. Há profissionais da área de saúde que deixaram o trabalho e começaram a trabalhar com artesanato e agora estão comercializando seus produtos na internet, enfim, o mundo virtual está crescendo a cada dia e as oportunidades também não param de surgir!

Mas nunca é demais lembrar que assim como nos negócios físicos, os negócios online precisam ser muito bem planejados.

É muito importante que se estude o mercado, mesmo sendo para abrir um negócio online, que planeje bem a sua loja virtual ou como os serviços serão oferecidos, como os produtos serão enviados, as formas de pagamento que serão oferecidas, enfim, o planejamento é sempre o segredo do sucesso, seja de um negócio físico ou online.

Por Russel


A capacidade de ter uma boa comunicação é uma característica importante para os profissionais, pois com ela é possível tem um bom desempenho no trabalho e uma boa integração com a equipe.

A boa comunicação é uma das características mais importantes dos profissionais atuais. Por meio dela é possível ter um excelente desempenho profissional e integração com sua equipe de trabalho. Os bons profissionais sentem a necessidade de se comunicar de maneira eficiente para o melhor rendimento de suas carreiras.

Na hora de se candidatar a uma vaga de trabalho, a comunicação também é importante, tanto para a entrevista como para cultivar relacionamentos. No entanto, apesar de todos os benefícios que a boa comunicação fornece para os profissionais, a maioria deles não a possui.

Normalmente, quem acha complicado se comunicar bem, muitas vezes indica o crescente volume de informações no mundo como maior empecilho. Visto que todos nós sabemos que o volume de informações não irá diminuir, de nada adianta reclamar.    

A maneira de compreender o mundo e os meios de se comunicar com os outros está mudando. Sendo assim, precisamos estar atualizados e buscar algo na essência para que possamos nos tornar bons comunicadores. É necessário que os profissionais atuais percebam e depois desenvolvam capacidades de acordo com as novas ferramentas disponíveis. Em resumo, isso significa ter envolvimento com as reais dimensões da comunicação.   

O profissional precisa conseguir lidar consigo mesmo, ou ter o controle pleno de suas características da personalidade. Se conseguir isso, ele será capaz de trabalhar cada detalhe de seu comportamento e transformar a timidez em impulso para ter confiança aliado ao entusiasmo.   

Vale lembrar que um bom comunicador tem ampla capacidade de se colocar no lugar de outras pessoas. Isso é essencial para ser persuasivo e conquistar outros por meio da comunicação. Este profissional avalia a maneira com que ele diz algo a outras pessoas, como tonalidade de voz e expressões faciais.   Ao ver o quanto a comunicação interfere em nossas vidas, para o bem ou para o mal, é preciso levá-la a sério, na sua profundidade.

A comunicação tem um poder suficiente para conseguir provocar mudanças significativas em nossas vidas. Mudanças que são movidas pela dignidade, ética e amor.

Por William Nascimento


Estando empregado ou desempregado é preciso manter a autoestima e o otimismo. É preciso não se acomodar e sempre buscar atualização.

O Brasil conseguiu atingir uma baixa taxa de desemprego e ia muito bem, mas a crise chegou e o fantasma do desemprego voltou a assombrar os brasileiros. Diante do mercado de trabalho em crise, não está nada fácil para os profissionais se destacarem, seja dentro da empresa para não serem demitidos ou nas filas de entrevistas, para conseguirem destaque e serem contratados.

Mas é possível para todo profissional, estando ou não empregado, se destacar neste mercado de trabalho em crise, aliás, é nestas horas que fica ainda mais fácil mostrar o seu potencial, suas qualidades e você deve começar mantendo sua autoestima.

As empresas já têm problemas demais, não precisam de um funcionário pessimista e reclamando o tempo todo. E quem está desempregado, tem ainda mais motivos para manter a autoestima, pois durante uma entrevista de emprego isto é muito observado pelo entrevistador, pois as empresas estão buscando funcionários que demonstrem otimismo, empenho e segurança.

E mantendo a autoestima você ainda terá mais disposição para buscar novas oportunidades, realizar cursos, tentar se aprimorar e isso é que vai fazer você se destacar neste momento.

Neste momento de crise é de fundamental importância que todo profissional esteja sempre avaliando o seu trabalho, pois jamais devemos nos acomodar e mais ainda nesta hora em que a crise leva as empresas a demitirem tantos funcionários e a contratação se torna ainda mais difícil.

Se você está desempregado, faça uma autoavaliação, veja se você é, de fato, o profissional que as empresas estão procurando ou se você deveria investir em um curso de inglês, um curso profissionalizante dentro de sua área ou até mesmo buscar uma outra área.

O mesmo alerta vale para quem está empregado, não se acomode nesta hora! Procure saber quais são os objetivos futuros da empresa e se o seu perfil se encaixa nestes projetos, pois ainda dá tempo de você buscar o aprimoramento profissional e novos conhecimentos.

Não importa quão grande seja a crise, esteja sempre buscando por novos conhecimentos, para se tornar um profissional atualizado e mantenha sua rede de contatos em dia, mesmo não precisando agora, aliás, se puder ajudar alguém, ajude, pois além de você se sentir bem, estará garantindo que futuramente, caso precise, possa contar com a ajuda desta pessoa.

Por Russel


Alguns fatores influenciam na permanência do funcionário na empresa.

Não é fácil para uma empresa agradar todos os funcionários, saber dividir as responsabilidades, as relações interpessoais e os lucros são tarefas que todas devem fazer para que a empresa funcione perfeitamente. Para isso, é preciso ter funcionários satisfeitos e com vontade de trabalhar, mas como manter os funcionários em uma empresa? Separamos algumas dicas para você aprender um pouco sobre o assunto.

– O ambiente:

Uma parte essencial para todos trabalharem bem é ter um bom ambiente criado, salas muito fechadas e sem janelas podem estressar mais alguns funcionários, além de causar, para alguns, a sensação de estar trancafiado. Pode até parecer exagero, mas muitos se sentem assim, tente usar o melhor possível do espaço que você tem disponível para sua empresa.

– Relações interpessoais:

Talvez a parte mais importante e também a mais difícil, um ambiente com pessoas simpáticas e descontraídas é sempre preferível a um ambiente cheio de estresse e pessoas de cara fechada. Porém, é muito frequente que donos de empresas não entendam que para mudar a forma como as pessoas agem dentro de sua empresa, eles devem mudar suas formas de tratar seus funcionários, pois é um exemplo para os outros e uma base de como é o comportamento naquele determinado ambiente.

– Saber balancear suas regras:

Muitas vezes empresas usam as regras mais para reprimir funcionários que não conseguem produzir do que para ajudar seu funcionamento geral. Isso é usado por muitos lugares e é preciso ter cuidado ao colocar regras rígidas demais sem motivos, isso pode deixar os funcionários receosos e tirar deles o prazer de trabalhar naquele local.

– Sensação de que seu trabalho vale algo:

Em entrevista dada ao Bloomberg, o vice-presidente sênior de RH da Google, Laszlo Bock, disse que as pessoas querem mais do que ganhar dinheiro. Isso significa que além de ter seu trabalho recompensado financeiramente, elas também se sentem gratificadas vendo que conseguiram produzir algo de relevante. Todos nós gostamos de nos sentir úteis de alguma forma.

Por Tom Vitor de Freitas


Com as novas tecnologias no mundo atual é possível utilizá-las a seu favor no ambiente de trabalho.

A tecnologia hoje está presente na vida de todas as pessoas e os profissionais, independente da área em que atuam, precisam aprender a lidar com esta tecnologia, utilizando-a em seu favor, seja para conquistar novos clientes, fidelizar os antigos, aprimorar seus serviços ou produtos, garantir melhor atendimento, entre tantos outros benefícios.

Uma forma simples de usar a tecnologia a seu favor no âmbito profissional está no smartphone, presente na vida de todas as pessoas praticamente, porém, são poucas as que de fato sabem utilizar o smartphone de forma profissional.

Este pequeno aparelho normalmente é utilizado para conferir e-mails, acessar as redes sociais, conversar com os amigos, mas você sabia que o smartphone é hoje uma das ferramentas mais importantes para um profissional?
Tendo um plano de internet e um smartphone razoável, você passa a atender seus clientes de todos os lugares, sendo indicado principalmente para profissionais que precisam se locomover durante o dia.

O que não falta no mercado é aplicativo para lhe auxiliar, como os comunicadores instantâneos e as agendas que vão lhe ajudar a manter contato rápido com seus clientes, além de ajudarem você a organizar seu horário!

E se você é profissional autônomo, já pode criar uma conta profissional no Instagram, caprichar no visual e começar a fotografar todos os seus serviços e publicá-los em sua conta, para serem compartilhados com seus clientes e todos aqueles que se interessarem.

Pintor, confeiteiro, cabeleireiro, pet shop, lanterneiro, costureira, são muitos os profissionais que podem, em poucos cliques, divulgar seus serviços na internet de forma rápida e gratuita.

E por falar em redes sociais, elas são um importante aliado para todo profissional. Toda empresa hoje precisa estar presente nas redes sociais e não só criar uma conta e achar que está pronto, é preciso interação!

Empresas que interagem nas redes sociais conquistam novos clientes, fidelizam os antigos e aumentam as vendas, além de fortalecerem a marca e mostrarem-se modernas e antenadas.

Aproveite as redes sociais para realizar sorteio de produtos, sorteio de descontos e para convidar alguns clientes a conhecerem as dependências da empresa, para verem como os produtos são feitos, como tudo funciona. É preciso, mais do que nunca, que as empresas se aproximem dos clientes e as redes sociais são a melhor forma para que isso aconteça.

Por Russel


Terça-feira é o melhor dia da semana para enviar currículos para processos seletivos.

Depois de todas aquelas dicas de como elaborar um bom currículo e os itens essenciais e dispensáveis para a sua elaboração, surge uma dúvida: qual seria o melhor dia para a entrega do currículo?

É quase uma regra: segunda-feira é o dia de começar a procura por uma nova oportunidade de emprego. Talvez a segunda tenha essa fama por ser considerada para muitas pessoas como o recomeço do ciclo. Quase todos nós quando vamos enviar um currículo para uma empresa mais desejada, optamos pelo primeiro dia útil da semana, pois temos a falsa sensação de que é um dia mais produtivo.

Mas não é o que acontece: segundo um levantamento publicado no site Business Insider, as terças-feiras são os dias em que mais vagas de emprego são geradas (20%), em seguida vem a quarta-feira, seguida de perto da segunda-feira.

A segunda-feira, queridinha dos candidatos à vaga é a terceira em quantidade de oportunidades, ao contrário do que pensam os candidatos. Isso ocorre, porque as empresas precisam de um tempo para publicar as vagas, e muitas vezes a segunda-feira é separada como um dia de planejamento para a semana de trabalho.

Mas por que devemos enviar o currículo na terça? Segundo o mesmo site, a chance de ocupar uma vaga está diretamente ligada ao dia em que o currículo foi postado. Quanto mais perto da data de abertura da vaga, maior a chance do candidato ser chamado para uma entrevista.

Então, se o maior número de vagas é publicado nas terças e quartas feiras, o melhor dia para o envio do currículo é a terça feira, contrariando todas as nossas tradições.

Independente do dia em que seu currículo for postado é bom saber que nos outros dias da semana também são abertas vagas, portanto não se desespere: se você não pôde enviar currículos na última terça-feira, continue os distribuindo pelo resto da semana. As chances podem ser menores, mas com certeza elas existem. Enviar currículos só na terça-feira não irá aumentar suas chances se nos outros dias você não continuar sua busca pela vaga.

Por Patrícia Generoso


Para planejar sua carreira profissional é preciso criar metas e fazer um planejamento.

Um dos momentos mais difíceis na vida de um profissional é saber como planejar sua carreira, afinal, todos querem crescer, mas, precisam saber como começar. Por isso, é importante criar metas e, assim, fazer um planejamento. Desse modo, listamos abaixo dicas de Chana Vasco, que é consultora e também coach.

Estabelecer metas: O principal na carreira é o estabelecimento de metas. Ou seja, se você quer um aumento de salário, outro emprego ou ser promovido, é preciso lutar para conseguir estes objetivos. É o ponto de partida de tudo, afinal, você precisa saber aonde quer chegar para atingir o que deseja.

Antes de agir, pense: Quando se trata da carreira profissional, é importante colocar tudo no papel e pensar muito antes de tentar, ou mesmo, criar sua própria oportunidade.

Autoconhecimento: Primeiramente, o profissional precisa saber em qual patamar está, o que ele sabe e o que pode fazer para atingir o objetivo, ou seja, a meta da carreira. Uma dica importante é fazer o chamado networking, que possibilita dar um “up” na carreira. Conhecer e compreender o que você sabe facilitará na busca por melhorias.

Criar estratégias: Assim que souber qual a sua meta, você deverá definir quais obstáculos precisará vencer para conquistar a carreira profissional que você sempre quis ter. Desse modo, as estratégias podem ser feitas através do próprio networking, do envio de currículo, ou mesmo pedir para um antigo chefe te indicar. Para facilitar, é preferível escrever tudo em um papel, pois, assim, você conseguirá visualizar tudo o que precisa fazer para dar certo.

Acreditar em si mesmo: Por fim, a peça chave de todas as dicas é acreditar no seu potencial, que você conseguirá a carreira que sempre quis. Para isso, é importante ter pensamentos positivos e realmente acreditar no seu objetivo. Ou seja, se você quer vencer na profissão, precisa pensar como um vencedor e a acreditar que aquilo realmente vai dar certo.

Por Andréa Corneli Ortis


A análise de uma nova proposta de emprego deve ser feita considerando vários aspectos para não haver arrependimentos posteriores.

Quando você receber uma proposta de emprego, saiba que é preciso avaliá-la muito bem, pois apesar da crise que o país enfrenta, nem sempre o primeiro emprego que encontramos é o que realmente desejamos e talvez seja preciso aguardar um pouco mais, por isso é tão importante saber avaliar uma proposta de emprego recebida.

O salário é o primeiro item avaliado quando se recebe uma proposta de emprego e esta avaliação não é tão simples quanto parece, pois não é questão de saber se o novo emprego paga mais do que o antigo. Várias questões deverão ser avaliadas nesta hora, por exemplo, os benefícios oferecidos, pois pode acontecer do salário ser um pouco menor, mas a empresa oferecer muito mais benefícios e o montante se torna mais vantajoso.

Fique atento também para o contrário, pois a nova proposta de emprego pode trazer um salário que seja um pouco maior, mas com menos benefícios e aí, não é interessante.

Mas cada caso deve ser analisado de forma individual, por exemplo, a pessoa pode receber uma proposta de emprego que pague menos, mas o local de trabalho é bem mais perto, você vai economizar horas no trânsito e se isso for um fator que pesa muito para o profissional, então será uma vantagem.
Há casos também, onde a pessoa aceita ganhar menos, porém, trabalhando em uma área que realmente gosta.
Fique atento também, na hora de avaliar uma proposta de emprego, em relação às horas trabalhadas, se é preciso trabalhar final de semana ou fazer hora extra. Para quem precisa aumentar a renda, esta opção é interessantíssima, mas quem estuda depois do trabalho ou precisa chegar cedo em casa para cuidar da família, não vai ter como atender a estes requisitos do novo emprego.

O local de trabalho é outra questão que pesa muito ao avaliar uma proposta de emprego, muitas vezes pesa tanto quanto o salário. Um novo emprego pode oferecer um salário muito melhor do que você recebe atualmente, mas o local de trabalho é distante, podendo ser em outra cidade ou até mesmo em outro estado.

Neste caso, quem vai arcar com os custos de moradia? E a alimentação? E quando serão as folgas para você visitar a família? Ou teria como levar a família junto com você? Tudo isso deve ser pensando, juntamente com a família, para não haver arrependimentos posteriores.

Como podemos ver, não existem “regras” fixas para avaliação de uma proposta de emprego, o importante é que o profissional analise todos os pontos, pense no futuro, analise os prós e os contras e não se atenha somente na questão salarial, assim poderá saber, de fato, se a proposta para o novo emprego é realmente interessante.

Por Russel


O sucesso da empresa está ligado à equipe, portanto, as habilidades pessoais de cada colaborador fazem a diferença.

O capital humano é imprescindível para o sucesso da Organização. Em outras palavras, o sucesso de uma empresa está ligado à sua equipe, ou seja, as pessoas que fazem parte da Companhia. Por isso, para ter sucesso na sua área profissional, existem algumas habilidades, que podem fazer a diferença para o seu crescimento. Que tal ficar por dentro de algumas?

– Você é um profissional flexível?

Imprevistos são comuns e frequentes, por isso, o profissional deve procurar ser flexível e fazer alguns ajustes no cotidiano. Desta forma, a flexibilidade auxilia a lidar com momentos de crise, por exemplo.

– A importância do autoconhecimento e da autoconfiança!

Você precisa se conhecer, ou seja, saber que tipo de profissional é, o que gosta e não gosta, os seus valores, culturas, entre outros. Por meio do autoconhecimento e da autoconfiança, você vai ser capaz de assumir riscos e tomar decisões que considerar coerentes para a empresa. Além disso, o profissional que conhece bem esses atributos passa segurança e confiança para equipe.

Como desenvolver esses atributos? Saia da zona de conforto e defina onde quer chegar e alcançar na sua carreira. Evite superiores que não deleguem tarefas e mantenha o foco no seu objetivo. Aprenda a enxergar as pessoas ao seu redor e comprometa-se com as suas metas.

– Tenha iniciativa!

Seja um profissional proativo e tenha iniciativa para assumir o risco das suas ideias. Para isso, ofereça ajuda às pessoas para resolver os problemas e imprevistos, por exemplo. Tenha clareza das suas prioridades para colocá-las em prática.

– Competividade sadia: ela é essencial!

Seja um profissional competitivo: tenha as metas claras, objetividade, preocupe-se em realizar um bom trabalho dando o melhor de si, queira inovar, ser produtivo, entre outros. A habilidade de ser competitivo está ligada às suas motivações e ambições pessoais, ou seja, o que você deseja realmente para ter o sucesso em sua carreira.

Gostou das dicas? Deixe a sua opinião!

Boa sorte e sucesso na carreira. 

Por Babi


Pretensão salarial é o que mais conta no momento de decidir se muda ou não de emprego. Preocupação com a estabilidade financeira se sobressai em detrimento de outras características consideradas importantes.

Mudar de carreira pode ser uma decisão difícil para inúmeras pessoas, e um dos fatores que mais atraem os brasileiros ainda é o salário. Para a maioria da população estabilidade financeira é um dos fatores que mais pesam para a mudança de emprego.

Uma agência de consultoria chamada Asap, que recruta e faz a seleção de executivos de média gerência, realizou uma pesquisa com cerca de 1.000 executivos e nesta  82,6% dos entrevistados receberam uma proposta de emprego recentemente e mais da metade destes recusaram a proposta por acharem o salário baixo demais, ou por considerar que a vaga não estivesse adequada com os seus objetivos profissionais.

Em outra pesquisa, realizada pelo site de relacionamentos profissionais Linkedin, a pretensão salarial atinge 49% da preferência dos entrevistados, enquanto os fatores motivação e avanço na carreira ficam atrás com 43% e 41%, respectivamente. O site ouviu cerca de 20 mil pessoas em 29 países diferentes, sendo 660  brasileiros.

Outra característica interessante levantada pelo estudo é a de que 60% dos pesquisados confia em seu próprio entendimento na hora de negociar com seus patrões e determinar um salário justo e que 49% deles definem seus reajustes com base no salário anterior.

Quanto à forma de procura de emprego, o estudo aponta também que o Brasil é um dos países que mais usam as redes sociais em busca de emprego. Ele está em quarto lugar, atrás de grandes potências como Cingapura, Espanha e Chile. Entre os brasileiros o uso da internet também é grande, através de sites especializados em oferecer vagas de emprego. Podemos afirmar que a internet é um dos meios mais usados entre os brasileiros atualmente, e a cada dia crescem as ofertas de meios diferentes para se conseguir a tão sonhada vaga.

Em tempos de recessão econômica no país, nada mais previsível do que esse cenário. Os trabalhadores estão mais preocupados com a estabilidade financeira, em detrimento de outras características antes consideradas importantes, como o ambiente de trabalho e o prazer na função executada.

Por Patrícia Generoso


Os conflitos entre as gerações no ambiente de trabalho podem ser minimizados com algumas atitudes.

Não há como negar que o abismo entre gerações é cada vez maior, ainda mais com o advento das novas tecnologias, o que vai fazendo as novas gerações se distanciarem cada vez mais e mais rápido. E quando isso chega ao mercado de trabalho, como lidar? A insegurança e a falta de conhecimento no comportamento do colega pode fazer com que o dia a dia em uma empresa seja repleto de conflitos, muitas vezes desnecessários. Separamos algumas dicas para minimizar os conflitos que existem entre as gerações no mercado de trabalho.

– Veja com outros olhos:

Essa é a dica clássica, procure entender porque aquela pessoa toma determinadas atitudes que para você não fazem sentido. Tudo envolve um contexto histórico e social onde aquela pessoa cresceu e foi formada e você precisa entender isso, seja mais velho ou mais novo. Ver com os olhos dos outros é importante e ainda demonstra ao outro que você se importa em resolver a situação.

– Livre-se do preconceito:

Tente ao máximo não julgar uma pessoa pela sua idade quando ela adentra sua equipe ou vice-versa. Novas gerações tem a tendência de achar os mais velhos lentos e irresponsáveis com o meio-ambiente, enquanto as gerações mais antigas tendem a achar os mais novos dispersos e muito ansiosos. Trabalhar em conjunto e unir duas características de gerações pode ser extremamente proveitoso para você e pra sua produtividade, por isso não julgue alguém apenas pela sua idade.

– Engajamento:

Palavra essencial para os mais jovens, algumas vezes, a política de certas empresas entra em conflito com as novas gerações, que compartilham tudo, inclusive a liderança. A ideia dos jovens é se envolver e resolver de fato questões no trabalho em vez de apenas “fazer”, o engajamento das novas gerações tem nisso um ponto muito positivo e as empresas podem aproveitar muito disso.

Não importa a qual geração você pertença, tenha sempre em mente que todos no trabalho devem se apoiar e você pode aprender muito, tanto com os mais velhos, quanto com os mais novos.

Por Tom Vitor de Freitas


Caso receba uma ótima proposta de outra empresa, é possível sair da empresa atual sem criar inimizades e, ainda, deixar as portas abertas para uma possível oportunidade no futuro.

Você está trabalhando muito feliz e satisfeito na empresa a qual presta serviços, mas, de repente, você recebe uma proposta irrecusável de outra empresa. E agora, como fazer para sair da empresa sem criar inimizades e deixar as portas abertas para uma oportunidade no futuro?

Essa situação é bem delicada e, provavelmente, a maior parte da população já passou por ela. Não existe uma fórmula secreta para essa situação, pois cada caso tem sua peculiaridade, conforme as políticas da empresa e o perfil do seu chefe.

O segredo primordial é tentar fazer um acordo de cavalheiros com seu futuro ex-chefe. Peça para a empresa a qual está te contratando um tempo maior para se desligar da outra empresa, pois seu superior talvez não estivesse esperando uma perda de um componente da equipe dele. Assim, você também mostra à outra empresa que você é um profissional responsável, que não gosta de deixar ninguém na mão.

Caso a empresa contratante não aceite esse prazo maior e esteja precisando de alguém urgentemente para preencher a vaga, tente inverter a situação. Faça seu ex-chefe entender que aquela é uma oportunidade única na sua carreira, e mostre a ele todo o seu potencial e seus serviços prestados com êxito durante o tempo em que está na empresa.

Deixe claro que você está saindo apenas porque a outra empresa ofereceu uma oportunidade que se encaixa mais para seus objetivos de vida nesse momento, e que você quer explorar novos mercados e ter novos aprendizados, que podem ser reaproveitados na empresa que você está deixando, caso as portas estejam abertas quando você sair.

Isso não significa que seu superior irá atender de pronto as suas solicitações, mas o importante é você tentar fazer a sua parte e não perder o controle nunca, mesmo que a situação não seja favorável a você. Converse educadamente e se atreva a convidar seu chefe para uma despedida sua em um happy hour da empresa.

Por Felipe Villares


Algumas situações podem estar interferindo no rendimento no trabalho. O primeiro passo é analisar as causas e saber o que fazer para solucioná-las.

É muito comum hoje em dia nos preocuparmos com nosso rendimento, com a grande concorrência no mercado de trabalho devemos estar sempre atentos ao que estamos fazendo e, principalmente, como estamos atentos. E você, acha que seu rendimento não está lá essas coisas e não sabe o porquê?  Descubra aqui as possíveis causas e suas soluções.

– Preocupações pessoais:

As preocupações da vida pessoal que levamos para o trabalho podem ser uma grande causa de seu rendimento ter caído sem você perceber. Se você pensa muito nos seus problemas pessoais, a melhor solução é encarar de frente e resolver seus problemas o mais rápido possível, tente se distrair com outras coisas na hora de trabalhar, assim poderá aumentar de novo seu rendimento.

– Distrações:

As distrações são uma causa frequente quando o rendimento de algum funcionário cai, é comum vermos isso em empresas mais liberais onde se pode ouvir música, por exemplo. Saiba usufruir da sua liberdade sem exagerar, se você pode ouvir músicas, usar o celular ou acessar redes sócias, faça isso com moderação e tente demonstrar que gosta da sua liberdade. Saber balancear suas ações é essencial e traz um ambiente tranquilo para o trabalho.

– Você não está mais confortável:

Essa questão é preocupante porque envolve diretamente o seu trabalho e você. Se você não se sente mais tão confortável no trabalho como antes ou não está mais gostando de lá, o ideal é conversar com o seu superior para discutir possíveis soluções, em casos extremos o melhor a se fazer é procurar outra posição dentro ou fora da empresa que te deixa mais confortável e feliz.

É claro que existem outras causas que podem estar afetando sua produtividade, a maioria pode estar relacionada ao seu emocional. O ideal é sempre conversar, com seus chefes, colegas e com você mesmo. Se faça perguntas, se questione se aquele é o melhor lugar para ficar ou se você não está apenas inventando desculpas para não seguir em frente, se pergunte se não se acomodou demais em uma posição e siga em frente!

Por Tom Vitor de Freitas


Redes sociais podem ser ótimas aliadas para se dar bem em processos seletivos, basta saber usá-las.

As redes sociais são uma verdadeira revolução no mundo da tecnologia. Através delas, podemos manter contato com as pessoas que conhecemos e nos divertir. E também podemos estabelecer relações profissionais através desse meio de comunicação.

O Facebook é atualmente a maior de todas essas redes, e pode ser um grande aliado ou um incrível vilão, se você não souber utilizá-lo de maneira adequada. Você pode muito bem utilizar o Facebook para sua diversão, mas saiba que muitos selecionadores de currículo entram em sua página para avaliar o seu perfil, e muitas vezes a imagem que eles fazem de você (que na verdade é você quem cria) pode te atrapalhar em um processo seletivo.

Isso não significa que você não pode usar as redes sociais da maneira que quiser, mas uma dica é criar dois perfis diferentes. Em um, você pode utilizar para sua diversão e distração, mas com opções de visualização para estranhos bloqueadas. Assim, você evita que qualquer pessoa conheça sua vida pessoal e pode compartilhar e postar coisas que não seriam bem vistas pelo lado profissional.

No seu outro perfil, você pode utilizar de maneira aberta, pública para qualquer pessoa que quiser conhecer seu outro lado. Ali, você pode compartilhar informações que acha relevantes para a sua carreira, curtir páginas de empresas e causas sociais que você simpatiza e postar tudo que mostre seu lado bom, sem se envolver em polêmicas (incluindo questões políticas, pois você não sabe o posicionamento do selecionador sobre esse assunto).

Outra rede social muito interessante, que tem feito a diferença para vários profissionais é o Linkedin. Ele é a porta de entrada para muitas empresas, que inclusive divulgam vagas através dele. Mantenha suas informações profissionais atualizadas com dados relevantes para sua área. Outra dica interessante é adicionar pessoas que você, mesmo que não tenha contato, admira, e tente uma aproximação através do perfil dela. Mas nada de sair adicionando qualquer um, pois, principalmente no Linkedin, quantidade não é qualidade. Não que você não pode adicionar seus amigos que trabalham em outras áreas. Mas quando for adicionar um desconhecido, atente-se para o seu ramo profissional.

Por Felipe Villares


Quando um profissional recebe uma nova proposta de emprego deve analisar alguns fatores antes de tomar a decisão, para não se arrepender mais tarde.

Você está trabalhando e recebe uma nova proposta de emprego. O que faz? Aceita ou continua no atual? Antes de responder a essa pergunta, é preciso analisar diversos fatores, além de ter a coragem e a ousadia necessária para mudar. Será que vale a pena arriscar? Confira algumas dicas!

– A importância da análise.

Uma mudança de emprego requer a análise de muitos fatores. Por exemplo, se o profissional não está satisfeito no emprego atual, vale a pena mudar sim. Além disso, a pessoa precisa avaliar, além da questão salarial, o plano de carreira, o desenvolvimento dentro da nova empresa, a cultura, os valores, o ambiente de trabalho, o tempo de deslocamento, entre outros. Ou seja, é preciso fazer uma análise detalhada dos pontos positivos e negativos.

A falta de uma análise pode gerar uma futura frustração e o profissional pode acabar tomando uma decisão errada e, assim, ficar infeliz no mercado de trabalho. Por isso, mesmo que a proposta pareça ótima, faça uma avaliação crítica com calma e tranquilidade.

– Qual o seu objetivo?

Há profissionais que priorizam o salário, outros o crescimento profissional, outros uma melhor qualidade de vida, entre outros fatores. Qual o seu objetivo? Qual é a sua prioridade? A nova proposta atende a esses valores? O objetivo muda de acordo com o momento profissional. Portanto  avalie a nova oportunidade. Além disso, veja se a nova empresa oferece chances de crescimento, por exemplo, se a companhia é de pequeno ou médio porte, as chances de valorização profissional são maiores.

– Conheça a Organização!

Conheça o local que vai trabalhar a Organização e fique por dentro dos valores e culturas. Eles são compatíveis com os seus? Procure informações sobre a Companhia, a solidez dela no mercado de trabalho, ou seja, conheça o ambiente em que deseja trabalhar.

Portanto, faça uma avaliação e uma análise completa sobre a nova oportunidade, antes de tomar uma decisão concreta.

Boa sorte e muito sucesso!

Por Babi


Nomes de grandes empresas são divulgados todos os anos no ranking Great Place to Work, e de acordo com esse levantamento, a Microsoft foi considerada como a melhor multinacional para trabalhar na América Latina.

A Microsoft alcançou o topo dessa lista, porém saiba que existem outras 25 empresas que também são de alto padrão de qualidade, aquelas que são consideradas como as melhores multinacionais para trabalhar.

Para chegar ao resultado final, o Great Place to Work avalia a percepção de cada colaborador em relação à empresa e ambiente de trabalho, práticas que estão relacionadas ao departamento de Recursos Humanos, maneiras que são utilizadas para motivação, desenvolvimento das atividades, entre coisas do mesmo gênero.

As melhores multinacionais para trabalhar na América Latina são:

– Microsoft:

Empresa que atua no setor de tecnologia da informação nos países da Argentina, Brasil, Chile, México, Peru e Colômbia. São 2.090 funcionários ativos.

– Telefônica/Vivo:

Empresa que atua no setor de telecomunicações. Ela é conhecida por Telefónica em países como a Argentina, América, Central e Peru. Nos países Colômbia, Equador, México, Venezuela e Chile ela é chamada de Telefónica Movistar e no Brasil é conhecida por Vivo. No momento ela conta com 56.428 funcionários ativos.

– JW Marriot:

A JW Marriot é considerada como a melhor da América Latina no setor de hotéis e restaurantes. Ela conta com 1.524 funcionários em países como Brasil, México e Peru.

– Accor:

Também atua no setor de hotéis e restaurantes, porém, ela conta com 10.514 colaboradores, e está presente no Chile, México, Peru, Argentina e Brasil.

– Mc Donald’s:

Empresa de fast food que está presente em todos os países da América Latina. Hoje são 67.024 funcionários trabalhando em milhares de franquias.

– Dell:

Empresa de grande conceito que a tua no setor de tecnologia da informação e possui 6.991 profissionais ativos. Ela está no Brasil, México e Panamá.

Outras empresas que seguem nessa lista são: Cisco, Diageo, Belcorp, Monsanto, Edenred, Mars, BBVA, 3M, Mapfre, ScotiaBank, Atento, Novartis, Roche, Yanbal, Hanesbrands, DHL, Excel Automotriz, AES Corporation e Grupo Falabella.

Por Yasmin Fernandes Robles


Saber conciliar a vida profissional com os cuidados com os filhos é essencial. Algumas profissões são ótimas alternativas para isso.

Ser pai ou mãe significa mudar de vida, quando o seu filho chega ao mundo sua vida muda e, consequentemente, sua rotina passa a ser outra. Mesmo depois de toda a fase de choros de madrugada e troca de fraldas, você não consegue manter a mesma rotina que tinha antes de seu filho nascer, principalmente quando se diz respeito ao trabalho. Muitas mães se desdobram para tentar conciliar a vida profissional e a educação de seus filhos, uma tarefa que parece impossível, mas não é, o trabalho a distância ou home office é uma realidade para muitos e pode ser uma ótima alternativa para conciliar carreira e criação dos filhos. Conheça aqui outras profissões que são consideradas as melhores para quem enfrenta esse tipo de situação.

– Freelancer:

É uma profissão onde muitas vezes se pode levar o trabalho para casa (ou só trabalhar nela) e atender clientes por lá. Sendo freelancer, é importante que se tenha noção e disciplina na hora de realizar seus trabalhos para não perder o foco.

– Trabalhar em consultórios:

Dentistas, médicos, fisioterapeutas, psicólogos, nutricionistas, entre outros entram nessa lista. Ter um consultório significa ser flexível com horários, mesmo que você não tenha tanta liberdade como em um home office, por exemplo, tem a vantagem da separação de ambientes, o trabalho e o lar em lugares diferentes te ajudam a organizar a mente, e consequentemente ter mais tempo para seus filhos.

– Escritório próprio:

É parecido com ter o seu próprio consultório, tem praticamente as mesmas vantagens, mas os horários podem se alterar um pouco, uma rotina de escritório é definitivamente diferente de uma rotina de consultório. Profissões que se adequam à essa realidade são advogado e arquiteto, por exemplo.

Para conseguir manter o equilíbrio que todos buscam é necessário ter disciplina, não é fácil de início, mas os frutos desse tipo de trabalho são enormes: mais tempo para você mesmo e para seus filhos. A educação das crianças é fundamental e ver um pai ou mãe sempre presente e mesmo assim trabalhando com certeza trará um diferencial para a formação da criança.

Por Tom Vitor de Freitas


Não existe fórmula mágica, porém, algumas técnicas auxiliam a realizar uma boa entrevista de emprego.

Como você se comporta durante uma entrevista de emprego? Deixa a ansiedade e o nervosismo de lado, e confia no seu potencial? Você sabia que o seu corpo passa informações importantes sobre o seu comportamento? Não existem fórmulas mágicas para garantir uma vaga durante a entrevista, porém, há técnicas que podem te ajudar e muito. Que tal ficar por dentro delas?

Você sabe se comunicar?

O profissional precisa saber conversar, expor a sua opinião e argumentos, porque uma comunicação deficiente pode colocar tudo a perder, porque pode passar uma imagem de desconfiança, insegurança ou medo. Por isso, é importante que a pessoa saiba usar as palavras certas, assim como, uma linguagem clara, acessível e coerente.

Atualmente, os departamentos de RH intensificaram as análises dos candidatos e devido a isso conseguem tirar o máximo de informação. Assim, a pessoa precisar ser ela mesma e não tentar passar uma imagem, que não é dela.

Durante a entrevista: olho no olho!

Durante a conversa com o entrevistador, procure sempre olhar nos olhos dele e tome cuidado com o tom de voz durante a entrevista. Procure usar um tom que seja grave e suave, porque indica segurança. Além disso, a entonação pode ser variada e animada, e a palavras devem ser ditas com uma velocidade mais lenta, para que o entrevistador possa escutar todas as informações de forma clara e precisa.

A postura também deve estar correta, e o sorriso no rosto pode facilitar as coisas e te ajudar a conquistar a vaga. Lembre-se de que o seu corpo passa informações para o ambiente, por isso, fique atento.

Qual o seu objetivo?

Durante a entrevista, tenha em mente o que deseja o porquê da vaga e conheça bem a empresa que deseja trabalhar. Mostre interesse pela Companhia e defina plano para curto, médio e longo prazo. Questione o entrevistador, tenha dúvidas, mas faça perguntas que sejam pertinentes e inteligentes. Boa sorte e muito sucesso!

Por Babi


Com algumas atitudes é possível se destacar no trabalho e aumentar sua produtividade.

O mercado de trabalho está competitivo e muitos profissionais estão investindo na sua formação, carreira e procurando maneiras para se desenvolver. Que tal começar a se destacar no seu ambiente de trabalho? A sua produtividade está diretamente ligada aos seus esforços. Por isso, que tal ficar por dentro de algumas dicas?

– Seja pontual!

Os seus colegas têm o hábito de chegar atrasados ou faltar muito? Procure ser pontual no seu trabalho. Imprevistos podem acontecer, por isso, avise ao seu superior se for chegar atrasado. Além disso, procure entregar os seus relatórios e projetos dentro ou antes do prazo estabelecido. Isso representa dedicação e esforço para a Companhia e chama a atenção no seu trabalho.

– Projetos: preste atenção neles!

Mesmo que já esteja com muito trabalho, que tal aceitar novos desafios? Isso pode te ajudar a progredir na carreira, mesmo que você tenha que trabalhar um pouco a mais. Além disso, pode ajudar a melhorar a imagem que o seu superior tem de você. Mas, somente assuma compromissos que possa cumprir, ok?

– Fique por dentro das tecnologias!

Que tal investir em cursos de tecnologia? Dependendo da situação, eles podem te ajudar no seu ambiente de trabalho, porque você vai estar lidando com novas habilidades. Já imaginou ajudar seu chefe em uma missão importante? Invista em novos conhecimentos.

– Tenha disposição e esforço!

Saiba se relacionar com as pessoas ao seu redor e tenha disposição positiva para o trabalho. Não perca tempo com reclamações e foque sempre nas suas tarefas. Procure ter atitudes e gentilezas com a sua equipe profissional. Por exemplo, que tal trazer um café para o seu colega de trabalho após o almoço? Atitudes inesperadas e gentilezas podem fazer a diferença no seu dia a dia.

– Saiba usar as palavras!

Escolha as palavras certas para conversar com as pessoas, por isso, saiba escolher a linguagem adequada. Comunique-se de forma clara, objetiva e sem rodeios. Saiba chamar a atenção, conversar com o colega de trabalho, escutar opiniões diferentes da sua, ou seja, saiba usar as palavras.

Por Babi


Algumas questões podem ser observadas para auxiliar na decisão de trocar de emprego.

Você está pensando em procurar um novo emprego? Está cansado da rotina do seu trabalho? Acorda desanimado e cansado? Será que este é o melhor momento para procurar uma nova oportunidade no mercado de trabalho e mudar a direção da sua rotina de trabalho? Fique por dentro de algumas dicas!

Qual a atitude que você tem perante o seu trabalho?

Você está tendo atitudes negativas constantes em seu trabalho? Isso pode indicar que está na hora de mudar de emprego ou até uma transferência para outro setor. Durante o trabalho, o profissional precisa se sentir bem consigo mesmo, para manter a disposição e força de vontade. Portanto, fique atento e faça um balanço entre as suas atitudes: elas estão mais positivas ou negativas?

Como está a sua concentração?

Você consegue fazer as suas atividades centrado? Fica a maior parte do tempo pensando sobre as suas férias, fins de semana? Você consegue pensar e planejar tudo, menos o seu trabalho? Se isso está acontecendo com muita frequência, será que não é o momento de pensar em sair do seu emprego?

Você é feliz na sua empresa?

Você acorda animado e vai trabalhar feliz? Você é feliz na sua Organização? É importante que você se sinta feliz no seu emprego. A infelicidade pode gerar erros na tarefa, insatisfação, além de falta de motivação, o que vai fazer com que o profissional fique menos produtivo. Se você não está feliz onde está, por que não mudar?

Como estão os desafios no seu trabalho?

A rotina cansa, por isso, estabelecer novos desafios é importante para manter o pique e o ânimo no trabalho. Você se sente entediado? Só faz tarefas repetitivas? Que tal correr atrás de novas oportunidades e desafios? Saia do comodismo e da zona de conforto, e encare as mudanças para ser feliz na sua vida profissional, e isso só depende de você. 

Por Babi


Apesar da diferença salarial entre homens e mulheres, alguns cargos como Engenharia de Automação, Analista de Construção Civil e o setor de marketing pagam salários mais altos às mulheres do que aos homens.

O popular movimento feminista, que tem como bandeira a defesa da mulher ter os mesmos direitos que os homens, contém entre as suas pautas de discussão a questão salarial. Já foi assunto de muitas rodas de debate que há um abismo entre o salário de homens e mulheres no mercado de trabalho, mesmo desenvolvendo a mesma função. No entanto, nem em todos os postos de trabalho é assim, aliás, pelo contrário, há vagas de emprego em que a função de chefia é da mulher, logicamente o que a faz ganhar mais por isso.

Dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Pesquisa e Estatística (IBGE) apontam que, apesar do avanço das mulheres no mercado profissional, ainda são os homens que dominam esse espaço. A pesquisa mostra que os homens ocupam 58% das ofertas de emprego, com salário médio de quase R$ 2.000, contra 42% das ocupações femininas com média salarial de R$ 1.500.

Mas, vamos às vagas de emprego onde essa realidade é totalmente oposta e, acredite, está no cargo de Engenheiro de Automação, a função no universo profissional que melhor paga as mulheres do que os homens. Acredite! Uma competente engenheira de automação ganha até 12% a mais do que o engenheiro de automação. Nessa área, os rendimentos delas ficam em torno de R$ 5.900, enquanto eles ficam com a média salarial de R$ 5.200,00.

Sabe outro cargo que coloca o salário da mulher à frente dos homens? O de Analista de Construção Civil, função que remunera a mulher com o salário de R$ 3.770,00 e paga aos homens aproximadamente R$ 3.200,00. Fazendo os cálculos, dá para se concluir que é uma diferença de quase 20% entre os salários, o que se trata de uma verdadeira conquista para tempos quando os rendimentos femininos são tão baixos.

O setor de marketing também tem feito a diferença na conta bancária da mulher, principalmente se ela trabalha como Analista de Marketing e usa toda a sua criatividade para criar ações estratégicas para colocar a empresa onde trabalha no topo do gosto do público. Para essas Analistas de Marketing, o salário chega a R$ 3.200,00, enquanto os homens Analistas de Marketing ganham a média de R$ 2.300,00. A diferença nesse caso é de 31%, uma porcentagem bem expressiva para o mercado que ainda é dominado pelos homens.

De acordo com a fonte SalárioBB, a qual forneceu todos esses cargos, salários e porcentagens que as mulheres se destacam, não foi de uma hora para outra que esses empregos começaram a pagar melhor às mulheres do que aos homens.  Essa nova realidade é fruto realmente de esforços maiores por parte da mulher, uma vez que SalárioBB também apontou que elas têm se especializado mais em suas áreas de atuação, procurado meios para se aprimorarem em suas funções e serem competentes no que fazem.

Por Michelle de Oliveira


Algumas atitudes podem chamar a atenção do chefe e aumentar as chances de ser promovido.

Conseguir uma promoção não é fácil, primeiro porque a tendência das empresas é segurar ao máximo para dar uma promoção a um dos funcionários e segundo porque a concorrência é grande e são vários os funcionários que batalham por uma promoção, mas com algumas atitudes você pode chamar a atenção do chefe e aumentar consideravelmente as chances de obter uma promoção.

Para começar, é importante você aprender a focar no trabalho certo, ou seja, você precisa estar em sintonia com a empresa, é preciso querer o mesmo que a empresa quer. Não adianta você trabalhar bastante para aumentar as vendas do produto X se a empresa quer aumentar a venda do produto Y.  Então, comece certificando-se que seu trabalho está de acordo com as expectativas da empresa.

Importante também é que a empresa saiba que você deseja ser promovido. Pode até parecer óbvio, mas se você trabalha, demonstra estar contente e não fala nada, para a empresa que tem muitas preocupações, vai ser difícil adivinhar que na verdade você está é esperando ser promovido.
Pode até parecer estranho, mas são muitos os funcionários que não querem ser promovidos, preferem continuar nos cargos que estão há anos. Então não fique só esperando a promoção, tenha uma conversa franca com seus superiores, mas jamais impondo condições, apenas demonstre seu desejo de crescer com a empresa.

Outro detalhe importante é não querer ser apenas o melhor na área em que atua, mas procurar conhecer tudo o que acontece dentro da empresa, procurando compreender outros setores, de forma especial aqueles que estão diretamente ligados ao seu trabalho. Mais do que demonstrar curiosidade, é uma forma de você planejar melhor o seu trabalho e dar sugestões para que a empresa possa ir se aprimorando como um todo.

Aprenda desde já a receber críticas, e mais que isso, procure sempre ter um feedback tanto dos seus colegas de trabalho como também dos seus superiores. É muito ruim ouvir nosso trabalho ser criticado, mas você não imagina como isso é importante para aprimorarmos nosso desempenho e esta é uma excelente forma de conseguirmos ser promovidos, pois mostra que você é um funcionário que tem atitude diante dos problemas, que sabe reconhecer os erros e que não só ouve as críticas, mas, principalmente, procura corrigir os erros e resolve o problema mostrando um novo resultado que desta vez, será elogiado.

E cuidado para não ser um daqueles funcionários que gostam de guardar tudo para si, achando que desta forma a empresa irá depender dele e por isso ele será promovido. Isto não existe!

Seja uma pessoa que trabalha em equipe, compartilhe seus conhecimentos, esteja sempre pronto para ensinar algo a seus colegas de trabalho e ajude sempre que for solicitado e quando não for, ofereça sua ajuda. Isso tornará você uma pessoa bem vista pelos demais funcionários e pela direção da empresa, colocando você a um passo de ser promovido.

Por Russel


As empresas cobram, cada vez mais, um melhor desempenho de seus profissionais, por isso ser produtivo no trabalho é essencial.

Hoje em dia em todas as áreas e setores profissionais a produtividade é um fator essencial para o sucesso e para o bom desempenho de qualquer profissional, além disso, os gestores das grandes empresas cobram a cada dia mais um melhor desempenho, afinal de contas, todas as empresas vivem de resultados.

E pensando e analisando as afirmações acima, você já parou para pensar em como aumentar a sua produtividade? Quais atitudes e estratégias você deve tomar para se tornar um profissional mais produtivo e consequentemente se tornar mais bem sucedido? Não? Então, leia as dicas abaixo que te ajudarão muito profissionalmente.

– Seja um profissional motivado:

A motivação é o combustível do profissional muito produtivo. A motivação será capaz de te tornar uma pessoa mais empenhada e isso, inevitavelmente, fará de você um profissional mais produtivo, pois você terá uma expectativa maior que os outros profissionais que vem aos seus postos de trabalhos se arrastando, sem motivação. Então, de agora em diante, procure uma inspiração que te motive a trabalhar.

– Descubra o melhor jeito de trabalhar:

De nada adianta seguir um padrão estabelecido e não ser produtivo. Então se você for capaz de descobrir um método que se encaixe em seu jeito de trabalhar você sentirá mais a vontade para executar a sua atividade e, consequentemente, se tornará mais produtivo, então busque um jeito diferente, use sua criatividade.

– Tenha gana em aprender novas atividades:

Tenha vontade de aprender novas atividades, não tenha medo de não conseguir sucesso. Seja proativo e polivalente, enfrente os desafios das suas atividades, dessa forma, você será capaz de adquirir confiança e aumentará o seu volume de trabalho.

– Tenha uma melhor qualidade de vida:

Um profissional que não dorme bem, que não se alimenta bem, que não pratica exercícios e que não cultiva amizades, não pode ser produtivo, pois ele nunca estará 100% bom para trabalhar. Então se você quer ser mais produtivo, procure ter uma melhor qualidade de vida, pois isso afeta a vida profissional e seu desempenho. Um profissional saudável é um profissional sem stress.

Enfim, essas são as dicas para se tornar mais produtivo. Também nunca deixe de se atualizar em relação a sua área profissional, esteja sempre estudando e nunca perca o espírito de eterno aprendiz.

Por Rodrigo da Silva Monteiro


Período de descanso é direito de todos os trabalhadores registrados na CLT após terem trabalhado 1 ano inteiro. Empresa não pode deixar o segundo período vencer, estando sujeita à multa.

Depois de tanto trabalhar, nada mais justo do que programar ter um momento de férias, seja para descansar ou para viajar e curtir as mais variadas opções de lazer que estão disponíveis no nosso país e no mundo, não é verdade?

Mas você sabe como funciona o direito às férias no trabalho?

Se ainda não conhece todos os detalhes desse direito do trabalhador, aqui vamos tentar esclarecer todas as suas dúvidas, como o cálculo é realizado, até quando o valor pode ser pago, entre coisas do mesmo gênero.

Primeiro saiba que todo o funcionário que trabalha com Carteira Assinada, de acordo com as leis da CLT, tem direito a um período de até 30 dias de descanso (férias), após ter trabalhado um ano inteiro. Isso está descrito no artigo 487, parágrafo 1º da CLT.

Quem tem direito a Férias?

Todos os funcionários, até mesmo aqueles que não foram efetivados.

O funcionário não precisa solicitar as férias, pois a empresa tem um prazo para fazer a liberação desse período de descanso. A instituição deve respeitar o prazo máximo e não deixar a segunda vencer, pois nesse caso será necessário pagar multa.

No mês de férias o funcionário receberá um salário completo, mais um terço (1/3). O valor tem que ser creditado em até dois dias antes do início do período de descanso.

As férias proporcionais são pagas aos colaboradores que pedem demissão, ou para aqueles que são demitidos sem ter completado 12 meses de trabalho.

Quando se perde o direito das Férias?

Funcionários que faltam bastante sem justificativa poderão perder suas férias. A contagem funciona da seguinte forma:

De 6 a 14 faltas o trabalhador tem direito a 24 dias de férias.

De 15 a 23 faltas serão 18 dias de férias.

De 24 a 32 faltas o direito é ter 12 dias de férias.

Acima de 32 faltas o funcionário não tem mais direito ao descanso. 

Por Yasmin Fernandes Robles


Se vestir para o trabalho requer alguns cuidados e bom senso dos profissionais.

Existe roupa para todo o tipo de ocasião, ninguém vai à praia de salto alto ou a um casamento a rigor de havaianas e biquíni, ok, sempre tem alguém fashion, apoiado em clichês de que na moda tudo é possível, mas, convenhamos, não tem o menor cabimento.

Desde que o mundo é mundo, ocasiões especiais requerem roupas diferenciadas e isso se aplica ao ambiente de trabalho que apesar de não ser especial segue algumas tendências básicas que necessitam ser vistas com cuidado, principalmente pelas mulheres, que por terem uma gama de opções maiores tendem a cometer os erros com mais frequência.

Segue abaixo uma lista básica:

1.     Evite decotes ou roupas muito curtas, não é necessário usar uma burca, mas bom senso é sempre bem-vindo, você está trabalhando e não indo para a balada.

2.     Evite maquiagem exagerada, ninguém quer levar um susto logo cedo.

3.     Evite aquele perfume fortíssimo que impregna no ambiente e impossibilita as pessoas de respirarem ar puro.

4.     Evite roupas muito justas, nada contra, mas ficar a maior parte do dia sem se sentir à vontade, com tudo apertando não é saudável.

5.     Evite saltos muito altos, há mulheres que dizem não viver sem, mas enfim, daqui a 10 anos, as pernas, os pés e a coluna se revoltarão, não há saúde que aguente salto 15 todo dia.

6.     Evite cores vibrantes em excesso, uma blusa colorida, um vestido, uma calça, tudo bem, mas o visual inteiro da Barbie no Caribe não dá.

7.     Evite roupas amassadas e amarrotadas, pega mal.

Não há um catálogo certo do que usar ou não usar, o bom senso no ambiente de trabalho fala mais alto do que qualquer escolha, não há proibições ou restrições, mas há a extrema necessidade de saber se vestir sem virar um holofote, afinal, ali, você tem uma prioridade maior do que o seu gosto pessoal: seu trabalho.

Por Beatriz Duarte





CONTINUE NAVEGANDO: