Saiba aqui como fazer a Carteira de Trabalho no Funsat de Campo Grande (MS).

Está precisando fazer a Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS)? A Fundação Social do Trabalho de Campo Grande (Funsat) possui uma série de recomendações para as mais diversas situações – primeira via, segunda via e continuação da carteira de trabalho. Vale lembrar que a emissão da CTPS pode ser feita para pessoas com idade igual ou superior a 14 anos.

Duas regras servem para ambas as situações:

1) Para capturar a foto oficial da CTPS o solicitante não poderá estar vestindo blusas regatas ou peças decotadas.

2) Apenas será utilizada foto 3×4 se o sistema operacional estiver com falha. Nesse caso, a foto deve ser recente, feita em fundo branco e colorida.

Primeira Via: deverão ser apresentados os seguintes documentos originais, em bom estado de conservação, ou cópias autenticadas em cartório:

– CPF (não pode ser CNH)

– RG (não pode ser CNH)

– Certidão de nascimento (quando solteiro), casamento (quando casado), com averbação (caso divorciado)

– Certificado de reservista (homens)

– Comprovante de Residência que contenha o CEP

Prazo: até dois dias úteis.

Segunda via: é preciso que o solicitante apresente os documentos originais abaixo, em bom estado de conservação, ou cópias autenticadas em cartório:

– CPF (não pode ser CNH)

– RG (não pode ser CNH)

– Certidão de nascimento (quando solteiro), casamento (quando casado), com averbação (caso divorciado)

– Certificado de reservista (homens)

– Comprovante de Residência que contenha o CEP

– Boletim de Ocorrência (caso a primeira via tenha sido furtada, roubada ou extraviada)

– Documento que contenha UF, número e série da Carteira de Trabalho.

– Extrato de PIS/PASEP ou FGTS (CEF).

Prazo: fica pronta em até dois dias úteis.

Continuação da Carteira de Trabalho: deverão ser apresentados os seguintes documentos originais, em bom estado de conservação, ou cópias autenticadas em cartório:

– CPF (não pode ser CNH)

– RG (não pode ser CNH)

– Certidão de nascimento (quando solteiro), casamento (quando casado), com averbação (caso divorciado)

– Certificado de reservista (homens)

– Comprovante de Residência que contenha o CEP

Prazo: até dois dias úteis.

Atenção para as recomendações!

– Na fotografia para confecção da CTPS o solicitante não pode estar usando qualquer tipo de acessório como óculos, chapéu, boné, etc. ou algo que interfira na perfeita identificação das características da pessoa. A roupa não pode conter algo que faça apologia ao racismo, violência ou às drogas.

– A assinatura não deve conter rasuras. Se o solicitante não for alfabetizado, deverá conter a expressão “não alfabetizado”.

– É preciso colher a impressão digital do polegar direito, caso não seja possível, deve-se colher do polegar esquerdo. Na falta de ambos pode ser a impressão digital de qualquer outro dedo da mão.

– Qualquer situação que fuja à regra quanto à assinatura ou impressão digital deve ser relatada no espaço próprio para observações.

Ficou com alguma dúvida? Entre em contato com a Funsat pelo site http://www.capital.ms.gov.br/funsat/ ou pelo telefone (67) 3314-5096.

Por Rafaela Fusieger


Saiba aqui como tirar sua carteira de trabalho.

A Carteira de Trabalho e Previdência Social- CTPS , é um dos documentos mais importantes de um cidadão. Cada um pode ter a sua de forma gratuita, a partir dos 14 anos de idade.

Responsável por registrar todo o histórico da pessoa como trabalhador, é imprescindível para quem vai ser contratado pelo regime CLT- Consolidação das Leis do Trabalho.

Ela também contém os dados responsáveis por garantir todos os direitos do trabalhador como aposentadoria, seguro-desemprego e décimo terceiro salário.

Os documentos necessários para requisitar o documento pela 1ª vez são:

  • Carteira de identidade, legível e sem nenhum tipo de rasura (RG ou CNH – Carteira Nacional de Habilitação)
  • Comprovante de Residência com CEP (conta de água, luz, gás, etc…)
  • CPF – Cadastro de Pessoa Física
  • Comprovante de Estado Civil – Certidão de Nascimento ou de Casamento
  • Em alguns locais, é pedido uma foto 3X4 quando a emissão digital não acontece no posto.

Estrangeiros também podem tirar a carteira mediante apresentação da sua identidade e registro de pessoa estrangeira.

A carteira pode ser requisitada em qualquer Posto de Atendimento ao Trabalhador e também em postos conveniados do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), como o Poupatempo (em São Paulo) ou Unidade de Atendimento Integrado em Minas Gerais.

Esses postos tem nomes específicos em cada região, mas podem ser facilmente encontrados nos PAT – Postos de Atendimento ao Trabalhador.

Como é um serviço bastante procurado, muitas vezes é necessário um agendamento nos locais de atendimento para o pedido de emissão do documento.

Na maioria dos lugares, a CTPS fica pronta e é entregue ao usuário na hora.

Caso aconteça perda ou roubo da Carteira de Trabalho, deve-se comunicar imediatamente, com a realização de um boletim de ocorrência.

A segunda via desse documento também pode ser requisitada em caso de mau estado, para que não haja nenhum tipo de problema com a anotação de dados.

Para o pedido de 2ª via, os documentos apresentados são os mesmos da primeira vez, mais:

  • Boletim de ocorrência, em caso de perda ou roubo
  • Documento que comprove o número da Carteira Anterior – ex: hollerit, cópia de registro do empregador, etc.).

Vale lembrar que a Carteira de Trabalho garante os direitos e recebimentos do trabalhador.

Ana Carolina Haddad


Confira aqui algumas dicas de como fazer para tirar a Carteira de Trabalho.

Precisando entrar no mercado de trabalho? Saiba que ter um currículo atualizado e os cursos de qualificações são essenciais na vida de quem está querendo ter o seu primeiro emprego. Após contratado, a carteira de trabalho passa a ser muito importante. Se você ainda não tem esse documento, aprenda como tirar.

Quem pode tirar a carteira de trabalho?

A Carteira de Trabalho, segundo a lei, poderá ser emitida para brasileiros natos ou naturalizados. Indivíduos estrangeiros também podem tirar o documento. Com 14 anos de idade, já é possível obter a carteira. É o que a legislação trabalhista informa, por conta da possibilidade de contrato de aprendizes, sob condições diferenciadas.

Onde tirar a Carteira de Trabalho?

Há diferentes estabelecimentos para o indivíduo tirar a carteira de trabalho. O documento é emitido por vários órgãos como Postos de Atendimento ao Trabalhador (PAT) dos municípios, As sedes da Superintendência Regional do Trabalho e Emprego e na Gerência Regional do Trabalho.

A Carteira de Trabalho em diferentes estados brasileiros também pode ser emitida nos postos conveniados com o MTE. Em Minas Gerais tem a Unidade de Atendimento Integrado, em Goiás tem o Ganha Tempo, em São Paulo tem o Poupatempo e no Ceará tem a Casa do Cidadão.

Documentos necessários para tirar a Carteira de Trabalho:

É importante ser um brasileiro nato e naturalizado. Além disso, é preciso levar comprovante de residência, conta de telefone, água, gás e luz). Outras exigências da empresa é o CPF; 2 fotos 3×4 coloridas e Documento de identificação original (como a Certidão de Nascimento ou Casamento).

Quanto custa? Em quanto tempo fica pronta a carteira de trabalho?

A Carteira de Trabalho é gratuita e o prazo para entrega pode variar. Nas unidades conveniadas, o cidadão deverá apresentar o protocolo e o documento de identidade para retirar a CTPS, isso depois de alguns dias após a solicitação. Apenas no Poupatempo, o documento pode ser entregue imediatamente.

Vale abordar aqui que em caso de roubo, perda, furto ou extravio do documento, o ocorrido deverá ser rapidamente comunicado em uma Delegacia de Polícia Civil. Através do boletim de ocorrência é que é possível solicitar a segunda via.

Por Flavinha Santos


Os documentos pessoais são os maiores bens que qualquer cidadão deve zelar – inclusive por toda sua vida –, visto que qualquer intenção, desde empregatícia a simplesmente frequentar determinados ambientes, pede a apresentação de cada um, em específico.

No objetivo de alertar a população brasileira sobre a necessidade de conservação da Carteira de Trabalho, o Poupatempo acaba de lançar uma campanha que ilustrará, principalmente, as dificuldades acarretadas quando o documento apresenta avarias.

De acordo com a assessoria de imprensa do Poupatempo, a perda e o mau estado de conservação da Carteira de Trabalho, único e oficial documento que comprova a vida do trabalhador, pode dificultar, inclusive, a oportunidade de novo emprego pela dificuldade de levantamento de registros antigos.

Segundo um estudo levantado pelo órgão, mais de 70% dos quatro mil cidadãos entrevistados compareceram a uma de suas unidades para solicitar a 2ª via do documento, ou porque o perderam, ou porque está mal conservado.

Para conferir a campanha, vá a uma das unidades do Poupatempo ou acesse o site http://www.poupatempo.sp.gov.br.

Por Luiz Felipe T. Erdei


Quando o cidadão perde a Carteira de Trabalho é preciso muita paciência e esforço para conseguir a segunda via.

O primeiro passo é registrar um BO (boletim de ocorrência) em qualquer delegacia de polícia, para após solicitar a segunda via na Superintendência Regional do Trabalho e Emprego.

O BO é necessário no ato da solicitação junto com uma foto 3×4, documento de identidade, um comprovante de sua antiga Carteira de Trabalho e a cópia da ficha de registro de empregado com carimbo do CGC da empresa.

Com a nova carteira na mão, é necessário ir à Superintendência Regional do Trabalho e Emprego e solicitar os registros antigos.

Por José Alberi Fortes Junior.


A partir desta terça-feira, dia 10, as unidades do Centro de Apoio ao Trabalhador  (CAT) de São Paulo passam a emitir a Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS).

Para quem vai tirar a primeira via da carteira os documentos necessários são uma foto 3×4, RG e comprovante de residência original.

Se menor de idade, deve estar acompanhado de um dos pais ou representante legal e apresentar a certidão de nascimento.

Para a segunda via é preciso apresentar RG e a carteira de trabalho anterior (se existir). Em caso de perda são aceitos comprovante de recebimento do FGTS, extrato do PIS/PASEP ou uma declaração da ultima firma de onde a pessoa esteve empregada. Em caso de roubo é necessário a apresentação do boletim de ocorrência ou declaração reconhecida em cartório.

Segue abaixo os endereços das unidades do CAT:

CAT avançado Jabaquara: Avenida Engenheiro Armando de Arruda Pereira, 2.314, das 7h às 16h;

CAT avançado Lapa: Rua Afonso Sardinha, 201, das 8h às 18h.

Interlagos: Avenida Interlagos, 6.122, das 7h às 18h;

Santana: Rua Voluntários da Pátria, 1.553, das 7h às 18h;

Luz: Avenida Prestes Maia, 913, das 7h às 18h;

Itaquera: Rua Gregório Ramalho, 12, das 7h às 18h;

Lapa: Rua Monteiro de Melo, 342, das 7h às 18h.

Por Levi Rocha





CONTINUE NAVEGANDO: