Veja como se sair bem em qualquer Redação de entrevista de emprego.

Muitas empresas usam a redação como prioridade na seleção de novos funcionários. E essa etapa acaba assustando muitas pessoas. Ter um profissional completo requer muita atenção, e a seleção das empresas servem justamente para descobrir as qualidades e experiências desses possíveis contratados. Além da famosa dinâmica de grupo e entrevista individual, existe a redação que serve para saber como o candidato se sai na parte da criatividade, escrita e ideias em relação ao tema proposto pela empresa.

Vamos ver agora como se sair bem na redação dos processos seletivos.

Não se precipite em fazer a redação

Muitos candidatos acabam fazendo a redação em um curto espaço de tempo. Essa pressa é um grande erro dos candidatos. As empresas não esperam que a redação seja feita rapidamente e sim com excelência. O ideal é entender o que foi proposto no tema e ir escrevendo com calma, para não se perder no texto.

Tenha cuidado com erros de gramática

Outra forma de avaliação das empresas na redação é a gramática do candidato. Saber escrever corretamente é muito importante, e dependendo do cargo, ter a gramática impecável pode ser o diferencial. Então evite escrever palavras diferentes ou que você não saiba o real significado. E revise sua redação antes de entregá-la. Essa é uma é uma ótima dica para quem quer fazer bonito na redação em qualquer processo seletivo.

Tenha cuidado com a letra

A letra do candidato também é um fator muito importante. Ela pode destruir até mesmo uma redação feita com a gramática toda correta. Pois como o avaliador vai entender o que o candidato escreveu se a letra for muito ruim ou ilegível? A dica para quem não tem a letra bonita é treinar. O ideal é que se faça isso com frequência. E uma boa tática para isso é copiar textos de revistas e livros, e com um tempo a letra vai melhorar bastante.

Evite escrever gírias na redação

Escrever gírias na redação de uma seleção de trabalho é um erro inadmissível. Então, se o candidato tem costume de falar assim, a probabilidade de escrever da mesma forma é muito grande. A maioria das empresas preza por profissionais que falam e escrevam corretamente, sendo assim, o ideal é se policiar caso queira conquistar a vaga.

Tenha cuidado com a pontuação da redação

A pontuação é essencial em qualquer redação. Sem ela o texto fica confuso e não consegue transmitir o que realmente foi proposto. Tenha cuidado com a falta e o excesso da vírgula, ponto final e exclamação, pois são os três tipos de pontuação mais usados na escrita em qualquer texto ou redação.

Não rasure sua redação

Ao fazer a redação os candidatos devem ter calma, pois se escrever alguma palavra errada será preciso rasurar a mesma. E essa atitude não é bem vista pelos recrutadores. Nesse caso, o ideal é tentar pedir uma outra folha, caso não possa, infelizmente, rasurar será a melhor solução.

Dicas extras que vão além da redação

Agora que você já sabe o que fazer ou não em uma redação, siga as dicas extras para se dar bem em uma seleção de emprego:

– Não chegue atrasado;

– Vista-se de forma correta e evite exageros com a roupa usada e acessórios;

– Fale com calma tanto na entrevista e quanto na seleção;

– Não deixe a timidez atrapalhar seu desempenho em qualquer fase da seleção;

– Leve todos os documentos que forem pedidos no primeiro contato da empresa;

– Monte um currículo bem completo e com todas as informações pessoais e profissionais;

– Não exagere nas respostas das perguntas feitas, fale somente o necessário;

– Com todas essas dicas vai ficar mais fácil conseguir um emprego.

Boa sorte!

Por Cristiane Amaral

Redação para entrevista


Aumente suas chances de ser contratado se comportando de forma certa em uma entrevista.

Hoje em dia muitas pessoas estão em busca de uma colocação no mercado de trabalho. E em meio à essa crise que enfrentamos, está muito difícil ser selecionado até para uma entrevista. Por isso, é importante não errar nesse momento, e dessa forma aumentar as chances de ser selecionado para o cargo oferecido. Então vamos citar abaixo o que o candidato não deve fazer quando for para uma entrevista.

Não chegue atrasado

Um dos maiores erros de muitos candidatos é se atrasar para a entrevista. Isso pode ser um dos maiores pontos negativos que ele pode ter, mesmo sem ser contratado. O entrevistador pode olhar para essa atitude como falta de compromisso do candidato. Aliás, nenhum empregador quer contratar funcionários que não sejam pontuais, então para não correr o risco de se atrasar para a entrevista, o ideal é sair com muita antecedência, é melhor chegar com antecedência do que se atrasar.

Não deixe o nervosismo te atrapalhar

É comum que muitas pessoas fiquem nervosas no momento da entrevista, pois cada empresa tem um estilo diferente de entrevistar, e com isso as perguntas podem ter variações e até mesmo ser complexas. O ideal é chegar ao local e tentar relaxar, antes de entrar na sala, vejo algum vídeo que goste ou escute uma música, assim toda essa tensão tende a diminuir.

Não debata com o entrevistador

Muitas pessoas cometem o erro de debater algum assunto com o entrevistador. Esse é um erro muito grave e pode demostrar arrogância da parte do candidato. O ideal é colocar seu ponto de vista, quando for feita alguma pergunta e apenas isso. Se ele descordar fique apenas em silêncio, pois isso pode ser um teste da empresa.

Desviar o olhar na hora de responder as perguntas

Algumas pessoas que sofrem de timidez extrema podem ter dificuldade de olhar nos olhos do entrevistador na hora de responder algumas perguntas. E se o candidato não consegue fazer contato visual na hora de interagir e responder o que foi perguntado, ele pode ser visto como muito tímido ou até mesmo mostrar que está mentindo sobre alguma resposta, e com certeza esse comportamento só vai prejudicar o candidato.

Não minta na entrevista

Infelizmente é muito comum que alguns candidatos mintam sobre suas informações profissionais. E isso só vai prejudicar o candidato tanto para ser admitido ou até mesmo se ele conseguir a vaga. A mentira sobre alguma informação de experiência ou conclusão de algum curso pode gerar até alguma penalidade para o candidato. Então não cometa esse grande erro.

Não exagere na roupa usada na entrevista

O modo como o candidato se veste pode revelar muito sobre a sua personalidade, até aí tudo certo. Porém, o entrevistador não está interessado na sua roupa, mas é de bom gosto que esse candidato escolha uma roupa neutra, que pode ser em estilo social ou esporte fino. Algumas empresas dão dicas de como o candidato deve se apresentar na entrevista, essa informação é dada na hora em que o candidato recebe a ligação para ser convocado. O ideal e não errar nesse aspecto.

Não mastigue chiclete na hora da entrevista

Essa é uma das maiores gafes que o candidato pode cometer. Nada mais irritante que entrevistar uma pessoa que está mastigando chiclete. Além de não ser nada elegante, o entrevistador pode perder a concentração e até se irritar com esse comportamento, então não mastigue chiclete na hora da entrevista, deixe isso para depois.

Não use o tom de voz muito alto

Muitas pessoas costumam falar muito alto e até mesmo dar gargalhadas. Isso pode ser considerado apenas uma característica no dia a dia, porém, na hora da entrevista esse comportamento pode ser visto como total falta de postura e educação. Fale em tom normal, nem muito baixo e nem alto demais.

Essas são as dicas do que não fazer em uma entrevista!

Por Cristiane Amaral


Veja dicas importantes para conseguir um emprego no ano de 2018.

A alta do índice de desemprego é uma realidade que assola o Brasil e tem assobrado muitos trabalhadores. Porém, se você está desempregado não é o momento de desanimar, é a hora de investir em si mesmo, se preparar para voltar ao mercado de trabalho e conquistar um novo lugar ao sol.

Em uma época de crise na economia, a oferta de emprego diminui e se torna mais concorrida, o que exige mais esforço por parte de quem precisa de uma recolocação, sendo necessário desde aumentar a sua rede de contatos até aprimorar as suas informação. Descubra abaixo como conseguir um emprego em 2018!

1. Faça networking

Para conquistar um novo trabalho é importante estar na hora e no lugar certo, além de contar com a ajuda dos amigos que atuam na sua área profissional. Por isso, é recomendado fazer networking, que consiste em aplicar a sua rede de relacionamentos de maneira constante.

Dessa forma, você terá mais pessoas que podem te indicar para possíveis oportunidades de emprego. É importante dizer que você também deve estar à disposição para ajudar os seus colegas, e consequentemente nunca ser esquecido.

2. Defina a sua estratégica de apresentação

Quem está desempregado tem que passar por várias entrevistas de emprego, logo é preciso que você tenha uma estratégia de apresentação bem definida para mostrar a cada oportunidade que se candidatar. Construa um esquema com a sua autoapresentação, informando as suas habilidades profissionais e características pessoais de maneira segura, transparente e que transmita preparo.

3. Elabore um currículo que desperte interesse

Imagine que o recrutador da empresa que você pretende trabalhar vai ler diversos currículos, mas irá escolher aquele que mais lhe chamar a atenção. Portanto, se preocupe em construir um currículo interessante e que não seja mais do mesmo. Construa esse documento com a ordem correta e muita clareza na apresentação escrita e verbal, além de apresentar os seus objetivos e o potencial que possui.

4. Cuide da sua imagem pessoal

A sua estética não representa a sua capacidade de trabalho, mas se você não estiver bem apresentável em uma entrevista de emprego, muito provavelmente não terá nem a chance de provar que é qualificado para a vaga. Sendo assim, jamais descuide da sua imagem pessoal, isso demonstra amor próprio, autoestima e cuidado.

Se você mostra que é capaz de se cuidar e está adequado ao padrão da empresa, o entrevistador verá que você não terá dificuldades para seguir as regras internas e cumprir com as suas obrigações.

5. Invista no seu conhecimento

Não é porque você não está trabalhando no momento que deve ficar desatualizado. Pelo contrário, para se tornar mais competitivo e desbancar os seus concorrentes é preciso investir no seu conhecimento e manter-se atualizado sobre as mudanças do mercado. Procure fazer cursos de especialização e complementação da sua área, mesmo que não tenha dinheiro para isso, você pode optar pelas alternativas gratuitas e disponíveis na internet.

6. Se informe sobre a empresa

Enviou o seu currículo e foi chamado para uma entrevista de emprego? Então, prepare-se para fazer a melhor entrevista da sua vida! Faça uma pesquisa profunda sobre a empresa, analisando os produtos e serviços oferecidos, a sua colocação no mercado e a estrutura que possui, quanto mais informações tiver, melhor será o seu desempenho diante das perguntas do entrevistador.

7. Seja transparente

Lembre-se de que o entrevistador tem experiência em observar o comportamento das pessoas que entrevista, e se você estiver apresentando um personagem e não quem é de verdade, com certeza, vai ser flagrado por ele e perder a chance de conquistar o seu novo trabalho.

Seja transparente e autêntico, esses são os pontos chaves para conquistar as empresas. Não tente construir um personagem, foque em mostrar o seu valor nas competências comportamentais e técnicas.

Por Simone Leal


Saiba como ter sucesso em um empreendimento.

Talvez seja cedo para afirmar isso, mas vamos nos adiantar. A palavra do século XXI é “empreender”. Em meio a tantas crises e baques na economia, os chamados “empreendedores” estão abrindo campos em diversas áreas que até em poucos anos atrás, nem se falavam sobre. Quando o assunto é internet, isso é notório. O E-commerce “viralizou” no sentido de pessoas conseguirem trabalhar de suas casas, atendendo a grandes demandas e com custos cada vez mais baixos. No setor de entretenimento, os jovens que escolheram se dedicar a falar diariamente com uma câmera, conseguiram ir além do que a televisão é capaz de proporcionar. Tudo isso se chama empreender.

Se você tem uma ideia boa nas mãos, confie no sucesso dela e comece a traçar os primeiros passos de empreendedores, seguem aqui algumas dicas.

  1. Empreender é sempre bom, não perca tempo. Quanto mais cedo melhor. Com isso, você consegue perceber os seus erros e entrar a tempo para corrigi-los e direcionar o seu negócio ao caminho certo.
  2. Não idealize, tenha os pés no chão. Veja onde seu segmento pode crescer e o que você pode apresentar de diferencial da concorrência.
  3. Ouça, leia e compartilhe suas ideias com outras pessoas. Elas vão te dizer o quão elas veem sobre viabilidade da mesma.
  4. Esteja pronto para ser o chefe da empresa, mas também a auxiliar nas tarefas administrativas, assim como varrer o chão do seu empreendimento. Um empreendedor vai estar presente em todos os setores, pois esse é o seu bem de mais valor.
  5. Persista. As dificuldades acontecem, mas não se começa de cima. Tudo que vem rápido, vai rápido.
  6. Crie identidade. Deixe que as pessoas assimilem essa identidade e acreditem nela.
  7. Gaste o que for apenas necessário e com quem realmente necessitar, ou com o que realmente necessitar.
  8. Seja criativo. Tenha jogo de cintura para problemas.
  9. Procure outras formas de investimento e possíveis parcerias que vão expandir seu trabalho. Ofereça o mesmo.
  10. Conscientize sua equipe sobre o trabalho a ser feito. Um por todos e todos por um. Valorize pessoas para elas valorizarem seus trabalhos.
  11. Priorize o que o cliente diz. A voz do cliente é a voz de Deus.
  12. Seja um filtro de críticas. Nem todas valerão a pena para o crescimento do seu negócio.
  13. Não fuja de problemas.

Para ser um empreendedor você precisa mais do que uma ideia, mas sim de base e de um plano de negócios. Muitas vezes um trabalho que você nem imagina pode virar um negócio. Saiba olhar para as oportunidades e como elas são capazes de desenhar a sua personalidade. Não faça coisas forçado ou pelo empreendedorismo ser a “palavra do momento”. Faça por gosto e por ter um espírito de abrir portas para si e seu negócio.

Por Yamí de Araújo Couto


Saiba quais são as atitudes que devem ser tomadas para potencializar a sua carreira profissional.

Qualquer um de nós, inserido no mercado de trabalho, gostaria de poder potencializar sua carreira profissional. Entretanto, boa parte das pessoas não sabe como fazer isso ou por onde começar. Por sorte, pode ser bem mais simples do que parece. Acompanhe o texto e descubra 4 dicas eficazes para potencializar sua carreira!

Gerencie as emoções

Ao pensar em carreira e trabalho logo nos vem à mente palavras como desempenho, êxito, credibilidade, sucesso. Porém, as emoções possuem um papel fundamental em nossa relação com a carreira. Muitas pessoas perdem vagas de emprego devido ao nervosismo e outras tantas não conseguem realizar suas tarefas devido ao excesso de estresse e angustia. Saber gerenciar as emoções é uma estratégia certeira para realizar bem aquilo que antes era dificultoso. Na internet, é possível encontrar uma série de páginas com exercícios que ajudam no controle das emoções. É só procurar e botar em prática. Com certeza os resultados obtidos serão benéficos.

Acredite em si mesmo

É natural, ainda mais em um cenário de crise como a que Brasil está vivendo, que o clima de insegurança predomine no ar. Claro que isto nos afeta como sociedade, mas também a cada um de nós como indivíduos. Especialmente em épocas como essas, sentimentos como o medo de perder o emprego, ou a falta de esperança em conseguir um novo cargo, são muito comuns. Entretanto, é extremamente necessário acreditar em si mesmo, para poder valorizar e tornar chamativo aquilo que você sabe. Lembre-se de quanto tempo de estudo, preparo, experiência e dedicação você empregou até aqui e use isso a seu favor, mostre para as pessoas. Dessa forma, com certeza você seja um ponto luminoso em um cenário de crise.

Dedique-se

Um bom profissional é sempre dedicado. Independente da posição ou cargo que ocupa, qualquer função exige empenho, trabalho e esforço. Entretanto, é comum que nós direcionemos um pouco mais de atenção para alguns aspectos do nosso trabalho em detrimento de outros. De uma forma muito simples, através de uma lista, procure anotar resumidamente todas as tarefas que você realiza em seu dia. Depois, pense sobre cada uma delas atentamente e procure observar quais delas estão recebendo menos atenção e cuidado de sua parte. Localizado o problema, é só ficar atento e direcionar um pouco mais da sua atenção e emprenho para elas!

Seja persistente

Nenhuma grande conquista vem sem esforço. Da mesma forma, nenhuma conquista sólida, que ofereça segurança, vem sem esforço também. Entenda que você não é a única pessoa do mundo a receber um “não” e nem tampouco a única pessoa do mundo a cometer erros. Em relação ao mercado de trabalho, ser persistente é uma característica muito importante. Muitas vezes é comum que profissionais super capacitados e competentes não tenham oportunidades e sintam dificuldades em impulsionar suas carreiras. Mas isso não acontece necessariamente por uma falha no trabalho que vem sendo feito, e sim, à grande competividade que existe. Portanto, persista. Talvez seja só uma questão de tempo até você conseguir sua oportunidade.

Por Carolina Costa


Confira aqui algumas dicas e cuidados para aumentar as suas chances de conseguir um emprego.

Sabe-se que o Brasil encontra-se atualmente estagnado em uma crise econômica até então sem precedentes desde o ano 2000. Hoje o país beira a um número assustador de quase 12 milhões de desempregados e como o ano de 2017 já começou mal para aqueles que não possuem perspectivas de como encontrar um novo ofício. Por isso, abaixo está reunida algumas dicas para facilitar às pessoas a como buscar o emprego e não perder a vaga para o concorrente.

Todos sabem que a internet revolucionou os padrões da comunicação do mundo atual. Nesse sentido, esta é a maior ferramenta para que as pessoas possam conquistar novamente outros postos de trabalho.

O primeiro grande passo a ser dado para aqueles que estão desempregados é sair da zona de conforto e ir em busca de empregos. Na internet pode parecer mais fácil ter um currículo aceito, porém, não é isso que acontece na realidade, pois muitas empresas recebem muitos pedidos ao mesmo tempo, de pessoas com currículos excelentes, por isso, é necessário que haja muita persistência e de nenhuma maneira aceite um não de primeira. Caso o currículo seja recusado, é essencial ter muita paciência e manda-los outras vezes, ampliando dessa forma as chances do pedido ser um real sucesso.

Por outro lado, se a internet não é considerada uma boa opção é necessário adotar outras medidas. Isto é, ir pessoalmente às instituições deixando o currículo. Não só isso, mas fazer disso uma rotina, traçando metas de lugares onde ir. É preciso tornar esse período de pedir emprego o seu novo trabalho.

Outra medida extremamente importante é atualizar sempre os dados do currículo. A vaga pode não sair exatamente quando você quer, mas um dia ela sai. Dessa forma, é muito importante revisar os currículos atualizando dados como endereço, email e telefone, pois assim a empresa pode entrar em contato com maior facilidade.

A última dica, por fim, é distribuir o mesmo currículo é realmente mais fácil, todavia não é mais eficiente para quem está a procura de emprego. Aconselha-se que seja feito um currículo para cada empresa, de acordo com a vaga a ser disputada. Isso porque pequenas informações adicionais podem ser decisivas para o empregador.

Sirlene Montes.


Confira aqui algumas dicas de como se qualificar para empregos investindo pouco.

O momento é de apertar os cintos e manter os gastos na ponta do lápis. Mas, como as vagas ficam mais escassas, a competição tende a aumentar e, consequentemente, os empregadores exigem mais qualificações dos candidatos às vagas.

O que pouca gente explora é o território da internet para se qualificar. Exato! Os cursos online são proporcionalmente muito mais baratos do que os cursos presenciais e existe muitos sites que oferecem uma gama enorme de cursos técnicos e especializações – com certificado!

Além de serem mais em conta, os cursos online possuem a praticidade de serem feitos no conforto de sua residência, bastando uma conexão com a internet e um computador.

Além disso, existem especialistas renomados internacionalmente que proferem palestras e cursos! A internet abriu portas para adquirirmos conhecimento e qualificações, no entanto, cabe a nós sabermos separar o joio do trigo.

Para lhe ajudar nessa tarefa, nossa equipe separou algumas referências que serão úteis para quem está buscando qualificação via net. Acompanhe a lista:

1) Veduca (http://www.veduca.com.br/)

A plataforma Veduca oferece cursos gratuitos e pagos. Os cursos são ministrados por professores das principais universidades do mundo, como Harvard, Cambridge, Yale, USP. Os cursos pagos contam com provas e certificados impressos.

2) TED (https://www.ted.com/)

O Ted é um site que reúne palestras de muitas personalidades proeminentes, tanto no mundo dos negócios, da tecnologia, da ciência, da psicologia, entre outros. Acompanhar uma palestra do TED por semana é uma ótima ideia para expandir seus horizontes.

3) Cursos Online Educa (http://www.cursosonlineeduca.com.br/)

O site “Cursos Online Educa” possui um viés mais prático. São cursos de especializações bem específicas. O valor dos cursos é super em conta e oferece certificado impresso.

4) Me Salva (https://mesalva.com/)

O site “Me Salva” é mais voltado para estudantes do ensino médio e universitários, no entanto, possui uma ampla variedade de conteúdos que irão lhe ajudar com aquele plus nos conhecimentos. Vale a pena dar uma conferida de perto. O “Me Salva” conta com versão gratuita e planos pagos.

5) YouTube (https://www.youtube.com/)

Por fim, o YouTube é uma ótima pedida para você se qualificar sem gastar nada. Navegue na plataforma e procure boas referências. Tente não desperdiçar seu tempo olhando coisas fúteis. Existe muito conteúdo de qualidade – e gratuito – no YouTube.

É isso pessoal! A possibilidade de se qualificar agora depende de você. Em época de crise não é muito indicado gastar rios de dinheiro para pagar um curso caro, mantenha o enfoque naquilo que está dentro do seu orçamento.

Matheus Griebeler


Confira aqui algumas dicas para se dar bem nos Processos Seletivos Online.

Cada vez mais as empresas estão apostando em uma nova forma de recrutar candidatos. Ao invés dos tradicionais currículos de papel, as empresas elaboram testes online e entrevistas via Skype. Como essa forma de seleção ainda é recente, existem muitos erros que os candidatos cometem na hora de pleitear a vaga. Confira abaixo as regras de ouro para você se dar bem nos processos seletivos online.

Provas:

Para etapa das provas de raciocínio lógico, português, inglês e afins, esteja certo de você terá sossego para realização dos testes. Avalie sua conexão, prepare o ambiente e evite distrações. Converse com familiares ou colegas de apartamento para que entendam que você está em um momento que exige concentração. Em hipótese alguma peça para que outra pessoa faça a prova no seu lugar, testes futuros serão realizados e se os resultados forem incompatíveis você será inequivocamente eliminado. Além de passar vergonha pela falta de honestidade.

Entrevista:

Na entrevista existem alguns passos simples que você precisa prestar bastante atenção. Segue a lista abaixo:

1) Certifique-se de possuir todos os aplicativos necessários para fazer a entrevista. Caso não saiba mexer nos aplicativos (por exemplo no Skype), tire um tempo para aprendê-los antes da realização da entrevista. Ficar com dúvidas em relação ao uso da tecnologia na hora da entrevista não causa uma boa impressão.

2) Avalie sua conexão com a internet. Caso perceba problemas, comunique ao entrevistador que sua conexão está com algumas falhas e qualquer queda futura será em decorrência desse fato. Comunicar com antecedência o entrevistador passará uma impressão de que você está preocupado e atento ao bom andamento da entrevista: que é uma pessoa proativa.

3) Escolha um ambiente organizado. Preste atenção no local em que realizará a entrevista. Converse com as pessoas que moram com você para que não transitem no fundo. Escolha um ambiente limpo, com boa iluminação, com um fundo neutro (de preferência branco). Também, escolha um ambiente sem ruídos.

4) E por último, lembre-se de colocar o celular no silencioso e ter em mãos as ferramentas necessárias que você precisará para o bom andamento da entrevista (currículo, certificados, afins).

Seguindo essas dicas de ouro você não passará vergonha em um processo seletivo online. Não desista e não desanime caso na primeira tentativa não dê, persistência também é uma chave de ouro, só que essa, para o sucesso.

Gostou? Dúvidas? Compartilhe sua opinião conosco, marque seus amigos que estão se preparando para processos seletivos online.

Matheus Henrique Griebeler


O CadÚnico tem como objetivo identificar e cadastrar famílias de todo Brasil com baixa renda.

O Cadastro Único ou CadÚnico como é chamado, é uma ferramenta criada pelo Governo Federal com o objetivo de identificar e cadastrar famílias de todo Brasil com baixa renda.

Esta ferramenta possui uma série de informações das famílias que são utilizadas pelos governos federal, estadual e municipal. O uso destas informações tem o intuito de promover ações de políticas públicas para melhorar a vida destas famílias.

As famílias que podem se inscrever no Cadastro Único, devem estar cadastradas e identificadas como famílias de baixa renda. Ou seja, que possuam rendas de até meio salário mínimo por pessoa ou que ganham até três salários-mínimos de renda mensal na somatória de todas as pessoas da família.

Vários programas utilizam o Cadastro Único. Estes programas visam fornecer benefícios sociais a todas as famílias que estejam na base de dados de cada programa.

Abaixo uma lista com os diversos programas que o Governo Federal oferece e que usam o CadÚnico:

– Programas: Minha Casa Minha Vida, Bolsa Família, Bolsa Verde (Apoio a conservação do meio ambiente), Fomento às Atividades Produtivas Rurais, Erradicação do Trabalho Infantil entre outros.

Ao todo são quase 15 tipos de programas que o CadÚnico está atrelado e que facilita no cruzamento das informações sociais de cada família. Os Estados e também os municípios usam a base de dados do Cadastro para seus programas sociais, independentemente do Governo Federal.

Como funciona o CadÚnico:

Cada município promove visita às casas das famílias de baixa renda. E em intervalos de tempos, periodicamente, efetua o cadastramento destas pessoas que podem estar inscritas no CadÚnico.

No entanto, as famílias que se enquadram nesta renda e não está inscrita no Cadastro Único pode procurar um CRAS (Centro de Referência em Assistência Social) do município e pedir seu cadastramento.

Algumas informações são importantes para que a pessoa possa efetuar seu cadastro:

1. Possuir pessoa responsável pela família para responder questionamentos do cadastro. A pessoa deve ser da família e morar na mesma residência, além de possuir idade maior ou igual a 16 anos.

2. O responsável deve pelo menos possuir CPF ou Título de Eleitor, a preferência é por mulher.

3. Apresentar algum documento de todos integrantes da família, pelo menos um: Certidão de Casamento, Certidão de Nascimento, CPF, Carteira de Identidade, etc.

Para o preenchimento ser completo e ajudar no cadastro, apresentar um comprovante de endereço, conta de água ou luz.

Observações importantes: Manter o cadastro sempre atualizado, no caso de aumentar a família, alterar endereço, deixar de morar alguém que esteja cadastrado. Atualizar as informações no CRAS mais próximo de sua residência.

NIS (Número de Identificação Social):

A caixa econômica é a responsável em atribuir este número de identificação social e por meio desta identificação é possível identificar cada pessoa que está cadastrada no CadÚnico.

Sabendo destas informações e se sua família se enquadra na renda, procure um CRAS mais próximo de sua residência e faça o cadastro.

Por Marcio Ferraz


Para realizar consultas e fazer o cadastro online do NIS basta acessar o site oficial do DataPrev e seguir as orientações.

Os programas sociais estão presentes na vida de milhões de brasileiros em todas as regiões do país. Dessa forma, o governo federal buscou uma alternativa bastante eficiente e prática para ficar mais próximo dessas pessoas e ter conhecimento de sua realidade no dia a dia. Com isso, foi criado o Número de Identificação Social, ou simplesmente NIS. Através do NIS o governo federal é capaz de saber a situação socioeconômica de cada cidadão, além de facilitar o acesso a programas sociais por parte dos mesmos.

Uma dúvida bastante comum entre os beneficiários é quanto a efetuar consultas sobre o NIS, bem como fazer o cadastro online. Saiba que são coisas bastante simples, haja vista que o interessado pode realizar tais tarefas sem sair de casa, por exemplo. Isso mesmo, através da internet é possível fazer a consulta e o cadastro online.

O primeiro passo para realizar o cadastro de forma online é acessar o site oficial DataPrev (www5.dataprev.gov.br/cnisinternet/faces/pages/index.xhtml), o portal oficial do Ministério da Previdência Social. Após isso, na guia “Inscrição”, o usuário deverá clicar em “Filiado”. Logo em seguida você será redirecionado a uma página contendo um formulário para preenchimento. Forneça todas as informações solicitadas, sendo que os campos precedidos com asterisco são de caráter obrigatório. Quanto mais informações o usuário fornecer, maior será a eficiência do sistema. Após preencher tudo corretamente, forneça o texto de verificação no final da página e clique em “Continuar”.

Após isso, será mostrada uma nova tela contendo o NIS do usuário em questão. Caso você já possua o seu número do NIS, o sistema irá emitir um aviso informando o seu NIT, que é o Número de Identificação. Ou seja, os dados fornecidos já constam no Cadastro Nacional de Informações Sociais. Geralmente empresas fazem este tipo de atividade quando contratam um novo funcionário que ainda não possui o NIS.

Já para aqueles que desejam efetuar consultas online, saibam que isto também é bastante simples de ser feito. Basta acessar o site oficial DataPrev (www5.dataprev.gov.br/cnisinternet/faces/pages/index.xhtml). Existem dois tipos de consulta: aquela que visa imprimir o comprovante e a consulta de extrato previdenciário. Ambas as opções se encontram no topo da tela. Escolha aquela que atende as suas necessidades e informe o NIT e a sua senha. Caso não possua senha basta fazer o cadastro e gerar uma senha.

Por Bruno Henrique


Confira aqui algumas dicas para procurar emprego.

Nem sempre quantidade é qualidade. Distribuir dezenas de currículos a esmo, sem nenhum planejamento, dificilmente vão dar algum resultado.

Nesse momento de crise que o país atravessa, manter o foco e fazer um planejamento adequado na busca por um novo emprego faz toda a diferença para que esse caminho seja eficiente.

Ter algumas atitudes básicas ajudam a realizar esse projeto mais rapidamente. Apesar do momento não ser de crescimento, a maioria das empresas sempre tem alguma vaga em aberto, mas nem sempre são amplamente divulgadas.

O primeiro passo para quem quer um novo emprego é consultar sites de empresas que tenham a área em que o candidato busca uma vaga.

  • Procure a página de cadastro no site. A maioria delas coloca as vagas disponíveis em sua página de recrutamento e, mediante o preenchimento de um formulário inicial, o futuro funcionário começa um contato com a empresa. Muitas delas retornam marcando um horário para entrevista ou direcionando o candidato a enviar seu currículo para um email específico, por exemplo.
  • Faça seu cadastro nos sites de interesse e mantenha seus dados sempre atualizados para não perder oportunidades.
  • Coloque seu currículo em uma plataforma de empregos gratuita. Há dezenas delas no mercado e a maioria são gratuitas. Ali, o candidato preenche um currículo com dados específicos para cada área que posteriormente serão disponibilizados para as diversas empresas também cadastradas. Ali, as chances de conseguir algum retorno são ainda maiores e as chances de um novo emprego também.
  • Mantenha sua rede de amigos e contatos sempre em dia. Uma outra maneira de ficar atento às vagas que podem surgir é falar com seus contatos. Ter acesso a uma informação da abertura de vaga em primeira mão pode ajudar a conseguir uma entrevista mais rápido. Em muitos casos, a indicação de uma pessoa que já é funcionário da empresa ajuda como uma referência pessoal e facilita o acesso a qualquer oportunidade.

O começo da busca deve ser sempre feito com atenção e método. Não faça dezenas de inscrições por dia, vá trás de vagas que tem realmente os requisitos exigidos e que possam ser preenchidas com suas habilidades.

Otimizar a busca ajuda a aumentar as chances de um novo emprego.

ANA CAROLINA HADDAD


Para conseguir um visto para morar nos EUA é preciso ter uma oferta de trabalho garantida.

Morar e trabalhar nos Estados Unidos é o sonho de muitas pessoas. Quando se pensa em morar fora do país, o primeiro destino a se cogitar são os EUA. O país, que historicamente, é aberto à entrada de estrangeiros, hoje é o lugar que mais recebe imigrantes no mundo.

Essa preferência pelos Estados Unidos não é à toa, já que o país foi considerado o 3º melhor local para estrangeiros trabalharem. Além de boas condições de trabalho, o país ainda chama atenção pela boa qualidade de vida e um alto grau de desenvolvimento. Todos esses aspectos culminam por uma grande procura de trabalhadores de outras nacionalidades.

O sonho americano existe para muitas pessoas no Brasil, que desejam melhores condições de vida e trabalho. Mas, para conquistar uma vaga no mercado de trabalho americano é necessário caminhar um pouco até conseguir o visto que permite trabalhar legalmente no país.

Confira agora algumas dicas que são fundamentais para conseguir um emprego dos sonhos nos Estados Unidos.

Como todos sabem, apesar de receber muitos imigrantes, não é fácil assim entrar no país, há um longo caminho a se percorrer, por isso, o primeiro passo para quem deseja um emprego nos EUA é conseguir uma oferta de trabalho.

Não é simples como gostaríamos, para morar e trabalhar nos Estados Unidos, é necessário ter uma oferta de emprego em mãos. Isso é para a maioria dos casos, claro que há exceções, como, por exemplo, o visto E-B1, que é concedido a pessoas com capacidades extraordinárias em ciências, negócios e outras modalidades. Mas esse caso, como já mencionado, é uma exceção e mesmo assim, não é fácil de conseguir.

Vamos para o segundo passo: a documentação. Se você já conseguiu um vínculo empregatício com alguma instituição norte-americana, agora é a hora de saber a documentação correta. Geralmente, o tipo de documentação é escolhido entre o empregado e a instituição de acordo com a necessidade de ambos. Vale salientar que há diferença entre visto e green card. O visto é a permissão de entrada no país, mas por um tempo determinado. E o green card é o “passe livre” em solo americano, ou seja, a pessoa pode morar nos EUA para sempre.

A documentação é escolhida baseada no tipo de serviço que a pessoa vai prestar, tendo isso em mãos, então o documento certo é escolhido. Sendo assim, a documentação será pedida pela instituição na qual irá trabalhar, é essa instituição que pede a documentação ao órgão de imigração competente. Existem vários tipos de vistos, dentre eles pode-se destacar: o B-1 para trabalhos temporários, o H1-B são para pessoas com formação superior ou experiência de trabalho equivalente a um bacharel, e o L-1 é o visto de transferência entre funcionários da mesma empresa.

Após a petição do documento, o interessado é convocado a uma entrevista de visto – igual como acontece para visto de turismo. É importante levar todos os documentos necessários para comprovar o visto solicitado. Além da documentação, um bom argumento sobre o pedido é importante.

E por fim, após se estabelecer nos EUA, pode pedir pela mudança de visto. Caso o contrato com a instituição americana mude, ou até mesmo pode conseguir o green card e permanecer no país definitivamente.

É importante estabelecer um vínculo empregatício com alguma instituição norte-americana, para poder assim, morar e trabalhar legalmente nos Estados Unidos.

Por Camilla dos Santos Batista


Confira aqui algumas dicas do que fazer na hora de buscar um emprego.

No momento que pensamos procurar uma boa oportunidade de trabalho, muitas dúvidas surgem, como por exemplo, como se portar em uma entrevista, qual a área que deseja atuar, carga horária, salário, entre coisas do mesmo gênero.

Pensando nisso, vamos descrever aqui quais são as principais dicas de como conseguir ser contratado por uma empresa que esteja dentro de todas as suas expectativas. Mas lembre-se sempre que o mercado de trabalho está cada vez mais concorrido, sendo fundamental se qualificar e se preparar para todas as etapas de seleção.

Como arrumar emprego?

Primeiro saiba que é fundamental saber a área que deseja atuar. Muitas empresas descartam já no primeiro momento currículos que não possuem a informação de objetivo.

Se você está cursando ou já se formou no nível técnico ou superior, escolher a área de atuação poderá ser mais fácil. Porém, no caso de primeiro emprego, é fundamental conhecer seu perfil e suas aptidões.

Como se portar em uma entrevista?

Já mencionamos que o mercado está cada vez mais concorrido em todos os estados do nosso país, então saber como se comportar em uma entrevista será crucial. Quando marcarem a entrevista, chegue com pelo menos 30 minutos de antecedência, com roupas adequadas e esteja preparado para responder questões pessoais e questões da empresa.

Indicamos que saiba sempre mencionar quais são seus pontos positivos e negativos. No caso dos pontos negativos, sempre informe o que tem feito para melhorar. Já para falar da empresa é necessário que tenha feito uma pesquisa sobre sua história, diferencial no mercado e coisas relacionadas.

Tente se mostrar sempre bem tranquilo (a), sem ansiedade ou nervosismo, pois isso vai mostrar um perfil de liderança. Nunca fale mal de outras empresas que já trabalhou e se tiver a oportunidade, fale sobre características que possui que poderão agregar caso seja contratado (a).

Caso tenha dinâmica de grupo, tente mostrar inciativa, saber respeitar a opinião de outros candidatos e momento em que eles estejam falando. Saiba que nesses tipos de testes tudo será devidamente analisado.

Muitas pessoas tem medo de colocar pretensão salarial em uma ficha de cadastro, porém, se essa questão estiver sendo solicitada, então seja sincero (a) e responda, pois com certeza a empresa deseja saber.

Seguindo essas dicas básicas, você terá chances de fazer parte desse time.

Yasmin Fernandes Robles


Algumas características são essenciais para você ser contratado em uma entrevista de emprego.

Se você acabou de se formar e tem o desejo de conquistar uma boa oportunidade de trabalho, indicamos que comece a pensar se você é realmente o tipo de profissional que contrataria caso tivesse uma empresa.

Usando a empatia você vai conseguir chegar na melhor forma de análise do seu perfil pessoal e profissional, pois através dessa pratica será possível se tornar o candidato ideal que as empresas procuram.

Vamos então descrever abaixo quais são as características que você precisa ter para ser contratado em um futuro processo seletivo.

1- Profissionalismo:

Pessoas que possuem como característica positiva o profissionalismo ganham um grande destaque no momento da seleção, até porque a empresa deseja parceiros, ou seja, funcionários que visam o crescimento de ambas as partes.

No momento da entrevista é muito importante deixar isso claro através das repostas dadas ao recrutador. Lembrando que a entrevista é uma prova eliminatória.

Diga que após ser aprovado, estará sempre aberto a novas oportunidades internas que serão oferecidas, que vai ter disponibilidade de ajudar seus colegas em geral, ganhar seu espaço para então crescerem juntos.

2- Pontualidade:

Ser pontual é mais do que uma qualidade, pois nenhuma empresa quer ter um funcionário com problemas de horário. E sabe onde você pode começar mostrando que é uma pessoa confiável e pontual?

Na entrevista é claro. Sempre indicamos que o candidato chegue com pelo menos 15 minutos de antecedência para mostrar o interesse pela vaga.

3- Flexibilidade:

Nos dias de hoje o profissional flexível tem mais chances de realizar plano de carreira e chegar a cargos de chefia. Mostrar estar disponível para fazer extra, trabalhar aos finais de semana, ou até mesmo ajudar em uma função que não é a sua, define se o profissional é do que tipo que pensa no bem-estar do grupo e na conquista de metas.

4- Tenha boa comunicação:

Saber se comunicar é imprescindível para se destacar e conseguir alcançar os resultados de uma corporação. É necessário saber se expressar de forma clara e precisa para agilizar as atividades que precisam ser desenvolvidas.

Acredito que todas essas características seria de um funcionário ideal para a sua empresa certo? Então saiba que é tudo isso que você precisa ter para ser contratado nos próximos processos seletivos que te convocarem.

Por Yasmin Fernandes Robles


Redatores freelancer podem chegar a faturar R$ 5 mil mensais. Aprenda o que torna isso possível.

Redator freelancer é uma ótima profissão. Trabalha-se em casa, no conforto do lar, e livre de trânsito e custos de deslocamento, tornando o rendimento muito mais interessante. Além disso, basta uma conexão à internet para o redator poder trabalhar para empresas localizadas nos grandes centros urbanos, o que proporciona maior remuneração e melhor qualidade de vida. Basta saber escrever bem.

E o melhor de tudo. Desde que você escreva bem, há vagas especialmente para redatores especializados, com grande conhecimento de sua árae de atuação. Não é só para jornalista ou publicitário. Mas claro que, como toda profissão, há a necessidade de se construir um sólido histórico antes que se comece a ganhar bem e se conquiste melhores contratos. É o que vamos ver neste artigo.

Considerações iniciais

O rendimento de um redator freelancer não é homogêneo. Depende de vários fatores, como:

  • Experiência
  • Capacidade de pesquisar e escrever rapidamente
  • Qualidade do texto
  • Tamanho do texto que escreve
  • Área de atuação
  • Retorno que seu trabalho gera ao contratante

Algo com que o redator freelancer precisa ficar muito atento é quanto ao último item: retorno ao contratante. É isso que mais determinará o quanto ganha. Neste sentido, quando o contratante especifica determinadas pautas, há um potencial maior de ganho, pois a perspectiva de retorno é maior. Por outro lado, se você é bom em descobrir assuntos e gerar audiência, provavelmente será recompensado por isso.

Para grandes contratantes, quem escreve bem, consegue fazê-lo rápido e com qualidade. Um texto de 500 palavras é algo que não deve demorar mais que meia hora, incluindo a pesquisa, quando você domina bem o assunto. No geral, 3.000 palavras por dia é algo normalmente esperado de um bom redator trabalhando em período integral.

Outro fator que determina é quanto de trabalho realmente será feito. As melhores empresas têm tudo dividido: equipe de SEO, SEM e redes sociais para determinar pautas e o que deve constar no texto; equipe de designers para imagens; editores que fazem revisão do português (ou da língua em que for escrito o texto); e revisores técnicos, que verificam se há informação importante faltando ou erro. Portanto, é preciso entender que, embora o texto seja a base do trabalho, há uma grande equipe de profissionais envolvida, fazendo com que o valor pago ao redator seja uma parcela do que a empresa realmente gastou com a peça toda. Se você tiver a capacidade de realizar, também, algum desses trabalhos, a remuneração pode ser consideravelmente maior.

Por fim, experiência e resultados comprovados determinam decisivamente quanto um redator pode ganhar. Se você escreve bem, mas ainda não tem muitos textos publicados e aparecendo bem na internet, dificilmente vai ganhar bem.

Mas afinal, quanto ganha?

Além dos aspectos acima citados, a remuneração também pode variar de acordo com a contratação. Algumas empresas fecham um pacote de textos por mês por valor fixo, enquanto outras pagam por texto.

No geral, pode-se esperar ganhos na faixa de R$ 1,5 mil a R$ 2 mil para redatores sem histórico. Mas não é raro encontrar redatores experientes que chegam a ganhar R$ 5 mil por mês. Os melhores chegam a faturar R$ 10 mil.

O tipo de contratação também varia. Quando há demanda contínua, os valores por texto e número de palavras costumam ser menores. Mas a vantagem desse tipo de contrato é que o redator não precisa ficar o tempo todo prospectando novos clientes, além de ter mais material para escrever, o que, no fim das contas, acaba representando maiores ganhos.

Assim, os valores podem variar muito conforme a demanda. Há empresas de todos os tipos, desde aquelas que pagam R$ 1,00 a cada 100 palavras, mas que têm demanda para textos simples, em número de dez ou mais por dia, para redator inexperiente; até aquelas que pagam R$ 60,00 por texto de 500 palavras, mas que requerem texto tecnicamente profundo e português absolutamente impecável.

Portanto, é necessário pesar prós e contras de cada oferta para chegar a um valor que compense no final do mês. O ideal é estabelecer uma meta diária de ganhos, que pode ir de R$ 30,00, para um redator iniciante que só pode dedicar meio período à atividade, a R$ 100-200,00 para um experiente e especializado trabalhando integralmente como redator freelancer. O importante é escrever bem e em quantidade razoável.

Quer começar, mas não tem histórico? A Blogolandia, empresa proprietária do blog Vagaemprego.com.br, atua como reveladora de talentos, contratando redatores sem histórico por valores de entrada, mas com a possibilidade de colocar seu nome nos artigos, o que aumenta a chance de trabalhar em outros veículos. Para aqueles que se destacam, a empresa pode oferecer valores diferenciados e indicação para parceiros, com pagamento mais alto. Portanto, se você escreve bem, entre em contato conosco para começar no mercado. Ajudar a construir seu histórico é o nosso negócio.

Uma última nota

Vivemos em um tempo em que ferramentas que praticamente escrevem sozinhas já não são novidade. Em resposta, buscadores, as ferramentas que mais podem gerar tráfego textual para um site, preferem mostrar resultados que tenham um ângulo único, inovador, mais completo que o que já existe na web. O trabalho, portanto, precisa ser melhor que o de um robô.

Não é algo difícil. Basta usar sua capacidade crítica e de análise, para produzir algo diferenciado. Ficar repetindo informações é algo que não funciona.

Interessado? Então leia também um post que mostra como se tornar um bom redator freelancer. E entre em contato conosco (rh@blogolandialtda.com.br) para trabalhar com a gente.


Confira aqui algumas dicas para ser um bom profissional em seu trabalho.

Como ser um bom funcionário? Ser um profissional de sucesso é preciso ser confiável, proativo, seguro, um líder e discípulo. Porém, para ser indispensável é preciso um pouco mais.

As empresas recebem inúmeros currículos diariamente, pessoas interessadas em um bom emprego, estabilidade e um salário diferenciado. O estilo do funcionário contratado acaba se destacando nos primeiros dias, uns mais rápidos, outros nem tanto, uns finalizam as tarefas enquanto outros largam pela metade com a desculpa do esquecimento. Mais para aqueles que querem ser reconhecidos, ganhar respeito e ser indispensável, seguem umas dicas para chegar lá.

· Adquira Habilidades Profissionais: Seja ético e educado, é essencial conviver bem em equipe, criar laços, falar a verdade, honestidade é muito importante para a boa convivência. Procure não perder tempo com brincadeiras, ter uma personalidade divertida é válido, porém tudo tem certo limite, ainda mais no ambiente de trabalho, o que é exagerado acaba perdendo a graça e atrapalhando. A habilidade social é muito importante. Trabalhar em equipe, saber ouvir e se comunicar. É essencial que você aprenda a lidar com diferentes tipos de pessoas.

· Tenha Iniciativa e Seja Proativo: Desenvolva as suas habilidades de analisar e pensar criticamente. De sempre o seu melhor, melhorando o que precisa ser melhorado. Se vir algo errado não espere alguém comentar, corrija. Aceite criticas graciosamente. Isso te ajudará a saber o que os outros esperam de você, sabendo assim o que precisa mudar. Se alguém te criticar de forma rude de uma maneira que te magoe, esfrie a cabeça, se acalme e pergunte a pessoa se pode falar com ela. Diga o que sente com respeito, que você quer corrigir o problema e precisa saber o que deve ser mudado.

· Seja Organizado: Mantenha uma ordem em suas coisas de trabalho. Respeite o tempo de entrega de projetos. Cumpra suas tarefas no tempo determinado. Organize seus horários para produzir mais e melhor. Faça lista de tarefas. Se não souber como fazer algo, descubra. Não arrume desculpas para não faze lo. Tudo o que for fazer faça bem feito.

· Entenda a Missão da Empresa e Seja Pontual: Entenda os objetivos da empresa e traga para o seu dia a dia. Pergunte sempre quais as expectativas de produtividade. Seja interessado. Seja pontual, cheguem antes, não custa chegar 15 minutos antes todos os dias. Nunca deixe ninguém esperando por você, é antiprofissional e deselegante. Tenha um bom relacionamento com os colegas de trabalho, não ande com colegas que desrespeitam ou falam mal dos outros.

· Seja Exemplo, Seja um Líder: Seja voluntário para liderar projetos. Faça seu serviço com alta qualidade. Tenha atitude positiva. Quando levar um problema a seu superior, já leve pelo menos uma solução em mente. Seja um solucionador de problemas. Não traga sua vida pessoal para o trabalho. Não arraste os pés. Levante seu pé e caminhe com orgulho. Ganhe reputação por ser mais pontual e organizado que os outros. Não fofoque no trabalho. Você não é pago para ser um instigador ou conspirador. Se vista tão bem, ou melhor, que seu superior: Sapado fechado, calça social, camisa que não mostre o colo, saia ou vestidos no joelho. Seja seguro e confiante. Se precisar fique até mais tarde. Tire uns minutos para limpar sua mesa de trabalho.

Seja Grato, Sempre Diga Obrigado: Isso fará com que os outros façam mais por você. Ser um bom profissional trata-se de uma posição que irá beneficiar somente a você, se for um bom funcionário esta reputação andara sempre contigo e te fará indispensável.

Dany Bueno


Algumas questões como falta de interesse, faltas no trabalho, excesso de ego, atrasos e a falta de criatividade são os pontos destacados na matéria que podem prejudicar.

O sonho de todo mundo é ter uma vida profissional de sucesso, ser um funcionário eficaz e empregável. Mas como conseguir isso? O segredo é estar sempre atualizado e preparado para o mercado de trabalho. É importante que o profissional tenha o anseio de procurar pela formação ideal, obter frequentemente novos conhecimentos, atualizar os conhecimentos já obtidos, realizar novos cursos, aprimorar as habilidades, ser determinado, motivado e objetivo.

Além disso, para conquistar uma ótima posição no mercado de trabalho é importante que o profissional evite algumas atitudes que atrapalham a evolução da carreira. Entre essas atitudes encontramos:

Falta de interesse

O profissional deve estar atento nos interesses da empresa em que trabalha, isso é importante para a evolução dos dois lados. Um profissional que não é comprometido com as suas tarefas, acaba com a sua imagem prejudicada.

O mercado de trabalho procura por profissionais que são comprometidos, dedicados, objetivos, responsáveis e busquem se desenvolver cada dia mais.

Faltas

No momento que o profissional começa a faltar muito no trabalho, ele passa a imagem de descaso. Faltar por qualquer razão dá a impressão que ele não precisa da empresa, com isso a empresa começa a não precisar dele.

Quando um funcionário falta, é necessário que ele explique o motivo da sua falta e se possível entregue um atestado médico. Excesso de faltas pode ocasionar demissão, ele pode ser demitido até por justa causa.

Excesso de ego

Para conseguir uma carreira de sucesso, o profissional deve ser humilde. Ter excesso de ego e nunca admitir os erros pode prejudicar o crescimento da vida profissional. Todos erram, por isso existem os níveis hierárquicos na empresa.  

Ninguém iniciou a carreira como pleno, sênior, gerente ou diretor.  Quem está no topo da carreira iniciou como estagiário, trainee ou júnior. Chegou no topo conforme foi obtendo novos conhecimentos e reconhecendo os erros.

Atrasos

O profissional deve ser pontual e cumprir com o seu horário de trabalho. Chegar atrasado passa a impressão que o profissional não é responsável com as suas atividades, com os clientes e com a empresa.

Falta de criatividade

O profissional deve ser criativo e proativo, deve resolver os problemas e os desafios surgidos na empresa com soluções inovadoras e eficientes.

Trabalhando com criatividade, o profissional oferece mais do que o cliente e a empresa necessitam. 

Aline Aparecida Feitosa Dias


Confira aqui algumas dicas que poem ajuda-lo a encontrar a vaga de emprego ideal no LinkedIn.

Para quem está à procura de um emprego, muitas vezes conhecer os filtros para realizar um pesquisa no LinkedIn e encaminhar o currículo para as vagas que interessam pode fazer muita diferença para conseguir se recolocar no mercado de trabalho.

As empresas publicam diariamente as suas vagas no LinkedIn, podemos encontrar milhares de vagas pertencentes a milhares de empresas. Essas publicações eram para ser uma grande vantagem, mas por ter muitas vagas publicadas acabam confundindo as pessoas que estão desempregadas.

Como eu inicio uma pesquisa de vagas no LinkedIn?

Como no LinkedIn são publicadas muitas vagas todos os dias, é comum as pessoas saírem enviando o seu currículo para a maioria delas. Porém, isso não é correto.

Antes de enviar o currículo, é preciso organizar-se. Não adianta sair enviando vários currículos se a maioria das vagas não se encaixam com o seu perfil. Obviamente você não será chamado para participar do processo seletivo da empresa e ainda terá a sua imagem prejudicada.

Como encontro as vagas que se encaixam no meu perfil?

O LinkedIn oferece vários filtros para pesquisar as vagas, entre eles encontramos: localização, data de publicação, palavras-chave, remuneração, segmento de atuação e a empresa.

O que adianta se candidatar para uma vaga que fica em Porto Alegre, sendo que mora em São Paulo? Por isso é importante filtrar as vagas conforme a sua localidade, só candidatar-se para vagas distante se você realmente tiver disponibilidade de mudança.

É importante verificar a data que a vaga foi publicada no LinkedIn, muitas vezes você pode ter interesse em uma vaga e ela encaixar no seu perfil profissional, mas a publicação dela ser antiga e a vaga já estar fechada.

A remuneração e o segmento de atuação são outros critérios muito importantes no momento de encontrar uma vaga. Deve ser verificado se a remuneração encaixa na pretensão salarial desejada e o segmento de atuação é o mesmo da área que atua.

Participe de grupos no LinkedIn

Os grupos no LinkedIn são muito importantes para realizar o marketing pessoal, através dele você mostra suas habilidades para outras pessoas e cria um networking. Isso é muito importante para o momento em que está procurando uma nova oportunidade no mercado de trabalho.

Além de mostrar as suas habilidades profissionais, no grupo também consegue visualizar as vagas publicadas pelos participantes.  

Aline Aparecida Feitosa Dias


Dicas de como melhorar a sua produtividade trabalhando em casa.

O home office, ou trabalho remoto, vem ganhando cada vez mais espaço no cenário nacional. Muitas empresas estão optando por deixar seus funcionários longe dos escritórios e dos horários fixos, podendo trabalhar de onde quiser.

Parece incrível se ver livre daquela rotina estressante e do trânsito, mas você precisa saber trabalhar em casa sem perder o foco. E algumas dicas podem te ajudar nessa tarefa que só parece simples.

Primeiro defina um local para trabalhar em casa, de preferência quieto e bem iluminado, monte de fato um pequeno escritório, tenha uma mesa só para trabalhar. Ficar no sofá e na cama, além de ser ruim para a coluna, ainda é mais suscetível a distrações.

Tenha uma boa internet e bons equipamentos, assim você terá mais eficiência no seu trabalho.

Defina uma rotina, não tem como viver sem! Ela é importantíssima para que mantenha a disciplina e não deixe de cumprir com as suas atividades. Tenha um horário para começar a trabalhar, para fazer uma refeição e o mais importante, um horário para parar! Não precisa cumprir exatamente o mesmo horário todos os dias, afinal, a vantagem do home office é ter essa flexibilidade. Tudo bem dormir uns quinze minutos a mais, fazer algumas pausas, mas tenha em mente que há tarefas que precisam ser feitas.

Assim, é possível também estabelecer um cronograma com tudo que precisa ser entregue. É muito importante logo no começo do seu expediente saber o que precisa ser feito.

Caso trabalhe com os filhos ou outras pessoas em casa, converse com eles para que não seja interrompida diversas vezes, estabeleça alguns limites para que mantenha-se concentrado. E para uma concentração efetiva, não fique com a televisão ligada, deixe para responder as mensagens pessoais na sua pausa. Evite ficar fazendo pesquisas que não tem a ver com a sua tarefa.

É importante também não trabalhar de pijama, é preciso ter um posicionamento profissional. Não precisa colocar sapato, camisa social, mas troque de roupa e entenda que seu expediente está para começar.

Pronto! Cumpriu todas as tarefas do cronograma? Agora aproveite outra vantagem do home office, vá passear, aproveite o seu dia ao máximo, exercite-se e acalme a mente. Não é porque trabalha de casa que precisa estar disponível 24 horas.

Por Tom Vitor de Freitas


Confira aqui algumas dicas para ter sucesso em uma entrevista de emprego.

Foi convocado para uma entrevista de emprego? Parabéns, isso significa que você tem potencial para a vaga. Antes de ser convidado para a entrevista, o seu currículo passou por um funil com diversos outros currículos e apenas os candidatos que se encaixaram nos requisitos solicitados pela empresa foram convidados para participar da entrevista com o recrutador.

Entretanto, a convocação para a entrevista não significa que a vaga está garantida. Principalmente hoje, com o grande número de trabalhadores desempregados.

Essa incerteza causa uma certa preocupação, pois todos queremos uma oportunidade no mercado de trabalho. Não importa o cargo em que atua (júnior, pleno ou sênior), a preocupação é sempre a mesma. Porém, conseguimos ficar mais calmos quando estamos preparados, por isso seguem abaixo algumas dicas que poderão ajudar para conseguir a vaga almejada:

  • Faça anotações sobre a vida profissional, os resultados obtidos, as competências, as ações tomadas num momento de conflito, como agiu sobre pressão, principais projetos executados e quais projetos obtiveram sucesso;
  • Pesquise sobre a empresa, compreenda os valores, a visão e a missão dela;
  • Conheça cada informação escrita no currículo, o recrutador fará perguntas sobre ele, verificando se as informações são verdadeiras ou não;
  • Releia o detalhamento da vaga para confirmar se realmente tem a competência solicitada;
  • Verifique todos os certificados referentes aos cursos realizados;
  • Cuidado com a vestimenta, não vá à entrevista com boné, calça jeans, camiseta ou tênis. Já para as mulheres, cuidado com a maquiagem, excesso de perfume e muitos acessórios;
  • Preste atenção no seu comportamento, na postura, no modo de falar e sentar, evitando falar gírias durante a entrevista;
  • Preste atenção nas perguntas realizadas pelo recrutador. Procure responder de forma natural, sem errar ou gaguejar.
  • Procure sempre concluir uma resposta ao recrutador com uma qualidade ou característica que o destaque para conseguir a vaga;
  • Demonstre a vontade de fazer parte da organização.

Além de todas essas dicas, ainda fica uma dúvida. Afinal, quais as perguntas que eu vou precisar responder para os recrutadores? Selecionamos as principais perguntas que os recrutadores realizam numa entrevista:

  • Fale sobre seus pontos fortes.
  • Quais são seus objetivos para daqui 5 anos?
  • Fale sobre seus pontos fracos.
  • Quais motivos levam você a querer trabalhar nessa empresa?
  • Qual sua pretensão salarial?
  • Qual é o nível do seu inglês?
  • Fale sobre suas experiências.

Agora o que resta é desejar boa sorte!

Aline Aparecida Feitosa Dias


Confira aqui algumas dicas de como conquistar uma vaga de emprego após se formar.

Uma das maiores preocupações dos estudantes de graduação de qualquer área é como capacitar-se para uma oportunidade no mercado de trabalho. Ainda mais com essa crise econômica que estamos enfrentando no Brasil, muitas perguntas passam pelas mentes. Ninguém deseja estudar durante anos, passar por estágio, concluir o curso superior e continuar desempregado. Mas afinal, o que devo fazer para conseguir um emprego logo após a conclusão do curso?

A universidade ensina o básico para os alunos, então o estudante deve se organizar e estudar além do que é ensinado no curso, essa preparação deve ser iniciada logo no primeiro semestre. Quando uma graduação é muito bem usufruída, ela tende a trazer bons resultados.

De acordo com Silvane Castro, integrante da SBC (Sociedade Brasileira de Coaching), quando ingressamos na universidade estamos no momento exato para escolher qual área de atuação seguir. Inicialmente o estudante deve analisar quais competências técnicas e comportamentais são exigidas para o curso e aprender mais sobre o mercado de trabalho que irá atuar para não ser pego de surpresa no futuro.

Uma das excelentes alternativas para conseguir uma oportunidade de emprego logo após o término da graduação é o intercâmbio. O intercâmbio contribui para aprender ou aperfeiçoar um idioma já conhecido e hoje em dia as empresas procuram profissionais que conheçam dois ou mais idiomas para trabalharem nelas, principalmente empresas multinacionais.

Freela é uma ótima opção para conhecer o mercado de trabalho que irá atuar. Geralmente os projetos são realizados dentro da própria residência, necessitando somente da internet e um computador. Todavia, é necessário que seja uma pessoa com disciplina e consiga cumprir os prazos fornecidos pelos clientes. O freelancer não tem um chefe ou um orientador, ele é seu próprio chefe e quando tem alguma dúvida referente como fazer determinada tarefa, ele pesquisa em mecanismos de busca como o Google.

Outra forma essencial para contribuir no crescimento profissional é realizar cursos de aperfeiçoamento. Por exemplo, se o estudante está se formando na área de TI e pretende trabalhar com desenvolvimento, deveria realizar cursos de Java, C, C++, PHP e JavaScript.

Infelizmente após a conclusão do curso, o recém-formado não pode mais se inscrever em programas de estágio. Então uma das alternativas é se inscrever em programas de trainee, que selecionam profissionais que serão treinados para virarem líderes na empresa.

Aline Aparecida Feitosa Dias


Confira aqui algumas dicas para evitar a timidez excessiva no trabalho.

Desde os tempos escolares muita gente sofre com a timidez, uma dificuldade de falar em público ou com pessoas desconhecidas. Isso pode ser um grande problema para a vida profissional, já que alguém que é muito tímido não consegue chamar atenção para si, seu trabalho ou suas qualidades.

Caso esse seja seu caso, não é motivo para começar a se desesperar e desistir da carreira. Ainda existem soluções para o problema, separamos aqui algumas dicas para lidar com a timidez extrema e evitar danos à vida profissional.

1. Identifique o Problema:

Será que todo mundo que é tímido se acha tímido? Nem sempre, muitas vezes as pessoas inventam desculpas para seu comportamento introvertido e nunca se tocam do problema. Para começar a melhorar é necessário identificar sua timidez e decidir de qual tipo é, se é tímido com todo mundo ou só com seus chefes (por exemplo) ou se só é tímido no trabalho. E caso esteja em dúvida a resposta já está aqui: quem se acha tímido certamente é.

2. Estude o assunto quando precisar apresentar algo:

No trabalho é comum precisar fazer apresentações para chefes, gerentes e outros ou explicar um projeto. Tímidos podem ter muito problema com esse tipo de situação, já que exige se expor, algo que odeiam. Para garantir aquele sentimento de confiança e de que tudo dará certo, pesquise a fundo seu assunto, fique especialista nele. Dessa maneira se sentirá mais confiante para falar e também evitará embaraços desnecessários.

3. Não finja ser o que não é:

Algumas pessoas introvertidas tentam resolver seus problemas se tornando abertos e comunicativos. Uma tática que raramente dá certo porque é uma mentira que cedo ou tarde acabará. É recomendado que o tímido continue sendo do seu jeitinho, só trabalhe aqueles pontos que estão atrapalhando na vida pessoal e profissional.

4. Esteja com pessoas que te deixem confortável:

Estar com um grande número de pessoas é um desafio para qualquer introvertido e pode levar até ao isolamento. Para conseguir se relacionar com colegas de trabalho ou de estudo tente se misturar em grupinhos pequenos e de preferência com pessoas que te deixem confortável e que tenham interesses em comum.

5. Encontre ajuda especializada:

A maioria dos tímidos consegue se superar através da exposição diária e dos desafios, mas tem gente que apesar de tudo isso continua tendo problemas. Nesse caso vale à pena busca ajuda profissional de um psicólogo que orientará o paciente para o melhor caminho.

Gizele Gavazzi


Veja dicas de como pedir aumento de salário para seu chefe.

Você é um bom funcionário, cumpre prazos, bate metas, é pontual e decidiu que é hora de conversar com seu superior a respeito do tão sonhado aumento no salário.

Planejar muito bem a conversa será crucial na hora de formalizar o seu pedido. Utilizar bons argumentos e saber conduzir a situação também é importante, afinal, o intuito é transformar o desejo em realidade.

Aqui vão algumas dicas para você fazer bonito. Confira:

– Avaliação:

O primeiro passo é você se auto avaliar, você acredita que realmente merece o aumento? É um profissional comprometido? Se você ainda tiver dúvidas, o melhor a se fazer é esperar, mostre ainda mais sua capacidade de trabalho dentro da empresa.

– Merecimento:

Se a resposta for sim, você definitivamente está pronto para o aumento, opte por destacar para seu chefe suas qualidades como profissional e o quanto trabalha para alcançar os objetivos desejados pela empresa.

– O destino para o seu dinheiro:

Quando estiver abordando a questão do aumento de salário, não fale que é para trocar de carro, comprar um apartamento ou viajar, por exemplo, essas são questões pessoais que devem ser deixadas de lado e não dizem respeito a seu gestor.

– Feedback:

Aproveite o momento oportuno que você está frente a frente com seu chefe e peça a ele um retorno a respeito do seu trabalho. É importante até mesmo para sua segurança dentro da empresa saber como anda a qualidade do seu serviço, as vezes você pode até mesmo assumir mais funções.

– Saúde financeira da empresa:

Avalie como anda a empresa na questão financeira e se realmente ela poderá bancar seu aumento. Não adianta forçar um salário maior e causar demissões ou cortes, por exemplo.

– Melhor dia para pedir aumento:

Observe bem como está o humor do seu superior, como está sendo o dia da empresa e se ele está muito ocupado. É bom poder conversar com calma, em um momento mais tranquilo e que de preferência quando não tenha ocorrido nada de grave dentro do ambiente do trabalho.

Lembre-se ninguém é demitido por pedir aumento! Esse é um assunto delicado tanto para você quanto para o dono da empresa, mas ficar nervoso ou fazer ameaças não resolvem, o melhor é sempre mostrar que você é um profissional capaz.

Desse modo, o aumento pode vir até mesmo de forma natural, sem que haja o pedido, porque seu desempenho é sendo sempre observado.

Camila Pansera Chames


Confira aqui algumas dicas do que fazer e como se comportar em uma entrevista de emprego.

Uma entrevista de emprego pode gerar ansiedade, nervosismo e tensão. É preciso saber conversar, mostrar os pontos fortes e transmitir a mensagem adequada para conquistar o recrutador, ou seja, é preciso saber vender o seu peixe e mostrar que você é a melhor a opção para o cargo. Por isso, é fundamental ter autoconhecimento, controle e calma para lidar com os desafios. Mas como agir durante a entrevista?

Seja você mesmo o tempo todo. Por isso, procure ser transparente e verdadeiro ao expor toda a situação. Já imaginou se o recrutador descobre uma mentira? Além de não conquistar a vaga, a sua imagem fica comprometida perante a empresa. Portanto, mantenha um discurso honesto, seja sincero sobre a sua experiência profissional e a sua rotina.

Não encare a entrevista como um momento difícil, mas sim como uma etapa que vai ser vencida, ou seja, como um desafio. Como você lida com as coisas da sua vida? Isso que faz a diferença, por isso, prepare-se para o momento. Memorize o que deseja destacar, de forma positiva e agradável. Trace o seu papel como profissional, enfatize as suas principais qualidades, foque nos seus pontos fortes e tente ter segurança e confiança em si mesmo para conquistar a vaga.

Não tenha medo de fazer perguntas durante a entrevista, mas saiba esperar o momento adequado. Não interrompa o recrutador, é fundamental saber escutar o outro. No momento certo, faça o questionamento que considerar pertinente, isso demonstra interesse pela vaga. Não guarde dúvidas para si mesmo, mas busque fazer perguntas positivas para obter uma boa imagem para a empresa e da posição.

Questione sobre a cultura, as tarefas do cargo e faça perguntas que reforcem o seu interesse pela vaga. Desta forma, o recrutador vai perceber o seu real interesse em trabalhar na Organização, a sua motivação, por isso, não tenha medo de fazer perguntas adicionais.

Independentemente de ter conquistado ou não a vaga, busque ter um feedback. Saiba por que você não foi selecionado, o que faltou, assim você pode corrigir os seus pontos fracos para a próxima entrevista. Busque ter conhecimento e mantenha as portas sempre abertas até conseguir alcançar o seu objetivo. Boa sorte e sucesso!

Por Babi


Confira aqui quais passos tomar ao ser demitido de seu trabalho.

Perder o emprego sempre foi com um divisor de águas na vida de todo empregado. É impossível não parar para se perguntar como será daqui em diante, como fazer para manter em dia os compromissos financeiros, o orçamento doméstico e tudo mais.

Esses questionamentos ganham maior dimensão no turbulento cenário econômico que estamos vivenciando no país. De acordo com os últimos dados apresentados pelo IBGE, estamos tecnicamente vivendo um período de recessão econômica, com base na contração apresentada pelo PIB Nacional no último trimestre.

Mas o que fazer depois de ser demitido? Será que está tudo de fato perdido?

Se você acabou de perder o emprego ou só de pensar na possibilidade já perde uma noite de sono se preocupando, este artigo é para você. Continue lendo e saiba: O que fazer após ser demitido?

1. Invista em Aperfeiçoamento:

Você acabou de perder o emprego, não sabe quanto tempo irá demorar a conseguir uma recolocação, portanto, fica inseguro em usar suas economias para realizar um curso ou qualificação. Entretanto, com a baixa oferta de empregos, é muito importante ter um diferencial para conseguir voltar ao mercado. Planeje-se financeiramente e realize algum curso de idiomas, por exemplo, ou se possível quem sabe até mesmo um intercâmbio.

2. Como não ser esquecido pelo mercado:

É unanimidade entre os especialistas em RH que este é o melhor momento para usar da famosa network, por meio de sua rede de relacionamentos. Para isso, busque contato com ex-colegas de trabalho e chefes que possam lhe proporcionar boas referências, ou mesmo informá-los quanto a sua disponibilidade no mercado e saber onde podem surgir novas vagas.

Revise também seu perfil em redes sociais como Linkedin e outros sites de vagas de emprego.

3. Não se deixe abater pelas dificuldades:

Nada de desanimar, possíveis nãos poderão sim surgir pelo caminho. Entretanto, você precisa se manter o mais ativo possível. Para isso, busque encontrar-se com profissionais da área, buscando informações de como anda o mercado, reavalie suas pretensões profissionais. Esforce-se para se manter ativo até a recolocação chegar.

4. Revise seu Currículo:

Ele é sua primeira apresentação a um possível empregador, logo, reveja-o. Não é indicado que o currículo tenha mais de duas páginas, além de que as informações contidas devem ser claras a ponto de que o recrutador consiga entender sua trajetória profissional apenas lendo-o.

Outra dica importante é: sempre que for convidado a uma entrevista presencial, pesquise previamente sobre a empresa e a vaga, demonstre isso no contato com o recrutador, eles valorizam este comportamento que demonstra interesse efetivo por parte do candidato.

Por Jaime Pargan


Confira aqui algumas dicas do que fazer para manter em dia as contas ao perder o emprego.

Ao contrário do que muitos dizem por aí, não está nada favorável quando o assunto é a economia do país. Estamos vivendo uma enorme recessão que tem deixado as pessoas cada vez mais inseguras quanto ao futuro.

Enfrentar o mercado de trabalho se tornou uma aventura que ninguém quer encarar. A taxa de desemprego tem subido como um rojão e hoje já é uma realidade em quase cem por cento de todos os segmentos. A dúvida de quanto tempo irá demorar a se realocar e como se manter neste tempo tem atormentado o sono dos brasileiros.

E você já parou para pensar, se caso você ficasse desempregado hoje como faria para manter o orçamento familiar sem passar por grandes apertos?

Se você já pensou e não chegou a uma conclusão, ou sequer ainda parou para refletir sobre isso, daremos 11 dicas para manter o orçamento da casa em dia se perder o emprego.

1. Conheça bem seus gastos

Do cafezinho a prestação do apartamento, tudo precisa estar bem explicitado em seu orçamento. É muito importante que você saiba quanto gasta e qual sua capacidade de ganho.

2. Revise as prioridades financeiras

Eliminar os supérfluos é fundamental. Se não puder eliminar, ao menos reduza ao máximo custos com TV a Cabo e Internet. Você pode conferir junto a sua operadora planos mais em conta, por exemplo. Tenha claramente aquilo que é prioridade ou não.

3. Tenha cuidado com tomadas de decisões financeiras

Um bom planejamento é indispensável quanto for necessário tomar alguma decisão financeira, como um empréstimo, por exemplo.

4. Reduza o tempo de despesas

É comum nos enganarmos com prestações que “cabem no bolso”. Como o dinheiro está curto, podemos nos enganar prolongando prestações apenas para pagar prestações menores.

5. Evite empréstimos

Como dissemos, você pode não saber quanto tempo se realocará, isso quer dizer que você não sabe se terá dinheiro futuramente.

6. Use as verbas rescisórias como reserva

FGTS, seguro-desemprego e demais valores da rescisão podem ser guardado como fundo segurador para pagar as despesas mensais.

7. Não use o FGTS de uma única vez

Escolha pagar as prestações já adquiridas aos poucos. Nada de se desesperar o usar o FGTS de uma única vez para quitar dívidas.

8. Deixe de lado os cartões de crédito

Em situação de desemprego, o cartão de credito pode ser o maior vilão, além de ter juros altos em caso de atrasos de pagamento.

9. Abandone o Cheque Especial

Controle a ansiedade daquele dinheiro “fácil”, você não sabe quando conseguirá repô-lo.

10. Procure nova fonte de renda

Qualquer possibilidade de ganho é bem-vinda, portanto, descubra ou mesmo utilize aquele talento escondido que pode lhe render algum valor financeiro.

11. Renegocie dívidas o mais rápido possível

Procure seus credores e verifique quais as melhores condições para pagamento de dívidas. Não espere virar uma bola de neve.

Por Jaime Pargan


Apesar de nunca ter trabalhado, não há segredos quando o assunto é currículo para o primeiro emprego.

Como montar um currículo? É a dúvida de muitos indivíduos que estão em busca do primeiro emprego. Apesar de nunca ter trabalhado, acredite, não há segredos quando o assunto é currículo para o primeiro emprego. Para eliminar essa questão, vamos fornecer dicas de como montar o seu currículo.

1 – Dados Pessoais:

No início do currículo, o candidato deve se apresentar. Mas não precisa de exageros, colocando informações sobre os seus documentos pessoais. O seu currículo precisa conter dados básicos, assim o contratante lhe conhece melhor. Dentre os dados, acrescente seu nome completo, idade, estado civil, endereço completo e telefones.

2 – Objetivo:

É comum encontrar em currículos vários objetivos juntos. E isso atrapalha o contratante a identificar o que realmente o trabalhador quer apresentar. Para não confundir, escreva seu objetivo de forma direta, deixando bem claro a posição de interesse que você deseja na empresa.

3 – Resumo de Qualificações:

Acrescentar informações positivas sobre sua carreira é a melhor maneira de prender o recrutador no seu currículo. Nesse campo, o seu objetivo é chamar atenção para que ele leia o documento até o final. Pense nos seus conhecimentos, habilidades e nas experiências vividas, assim fica mais prático de elaborar o resumo.

4 – Formação Acadêmica:

Esse é um dos principais itens que os contratantes avaliam, por isso deve ser explicado adequadamente com o nível de ensino, data de conclusão e a entidade que estudou. Outra questão importante é quanto a profissionais com MBA, pós-graduação ou curso técnico, que devem mencionar informações detalhadas.

5 – Cursos Complementares:

Outro fator chave que pode destacar seu currículo dos concorrentes é essa campo, que deve conter informações sobre os cursos extracurriculares ou de curta duração e workshops. Mencionar o nome da instituição, mês e ano de início e término e carga horária são essenciais.

6 – Idiomas:

Inventar que sabe outros idiomas pode colocar as suas chances de ocupar a vaga por água abaixo, isso porque o recrutador pode testá-lo na entrevista. Por isso, o candidato precisar ser honesto e indicar seu real conhecimento do idioma, destacando o nível de fluência como básico, intermediário, avançado e fluente.

7 – Informática:

Por fim, o profissional pode fechar o currículo informando seus conhecimentos sobre informática, destacando cada programa e não se esquecendo de categorizá-los. O modelo das informações a seguir pode ser idêntico ao do campo dos cursos complementares.

Por Flavinha Santos


A entrevista de emprego é a melhor chance para a pessoa demonstrar suas qualidades e o motivo pelo qual deve ser contratada.

Algumas pessoas possuem dúvidas e inseguranças quando se trata de entrevistas de emprego. Uma entrevista é a melhor chance que uma pessoa tem para demonstrar ao empregador o porquê deve ser contratada.

Confira algumas dicas para ir bem em uma entrevista de emprego:

– Pesquise sobre o local para o qual irá fazer a entrevista. Se for uma empresa, por exemplo, procure saber o máximo possível sobre a empresa, em que ramo ela atua, em quais locais, se é internacional ou não. É muito importante chegar com um pouco de conhecimento sobre o local que almeja trabalhar.

– Termine suas frases ou respostas com uma frase positiva. Após contar alguma situação, termine ela com algo bom que lhe aconteceu como, por exemplo, uma promoção. Dessa forma, o entrevistador irá perguntar o motivo da promoção, o que pode te trazer bons resultados. Se a frase fosse terminada em algo negativo, como uma demissão, a tendência é que o entrevistador pergunte os motivos também.

– Em algumas empresas ou locais de trabalho, são feitas perguntas “absurdas” durante a entrevista. Essas perguntas, que soam como pegadinhas, na verdade são feitas para testar o raciocínio lógico do candidato. Sua resposta não precisa necessariamente estar correta, apenas coerente com a realidade.

– Faça perguntas que demonstrem seu interesse na empresa e no cargo. Evite perguntas muito simples que poderiam ser respondidas com uma busca na internet. Deve-se demonstrar o conhecimento que tem sobre o local de trabalho assim como a área que esse atua.

– Em alguns casos os candidatos começam a ser analisados já na recepção do local. Tenha atenção em seus gestos e ações durante todo o tempo. Evite mexer no celular antes e durante a entrevista, pois isso pode acarretar más impressões.

– Não minta na entrevista. Seja sobre suas habilidades, experiência, etc, o recrutador perceberá que o que o candidato está dizendo não é verdade.

– Não tente interpretar um personagem, seja você mesmo. Colocando-se de forma autêntica o candidato será lembrado pela sua individualidade.

– Na hora de escolher o que vestir, procure algo que se sinta confortável e que seja adequado para o local da entrevista. Dependendo do ambiente, não precisará ser algo necessariamente formal. 

Por Isabela Palazzo


Confira aqui algumas dicas e conselhos para você que está pensando em mudar de carreira profissional.

Você sabe o que quer na vida? Está satisfeito com o seu emprego ou quer mudar? Toda mudança implica coragem, ousadia e força de vontade. Há pessoas que se acomodam no mesmo emprego por muitos anos e passam a vida sem existir, ou seja, abrindo mão dos seus sonhos por medo ou aflita de confiança em si mesmo.

Entretanto, há àquelas pessoas que saem da zona de conforto e encaram a situação. Tornam-se donas da sua vida e vivem pelos seus sonhos. Ou seja, vivem a sua vida conforme desejam, mesmo se as pessoas ao redor discordarem.

Para mudar, é preciso ousar, saber o que quer, planejar e acreditar na sua capacidade. Além disso, é necessário vencer a inércia e a resistência, uma vez que o comodismo é um hábito comum. Mudar de emprego provoca insegurança, tensão e pode ser considerada uma atitude radical para muitas pessoas. Mas, por outro lado, também é ruim passar muito tempo trabalhando com algo que não gosta, certo?

A sociedade impõe valores, culturas, privilegia algumas atividades e despreza outras. Portanto, as pessoas que almejam mudar de carreira devem saber confiar na sua intuição, mesmo que a vida imponha diferentes tipos de circunstâncias. Por exemplo, você é professor, mas quer ser engenheiro? Por que não começar uma faculdade? Programe-se financeiramente, junte dinheiro e comece o seu curso.

Desta forma, não crie dificuldades na sua cabeça, muito menos limitações. Concentre-se no que quer e ouse mudar. Lembre-se de que a vida é feita de erros, tentativas, medos e fracassos, além de vitórias, sucesso e coragem. Que tipo de vida você quer? Seja um exemplo para as outras pessoas e inspire-se no melhor que puder ser, para a sua mudança. Comece um dia de cada vez, mas comece. A sua carreira é construída aos poucos e com a sua força de vontade. Que tal começar? Sucesso e boa sorte!

Por Babi


Alguns setores são ideais para conseguir um emprego temporário.

Está pensando em aproveitar o fim do ano para tentar conseguir um trabalho temporário e juntar uma grana extra? Apesar da crise econômica, o mercado está oferecendo diversas possibilidades, por isso, fique de olho. Que tal conferir algumas dicas?

As melhores possibilidades para trabalho temporário estão no comércio, por isso, os candidatos devem focar a sua busca nesta área. Porém, as lojas estão contratando menos para economizar, mas é preciso persistir e não focar no lado negativo da situação. Além disso, as maiores oportunidades estão nas lojas de roupas e brinquedos. Que tal começar a sua busca nestas áreas?

Além disso, há boas oportunidades também no setor de alimentação ou estacionamentos. Faça uma pesquisa das vagas, antes de enviar o seu currículo. Estes locais são ideais para quem não gosta muito da área de vendas, mas precisa trabalhar nesta época do ano.

Uma das principais vantagens das vagas temporárias é que elas não exigem experiência. Se você está iniciando a sua carreira, esta é uma ótima oportunidade, não acha? Quem sabe você não é efetivado no fim do contratado e começa o ano com um emprego novo? Além de incrementar o seu currículo, você vai poder desenvolver habilidades importantes para a sua carreira.

O que você sabe fazer melhor? Avalie todos os seus pontos antes de enviar o seu currículo. Lembre-se de que além das vendas, há vagas para outros cargos como estoquista, por exemplo. Não foque apenas na remuneração que deseja, mas, também, no que gosta ou não de fazer.

Já começou a elaborar o currículo? O documento deve ser feito de forma específica para a vaga temporária. Por exemplo, no campo objetivo coloque o nome da vaga que deseja, mesmo que a sua formação seja outro. Você já teve experiência neste tipo de emprego? Não se esqueça de colocar no currículo.

Depois destas dicas, é só começar a sua busca.

Sucesso, sempre!

Por Babi


A comunicação é essencial para passar todas as informações de forma objetiva.

Você consegue se comunicar com clareza e passar todas as informações de forma objetiva? No mercado corporativo, é fundamental saber se expressar, conversar e escutar as pessoas. Sabia que você pode melhorar a sua capacidade de comunicação? Que tal ficar por dentro de algumas dicas?

O seu corpo, também, se comunica por meio de linguagem, sabia? Por isso, é essencial estar atento aos movimentos corporais, para não passar nenhuma mensagem errada. Por exemplo, falar que está prestando atenção na pessoa, mas ficar mexendo no celular. Desta forma, o processo de comunicação é contínuo e dinâmico, mesmo que nenhuma palavra esteja sendo dita no momento. Assim, busque ter atenção nos seus sinais não verbais e não escritos, também.

Ao conversar, você costuma encher “linguiça”? Busque melhorar o seu discurso através da eliminação de vocábulos como “ah!”, “tipo”, entre outros. Tente conversar de forma direta, para parecer mais confiante. Uma boa dica é relaxar antes de falar ou mesmo fazer uma pequena pausa.

Que tal treinar a sua habilidade de comunicação contando histórias? Elas ativam o cérebro, tornam as apresentações melhores a auxiliam no desenvolvimento para uma entrevista de emprego, por exemplo. Tente ensaiar uma entrevista contando história, e para melhorar as narrativas use conjunções. A língua portuguesa é rica e conta com várias opções, para melhorar a sua comunicação.

Faça perguntas usando as últimas palavras da outra pessoa. Esta técnica evita o “silêncio” que pode ser constrangedor dependendo da situação, principalmente, se você não conhecer muito o ouvinte. Além disso, isso demonstra interesse em manter a conversa. Outra dica é fazer perguntas como “Quais são os seus planos, para as férias”? “O que você esta lendo atualmente”?

A comunicação deve ser ajustada de acordo com o público. Por exemplo, você conversa com o seu chefe de um jeito, e com o seu melhor amigo de outro, certo? Por isso, fique atento a estes pequenos detalhes.  

Por Babi


Confira aqui algumas dicas que podem ajudar a se destacar no competitivo mercado de trabalho.

O mercado corporativo está competitivo e os profissionais buscam por posições estratégicas dentro das empresa e investem em conhecimento ou carreira internacional, ou seja, cada vez mais as pessoas estão buscando crescer e se desenvolver de forma profissional. Mas como se diferenciar no âmbito profissional?

As pessoas têm atitudes e pensamentos diferentes diante dos obstáculos, o que pode fazer a diferença na competividade que existe no mundo profissional. Neste sentido, procure cumprir tudo o que você prometer, por mais simples que seja. Por exemplo, falou para o seu chefe que vai chegar 07:30h? Então chegue a empresa neste horário. É fundamental que o profissional tenha palavra e saiba cumprir o que foi dito.

Além disso, não fale mentiras na empresa, mesmo que sejam pequenas. Pessoas que falam a verdade têm credibilidade e conquistam o respeito do outro no ambiente de trabalho. Portanto, evite espalhar fofoca ou perder tempo com assuntos que sejam desnecessários.

Você assume os seus erros? Não culpe a sua equipe ou seu chefe por um erro que tenha cometido. Encare o deslize, saiba o porquê e aprenda a lição. Os fracassos existem para serem superados, por isso, assuma a sua responsabilidade.

Existem pessoas no mundo corporativo que não são educadas ou simplesmente não têm o hábito de cumprimentar. Que tal ser um diferencial? A educação é fundamental no ambiente de trabalho, por isso, fale sempre “Bom dia”, “obrigada”, “como está”, ou seja, busque ser educado com as pessoas que trabalham com você.

No ambiente profissional, muitas vezes a regra é ser desonesto ou até culpar o outro de forma injusta. Que tal ser exceção neste meio? Seja honesto e justo nas suas decisões, saiba expor o que quer de forma clara e objetiva e confie no seu potencial.

O mercado, atualmente, precisa de profissional de atitude e de credibilidade, que não tenha medo de sair da sua zona de conforto e lutar de forma sincera pelo seu objetivo. Sucesso!

Por Babi


Confira aqui os principais fatores que influenciam na produtividade dentro do ambiente de trabalho.

Existem diversos fatores que afetam a produtividade no trabalho e como consequência podem afetar de forma negativa o ambiente no trabalho. A produtividade varia diariamente: o profissional pode estar bem em um dia e no outro não. É preciso saber controlar e lidar com a situação. Que tal conferir os principais fatores que podem afetar a produtividade para combatê-los?

O sono é um aliado da produtividade e a falta dele pode provocar alterações negativas. Uma noite bem dormida faz a diferença para o desempenho profissional, pois a pessoa tende a ficar mais motivada, alerta e presente nas situações. A falta de sono afeta de forma negativa a rotina de trabalho, além de manter o profissional desmotivado ou sem foco.

Muitos profissionais não têm uma postura positiva, são pessimistas por natureza. Sempre reclamam por tudo, acha que tudo ao redor vai dar errado e não possuem uma visão otimista. Por isso, é fundamental que a pessoa tenha uma visão positiva das situações e busquem enxergar as coisas positivas, mesmo que a empresa esteja atravessando um período de crise, por exemplo.

A falta de atividade física também afeta a produtividade. Que tal aproveitar o horário do almoço para se exercitar? Ou no início da manhã antes do trabalho? Além de contribuir para a saúde, o treino ajuda a manter o foco na rotina e também a despertar emoções positivas que existem dentro de você.

O perfeccionismo exagerado também pode atrapalhar a produtividade na rotina de trabalho. Desta forma, é necessário existir um equilíbrio porque a perfeição exagerada pode levar ao fracasso. Pessoas extremamente perfeccionistas podem rever a mesma tarefa diversas vezes e acabar perdendo o prazo, por exemplo. Busque fazer as coisas dentro do seu melhor e da sua realidade.

Cuidado para não perder tempo com atividades que não são prioritárias. O profissional deve saber administrar o tempo para tomar decisões, realizar as atividades e encarar os desafios que fazem parte do ambiente corporativo.

Por Babi


Confira aqui algumas dicas de como se motivar no ambiente de trabalho.

Você consegue se motivar sozinho ou é dependente do ambiente externo? Espera pelo reconhecimento do seu chefe e equipe de trabalho ou consegue estabelecer os próprios planos e estratégias? A motivação é um elemento fundamental para conseguir bons resultados para a empresa e também para desenvolver as suas competências pessoais e profissionais. Que tal conferir algumas dicas?

Normalmente as pessoas auto-motivadas conseguem criar os seus próprios mecanismos de recompensa e feedback. Estes profissionais têm autoconhecimento e sabem reconhecer os seus pontos fracos para melhorá-los e também conhecem os fortes. A motivação é um processo que deve ser construído diariamente, por isso, comece estabelecendo metas que tenham indicadores de resultado. Por exemplo, tem dificuldade em entregar prazo? Estabeleça um tempo para cumpri-lo e sem atrasos. Comece de forma simples e aumente o nível de dificuldade aos poucos. Estabeleça metas que sejam desafiadoras e dentro da sua realidade.

Acompanha a sua performance e a evolução dos seus resultados. Não fiquei esperando o reconhecimento do seu chefe, ou seja, se você atingiu a sua meta, fique feliz, sem esperar a aprovação das pessoas ao seu redor. A dependência de fatores externos pode provocar frustração.

Conseguiu cumprir o que estabeleceu? Estabeleça uma recompensa para si mesmo, pela força de vontade. Pode ser um fim de semana badalado, uma viagem no próximo feriado, ou seja, elabore um mecanismo de premiação. Desta forma, você ficará mais motivado no dia a dia e escolha o prêmio que quiser. As metas devem ser comemoradas.

Outra dica é sair da zona de conforto. Os profissionais devem arriscar, cumprir prazos e encarar responsabilidades. Não espere as circunstâncias externas para sair do comodismo, assuma o que você quer e comece a fazer pequenas mudanças no dia a dia, a fim de encontrar os resultados almejados. Aproveite para adquirir e desenvolver novas competências e acredite na sua capacidade para alcançar o que quiser na carreira profissional.

Por Babi


Confira aqui algumas dicas de como escolher a profissão certa para sua carreira.

Escolher a profissão certa é um dos maiores desafios do estudante. Como encontrar a carreira ideal? Na época do vestibular, por exemplo, muitos candidatos indecisos podem escolher uma profissão pela influência da família, amigos e acabar se desviando do seu próprio caminho. Neste período, a pessoa deve buscar ter controle da ansiedade e pesquisar sobre as áreas que têm mais afinidade.

Na sociedade contemporânea, os estudantes têm concluído o ensino médio mais cedo, o que pode prejudicar na opção da profissão, principalmente se eles sofrem pressão das pessoas ao redor. A escolha da carreira adequada exige tempo e dedicação, ou seja, a pessoa deve procurar reunir o maior número de informações possíveis sobre a área que pretende atuar. Neste sentido, o estudante pode conversar com outros profissionais e conhecer a história de vida, visitar feiras específicas sobre as carreiras (que são organizadas pelas faculdades), ir a Workshops, saber sobre o salário, áreas de atuação e local de trabalho, entre outras.

Além disso, o autoconhecimento é primordial para a tomada de decisão sobre a trajetória profissional. Desta forma, a pessoa pode procurar conhecer as suas ambições, limitações, prioridades, pontos fortes e fracos, por exemplo. Fazer uma análise de si mesmo e sobre as suas pretensões para o futuro.

Com várias possibilidades reunidas é preciso filtrar as profissões de interesse para que a confiança seja desenvolvida. Por exemplo, muitas pessoas acabam tomando decisões precipitadas pela pressa em resolver o conflito, o que pode ser muito prejudicial para a trajetória profissional. O estudante deve conversar com os seus familiares sobre as profissões que têm interesse, mas deve se conhecer para saber sobre as suas limitações.

Os testes vocacionais profissionais também são recomendados e podem ser utilizados para o auxílio durante este período. Portanto, é necessário ter calma e cautela para descobrir o que se quer realmente, sobretudo quando existem muitas opções pelo caminho. Boa sorte!

Por Babi


O profissional deve ter certas posturas para evitar ser demitido em tempos de crise.

Manter o emprego em tempos de crise, não é uma das tarefas mais simples, principalmente quando a empresa precisa cortar gastos. Mas, muitos profissionais são demitidos por outros fatores como, por exemplo, a falta de harmonia no ambiente profissional, a briga pelo poder, bajulação excessiva, intriga entre outros fatores. Que tal conferir algumas dicas para evitar a demissão no ambiente profissional?

O profissional deve procurar ter uma visão de futuro, ou seja, procurar ampliar os horizontes. Isso inspira e estimula a imaginação, para que resultados positivos possam ser alcançados. Desta forma, além de pensar no presente, a pessoa deve buscar potencializar e desenvolver uma visão de futuro.

Além disso, é fundamental que a pessoa tenha integridade e esteja comprometida com a ética da empresa. Assim, a honestidade e a verdade devem estar presentes nas ações do profissional e nos comportamentos. O comprometimento com as atividades também é requisito fundamental para o sucesso na empresa, por isso, é essencial demonstrar coragem, autoconfiança e crença na equipe de trabalho.

O profissional deve aprender a lidar com as adversidades no ambiente de trabalho e ter maturidade para encarar os conflitos, que são comuns. É importante tentar manter um ambiente positivo e potencializar as diversidades da Companhia, além de ser um membro ativo.

A iniciativa também é essencial, ou seja, as Organizações desejam um colaborador proativo, que tenta antecipar os problemas, para solucioná-los e, assim, encontrar soluções favoráveis e criativas.  A burocracia deve ser evitada, sendo necessário ter clareza, simplicidade e foco.

O profissional deve ser resiliente e vestir a camisa da empresa, ou seja, ir além do esperado, alcançar (ou superar) metas e ter equilíbrio no momento de tomadas de decisão. Além disso, o colaborador deve investir na sua formação e crescimento profissional, ou seja, não parar de estudar e procurar se desenvolver por meio de curso, congresso, workshop, entre outros.

Gostou das dicas? Compartilhe com os seus amigos pelas redes sociais. 

Por Babi


A cidade de São Paulo ficou em primeiro lugar, seguida de Florianópolis (SC) e Vitória (ES).

A Endeavor, organização de apoio ao empreendedorismo, divulgou o ranking das melhores cidades brasileiras para abertura de negócios. Trinta e duas cidades participaram do estudo, o campeão do ranking foi o município de São Paulo.

A organização se baseou em inúmeras variáveis para o fechamento da análise, fatores como logística, cultura empreendedora, infraestrutura, impostos, burocracia, inovação e capital são apenas alguns dos indicadores. O primeiro lugar ficou com a cidade de São Paulo, seguida de Florianópolis (SC) e Vitória (ES).

São Paulo ganhou o primeiro lugar no ranking, pois além de representar 10% do PIB nacional, ainda concentra mais da metade dos investimentos de capital de risco do país. A cidade é também um dos polos logísticos mais importantes que dispõe de grandes aeroportos e proximidade com o influente Porto de Santos.

Algumas cidades surpreenderam: Campinas, São José dos Campos e Joinville estão entre o top10, na frente inclusive, do Rio de Janeiro e Belo Horizonte.  O ocorrido se justifica graças à boa condição de vida aliada ao baixo custo, presença de boas universidades e notas acima da média em infraestrutura e inovação.

Outro dado relevante é a presença de 6 cidades dentre as 15 mais bem colocadas que não são capitais. Esse tipo de informação demonstra o potencial de alguns municípios.

A Endeavor ressaltou que apesar da maioria das cidades do Nordeste estar um pouco mais abaixo no ranking, elas estão em constante crescimento e que mesmo com os desafios logísticos e estruturais há uma cultura de forte empreendedorismo que é capaz de causar engajamento e motivação da população com o assunto.

O ranking é muito importante para empreendedores que aspiram à expansão ou até mesmo o ingresso no mercado. Ele serve de base para diminuir as chances de maus investimentos por meio de apontadores econômicos e geográficos, além de poder ser utilizado como parâmetro informacional em diversas outras áreas. 

Por Beatriz 


Confira aqui os principais erros cometidos pelos candidatos na hora da entrevista de emprego e saiba como evitar.

Está procurando emprego, já foi chamado para diversas entrevistas, porém, nunca consegue ser contratado?  Isso acontece porque alguns profissionais podem estar cometendo erros básicos que podem ser evitados.

Aqui vamos mostrar quais são os erros mais comuns que acontecem no momento de uma entrevista e como fazer para evitá-los.

Os principais erros cometidos são:

– Pensar que estão sendo observados através de um microscópio:

O profissional fica tão preocupado com a pressão da entrevista que se preocupa mais em saber o que o recrutador está pensando sobre ele e esquece que o foco é mostrar o seu verdadeiro potencial e suas metas. O ideal é agir com calma, controlando a ansiedade.

– Tentar disfarçar as Fraquezas:

Todos os seres humanos possuem qualidades e defeitos e muitos candidatos não querem mostrar quais são os pontos a melhorar. Nesse caso seja franco e não tentar mentir ou manipular o recrutador. Quando falar de um defeito, mencione também o que tem feito a respeito.

– Responder de Forma Genérica:

Não use frases prontas no momento de uma entrevista. Vai dar a impressão que você ficou treinando na sua casa. Tente ser o mais natural possível, usando sempre a verdade.

– Não Conhecer a Empresa:

O recrutador deseja encontrar pessoas que se destaquem no meio de tantos outros, por isso, é mais do que fundamental conhecer um pouco da empresa e saber descrever quais são os motivos que deseja fazer parte do quadro de funcionários. É preciso saber o básico.

– Não Demonstrar Interesse:

Candidatos que não mostram interesse na vaga são logo eliminados. A empresa quer ver motivos para investir no profissional. Mas faça isso com cautela para não demonstrar algum tipo de desespero.

As empresas desejam analisar o perfil do profissional para concluir se ele está apto ou não para exercer as atividades propostas a médio e longo prazo. A empresa também quer analisar se o futuro funcionário vai se sentir feliz e realizado na função, pois isso gera mais produtividade. Fique atento a esses detalhes e boa sorte.

Yasmin Fernandes Robles


Confira aqui algumas dicas de como manter o foco e melhorar a produtividade dentro do ambiente de trabalho.

Você consegue manter o foco no trabalho? Este é um desafio para muitos profissionais, sobretudo para àqueles que se deixam levar pelos vilões da produtividade e acabam produzindo pouco e quase nenhum resultado. Que tal conferir algumas dicas para manter o foco no ambiente profissional?

O celular é um dos principais ladrões do tempo, sabia? Com a conectividade e interatividade por meio do aparelho, o profissional pode se “desligar” do trabalho e acabar se concentrando em outros assuntos distintos, sobretudo quando acessa aplicativos ou mídias sociais. Por isso, quando estiver trabalhando ou se concentrando em alguma atividade de curto prazo, deixe o aparelho no silencioso e não deixe as janelas de ícone aberto. Deixe para visualizar as novidades depois da atividade. Assim, o profissional consegue manter o foco e a produtividade.

Você reserva tempo para responder os e-mails? Interromper uma atividade para responder uma mensagem é uma das vilãs da concentração. Marque um horário para responder. Por exemplo, você pode estabelecer a hora do almoço ou no fim do dia, de acordo com a sua rotina.

Como é o seu dia a dia no trabalho? Faça uma lista com as prioridades do seu cotidiano e a siga. Assim você vai ter clareza do que precisa ser realizado. A lista pode ser feita no dia anterior ou no início da manhã, por exemplo.

Os períodos de concentração devem ser alternados com intervalos de pausa. Por exemplo, a cada 25 minutos de trabalho, aproveite para tomar um café e se levantar da mesa. Ou a cada 50 minutos descanse 10. Estabeleça um intervalo de acordo com a sua produtividade. Assim, você eleva a sua eficiência no ambiente corporativo.

Controle a sua ansiedade para não perder o foco. Execute uma tarefa de cada vez e dê o melhor de si. Esteja presente no momento da tarefa desempenhada. Gostou das dicas? Não deixe de comentar e compartilhar!

Por Babi


Confira aqui algumas dicas do que analisar antes de trocar de trabalho.

Está pensando em trocar de emprego? Antes de sair da empresa, o profissional deve analisar com cautela a nova proposta antes de tomar a decisão. É preciso não pensar apenas no salário, mas também em outros fatores. Que tal conferir algumas dicas?

Inicialmente, é preciso analisar as motivações reais sobre a decisão. Por que você quer mudar de empresa? É preciso entender a posição atual na Companhia, os objetivos e verificar as possibilidades de crescimento na empresa nova. Desta forma, é fundamental fazer um balanço e uma análise sobre os prós e contras do emprego atual para o novo.

O cenário econômico não está favorável, por isso, é essencial fazer uma análise dos setores que oscilam menos. Ou seja, a área que você vai tem maior ou menor estabilidade no mercado? Será que realmente vale a pena mudar de empresa nesta crise?

Além disso, o profissional deve estudar sobre a empresa que deseja contratá-lo e procurar conhecer a sustentabilidade financeira da Companhia no País e os investimentos. Analise também sobre a cultura da empresa e verifique se ela é compatível com os seus valores. O profissional deve estar alinhado a cultura da organização que deseja trabalhar.

O peso da decisão também é influenciado por fatores como salário e benefícios. Portanto, verifique todas as possibilidades que estão sendo oferecida antes de tomar a decisão adequada. Converse com outras pessoas e busque opiniões de confiança.

Como será o relacionamento com o seu atual chefe? O tipo de relação também deve entrar na balança antes de tomar a decisão adequada. Por exemplo, relacionamentos conflituosos tendem a gerar pedidos de demissões. Portanto, procure conhecer o perfil do seu gestor, para tentar estabelecer uma relação de confiança e transparência.

Desta forma, faça uma lista dos pontos negativos e positivos desta mudança analisando cada possibilidade. Assim você poderá tomar uma decisão melhor, para descobrir se realmente vale a pena a mudança de emprego.

Por Babi


O profissional deve ficar atento às responsabilidades que assume na empresa em que atua.

Que postura você tem diante da sua vida profissional? O que será que a empresa espera de você? O profissional deve ficar atento às responsabilidades que assume, a forma que executa as tarefas e principalmente como encara cada desafio no ambiente corporativo. O mercado de trabalho é competitivo e a pessoa deve buscar estabelecer uma relação de equilíbrio com a empresa.

Mas, o que será que seu chefe espera de você? Inicialmente, é preciso responder a alguns questionamentos como: O que é o funcionário ideal para a empresa? Quais as principais qualidades que o seu chefe espera para o seu cargo? Quais são os principais assuntos, que você deve se concentrar?

Além disso, cada pessoa tem expectativas e necessidades diferentes, e até mesmo dentro de uma mesma atividade. Por exemplo, se o profissional tem dois gestores, é preciso saber o que cada um espera, a fim de suprir o esperado. Portanto, é imprescindível que a pessoa fique atenta às características de cada um.

Você terminou um projeto? Que tal receber um feedback sobre ele? Converse com o seu gestor e pergunte o que ele achou. Assim, é possível descobrir os pontos negativos e positivos sobre o seu trabalho com o intuito de melhorar cada vez mais, e, assim, desempenhar o papel que a empresa espera de si.

Anote tudo em relação às expectativas esperadas, para conseguir diretrizes para executar o trabalho. Desta maneira, a tendência é que seu chefe preste mais atenção no seu trabalho e você consiga efetuar as suas atividades com eficácia.

Como é o relacionamento com o seu chefe? Você deve manter uma boa relação com ele e com os membros da sua equipe. Procure trabalhar de forma eficiente, seja prestativo e evite a procrastinação. Além disso, não assuma responsabilidades que não possa cumprir. Procure ter iniciativas e vista a camisa da empresa.

Gostou das dicas sugeridas? Deixe a sua opinião e sucesso!

Por Babi


Alguns erros no currículo podem prejudicar o candidato no momento da contratação.

O profissional pode passar horas fazendo seu currículo para conseguir o emprego desejado. É normal que para isso faça uso de palavras que destaquem suas experiências e as formas como pode contribuir com o novo emprego. Mesmo assim, muitas vezes o candidato não é procurado pela empresa e se questiona o que há de errado.

Poder parecer complicado para o concorrente colocar-se no lugar do empregador, que está sempre em busca do melhor profissional para preencher a vaga em aberto. O artigo do Buisiness Insider afirma que as empresas procuram um motivo qualquer que pode desqualificar ou qualificar o candidato.

O entrevistador, de acordo com um estudo de rastreamento ocular, gasta uma média de 6 segundos para analisar cada currículo, sendo que observa o nome, educação, posição atual e anterior, início e fim dos últimos empregos e empregador. Logo, é necessário que o currículo destaque neste momento, uma vez que será descartado logo depois.

Para isso, o ideal é ser mais objetivo e direto tanto no currículo como na carta de apresentação. Abaixo estão alguns erros que prejudicam a contratação:

– Arquivo com formato errado: O recrutador não pode ter dificuldades para abrir o arquivo enviado. Por isso, o currículo deve ser enviado em PDF, Word ou ainda no próprio corpo do e-mail.

– Falta de carta de apresentação: Independente de pedido no anúncio da vaga é importante que o candidato tenha a iniciativa de fazer uma carta de apresentação. A carta precisa ser curta e objetiva, destacando as qualificações e, se possível, indicando o perfil do LinkedIn.

– Erros de português: Quando o currículo apresenta muitos erros gramaticais a visão que o entrevistador tem do candidato é de uma pessoa descuidada e com excesso de confiança.

– Vocabulário: O currículo deve ter uma apresentação clara da carreira do candidato, não podendo passar uma mensagem imprecisa sobre o profissional. Assim, o candidato não deve usar jargões e precisa evitar adjetivos desnecessários.

– Tamanho: A quantidade de informações no currículo também é muito importante. O ideal é que o currículo tenha 1 ou 2 páginas. Nele devem constar somente as experiências relevantes e resultados atingidos

Por Bruna Rocha Rodrigues


Otimismo é uma característica fundamental para ter sucesso na vida pessoal e profissional. Confira aqui algumas dicas de como ser mais otimista.

Você é otimista? Tenta ver sempre o lado bom das coisas? Se a vida te der um limão, você faz uma limonada saborosa, por exemplo? Ser otimista é fundamental para alcançar o sucesso na vida pessoal e profissional. Porém, isso não é fácil devido às tensões do cotidiano, as cobranças na empresa e a rotina agitada. Veja as dicas de como ser uma pessoa otimista!

Crenças Limitantes: Um Grande Vilão

As crenças limitantes são as coisas em que você acredita e com isso acaba se limitando. Por isso, é fundamental que o profissional faça uma análise verdadeira sobre as suas crenças, ou seja, como a realidade está sendo encarada. Evite pensamentos negativos e frases como: "não vou conseguir", "não dou conta", entre outras. Estes tipos de crenças impedem a pessoa de agir e encarar novos desafios.

Decida-se Ser Otimista

Você é muito pessimista e quer mudar? A mudança não ocorre da noite para o dia, é preciso muita dedicação, sobretudo no começo. Por isso, reflita e dê o primeiro passo para mudar. Este é o início de uma grande mudança. Faça uma análise e busque mudar a cada dia que passa. Lembre-se de começar aos poucos e ir aumentando no seu ritmo.

Não tenha Postura de Vítima

Lembre-se de que as adversidades surgem no caminho e elas devem ser vistas como oportunidade para crescimento e desenvolvimento pessoal. Portanto, não foque no problema, mas como ele pode ser solucionado. Estabeleça metas para si mesmo e cumpra-as.

Foque em Frases Positivas

Cole frases de pensamentos positivos na sua mesa de trabalho ou outro local visível. Desta forma, assim que o pensamento negativo aparecer, leia a frase e mude a sua forma de pensar. Tenha uma agenda e busque anotar cada mudança que conseguir. É ótima forma de ir analisando o seu progresso, não acha?

Lembre-se de que pensamentos bons atraem coisas boas para a sua vida. Boa sorte e sucesso!

Por Babi


Confira aqui algumas dicas para se dar bem na hora da entrevista de emprego.

A vergonha e a timidez podem atrapalhar o candidato durante uma entrevista de emprego. É fundamental que o interessado demonstre confiança na suas palavras e atitudes, para convencer o recrutador que ele é a pessoa certa para a vaga. Como vencer o medo?

O medo é um dos vilões do ser humano. Você já deixou de fazer algo por ter medo? Sem saber se realmente vai dar certo ou errado, muitas pessoas simplesmente desistem porque não se sentem capazes diante de um desafio devido ao medo. Que tal guardar este sentimento no bolso e assumir o que você quer para a sua carreira?

Encare o medo como uma oportunidade para melhorar. Durante a entrevista de emprego, quando estiver comunicando com o recrutador, fale com convicção, mantenha a postura, converse com firmeza e responda de forma objetiva as perguntas. Que tal ensaiar a entrevista? No dia anterior, por exemplo, peça para alguém fazer perguntas para você.

Já pensou em programar a sua mente? Visualize de forma mental a entrevista: imagine o cenário, o gestor, a forma como ele e você estarão no ambiente e acrescente detalhes sobre as perguntas que serão feitas durante a conversa, visualize-se calmo e confiante. No dia da entrevista, a probabilidade é que você esteja mais calmo e concentrado.

O seu corpo pode mostrar timidez por meio de uma postura arqueada ou com movimentos travados. Que tal mudar a situação? Abra os ombros com confiança, solte as mãos e erga o corpo, para corrigir a postura.

Normalmente as pessoas tímidas tendem a falar consigo mesmas e muitas vezes o diálogo pode ser negativo. Que tal começar a falar com você mesmo de forma positiva? Incentive-se e acredite no seu potencial para conquistar a vaga e encarar a entrevista de emprego. Seja você o seu maior motivador.

Você já deixou de fazer algo por medo? Conte para a gente. Sucesso!

Por Babi


Confira aqui algumas dicas do que fazer para conseguir uma promoção na empresa que trabalha.

Você está sonhando com uma promoção? Quer encarar novos desafios, mudanças e ainda ganhar um aumento no salário? Mas o que você está fazendo para lutar pelo seu objetivo? Que tal conferir algumas dicas e quem sabe começar 2016 com àquela promoção tão sonhada?

Inicialmente assuma uma postura de dono. Neste sentido, procure viabilizar e focar todos os recursos disponíveis para buscar novas oportunidades dentro da Organização, principalmente em geração de receita.

Além disso, a preguiça deve ser deixada de lado. O profissional que realmente deseja uma promoção deve buscar ser o mais produtivo possível, acordar cedo, cumprir prazos (mesmo que apertados) e evitar reclamar.

O profissional deve buscar ir além da sua rotina, ou seja, encarar tarefas novas e trabalhar com muita dedicação a fim de conseguir a promoção que almeja. É necessário ter estratégia no âmbito corporativo, por isso, a pessoa deve saber o cargo que quer ser promovido, o salário, entre outros.

Quais são as práticas de promoção na sua empresa? Uma boa dica é conversar com o setor de recursos humanos (RH) sobre o plano de carreira, por exemplo. Além disso, verifique os profissionais que foram promovidos de forma recente.

Que tal conversar com o seu chefe sobre os seus objetivos? Pergunte sobre as chances de crescimento na empresa, dependendo da relação que o profissional possui com o seu superior, ele pode dar as orientação para conseguir um novo cargo na empresa, por exemplo.

Você sabe aproveitar os feedbacks que recebe? Por meio deste recurso, a pessoa pode tentar estabelecer uma meta com o chefe, visando alcançar a promoção. Saiba receber as críticas de forma construtiva, conheça os seus pontos fortes e fracos, para melhorá-los.

Lembre-se de que a promoção não ocorre do dia para a noite, é necessário ter um tempo e o profissional deve se estabilizar na empresa, alcançar uma posição favorável e adquirir experiências dentro da área profissional.

Por Babi


Confira aqui algumas atitudes que podem prejudicar e até mesmo atrasar a sua carreira profissional.

O ambiente profissional é repleto de desafios e competividade nos setores. Mas existem posturas que podem simplesmente prejudicar a sua carreira profissional, sabia? Crescer de forma profissional implica ter postura e saber estabelecer limites. Que tal ficar por dentro de algumas posturas prejudiciais e que devem ser evitadas?

profissional que fala “sim” para tudo e aceita executar todos os diferentes tipos de atividades. No ambiente corporativo, a pessoa deve saber falar “não” para não perder o foco das atividades principais. Além disso, a pessoa que fala “sim” pode assumir uma carga de compromisso maior do que pode cumprir e, assim, não entregar a tarefa dentro do prazo ou não cumpri-la, por exemplo. Por isso, aprenda a dizer “não” e só assuma atividades que possam ser cumpridas.

Muitos profissionais trabalham para pagar as contas apenas. Desta forma, não estabelecem um objetivo ou uma prioridade na vida. Qual a razão do seu trabalho? Por que você levanta da cama todos os dias? Que tal refletir um pouco sobre as suas principais realizações e vontades?

A falta de proatividade é um dos principais fatores prejudicais na carreira. As pessoas tendem a atrasar as suas tarefas ou deixar para executar uma atividade de última hora. Atualmente, o profissional deve ser proativo e não ficar esperando as coisas acontecerem, é necessário lutar pelos sonhos. Você é proativo ou tem medo de ser porque se sente inseguro? Faça uma autoavaliação para encontrar as respostas e estabelecer as mudanças necessárias na sua vida profissional e pessoal.

Outra postura inadequada é a falta de autoconhecimento. O profissional deve se conhecer, saber os seus pontos fortes e fracos, para tentar suprir ou corrigir lacunas. Por meio do autoconhecimento, várias habilidades podem ser desenvolvidas no mundo corporativo, por exemplo. Por isso, é fundamental que as pessoas tenham motivações, saibam os seus valores e princípios, para promover as mudanças adequadas.

Gostou das dicas? Não deixe de compartilhar com os seus amigos!

Por Babi


O candidato pode se destacar e aumentar as chances de ser bem visto pelos recrutadores em entrevistas e dinâmicas.

Em meio à crise financeira que assola o país, é cada vez maior o número de pessoas procurando emprego, o que eleva – consideravelmente – o montante de candidatos por vaga. Por isso, é essencial que o candidato, durante as entrevistas e dinâmicas, destaque-se e aumente as chances de ser 'bem visto' pelos recrutadores

Selecionamos dicas de como se destacar nos processos seletivos e, quem sabe, garantir o tão sonhado emprego novo. Acompanhe o texto e saiba como se dar bem. 

1.     Mantenha a calma: às vezes, o convite para entrevistas pode demorar semanas, ou até meses. É essencial que o candidato não se desespere e não desanime. É preciso abusar da criatividade e seguir na busca, mesmo que se torne uma ação tediosa.

2.     Seja original: é comum os candidatos quererem se autopromover durante as entrevistas de emprego. Porém, é preciso manter a originalidade e 'ser você mesmo'. O mesmo comportamento demonstrado no processo seletivo será exigido durante o expediente. 

3.     Prepare-se para a entrevista: um dos maiores erros dos candidatos a uma vaga está nos momentos que antecedem o encontro. Os candidatos devem se preparar, pesquisar sobre a empresa, sobre a atividade que será realizada. É recomendado demonstrar interesse pelo todo, ou seja, também pela companhia e não somente pelo cargo. Cuidado com os exageros! 

4.     Procure empresas com as quais você se identifique: para que a jornada seja de sucesso, é imprescindível que os candidatos busquem por empresas que compartilhem os mesmos objetivos, ideais, valores e culturas. Desta forma, a sinergia é maior – o que resulta, diretamente, em jornadas de trabalho mais leves, produtivas e prazerosas. 

5.     Mantenha o currículo atualizado: principalmente quando os candidatos passam por longos períodos de busca por emprego, os currículos – sejam físicos ou online – tendem a manter-se desatualizados. É essencial que, antes de cada nova candidatura, seja feita uma análise dos dados e informações contidas no documento. Dados pessoais e de contato, por exemplo, merecem atenção e atualização constante.

Por Tati A.


Confira aqui qual a importância e algumas dicas de como melhorar o equilíbrio em sua vida profissional.

Você trabalha de forma excessiva? Sabia que o equilíbrio é fundamental para o seu sucesso? É necessário ter um tempo para trabalhar, passear e ficar com a família. Por exemplo, os profissionais que vivem para o trabalho tendem a ter stress, falta de controle e, assim, vivem uma vida com muita tensão. Que tal ficar por dentro de algumas dicas e tentar estabelecer um equilíbrio?

Há quanto tempo você não viaja com a sua família? Que tal planejar as próximas férias com os seus familiares ou amigos? O lazer é fundamental para descansar a mente e recuperar as energias. O trabalho nos consome muito diariamente, por isso, é fundamental ter um tempo para relaxar e se desligar dos assuntos profissionais. Que tal pensar nesta ideia?

Como você administra seu tempo? Trabalha 10 horas por dia e dorme pouco, por exemplo? Que tal começar a pensar em mudar a sua rotina? Além do trabalho, comece a fazer uma atividade física pelo menos duas vezes por semana e depois aumente para três ou quatro. Os exercícios físicos, além de auxiliar a manter a forma, ajudam a relaxar e a aliviar o estresse. Portanto, separe na sua rotina um tempo para fazer uma caminhada, corrida, academia, dança ou qualquer outra atividade que gostar.

Organize o seu tempo no trabalho e defina a prioridade das suas tarefas. Use uma agenda e não tente fazer tudo ao mesmo tempo. Estabeleça uma ordem e cumpra-a com dedicação dando o melhor de si. Você aproveita a hora do almoço ou trabalha? Este é o momento da pausa no trabalho, portanto, saia para conversar, relaxar e tomar um café. Neste período você pode aproveitar para se socializar e conhecer novos profissionais também.

O equilíbrio é fundamental para qualquer área da vida. A falta dele provoca pressão, estresse, ansiedade, entre outros fatores negativos. Que tal ajustar a sua rotina e começar as mudanças necessárias?

Por Babi


Trabalhar em casa oferece diversos benefícios aos profissionais. Algumas profissões podem ser desempenhadas tranquilamente em casa.

O trabalho em casa vem ganhando importância nos últimos tempos, surgindo com a facilidade de você poder trabalhar e ao mesmo tempo conseguir resolver problemas pessoais, fazendo o seu próprio horário, entre outros benefícios. O trabalho em casa hoje já é visto como a oportunidade de aumentar a sua renda devido à sua flexibilidade, onde você pode conciliar com outros trabalhos ou até mesmo se tornando a renda principal.

Existem várias e ótimas ideias para você trabalhar em sua residência e nenhuma das atividades listadas abaixo exige curso superior ou experiências na função, apenas alguns cursos profissionalizantes para a profissão desejada.

  • Salão de Festa: Alugando um espaço aos finais de semana para festas de aniversários ou pequenas comemorações, assim como criar a sua própria equipe de animação, disponibilizando para os seus clientes brinquedos como pula-pula, personagens vivos, DJ, recreadores e equipe de buffet e decoração.
  • Fotógrafo comercial: Mesmo com a tecnologia avançada, muitas pessoas ainda procuram um especialista em fotografias, onde você pode montar um pequeno estúdio para ensaios, books, fotos para documentos ou até mesmo para a cobertura de um evento.
  • Costureira: Fazer as roupas dos sonhos para aquela tão sonhada festa de 15 anos ou aquela roupa de última hora para um casamento ou para o mais simples de todos, corrigir aquela roupa que você tanto gosta. O profissional da costura tem ótimas oportunidades de negócios, podendo também desenvolver coleções, criando o seu ateliê em um dos cômodos da casa.
  • Informática: Uma carreira totalmente em alta e que só tem a crescer. O profissional de TI que consegue desenvolver apps e jogos para celular pode trabalhar como freelancer ou contratado de uma empresa, mas realizando a criação do serviço em casa. Assim como dar suporte em PC e Notebook.
  • Serviços de Beleza: Cabelereiros, depiladora e manicure. Montar um salão de beleza na residência é um grande acerto, podendo atender com horário marcado para que possa ter tempo de fazer outras atividades.
  • Explicador particular: Um professor particular continua sendo bastante requisitado, onde você pode tirar dúvidas e aplicar exercícios para alunos em casa ou pela internet.   
  • Vendedor online: O vendedor online pode realizar vendas pela internet dos seus próprios produtos ou produtos de terceiros ganhando comissão, podendo utilizar as suas redes sociais, sites e e-mails para realizar as vendas, assim como venda direta por telefone.

E é sempre bom aprender mais sobre assuntos à atividade que você vai exercer, como marketing, finanças básicas e empreendedorismo. Não perca tempo, ganhe tempo e invista em você. 

Por Diego Jose Laureano


Confira aqui algumas dicas de como usar a internet a seu favor e conseguir emprego.

Em tempos de recessão econômica e de desemprego em alta, é fundamental manter uma boa rede de contatos e saber utilizar todas as ferramentas disponíveis para conseguir uma nova inserção no mercado de trabalho. Segundo especialistas, a internet é atualmente a ferramenta mais importante e mais utilizada tanto para recrutadores quanto para profissionais em busca de oportunidades de trabalho.

E analisando as afirmações acima, você sabe utilizar a internet para buscar emprego?

Se você acha que é só cadastrar currículos em sites de empregos, saiba que você está enganado e que sua probabilidade de arranjar um novo emprego é muito pequena, pois existem outras formas mais eficazes, mais utilizadas e recomendadas por especialistas. Então fique atento e confira as dicas de como usar a internet de forma eficaz para buscar um novo emprego.

Utilização de palavras chaves:

Devido a grande busca de vagas de emprego, o cadastramento de currículos é cada vez maior e saber utilizar as palavras chaves certas no seu currículo pode fazer com que você saia na frente de outros concorrentes. Por exemplo: escreva em seu currículo as palavras que o selecionador realmente busca, como: vendas- experiência como vendedor, área comercial – experiência em comércio, área industrial – experiência em indústria. Não adianta escrever palavras que não tem relação com a vaga pretendida, como: área comercial – experiência em manutenção industrial, área de vendas – formação superior em história, enfim, saiba escrever as palavras certas e que tenham correlação com a vaga a qual você pretenda se candidatar.

Policie o seu perfil em redes sociais:

Se você está em busca de uma nova inserção, fique atento com as fotos que você compartilha com seus amigos em redes sociais, pois os recrutadores normalmente pesquisam sobre os profissionais aos quais desejam recrutar. Se você tem a mania de compartilhar fotos nas quais está vestindo roupas indecentes ou segurando copos de bebidas alcoólicas, saiba que esses tipos de fotos causam uma péssima impressão aos recrutadores, então se você tiver, apague essas fotos e compartilhe fotos com familiares, evite também compartilhar comentários que contenham palavras de baixo calão, pois causam má impressão aos selecionadores.

Baixe aplicativos e faça um perfil no Linkedin:

Aplicativos e a rede social Linkedin (voltada para o contato de profissionais) são importantes ferramentas para você que procura oportunidades. Aplicativos são ótimas opções para receber vagas diariamente, além de ser uma importante ferramenta para te auxiliar na seleção de oportunidades. Já o Linkedin é uma vitrine de profissionais, ter contatos nessa rede social é garantia de ter visibilidade no mercado de trabalho. Além disso, você poderá destacar a sua trajetória profissional, os cursos aos quais está cursando ou a sua experiência profissional.

Além das dicas acima, manter contato com profissionais é fundamental, ligue para conhecidos, envie e-mails e não desanime. Acredite que na hora certa a oportunidade a qual você tanto busca irá aparecer, não somente na sua vida, mas na tela do seu monitor ou smartphone.

Por Rodrigo da Silva Monteiro


Confira aqui algumas dicas de como melhorar e ser um bom chefe.

Liderar uma equipe não é uma tarefa fácil. Um bom chefe deve saber motivar, apoiar e reter os melhores profissionais para o sucesso da Organização. Além disso, uma equipe motivada desenvolve tarefas mais habilidosas e trabalha mais animada, o que reflete nos resultados. Mas como ser um bom chefe?

Um bom líder deve ser justo com sua equipe e tratar todos de forma igual. Desta forma, procurar sempre cobrar o que foi delegado, ou seja, apenas a tarefa que foi executada. A ética também uma característica imprescindível para um bom chefe. O exemplo deve ser dado dentro da empresa e também fora dela. Por exemplo, não adianta ser ético no trabalho e depois estacionar o carro em um lugar proibido. O líder é visto como exemplo pela sua equipe.

O chefe não deve querer carregar o mundo nas costas, ou seja, é fundamental que ele aprenda a delegar tarefas. Além de não sobrecarregar, a delegação faz com que a equipe evolua no ambiente de trabalho. Porém, a tarefa delegada deve ser feita de acordo com a capacidade de cada profissional. Ao passar a atividade, explique-a de forma clara, objetiva e com uma linguagem apropriada. Estabeleça o prazo e a forma de execução da atividade.

Os objetivos da empresa devem estar alinhados com os da equipe. Por isso, o líder deve ter o hábito de motivar os funcionários e tentar aliar ambas as partes. Além disso, o chefe deve fornecer feedback constante aos seus funcionários, para que eles possam conhecer os seus pontos fortes ou fracos, para melhorá-los. Desta forma, a tendência é que a equipe possa crescer e se sentir motivada a encarar novos desafios na empresa.

O chefe deve assumir a responsabilidade da equipe, porque ele a representa. Assim, o líder deve conhecer os seus recursos, ferramentas de trabalho e se motivar a tentar alcançar bons resultados para a Organização.

Por Babi


Saber trabalhar em equipe é uma das principais qualidades exigidas pelo mercado. Confira aqui algumas dicas que podem ajuda-lo a trabalhar melhor em equipe.

Você sabe trabalhar em equipe? Saber trabalhar em grupo e ser produtivo é um desafio para muitos profissionais, principalmente para os mais tímidos. É necessário saber compartilhar opinião, argumentar, discutir, ou seja, dialogar da maneira certa e ao mesmo tempo mantendo o respeito. Que tal conferir algumas dicas de como trabalhar em equipe?

O profissional deve conhecer o seu perfil e tentar entender as situações em que ele sai melhor ou pior, a fim de corrigir falhas e as lacunas existentes. Por exemplo, você tem o hábito de falar mais que o necessário? Tente identificar os seus pontos fracos para corrigi-los.

As pessoas têm um perfil diferente para trabalhar e precisam saber lidar com isso. Extrovertido pode ter dificuldade em realizar um trabalho de equipe com um profissional introvertido, por exemplo. Desta forma, é preciso estabelecer uma adaptação e saber gerenciar, para que a tarefa saia de acordo com o determinado.

Além disso, os profissionais que tendem a ser extrovertidos podem perder o foco do trabalho porque gostam de socializar. Todavia, é fundamental que cada um busque se conhecer, para tentar encontrar bons resultados.

Uma das principais maneiras de trabalhar em equipe é tentar estabelecer o que cada integrante vai fazer. Ou seja, cada um será o responsável por uma determinada meta, que deve ser cumprida no prazo de cada um. Assim, o grupo estará focado no objetivo e sem perder o prazo.

Você é tímido e não gosta de falar muito? Então, antes de uma apresentação de um trabalho para a sua equipe, por exemplo, você pode tentar estruturar a sua fala com antecedência. Visualize o cenário e organize mentalmente o que vai fazer. Como as suas ideias já estão estruturadas na mente, a tendência é que a sua forma de comunicação se saia melhor, porque vai fluir de forma mais natural.

Você gosta de trabalhar em equipe ou é mais individual? Deixe a sua opinião!

Por Babi


Confira aqui algumas dicas para ir bem na Dinâmica de Grupo.

A dinâmica de grupo é uma das principais fases do programa de trainee, em que os recrutadores tendem avaliar a capacidade argumentativa do candidato, a sua relação com outras pessoas, a forma de trabalho em equipe, entre outras. Desta forma, ela pode ser decisiva para a seleção. Que tal conferir algumas dicas do que você não pode fazer?

Durante a dinâmica cuidado com as palavras: evite gírias e erros de português. Cuidado com a forma de falar e como você expõe os seus argumentos. Evite falar muito alto e vá para a dinâmica com uma forma clássica e formal. Opte pelo social, por exemplo.

Além disso, evite falar de forma exagerada, ou seja, comunique-se de forma objetiva. Fale apenas quando for acrescentar algo interessante para o seu grupo ou quando chegar a sua vez. Não interrompa outras pessoas, saiba esperar e respeite a opinião de outros candidatos, principalmente se forem divergentes da sua. Cuidado para não perder o foco, o assunto deve ser sobre a atividade desenvolvida.

Como é a sua relação com o grupo? Um dos principais erros é não se envolver com os outros participantes. Portanto, interaja-se na conversa, fique por dentro do assunto e exponha os seus pensamentos. É fundamental que você saiba trabalhar em equipe, para conseguir a aprovação na vaga do programa de trainee.

A insegurança é comum, mas é preciso saber lidar com este sentimento. Não permita que ela possa atrapalhar o seu desempenho na seleção. Mostre confiança em si mesmo e dê o seu melhor para conquistar o seu objetivo. Mantenha a firmeza e fale com calma, ou seja, evite transparecer nervosismo ou ansiedade.

Antes de comparecer ao processo, estude sobre a empresa: missões, valores, culturas, entre outros itens. Desta forma, você vai estar mostrando interesse e vontade em conquistar a vaga. Além disso, as informações podem ser úteis dependendo da atividade da dinâmica em grupo.

Por Babi


Confira aqui algumas dicas do que fazer e como agir durante a entrevista de emprego.

A entrevista é uma das principais etapas do processo seletivo e a porta de entrada para a empresa. É necessário saber encarar a fase com muito entusiasmo e confiança na sua capacidade. Que tal ficar por dentro de algumas dicas para ajudar neste momento decisivo?

A entrevista já está marcada? Prepare-se com antecedência. Treino é a palavra chave para este contexto. Faça uma reflexão sobre os seus pontos fortes, suas qualidades e seus pontos fracos, que devem ser melhorados. Saiba qual o seu diferencial, ou seja, o que pode ser decisivo para você conquistar essa oportunidade.

Demonstre interesse no emprego. Estude sobre a empresa, a posição no mercado, pesquise sobre as redes sociais, entre outros. O recrutador pode fazer perguntas relacionadas a cultura e a missão da empresa. Além disso, evite cadastrar o currículo em Organizações que tenham valores incompatíveis com os seus.

Aproveite ao máximo a oportunidade da entrevista, para causar uma boa impressão. Todo o detalhe faz a diferença como, por exemplo, a sua roupa, postura, maneira de falar e tom de voz. Você estará sendo avaliado, por isso, tenha cuidado. Evite excesso de maquiagem e use roupas discretas.

Já imaginou o seu celular tocando? Deixe o aparelho no silencioso ou até desligado durante a conversa com o recrutador. Deixe a ansiedade de lado e o nervosismo, e concentre-se em fazer o seu melhor. Decida-se a vender o seu peixe e conquistar essa vaga, que pode ser sua.

Converse de forma clara e objetiva, respondendo com argumentação as perguntas feitas pelo recrutador. Não fale mal de outros locais que trabalhou ou sobre o seu antigo chefe. Mentira tem perna curta, por isso, seja verdadeiro e autêntico nas suas informações.

Durante a entrevista, pergunte as suas dúvidas. Os candidatos geralmente são avaliados pelos seus interesses. Mantenha a positividade e lembre-se de que se não conseguiu essa vaga, outras melhores oportunidades também vão surgir.

Por Babi


Veja aqui algumas dicas que podem ajuda-lo a conseguir e manter o emprego.

A verdade é que o Brasil está passando por uma grave crise e isso não é novidade para ninguém. É verdade também que o mercado de trabalho está cada vez mais competitivo e muitas empresas estão "enxugando" seu quadro de funcionários cada vez mais. Sendo assim, como faremos para nos manter no emprego ou conseguir uma oportunidade nova?

Não só em tempos de crise, como em qualquer momento, ser capacitado faz toda a diferença na hora de conseguir uma vaga em uma empresa ou alcançar uma promoção na área que você já trabalha. O que faz um avaliador escolher você ou outro candidato é o que você tem para contribuir naquele momento.

O erro de muita gente é achar que já é capacitado o suficiente e que não precisa de outras qualificações. O mercado está cada vez mais competitivo, quanto maior for seu leque de cursos, qualificações e experiências, maior será a sua probabilidade de alcançar aquilo que deseja.

Estudar nunca é demais. Afinal, conhecimento é algo que ninguém nos tira. Procure sempre estar em algum tipo de capacitação. Se você não concluiu o ensino médio, corra atrás do tempo perdido. A maioria das empresas colocam essa escolaridade mínima como pré-requisito de uma vaga. Caso você já tenha concluído essa parte dos estudos, que tal encontrar uma área de interesse e procurar uma graduação na área? Grande parte de boas oportunidades, em termos de salários, encontram-se para os profissionais graduados. E nem é preciso esperar quatro, cinco anos para estar formado. Muitas instituições oferecem cursos com a formação em tecnólogo que já contam como uma graduação normal.

Se você já terminou a sua faculdade, visar uma boa pós-graduação é uma excelente opção. Há cursos bastante voltados ao mercado de trabalho, oferecendo conhecimento que agregará ao profissional ter uma capacitação totalmente diferenciada dos demais e possíveis candidatos. 

Uma outra forma de qualificação nunca sai de moda: cursos de idiomas. Cada vez mais as empresas buscam por funcionários no mínimo bilíngues. O inglês é a língua mais falada em todo mundo e se você possuir domínio neste idioma, certamente estará um passo a frente dos demais. E se você souber as demais línguas, suas chances serão ainda maiores. Sem contar que hoje em dia o que mais tem são cursos de idiomas no mercado. Com conclusões nos mais diferentes tempos: um ano e meio, dois anos, quatro, cinco, etc.

Se você não está buscando um novo emprego, mas sim uma promoção no seu trabalho, o caminho não é diferente. Busque sua capacitação frequentemente. Esteja sempre um passo a frente daquele seu colega que poderá se tornar um concorrente. 

Lembre-se: o que fará a diferença entre você e outro candidato é o leque de conhecimento que você poderá agregar a empresa. 

Não perca mais tempo. Corra e escolha os cursos que você mais se identifica.

Por Nathalia Souza


Para conseguir o emprego dos sonhos requer coragem, ambição e muita força de vontade.

Você é feliz no seu trabalho? Conseguir o emprego dos sonhos requer coragem, ambição e muita força de vontade. A pessoa que não está feliz na sua vida profissional, por exemplo, deve procurar mudar e encontrar alternativas para achar o caminho correto.

Que tal conferir algumas dicas para encontrar o emprego dos seus sonhos?

Qual o melhor salário para você? Pesquise e estude sobre as condições de salário ideal para a sua qualidade de vida. Leve em conta o seu tempo de experiência, conhecimento e trajetória profissional. Uma boa dica é procurar em revistas especializadas.

Onde você quer trabalhar? Que tal se permitir sonhar um pouco? Que cargo deseja ter? Além de sonhar, é fundamental planejar e procurar formas para entrar na companhia que deseja. Comece fazendo uma lista dos locais que você tem admiração e quer seguir carreira. Conheça os valores, culturas e lute pelos seus sonhos.

Faça uma pesquisa, veja se há processo seletivo em aberto nestas empresas. Qual o perfil de trabalhadores? Faça uma pesquisa e invista no seu sonho. Durante a sua trajetória profissional não minta sobre as suas habilidades ou conhecimentos. Tenha orgulho de quem você é e das suas conquistas. Não invente desculpas para conquistar um novo projeto, por exemplo.

Pense de forma positiva sobre as suas realizações, projetos e esteja convicto de que vai conseguir alcançar o que realmente deseja para a sua vida. Seja sincero e confie no seu potencial, para que novas portas possam se abrir.

Sabia que você tem muito potencial? Que tal usá-lo a seu favor? Invista em curso, idioma e não tenha medo de correr o risco e lutar pelos seus sonhos. O emprego que você tanto quer está te esperando, por isso, esforce-se e dê o seu melhor para conquistar e alcançar os seus objetivos. Tudo isso só dependente de uma única pessoa: você. Faça a sua parte e colha os frutos!

Por Babi


Confira aqui algumas dicas de como melhorar a sua motivação no ambiente de trabalho.

A motivação é fundamental para o sucesso na carreira profissional. É o combustível para a realização dos projetos e sonhos, e a força necessária para não desistir, apesar das dificuldades que podem surgir no caminho. Você já abriu mão de algum objetivo porque considerou difícil? A motivação é a força que impulsiona para conseguir um emprego novo, assumir uma nova função na empresa e encarar desafios no ambiente profissional.

A pessoa que é motivada tem uma postura diferente na vida, o que facilita no momento de cumprir metas, independentemente de ser de curto ou longo prazo. Desta forma, é fundamental que o profissional procure se automotivar diariamente, para que permaneça firme e focado na realização dos seus sonhos.

A motivação geralmente é perdida porque a pessoa esquece os motivos pelos quais ela está lutando. Por isso, é fundamental que ela escreva o que deseja e deixe em um lugar visível. Por exemplo, começar um curso novo de inglês para assumir uma posição futura na empresa. A meta deve ter prazo para começar e muito comprometimento para conseguir bons resultados.

Além disso, é possível criar cenários na mente, para manter a motivação. O profissional pode visualizar o que deseja de uma maneira detalhada. Por exemplo, você está pensando em comprar uma casa nova? Então mentalize a cor, faixada, os moradores, decoração, ou seja, tudo o que realmente quer. Ao criar estes cenários, a pessoa vai estar ancorada na realidade e ter força de vontade para lutar pelo sonho e enfrentar os obstáculos que podem surgir ao longo do caminho.

A paciência e a perseverança também são ingredientes essenciais. Muitos projetos demandam médio a longo prazo e o imediatismo dos dias de hoje pode interferir de forma negativa na concretização dos objetivos. Portanto, além da motivação, a pessoa deve se comprometer com o seu sonho, independentemente do tempo. Como você costuma manter a sua motivação? Compartilhe com a gente a sua história. 

Por Babi


Bom raciocínio lógico pode ser o diferencial para a aprovação nas seleções. Confira aqui a importância e como melhorar o seu.

Você fã de matemática ou tem dificuldade para lidar com números? A maioria das empresas inclui uma das fases mais temidas pelos candidatos: testes online de raciocínio lógico. Geralmente, as provas fazem parte da seleção inicial e reprovam muitos candidatos. Por isso, os interessados em seguir carreira de trainee devem treinar e estudar a disciplina, para conseguir passar para as etapas seguintes.

A parte de raciocínio lógico não busca avaliar apenas o conhecimento básico na parte de exatas, mas além disso, a capacidade cognitiva do candidato. Muitas questões, por exemplo, podem ser resolvidas por meio de raciocínio que não envolva cálculo.

Para ir bem na prova, é fundamental que o participante tenha domínio da parte básica da matemática, que inclui operações como soma, subtração, divisão, multiplicação, teoria dos conjuntos e também a resolução de equação de primeiro grau e segundo grau.

Além da parte básica da matemática, o candidato deve ter uma noção de lógica. Desta forma, é essencial estudar a compreensão do conteúdo, lógica proposicional e de argumentação, raciocínio sequencial, além de orientação espacial e temporal, que inclui questões referentes à localização de plano e calendário.

Mas dependendo do teste online, outros conhecimentos podem ser exigidos, como progressão de aritmética, princípios da contagem, probabilidade, raciocínio geométrico e funções. Assim, é fundamental que o interessado a uma vaga de trainee encare o desafio e estude para os testes online de raciocínio lógico e matemática, principalmente se existir dificuldade no conteúdo.

Na internet, por exemplo, é possível encontrar várias aulas online do conteúdo. Além disso, o participante pode buscar por exercícios sobre o assunto, fazer um planejamento de estudo e ler muito, para aprender. A maioria dos conteúdos podem ser conseguidos em cursos para o ENEM ou para concursos públicos.

Portanto, que tal desafiar a si mesmo para dominar a parte de exatas e ter sucesso na seleção de trainee?

Por Babi


Ter o próprio negócio é o sonho de muitas pessoas e as franquias são ótimas oportunidades para isso.

Para você que não tem muito dinheiro para investir, mas quer uma estabilidade financeira, não pode perder a chance de criar o seu negócio. Este é o melhor momento para investir na tão sonhada franquia, afinal, estamos próximos das Olimpíadas, um evento importante e que vai gerar muitas oportunidades para a economia em todas as cidades-sede dos Jogos Olímpicos de 2016.

Não é necessário iniciar do zero, pois várias marcas oferecem oportunidades de bons negócios com valores baixos. Você deve fazer uma pesquisa referente à marca que você se identifica e o local para transformar o seu sonho em realidade.  

É preciso arriscar, mas não arriscar no escuro. Ser empreendedor não é se aventurar, todos os bons negócios são realizados através de um planejamento, pesquisa de mercado. É preciso um forte estudo do que você quer agora e no futuro.

Formas de abrir uma franquia lucrativa e barata.

Em shoppings ou em pontos estratégicos, sendo ruas e avenidas movimentadas, ou até mesmo dentro dos supermercados, você pode montar quiosques ou minilojas de franquias referentes à:

  • Salão de Beleza;
  • Doceria;
  • Vestuários;
  • Restaurantes;
  • Lanchonetes;
  • Banca de jornais e revistas;
  • Perfumaria;
  • Pizzaria;
  • Quitanda;
  • Sorveteria.

A franquia também pode ser realizada em andares diferentes do shopping como forma de abrir mais um canal de exposição para o público, podendo também ser um complemento à franquia da loja.

O trabalho em casa também é uma boa opção, afinal, você pode administrar outras atividades e ter o conforto de realizar o trabalho em casa. Existem franquias online como de:

  • Recursos Humanos;
  • Carrinho de Chopp;
  • Reforço Escolar;
  • Manutenção de Computadores;
  • Serviços de Limpeza;
  • Disk Manicure e Cabelereiro;
  • Reformas.

Como lucrar com a franquia rapidamente?

O cliente precisa de confiança e seguraça. Mais do que adquirir um novo cliente o empreendedor deve fidelizar todos os novos e atuais, onde a principal forma de realmente lucrar com a franquia, tendo o retorno do investimento de forma prática e rápida é fazer com que o negócio permaneça após as Olimpíadas e não somente durante a mesma.

Por Diego Jose Laureano


Confira aqui algumas dicas de como ir bem no processo seletivo para Trainee.

Você sabia que as etapas online do processo de trainee podem chegar a eliminar 99% dos candidatos? Além disso, muitas empresas buscam por características universais nos candidatos, apesar de cada processo seletivo ter as suas próprias peculiaridades. Que tal conhecer algumas dicas para mandar bem na seleção?

O currículo é o seu cartão de entrada, ou seja, as empresas vão te conhecer através dele. Para evitar erros, faça um resumo do documento de forma objetiva, clara e use uma formatação básica, sempre. Além disso, não deixe de colocar informações que possa ser o seu diferencial como trabalho voluntário, intercâmbio, experiência em congressos, entre outros.

Você foi convocado para a dinâmica presencial? Então conheça a empresa e saiba onde está pisando. Neste sentido, procure conhecer a missão, valor, ramo de atuação, concorrente ou posição de mercado. Separe um tempo para estudar e conhecer o local que deseja seguir carreira.

A primeira impressão é a que fica, segundo um ditado popular conhecido. Por isso, cuidado com a roupa que você vai, saiba montar o look. Para não errar, o candidato pode escolher uma roupa social e que tenha cores neutras. É necessário ser discreto, evite acessórios chamativos ou roupas muito coloridas.

A dinâmica é uma das principais fases do processo seletivo de trainee e uma das mais decisivas para chegar ao final, portanto, durante a seleção, mantenha-se motivado, seja participativo, flexível e saiba expor as suas opiniões de forma clara e objetiva, mas saiba lidar com as contrárias também. É necessário saber ouvir e expor as suas argumentações.

Quando for fazer a sua apresentação pessoal, procure organizar as informações em ordem cronológica. Não se esqueça de ensaiar antes e, além disso, mantenha uma postura e o tom de voz adequado para a situação. Além disso, não desvie o olhar, ou seja, permaneça olhando para as pessoas.

Durante a seleção, seja você e mostre o seu melhor. Sucesso!

Por Babi


Confira aqui algumas das principais características valorizadas no Mercado de Trabalho.

Atualmente a busca por um emprego, seja ele novo ou melhor, se tornou ainda mais acirrada. Com muitas vagas sendo eliminadas pelas empresas devido a crise, a alta do dólar, entre outros problemas econômicos pelos quais o Brasil tem passado, encontrar um bom emprego, com bons salários e benefícios é como achar uma agulha no palheiro.

Mas não é impossível. Muitos candidatos se perguntam então como se destacar? Como ser visto no meio de uma pilha de outros tantos currículos?

Nas redes sociais seu perfil pode ser notado com mais facilidade e por mais pessoas se estiver completo. Aspectos marcantes como Competências Técnicas e Competências Comportamentais deixam seu perfil mais atraente para características de determinadas vagas.

Competências Técnicas são aquelas relacionadas a sua formação acadêmica em função da vaga concorrida, formação especifica, cursos profissionalizantes, faculdades (mesmo que em curso) e especializações.

Já as Competências Comportamentais remetem à personalidade de cada um, também muito apreciado pelos empregadores. Dinamismo, flexibilidade e pró atividade podem ser o diferencial na concorrência pela vaga. Essas competências não necessariamente precisam ser empresariais, podem ser desenvolvidas no convívio social, familiar ou aprimoradas e destacadas em treinamentos e auto desenvolvimento.

Lembre-se que nem tudo deve estar explícito no seu currículo, algumas informações podem ser reveladas na entrevista, dinâmicas de grupo ou em outras etapas do processo seletivo.

Vejam alguns exemplos de competências valorizadas no mercado de trabalho:

  • Relacionamento Interpessoal: Ter sabedoria para lidar com seus colegas de trabalho, saber ouvir e saber falar na hora certa.
  • Equilíbrio Emocional: Desafios e mudanças não devem alterar seu foco e concentração. Manter a calma em todas as circunstâncias ajuda na tomada de decisões.
  • Trabalho em Equipe: Fundamental tanto para seu crescimento profissional quanto para uma boa imagem da organização.
  • Comunicação: Saber se expressar sem gerar ruídos é fundamental, agir com transparência, ética e clareza.
  • Iniciativa: Pró atividade, eliminação de problemas no foco, atitudes que elevam suas qualidades como bom profissional.
  • Comprometimento: Pontualidade, determinação, compromisso, respeito, seriedade.
  • Flexibilidade: Aceitar e se adaptar as mudanças de liderança e subordinados. Além de adaptação às funções e seus ajustes quando necessários.

Por Vivian Schetini


Mesmo sem experiência é possível montar um currículo atraente e que chamará a atenção do recrutador quando se busca o primeiro emprego.

Currículo é o resumo de sua vida profissional, com suas experiências, escolaridade e algumas outras informações. Mas quando não adquirimos nada disso ainda, o que escrever para tentar vender sua imagem na busca do primeiro emprego? Experiência, ainda não se tem, aliás geralmente é isso que se busca na primeira oportunidade. Salários geralmente podem ser mais baixos, mas tudo bem, não desanime, sem subir os primeiros degraus não dá para chegar ao topo.

Mas vamos lá. Destaque informações que podem contar a seu favor. Mesmo com pouca idade, escolaridade é fundamental. Então, formação escolar, idiomas, informática, voluntariado, podem ajudar. Não tem nenhum trabalho voluntário no currículo? Enquanto a vaga almejada não acontece, faça algo. Muitas empresas valorizam tal atitude e, além disso, você vai colocá-la no currículo.

Uma experiência informal, nesse momento também ajuda. Mostra que o candidato tem vontade de trabalhar. "Bicos" ou trabalhos em empresas da família, organização de eventos da igreja ou do bairro, por exemplo.

Cursos extra curriculares, feitas no verão, nas férias na escola podem compor sua lista de habilidades. Caso tenha tido a oportunidade passar uma temporada no exterior é super importante informar.

Para aqueles que estão na faculdade, as chances aumentam, já que estágios nem sempre exigem experiência e têm foco bem específico na área de formação. Nesse caso acrescente projetos, iniciação científica, monitorias, trabalhos de conclusão de curso. Mas atenção, cite-os apenas se estiverem de acordo com a vaga, é importante conhecer a vaga e a empresa. Chegar com informações demonstram interesse.

Por outro lado, notas das disciplinas não precisam ser destacadas, a menos que seja uma exigência do estágio, o que raramente acontece. A empresa que precisa testar os conhecimentos do candidato irá aplicar uma prova ou teste que possa validar tal exigência. Apenas se for algum prêmio ou destaque que seja pertinente ser mencionado, caso contrário nada de colar o histórico.

Por Vivian Schetini


O clima organizacional pode influenciar no sucesso da escolha do novo emprego. Estudar a empresa durante um processo de seleção é fundamental.

Em busca de uma colocação no mercado de trabalho seja de um novo ou de um melhor emprego, existem alguns pontos que os candidatos esquecem de observar. Já parou para pensar como o clima organizacional pode influenciar no sucesso dessa escolha? Os candidatos tendem a observar apenas o cargo e benefícios, mas esquecem de analisar valores, missão, cultura da organização, já que uma empresa pode ser ideal para um candidato e não para outro.

Assim, identificar a cultura organizacional de uma empresa no momento de se candidatar a uma vaga pode ser o segredo para sair na frente em uma concorrência, já que poucos se preocupam com esse quesito, e após isso manter uma relação estável e duradoura com a empresa.

Estudar a empresa durante um processo de seleção é fundamental não só para que o candidato tenha certeza de que ali terá um bom ambiente de trabalho, mas também é uma forma de sair na frente e surpreender o recrutador com informações concretas e interesse sobre a empresa.

Cultura organizacional é a dinâmica da empresa, a forma de agir e pensar da organização. Entender a cultura organizacional é entender o espírito daquela empresa: empreendedor, conservador, autônomo, formal, informal, flexível, rígido. E essas características podem ter ou não a ver com você. Assim poderá escolher a empresa certa na hora de se candidatar a uma vaga.

A maioria das grandes empresas possuem tais valores bem explícitos em sites e em reportagens espalhadas pelos meios de comunicação, embora aqui no Brasil ainda não seja assim tão fácil percebê-las.

Mas para o candidato uma leitura rápida do modo de agir da empresa pode ajudá-lo no comportamento que se deve ter e principalmente se a mesma de adéqua ao próprio perfil. Assim, evitar frustrações de entrar em uma empresa que não irá proporcionar realizações profissionais almejadas de acordo com seus sonhos, formação e aspirações.

Por Vivian Schetini


Com algumas dicas é possível se organizar e seguir um cronograma para conseguir um emprego nesta época em que o Brasil passa por sérias dificuldades.

Em tempos de crise, onde a oferta de mão de obra é maior que a oferta de vagas, ser visto em meio à multidão não é tarefa fácil, mas é possível.

O Brasil está passando por um momento onde milhares de postos de trabalhos são extintos todos os dias, milhares de pessoas buscam uma nova oportunidade profissional, por isso comece sua procura pelo seu currículo.

Isso mesmo, analise seu currículo e pense: Você se contrataria? Você ao menos leria seu currículo até o final? Coloque-se no lugar do recrutador com centenas de documentos para serem analisados. É fundamental ser objetivo e focado. A primeira informação que o currículo deve passar é o que ele pretende, longas descrições ou várias páginas podem eliminar o candidato.

Com o currículo pronto, a busca por vagas é o próximo passo. Amigos, conhecidos, ex-empregadores, fale com todos. O famoso QI existe, e se não podemos ir contra ele é melhor unir-se a ele. Porém, todo cuidado é pouco, comunique sua busca por uma nova colocação, mas não implore, não seja insistente, caso contrário o tiro sai pela culatra. Ninguém quer ser importunado toda semana com cobranças de contratação, mas ninguém se importa de receber um pedido rápido, educado e objetivo.

Outro ponto importante é ser visto para ser lembrado, fazê-lo de forma discreta sem invadir os limites de um bom relacionamento profissional é fundamental. Como fazer isso? Redes Sociais podem ajudar bastante. Linkedin, Facebook ou Whatsapp podem ajudar na manutenção desses contatos. Nessas horas o networking conquistado enquanto estava empregado pode seu guia.

Por fim, tenha foco em quais vagas se candidatar. Hoje a internet ajuda muito, mas não panflete seu currículo, valorize-se como profissional. Mande centenas de currículos sim, mas busque vagas que irão te preencher profissionalmente também. Toda semana surgem novas vagas, então crie uma rotina de busca.

Claro que cursos, línguas e experiências são fatores decisivos na contratação, mas essas dicas podem ajudá-lo a entrar no processo seletivo certo.

Esqueça sua idade, embora saibamos que as coisas ficam mais difíceis depois de vários anos de experiência, esses mesmos anos podem ser o que a empresa está procurando. Então deixe que o recrutador decida se sua idade é ou não ideal para o cargo.

São dicas que parecem óbvias, mas olhe para seu currículo e suas atitudes, pense bem e boa sorte.

Por Vivian Schetini


Não existem regras para buscar um equilíbrio entre a vida pessoal e profissional, as condições de vida de cada um definirão as regras e as formas para se conduzir este desafio.

Equilibrar a vida pessoal e a profissional é um desafio superado por poucos. A maioria das pessoas passam suas vidas driblando o trabalho e a vida social, e dificilmente consegue um resultado satisfatório. Em prática sempre um lado vai estar desassistido ou pendente.

Viver na atual sociedade, onde o capitalismo grita e a ordem geral é o progresso desenfreado, o dinheiro e o status, exige uma sobrecarga física e mental da qual poucos conseguem suportar. Na busca desenfreada pelo poder, as pessoas deixam de lado a família, os momentos de lazer e a própria saúde em segundo plano.

Dentre as dicas para equilibrar vida profissional e pessoal, destacamos:

  • Equilibrar o tempo, determinando prazos para cumprimentos de metas, não deixe que o trabalho tome conta do seu tempo, mas ofereça o seu tempo para determinadas funções, deixando espaço para outras tarefas do cotidiano.
  • Seja flexível, não viva obcecado pela sua agenda e permita-se burlar os horários de vez em quando, nenhum sucesso na carreira irá compensar os momentos de felicidade que a sua vida pessoal poderá lhe oferecer.
  • Faça o que gosta, ter uma profissão que lhe permita desenvolver uma função na qual sente prazer é fundamental para lhe proporcionar uma melhor qualidade de vida.
  • Praticar exercício deve estar inserido em seus agendamentos, pois sua saúde é sem dúvida uma prioridade a ser dedicada em seu tempo, portanto não a negligencie.
  • Tenha amigos, mesmo que sejam colegas de trabalho, procure estreitar os laços, estender este relacionamento à vida pessoal, fazer amizades é sempre uma boa pedida para desenvolver o lado pessoal de forma bem sucedida.
  • Faça planos a médio e longo prazo, e inclua neles viagens e projetos voltados para novas descobertas.
  • Dedique um tempo à espiritualidade, seja de qual religião for, ou ainda se não possui religião, dedique um tempo à meditação, reflexão, um momento para desligar-se do exterior e voltar-se para si mesmo.
  • Agende compromissos de lazer, seja ele com a família, amigos, ainda que seja com colegas de trabalho, mas coloque ao menos uma vez na semana em seus planos, para que o obrigue a dar uma fugidinha do expediente mais cedo, você não é tão indispensável assim, permita-se viver!

Não existem regras para buscar um equilíbrio entre a vida pessoal e profissional, as condições de vida de cada um definirão as regras e as formas para se conduzir este desafio. Contudo, cada um de nós devemos ter a consciência de que nosso sucesso dependerá muito em parte do que somos em um todo e principalmente do que somos por dentro. Não nascemos profissionais, nascemos pessoas, temos um compromisso com a nossa vida e com a vida daqueles que nos cercam, portanto cabe a cada um de nós o discernimento para que possamos chegar próximo de viver uma vida saudável e plena.

Por Lilian de Oliveira


Confira aqui algumas dicas de como fazer para tirar a Carteira de Trabalho.

Precisando entrar no mercado de trabalho? Saiba que ter um currículo atualizado e os cursos de qualificações são essenciais na vida de quem está querendo ter o seu primeiro emprego. Após contratado, a carteira de trabalho passa a ser muito importante. Se você ainda não tem esse documento, aprenda como tirar.

Quem pode tirar a carteira de trabalho?

A Carteira de Trabalho, segundo a lei, poderá ser emitida para brasileiros natos ou naturalizados. Indivíduos estrangeiros também podem tirar o documento. Com 14 anos de idade, já é possível obter a carteira. É o que a legislação trabalhista informa, por conta da possibilidade de contrato de aprendizes, sob condições diferenciadas.

Onde tirar a Carteira de Trabalho?

Há diferentes estabelecimentos para o indivíduo tirar a carteira de trabalho. O documento é emitido por vários órgãos como Postos de Atendimento ao Trabalhador (PAT) dos municípios, As sedes da Superintendência Regional do Trabalho e Emprego e na Gerência Regional do Trabalho.

A Carteira de Trabalho em diferentes estados brasileiros também pode ser emitida nos postos conveniados com o MTE. Em Minas Gerais tem a Unidade de Atendimento Integrado, em Goiás tem o Ganha Tempo, em São Paulo tem o Poupatempo e no Ceará tem a Casa do Cidadão.

Documentos necessários para tirar a Carteira de Trabalho:

É importante ser um brasileiro nato e naturalizado. Além disso, é preciso levar comprovante de residência, conta de telefone, água, gás e luz). Outras exigências da empresa é o CPF; 2 fotos 3×4 coloridas e Documento de identificação original (como a Certidão de Nascimento ou Casamento).

Quanto custa? Em quanto tempo fica pronta a carteira de trabalho?

A Carteira de Trabalho é gratuita e o prazo para entrega pode variar. Nas unidades conveniadas, o cidadão deverá apresentar o protocolo e o documento de identidade para retirar a CTPS, isso depois de alguns dias após a solicitação. Apenas no Poupatempo, o documento pode ser entregue imediatamente.

Vale abordar aqui que em caso de roubo, perda, furto ou extravio do documento, o ocorrido deverá ser rapidamente comunicado em uma Delegacia de Polícia Civil. Através do boletim de ocorrência é que é possível solicitar a segunda via.

Por Flavinha Santos


A linguagem corporal diz muito a respeito do candidato na hora da entrevista e deve ser levada em consideração.

Você tem experiência no ramo, longos anos de carreira, faz uma boa prova escrita, se dá bem na dinâmica de grupo, mas não consegue passar pela entrevista.

Isso pode acontecer, e muitas vezes você fica se perguntando por que aconteceu, uma vez que possui tantos atributos.

Toda ajuda é válida quando o assunto é conseguir um emprego. Ter qualificação, experiência e dinamismo, além de saber redigir um bom currículo, dentre outros atributos é muito importante na hora de conquistar a tão sonhada vaga.

Saber se portar em uma entrevista de empregoé tão importante quanto manter todos os outros atributos. De acordo com especialistas no assunto, boa dicção, linguagem verbal e escrita demonstram segurança e contam muitos pontos na hora de convencer o empregador. Porém, dentre estes, existem outros fatores a serem lembrados como a linguagem corporal, por exemplo, um fator que muitas vezes não é dado importância, mas diz muito a respeito do candidato na hora da entrevista e deve ser levado em consideração.

De acordo com o especialista Paulo Sérgio Camargo, existem recrutadores que foram treinados justamente para interpretar estes sinais que passamos despercebidos através de nossa expressão corporal, e estes sinais também serão levados em conta na hora da contratação.

Dicas de como atentar para o modo como se senta à cadeira, como fixar o olhar e como colocar a expressão facial são importantes e devem ser vistos como fatores que demonstrarão muito de cada personalidade, o que terá influência direta ao desempenho do candidato.

Apesar de ser difícil, o especialista garante que é possível evitar alguns recados indesejáveis sem sacrificar a espontaneidade, apenas prestando atenção nos gestos que usará no momento da entrevista.

Este assunto pode ser encontrado no livro “A Linguagem Corporal no Trabalho”, de Allan e Barbara Pease (Editora Sextante). É uma boa pedida para quem pretende se qualificar ainda mais e serve também para o crescimento pessoal e profissional. Dicas como maneira de sentar, manter postura corporal ereta, a importância do sorriso, olhar no olho, modo de cumprimentar, dentre outros, são encontrados na obra.

Vale estudar um pouco mais sobre o assunto e quem sabe até ensaiar um pouco antes de ir para a entrevista.

Por Lilian de Oliveira


O comportamento está sendo, cada vez mais, levado em conta no momento da contratação de um profissional.

O "comportamento" está pesando cada vez mais na hora da contratação, por isso, é bom os candidatos a uma vaga no mercado de trabalho ficarem atentos a este quesito. Até bem pouco tempo atrás, o que pesava mesmo era o currículo e quanto mais informações ele tivesse, maiores seriam as chances de contratação. Mas de uns anos para cá, isso vem mudando, as empresas descobriram que nem sempre o profissional é o que aparenta ser pelo currículo, só que esta descoberta é feita depois da contratação já ter sido realizada.

O que vinha acontecendo é que as empresas estavam contratando tendo como única base as informações do currículo. Depois de um certo tempo, o profissional recém-contratado precisava ser demitido por não ser compatível com as exigências da empresa e outro processo seletivo era iniciado. Tudo isso gera prejuízo financeiro para a empresa e perda de tempo.

Mas o problema do comportamento não é grave só pelo fato do profissional não se adequar às necessidades da vaga, tem ainda o problema da pessoa ter um comportamento que não é permitido dentro da empresa, vindo até a gerar uma demissão por justa causa.

O profissional também pode fazer sua parte para evitar este tipo de problema. Todas as empresas, em seus sites, têm na página "Quem Somos" a descrição dos "Valores" e isso não são apenas palavras bonitas, o profissional precisa conhecer os valores nos quais a empresa acredita para ver se é compatível com os seus próprios valores, do contrário, é melhor nem se candidatar à vaga oferecida.

As empresas estão atentas ao problema e estão procurando realizar processos seletivos diferenciados, buscando capacitar os profissionais responsáveis pela contratação para que possam detectar durante a entrevista profissionais que não possuem um comportamento condizente com o que é esperado pela empresa.
Até as redes sociais dos candidatos são verificadas, pois é aí que as pessoas realmente se mostram e dependendo do comportamento de um candidato em suas redes sociais, ele poderá perder a oportunidade de ser chamado para um novo emprego, justamente porque seu comportamento online mostrou que ele não é compatível com o perfil do profissional que a empresa está buscando.

Por Russel


É possível aumentar a produtividade dos funcionários com algumas dicas que permitem melhorar o ambiente de trabalho

Um dos maiores fatores responsáveis pela produtividade no trabalho é o ambiente em que seus funcionários estão inseridos. É necessário oferecer um ambiente em que os funcionários se sintam bem e consigam ser o mais eficiente possível.

Confira algumas dicas de como melhorar o ambiente de trabalho para os funcionários:

– Privacidade:

Estações de trabalho abertas demais, que permitem que o outro colega, ou mesmo o chefe, veja o trabalho do funcionário constantemente pode causar travamento em alguns. Se sentir vigiado, pode diminuir a produtividade dizem os especialistas. Opte por unidades que mantenham o mínimo de privacidade. Se o funcionário sentir que você tem confiança nele, com certeza produzirá mais e melhor.

– Sala de “descompressão”:

Algumas empresas ignoram, mas um ambiente para tomar uma água ou um cafezinho após uma tarefa estressante pode ser a chave para um maior rendimento no trabalho. Alguns patrões não oferecem espaços como este, por medo de que se tornem distrações constantes aos funcionários. Grande erro, segundo os especialistas. O melhor a se fazer é respeitar os momentos de isolamento e relaxamento de cada um.

– Ambiente orgânico:

Fugir da “selva de pedra” que os escritórios atuais se tornaram, pode ser uma boa opção para melhorar a produtividade de sua empresa. Toques pessoais sobre a estação de trabalho ou mesmo pequenas plantas, trazem vida e um ar mais pessoal, o que dá o conforto necessário para um bom trabalho.

– Liberdade de escolha:

Dar ao funcionário a possibilidade de opinar no mobiliário que irá usar pode ser uma boa saída para que o ambiente, pelo menos a unidade onde ele estará inserido, tenha a sua personalidade. Pode ser que o resultado estético não seja dos melhores, mas o que você prefere? Estética no ambiente, ou uma equipe motivada e que trabalha com proatividade?

Pequenos cuidados como este podem fazer a diferença no seu trabalho. Dar voz aos funcionários e deixar com que escolham pequenos, porém importantes detalhes, fará com que se sintam motivados e incluídos na empresa. Experimente mudar a decoração, ouça seus funcionários. O retorno é garantido.

Por Patrícia Generoso


Ter um bom networking significa ajudar e ser ajudado, mas para isso é preciso alimentar uma amizade saudável, ser uma pessoa agradável e disposta a ajudar os amigos.

Todo profissional deve fazer seu networking, pois esta é uma forma de ajudar e ser ajudado e é nisso que se baseia um bom networking para você não se mostrar uma pessoa interesseira.

Para muitos, a networking serve como uma garantia, para que, no caso de perder o emprego, o profissional poderá recorrer a pessoas que estão ali, prontas para ajudar a conseguir uma nova oportunidade no mercado de trabalho, mas não é assim que funciona um networking, aliás, pessoas interesseiras nunca são bem-vindas em uma rede de amigos profissionais.

É muito comum encontrarmos profissionais pedindo ajuda a pessoas de seu networking, sem antes nunca ter dado se quer um "oi" para estas pessoas ou se interessado por elas.

Para fazer o seu networking sem ser interesseiro, o primeiro passo é ser uma pessoa honesta, consigo mesmo e com as de seu networking. Seja desinteressado e mostre-se sempre pronto para ajudar no que estiver ao seu alcance.

Mesmo que ninguém tenha lhe pedido ajuda, mostre-se uma pessoa solidária, compartilhe as oportunidades no mercado que você ficar sabendo, se souber de algum curso profissionalizante que pode ser importante para ajudar os profissionais, compartilhe com as pessoas de seu networking, alimentando sempre uma amizade saudável, pois isso vai fazer não apenas que você seja sempre lembrado, mas principalmente, vai lhe tornar uma pessoa agradável, com as quais todas as outras irão querer conviver e manter contato.

Rede de relacionamento profissional não é para ser usada quando se perde o emprego ou quando se quer vender um produto ou divulgar um serviço. É preciso ter sabedoria para lidar com um networking.

Não seja em seu networking aquela pessoa chata, que vive distribuindo cartões, querendo divulgar sua própria imagem. Seja aquele profissional amigo, solidário, que está ali para ajudar, nem que seja com um conselho, uma palavra de apoio, um incentivo. Sempre que ajudamos alguém, estamos fazendo o bem primeiramente a nós mesmos, lembre-se sempre disso!

Lembre-se que o networking é só mais um dos muitos instrumentos que temos em nossa vida profissional. Nunca ache que seu networking será a única solução para seus problemas.

E não adianta ter quantidade se não tem qualidade, ou seja, pode lhe ajudar mais um único e verdadeiro amigo, do que um networking com dezenas de profissionais que não têm interesse em lhe auxiliar em um momento de dificuldade.

Por Russel


O País vem passando por uma situação onde várias pessoas estão ficando desempregadas, mas é preciso manter a calma e saber como ser assertivo no momento de buscar a recolocação no mercado de trabalho.

O desemprego continua atingindo todos os setores e quem é demitido precisa encarar uma verdadeira maratona para conseguir voltar ao mercado de trabalho. Só que muitas vezes os candidatos não utilizam os recursos necessários para conseguirem ser recolocados no mercado de trabalho de forma mais rápida.

Caso você tenha se identifique com estas pessoas, se não está conseguindo uma recolocação no mercado de trabalho, confira estas dicas que certamente vão te ajudar a votar ao mercado de trabalho.

O primeiro passo é não se desesperar! Quem está vivendo esta situação sabe que é difícil manter o controle, mas nestas horas o desespero só vai atrapalhar. E se você for a uma entrevista de emprego, desesperado, terá grandes chances de ser reprovado porque nenhuma empresa quer funcionários que não saibam lidar com dificuldades. A situação é realmente preocupante, mas se manter sereno é o primeiro passo.

Estando mais sereno, você conseguirá então organizar uma rotina para busca de emprego. Quem está desempregado sabe o quanto é desgastante procurar uma vaga de emprego e quanto tempo isso demanda. Por isso, estabeleça um horário diário para você procurar emprego, lembrando que neste horário você deverá preparar o seu currículo, atualizá-lo e enviá-lo para as empresas que recebem currículos pela internet. Mas há os casos das empresas onde é preciso levar o currículo pessoalmente, então determine quantas horas do seu dia você irá se dedicar a este "trabalho" de procurar "trabalho".

Procurar emprego tem um custo e pode ser muito alto se não for planejado. Organize as despesas que você poderá ter com a busca de uma oportunidade no mercado de trabalho, corte os gastos desnecessários e procure por alternativas que custam menos.

Infelizmente, a recolocação no mercado de trabalho pode demorar bem mais do que você gostaria, principalmente com a crise econômica que o País atravessa, então estude a possibilidade de conseguir uma renda extra, pelo menos até você conseguir um emprego fixo. Não importa o que irá fazer, seja vender produtos de beleza, ajudar um comércio perto de sua casa, enfim, cada um adquire uma renda extra dentro daquilo que sabe fazer, então procure ter uma renda extra, porque assim você ficará um pouco mais tranquilo até finalmente conseguir o seu emprego.

Por Russel


Um bom líder precisa saber comunicar, interagir e manter a motivação, mesmo em tempos de crise.

Um líder deve estar preparado para enfrentar todos os cenários e fatores que podem influenciar o desempenho de sua equipe. Visto como exemplo, ele precisa saber comunicar, interagir e manter a motivação, mesmo se a empresa estiver atravessando um período de crise. Mas como manter uma equipe motivada? Confira abaixo algumas considerações a esse respeito.

– A equipe conhece o objetivo?

A equipe precisa estar alinhada com o objetivo, ou seja, entendê-lo bem. É preciso que todos os membros conheçam os cenários e se sintam valorizados dentro do contexto. Neste sentido, o líder deve saber transmitir o conhecimento e mostrar o porquê é fundamental o trabalho de cada um para o sucesso da Organização. Portanto, o objetivo deve ser conhecido de forma profunda por cada integrante da equipe.

– Cuidado com o planejamento:

O planejamento deve ser feito de forma cautelosa, principalmente, se for a longo prazo. É preciso que ele seja revisto com a estratégia da Organização  e que os membros possam ter papeis ativos dentro deste cenário. Desta forma, cada membro da equipe deve se sentir importante para o planejamento da empresa.

– Elabore métricas de acompanhamento:

Cada integrante da equipe deve ser acompanhado por meio de uma métrica. Desta forma, eles devem saber em que melhorar, reforçar e conhecer os pontos importantes. Assim, o líder deve procurar dar um feedback para os membros.

– O líder deve estar disponível:

O líder da equipe deve estar disponível, saber conversar e ouvir, assim como, conduzir e direcionar o caminho. Desta forma, ele deve procurar fornecer o que a equipe precisa, tanto nos momentos bons, quanto nos difíceis. Em tempos de crise, por exemplo, é fundamental que o líder esteja junto à equipe e trabalhe lado a lado com os integrantes.

– Celebre o sucesso:

Cada conquista deve ser comemorada, por menor que ela seja. Assim, quando a equipe conseguir uma pequena ou grande vitória, ela deve ser celebrada. Assim, os integrantes poderão notar que os esforços são recompensados e, assim, manter a motivação.  

Por Babi


Quem deseja fazer um intercâmbio fora do país e não possui muitos recursos para isso, pode aderir a alguns tipos que não exigem muito dinheiro e oferecem boas experiências em outros países.

O intercâmbio é uma possibilidade única para qualquer estudante. Só que às vezes as possibilidades financeiras podem não ser tão favoráveis para o jovem investir em um intercâmbio. Somado a isso, a crise financeira que tem diminuído o poder aquisitivo das famílias brasileiras, pode afetar os planos de um intercâmbio no exterior.

Para evitar que o sonho seja frustrado conheça algumas opções de cursos de intercâmbio possíveis com pouco dinheiro:

Au Pair:

Com um investimento de apenas 250 dólares (com passagem inclusa) é possível passar um ano letivo inteiro nos Estados Unidos e ainda receber uma ajuda de custo de 195 dólares semanais e fazer um curso completamente pago.

O segredo? Servir a uma família americana como uma espécie de babá das crianças realizando tarefas simples como levar e trazê-las da escola, ou brincar com elas em seus momentos vagos. Os cursos são pagos pela família contratante e podem não acrescentar muito na vida profissional (são oferecidos cursos de artesanato, por exemplo), mas são uma excelente oportunidade de conhecer melhor a língua e cultura nativas.

É necessário ter idade entre 18 a 26 anos de idade e a preferência das famílias é por mulheres. Há ainda o programa “Au pair extraordinária” em que mulheres com experiência como professoras pagam uma taxa de 795 reais e 860 dólares para a viagem e despesas e recebem 250 dólares semanais e uma bolsa de estudos a sua escolha, no valor de 1.000 dólares.

Work Experience:

É ideal para quem deseja passar alguns meses, que podem ser as férias, trabalhando no exterior. A temporada dura entre três e quatro meses e o salário recebido pode abater alguns gastos com a viagem até o país. No total, cerca de 30% do salário recebido é gasto com a estadia no país.

Para participar desse intercâmbio, é necessário estar matriculado regularmente numa instituição de ensino superior por pelo menos um semestre e possuir inglês intermediário.

As maiores chances de vagas são nos períodos de novembro a março, onde o estudante encontra melhores oportunidades nas agências.

Estágios no Exterior:

Quem deseja aumentar a experiência profissional, pode optar por programas de estágio que oferecem um retorno muito grande em frente ao investimento necessário.

Quem deseja se inscrever no programa deve ser universitário há pelo menos um semestre e pagar a inscrição na IAESTE que está no valor de 120 reais. Se for selecionado, o estudante deve quitar o valor necessário para ocupar a vaga, que está no valor de 1.990 reais. A taxa é única e independe do tempo que o inscrito ficar no exterior.

A estadia é feita em casas de famílias, repúblicas ou apartamentos de custos menores que são indicados pela IAESTE. O único curso que não pode participar do programa é o de Medicina. Mas há vagas para as mais diversas áreas de conhecimento.

Apesar dessas oportunidades serem excelentes, a dica dos especialistas é guardar dinheiro e se planejar se desejar passar um período fora do país. Ter uma reserva para não contar só com a renda adquirida no exterior é a melhor escolha.

Por Patrícia Generoso


É essencial ter um bom relacionamento com o chefe, para obter resultados positivos para a empresa e ter um ambiente de trabalho agradável.

Ter uma boa relação com o chefe é fundamental, acontece que muitas vezes fica parecendo que estamos querendo ser puxa-saco. Mas você pode criar um bom relacionamento com o seu chefe, com respeito, admiração e gerando bons resultados, o importante é mostra-se, acima de tudo, umbom profissional.
Quando um chefe determina as metas a serem seguidas, nem sempre ele tem uma visão tão clara do negócio como o funcionário que está envolvido no trabalho, por isso você pode dar sugestões, para auxiliar o seu chefe a determinar metas reais, que não estejam acima da capacidade dos funcionários nem abaixo. Com isso o seu chefe vai perceber que você é uma pessoa "antenada" nos negócios, que conhece bem a empresa e tem visão de mercado.

Outra dica importante é fazer o seu trabalho sempre da melhor forma possível. Não adianta ficar tecendo elogios para o seu chefe e não dar a ele o que mais lhe importa que são os resultados esperados do seu trabalho.
Por isso, não importa qual seja sua função dentro da empresa, faça suas tarefas com responsabilidade, seja pontual sempre e cordial com seus colegas de trabalho, visando sempre o melhor para a empresa como um todo.

No dia a dia da empresa, procure conhecer melhor o perfil do seu chefe, pois cada pessoa é de um jeito. Talvez ele fique de mau humor pela manhã ou após uma reunião não gosta de conversar sobre determinado assunto, enfim, aos poucos vá procurando conhecer o seu chefe, desta forma você poderá estabelecer uma comunicação mais cordial.

E é claro que você vai ter que ser um funcionário fiel a ele, pois como você poderá ter um bom relacionamento com seu chefe se você fica falando mal dele nos grupinhos de funcionários? Isso não significa ser um puxa-saco, mas sim, um funcionário dedicado, afinal o seu chefe está focado nos objetivos da empresa e este objetivo deve ser compartilhado por todos os funcionários.

Você não fará as coisas para agradar o chefe, você estará fazendo, na verdade, o que precisa ser feito para que a empresa atinja suas metas. Seu chefe é o responsável para que a empresa “chegue lá”, então ajude como puder, fazendo seu trabalho de forma correta, responsável, oferecendo-lhe ajuda quando ele precisar e se mostrando sempre pronto para as tarefas que surgirem e novos projetos, assim você estará dando um exemplo para os demais funcionários e fazendo o que, na verdade, deveria ser feito por todos, que é trabalhar para o crescimento da empresa.

Por Russel


Sabendo o limite certo é possível utilizar o WhatsApp no ambiente de trabalho como uma ferramenta de auxílio para as tarefas diárias.

O WhatsApp se tornou um dos aplicativos mais utilizados atualmente e em todos os lugares encontramos pessoas usando o WhatsApp, seja em casa, na escola, no restaurante, nas festas e até no ambiente de trabalho.

Mas, como fazer para usar o WhatsApp no ambiente de trabalho, sem vir a ter problemas com a empresa?

É que o WhatsApp é cada vez mais adotado pelos profissionais e, realmente, o aplicativo é uma ótima ferramenta para os negócios, agilizando a comunicação, cortando gastos e facilitando a comunicação com os clientes, fornecedores e com a própria empresa. Mas o WhatsApp pode vir a atrapalhar o rendimento do funcionário na empresa, então, tudo vai depender de como cada um faz uso do aplicativo.

Se você é um profissional que precisa ficar o tempo todo focado em seu serviço, por exemplo, manuseando uma máquina e realizando contas, cálculos ou fazendo alguma outra atividade neste sentido, então não precisa do WhatsApp para lhe ajudar nas funções e neste caso o mais indicado é manter o WhatsApp desconectado, pois todos os seus contatos são pessoais e no ambiente de trabalho não é lugar de ficar conversando sobre assuntos particulares.

Para os profissionais que utilizam o WhatsApp como ferramenta de trabalho, é importante ressaltar que não são todos os colegas de trabalho que fazem uso do aplicativo, então é bom colocá-lo no modo "silencioso" para não incomodar ninguém.

Outra atitude muito importante é especificar os horários que você irá conferir as mensagens. Se você estiver esperando um retorno urgente para fechar um bom negócio, tudo bem, é melhor ficar atento ao seu WhatsApp, do contrário, se você ficar conferido o aplicativo a cada nova mensagem que chega, o seu rendimento será totalmente comprometido.

Durante o dia, você irá conferir nos horários determinados, as mensagens que chegaram e respondê-las, assim, você poderá manter o foco no serviço sem deixar de fazer uso desta importante ferramenta.

E cuidado para não esquecer as outras formas de comunicação, por exemplo, se o assunto for urgente, ele deverá ser tratado pessoalmente ou por telefone.

O uso do WhatsApp no ambiente de trabalho é muito bem-vindo, quando serve como ferramenta de trabalho para o funcionário e quando este funcionário sabe os limites de uso do WhatsApp.

É preciso muita cautela para não deixar que o aplicativo acabe sendo prejudicial ao seu serviço e você passe a ser mal visto por seus superiores.

Por Russel


Um líder eficaz tem caráter, opinião e são fieis aos seus princípios e valores na empresa.

Você conhece algum líder de sucesso? Inspira-se em algum profissional na sua carreira? Já pensou em desenvolver a sua liderança?

A liderança pode ser definida como um processo interativo em que uma pessoa exerce uma influência forte sobre outras de forma voluntária. Desta forma, o líder conta com vários seguidores, sendo exemplo para vários profissionais que o admiram.

Como ter uma liderança eficaz?

Os líderes eficazes têm caráter, opinião e são fieis aos seus princípios e valores na Organização. Além disso, algumas competências  também são essenciais como, por exemplo, honestidade, integridade, inteligência emocional, bom humor, boa capacidade de comunicação, saber assumir responsabilidade e comprometimento com os seus atos, autoconfiança, humildade, entre outros.

A liderança eficaz precisa de uma direção, um foco e também em objetivo. Desta forma, o líder precisa ter uma visão inspiradora e inovar, além de motivar a sua equipe para seguir o caminho, que precisa ser compartilhado. Desta forma, o líder deve ter influência determinante nas ações, para convencer as outras pessoas.

Para conseguir trilhar uma direção e um caminho de sucesso, a liderança eficaz deve ter conhecimento de mercado, estar focada no futuro, ou seja, saber o que quer, demonstrar espírito empreendedor, enfrentar os possíveis riscos da decisão, saber comunicar e transmitir os conhecimentos para os seus seguidores, perseguir os objetivos de forma determinada, ter uma boa estratégia e um plano de ação, estar focado em alcançar os resultados almejados, entre outros.

O líder eficaz inspira e auxilia outras pessoas a desenvolver o talento de liderança na Organização. Desta forma, eles não ficam presos a determinados sistemas de comando ou se limitam, eles tentam construir relações de confiança com os seus colaboradores, são exemplos e buscam sempre o comprometimento com o sucesso. Ou seja, o líder eficaz não espera as coisas acontecerem, ele  se mobiliza por meio de ações e atitudes, para que os resultados sejam atingidos e conquistados e, assim, consegue a admiração de todos ao seu redor. 

Por Babi


Traçar um plano de carreira ajuda a definir melhor os objetivos a curto, médio e longo prazo.

Para ser um profissional de êxito é preciso traçar algumas metas para o curto, médio e longo prazo. Um plano de carreira lhe ajudará a definir melhor esses objetivos, mas muitas pessoas não sabem como elaborá-lo. Conheça algumas dicas:

– Avalie-se: ter um bom autoconhecimento é ideal para conseguir traçar seu plano de carreira. Avalie seus pontos fracos e fortes e no que eles podem influenciar para que você alcance seus objetivos.

– Trace suas metas: De nada adianta ter um autoconhecimento, se você não sabe onde quer chegar. Passe tempo consigo mesmo e descubra qual é a seu verdadeiro desejo. Aquele lugar que você faria de tudo para estar. Defina claramente o rumo de sua vida para os próximos anos. Isso lhe ajudará a ter mais foco durante o presente.

– Trace suas estratégias: Agora que você já conhece suas limitações e onde quer chegar, é hora de traçar as estratégias para que você chegue ao objetivo final. Trace uma estratégia realista, avaliando as possíveis dificuldades que possa enfrentar ao longo de sua vida profissional. 

– Busque inspirações: Esteja sempre atento a bons e maus exemplos. Você pode aprender com os dois! O mau exemplo lhe deixará atento aos erros mais comuns de quem está em busca do sucesso profissional. Aprender com o erro dos outros será menos doloroso que aprender com os seus. Os bons exemplos servirão para você descobrir novas estratégias, aumentar sua motivação e ver como as pessoas conseguem vencer situações difíceis.

– Faça acontecer: Depois de traçar tudo o que deseja é hora de por a mão na massa e começar a trabalhar para alcançar o patamar máximo de sua carreira. Invista em conhecimento: cursos de especialização e reciclagem ajudam muitas pessoas a se manter motivadas e não perder o foco durante a caminhada. O caminho para os seus objetivos pode ser longo, mas chegar até lá deve ser sua maior motivação, sempre.

Por Patrícia Generoso


O período da manhã pode ser muito improdutivo no trabalho, mas é preciso saber como torná-lo melhor e eficiente na conquista de seus objetivos.

Qual o período do dia você acha mais estressante? Para muitas pessoas, a parte da manhã costuma ser muito improdutiva. Além da preguiça, o mau humor costuma ser muito comum. Mas, como deixar a sua manhã produtiva, principalmente para o trabalho? Confira algumas dicas!

– Vai tomar banho? Aproveite para focar nos seus objetivos!

Enquanto toma banho, visualize os seus objetivos de forma cumprida. Pense nas coisas que quer realizar ao longo do dia no seu trabalho e nas atitudes que deve ter para tornar os seus objetivos realizados. Pense nos resultados que quer alcançar e seja grato por tudo que tem na vida. Você sabia que pensar no futuro, é um motivador diário? Então, simplesmente, comece!

– Saboreie um excelente café da manhã!

Você tem o hábito de tomar um café da manhã saudável e com calma? Evite tomar àquele café da manhã rápido e sem graça. Essa é a primeira refeição do dia e merece ser saboreada de forma especial, não acha? Inclua na sua dieta alimentos leves e saudáveis como, por exemplo, cerais e frutas. Você vai chegar ao trabalho com mais disposição e vontade de concretizar as suas tarefas.

– Quais são as suas prioridades?

Ao chegar ao trabalho, veja quais são as suas prioridades, e foque nelas. Ajuste as suas metas, pense nas atividades, que precisam ser feitas e comece. Dê o primeiro passo e planeje as tarefas, que precisam ser executadas.

– Cumprimente as pessoas!

Cumprimente as pessoas diariamente no seu trabalho. Um bom dia faz a diferença, sabia? Mas cumprimente com vontade e pergunte como estão. Ao terminar o expediente, não se esqueça de despedir dos seus colegas de trabalho.

– Escute música.

Durante o caminho para o trabalho, aproveite para escutar as músicas que gosta e que te dão prazer. Selecione uma seleção e aproveite para escutar e se divertir. Você pode colocar a sua lista de música no celular, pen drive ou outro dispositivo que desejar. 

Por Babi


É preciso priorizar as tarefas mais importantes e ter flexibilidade na lista, pois se algum imprevisto ocorrer não afetará o andamento do seu trabalho.

É muito comum as pessoas utilizarem listas de tarefas no intuito de conseguirem administrar melhor o tempo e conseguirem realizar todas as obrigações, mas é bom saber que não basta criar uma lista para conseguir o resultado esperado, é preciso que esta lista de tarefas seja eficiente e você vai aprender agora como conseguir isso.

O primeiro problema que você provavelmente vai identificar em sua lista de tarefas é que você pontuou uma série de tarefas a serem cumpridas, mas esqueceu de priorizar aquelas que precisam ser feitas de todo jeito, não podendo ser adiadas.

Uma boa lista de tarefas precisa ser flexível porque durante o nosso dia podem ocorrer muitos imprevistos e quando algo ocorre, certamente muitas tarefas ficarão para o dia seguinte.

Para ter uma lista de tarefas eficiente você precisa torná-la "flexível" e para isso só precisa marcar quais obrigações devem ser cumpridas hoje e quais poderão ficar para o dia seguinte.

E por falar em lista flexível, é importante entender que a lista de tarefas não deve ser igual a uma lista de supermercado, você deve montar sua lista de tarefas colocando no topo o que realmente é prioridade e mais embaixo tudo aquilo que precisa ser feito, mas que pode esperar um pouco mais. Isso é muito importante, porque vamos supor que um imprevisto aconteça e você não conseguiu terminar de concluir todas as tarefas da lista, mas pelo menos você fez as mais importantes que são aquelas que ficaram no início da lista.

Mas para uma lista de tarefas ser eficiente é bom não se deixar ficar relaxado, por isso é bom você começar a realizar as tarefas o mais cedo possível e dedicar-se ao máximo para cumprir todas, tanto as que são prioridades quanto as que não são. E uma dica importante nesta hora é: caso alguma tarefa não possa ser cumprida naquele momento, passe logo para a próxima e mais tarde volte à tarefa que ficou faltando, para não perder tempo.

Procure estipular um tempo para cada tarefa, para ter uma noção do que será capaz de fazer até o final do dia.

E lembre-se que, depois de montar a lista, priorizar as tarefas e deixar tudo pronto, será preciso consultar a lista várias vezes no decorrer do dia. Uma dica simples, que parece até óbvia, mas muita gente depois de montar a lista simplesmente não a consulta mais achando que se lembrará de tudo.

Cuidado! Principalmente se a lista de tarefas for mais extensa, consulte-a várias vezes, para certificar que está fazendo tudo conforme foi previsto.

Por Russel


É preciso muito planejamento e dedicação para trabalhar em outro país. Vários detalhes devem ser considerados para que a tentativa dê certo.

Trabalhar fora do país é a vontade de muitos brasileiros. São diferentes motivos que tornam os outros países atrativos, uma vez que os salários parecem mais interessantes e também a forma como eles vivem. Quem quer morar fora tem que se planejar, conhecer um pouco mais sobre a cultura e principalmente as leis trabalhistas e para imigrantes. Para auxiliar nessa tarefa, continue lendo o texto que traz dicas valiosas.

Aprenda mais sobre o país que deseja ir. Sua cultura, hábitos, políticas de emprego, geografia, hábitos da população, locais que irá morar e que deseja conhecer, entre outros aspectos. Além de ajudar na adaptação, conhecer mais sobre o lugar vai ajudar a se integrar mais facilmente e ainda vai fazer você causar uma boa impressão aos naturais do país. Procure saber sobre as políticas com estrangeiros, como os moradores tratam seus imigrantes e onde fica o consulado, caso ocorra algum problema.  

Tenha amplos conhecimentos sobre o idioma nativo do lugar e caso seja um país que fale a língua portuguesa, aprenda as diferenças em relação a como falamos aqui no Brasil. Dominar o idioma local é importante para adequar a comunicação com os demais, principalmente com o superior, colegas de trabalho e clientes. Também será importante para sua evolução profissional e para se posicionar frente a outros funcionários.

Lembre-se que nem sempre é fácil conseguir o primeiro emprego na função que deseja. Se isso acontecer, tenha calma, trabalhe com empenho e estabeleça objetivos para subir dentro da empresa. Para isso é importante se adequar as suas normas, chegar cedo, mostrar-se um bom profissional e demonstrar interesse no emprego.

De acordo com a sua área de atuação, monte um site, blog ou portfólio online para ajudar no Networking. Nessas horas até um perfil no Linkedin (rede social voltada para a busca de emprego) pode ajudar. Os empregadores podem conhecer um pouco mais sobre você e sua experiência mesmo que seja a distância. 

Por Ana Rosa Martins Rocha


Possuir algumas características é um importante passo para se tornar um líder, mas é preciso mais do que isso.

Ser líder não é uma tarefa fácil, é uma função que requer responsabilidade, disciplina e, obviamente, um bom espirito de liderança. Por isso devemos estar atentos ao aceitar uma proposta de liderança, esse tipo de proposta pode ser tentadora, mas envolve uma série de responsabilidades que nem todos podem controlar.

Você tem a atenção de seus colegas?

É importante saber se você é ouvido em reuniões, dinâmicas ou até mesmo conversas da equipe na qual você trabalha. Se você sabe manter a atenção das outras pessoas de seu trabalho, é sinal de que você pode ser um líder, mas ainda não é tudo o que você precisa para saber se está preparado.

Muitos outros fatores podem influenciar na hora de saber se você pode liderar uma equipe, faça essa pergunta para você e seja sincero. Se a resposta for positiva, quer dizer que você tem confiança, outro importante atributo de um líder.

Também é importante saber que ser líder não é apenas uma questão de status, se essa for uma motivação para você querer se tornar um, reveja seus conceitos. A posição de chefe pode sim ter seus privilégios, mas junto com eles vêm uma série de cobranças e pressões de superiores que quem pensa apenas no status não consegue aguentar. Por isso, reflita sobre o verdadeiro motivo de você querer se tornar um líder.

Outro fator muito importante é saber qual a sua experiência no negócio, não se pode simplesmente querer liderar uma equipe da noite para o dia, é preciso ter conhecimento de sua área e da função de cada um dentro da sua equipe e da sua empresa. Isso pode parecer óbvio, mas não passa pela cabeça de muitos que apenas pensam na posição de chefe como um cargo que manda nos outros e com um salário maior.

Ser líder envolve muitas questões e é preciso saber se está preparado para lidar com tantas responsabilidades, pense sobre o trabalho que tem feito e o que pode acrescentar para sua empresa sendo líder de uma equipe, assim poderá saber melhor se está preparado para ser um bom líder.

Por Tom Vitor de Freitas


Algumas atitudes são necessárias para quem quer impressionar o novo chefe.

Você tem um chefe novo e quer impressioná-lo? Que tal ficar por dentro de algumas dicas, para ajudar você a se destacar não só para o seu chefe, mas, também, no seu ambiente de trabalho? Quando há um chefe novo na repartição, os trabalhadores tentam ser mais produtivos, gostam de chegar cedo, cuidam da aparência, entre outros. Desta forma, mudanças são notáveis no local de trabalho. Porém, muitos profissionais mudam por um tempo, apenas para chamar a atenção, o que é um erro comum e vai ser percebido pelo chefe. Confira algumas dicas de como impressionar!

– Faça as atividades como ele propôs!

Quando o seu chefe te pedir para executar alguma tarefa, faça-a como ele propôs a você, com todos os detalhes. Assim, ele vai se sentir satisfeito e notar o quanto se esforçou  para realizar a atividade. Essa atitude significa que você sabe respeitar a opinião dele e entende a informação que foi passada. Além disso, procure fazer todas as tarefas com capricho e muita atenção. Cada detalhe faz a diferença e pode chamar a atenção do seu chefe novo.

– O que você pensa?

Não esconda as suas opiniões, ou seja, fale as coisas que deseja para o seu chefe novo. Além disso, aprenda a ouvir os outros profissionais. Assim, o seu superior vai saber que você contribui para o funcionamento da Organização e tem opinião própria. Porém, converse sempre com calma e tranquilidade, sabendo expor com fundamento o que deseja.

– Que tal pedir um feedback?

Peça um feedback sobre você para o seu chefe novo. Uma atitude assim demonstra maturidade profissional e indica o quanto você deseja crescer. Conhecendo seus pontos fortes e fracos, vai saber em que precisa mudar ou melhorar. Além disso, demonstra que você sabe respeitar e ouvir opinião de outras pessoas, para trabalhar e desenvolver o seu potencial.

Gostou das dicas? Boa sorte e sucesso!

Por Babi


Mudar algumas atitudes pode ajudar a evitar o estresse no ambiente de trabalho.

A rotina, as incertezas e a busca por resultados são alguns dos exemplos que ocasionam o aumento do estresse de muitos trabalhadores. Além de comprometer o rendimento no ambiente de trabalho, o estresse também é ruim para a saúde e o pior é que os sintomas não são identificados com facilidade.  Tristeza, apatia, falta de paciência, tensão muscular, diminuição do rendimento e até depressão são alguns dos danos que podem surgir.

Caso esteja sem vontade de trabalhar e as constantes queixas chegaram ao ambiente familiar ou dos amigos é hora de repensar como é a sua relação com o emprego. O primeiro passo é identificar o que mais aborrece no trabalho e o que proporciona mais prazer. O ideal é fazer uma pequena tabela com os prós e contras. Mesmo se você não tem o emprego dos sonhos, algumas coisas (dentro e fora dele) dão ânimo para acordar de manhã e encarar o trabalho.

O próximo passo é traçar uma estratégia para sanar essa problemática. Comece administrando o tempo no expediente, dividindo bem as tarefas e estabeleça pequenos prêmios para quando terminá-las. Pode ser assistir aquele vídeo engraçado ou ver uma mensagem na rede social para as mais simples ou recompensas maiores, como comprar uma roupa, ou até um carro para as tarefas mais complexas.

Cultive boas amizades e relacionamentos com colegas de trabalho e com familiares. Tente fazer atividades com eles fora do ambiente de trabalho que trarão boas experiências. Cuide também da saúde, uma vez que ela é essencial para desempenhar boas funções no trabalho. Tenha também uma boa alimentação, pois ela é indispensável para uma boa saúde.

Para criar um ambiente de trabalho saudável é importante aceitar as diferenças e ser flexível. Lembre-se que ninguém é igual a ninguém e que em algumas situações encontramos pensamentos contrários aos nossos. Saber lidar com essas situações irá garantir o bom humor.

Por fim, seja simpático, ou melhor, seja empático, uma vez que se colocar no lugar do outro é importante para tomar decisões e ser mais amigável. 

Por Ana Rosa Martins Rocha


É preciso ter muito cuidado e analisar se realmente está em uma carreira profissional que não está lhe agradando.

Tomamos todos os cuidados na hora de escolher a carreira que iremos seguir, mesmo assim corremos o risco de descobrir mais adiante que escolhemos a carreira errada ou então, depois de um certo tempo atuando naquela área, percebermos que aquela carreira não era exatamente o que imaginávamos. Se você encontra-se nesta situação, saiba a seguir o que fazer.

A primeira atitude é fazer uma relação, descrevendo tudo que você considera negativo no seu novo trabalho. Esta atitude é extremamente importante porque pode acontecer de você estar seguindo a carreira certa, mas tem alguma outra coisa lhe incomodando. Vamos supor que você faça esta relação e descubra que, o que está lhe deixando chateado é o baixo salário recebido, ou seja, não há motivos para trocar de carreira, você deve é procurar um emprego que lhe pague mais.

Como vemos, é preciso ter uma noção exata do problema, para aí sim, tentar resolvê-lo. Se, ao fazer a relação, você realmente constatar que a solução é trocar de carreira, aí sim, é hora de passar para o próximo passo!

Mesmo estando definido que você realmente não está na carreira certa, será preciso analisar um último ponto, antes de jogar tudo  para o alto: as vantagens da carreira atual. Tomar a decisão de mudar para outra carreira é algo muito sério em nossa vida. Se você tem certeza que está na carreira errada, antes de abandoná-la para buscar um outro caminho, avalie os pontos positivos de sua carreira atual. Pode ser que, mesmo estando na carreira errada, você acabe considerando continuar nela, então o jeito é adiar a mudança profissional, pelo menos por enquanto.

Mas não há nada errado em descobrirmos que estamos na carreira errada. Errado pode ser se continuarmos nela, pois não trabalharemos motivamos, não seremos felizes profissionalmente e se você quer outra carreira, independente da idade em que se faz esta descoberta, volte para a faculdade, recomece, busque novamente o aprendizado. Para muitos profissionais, principalmente aqueles que estão em posição de liderança, é difícil voltar para a sala de aula, ter que voltar a "aprender", mas é preciso.
As empresas estão muito exigentes e se você dedicou-se tanto à carreira errada, agora é hora de dedicar-se à carreira certa, pense bem nisso.

Devemos levar em consideração que cada caso é um caso. Para alguns profissionais é hora de voltar para a faculdade, para outros é hora de voltar para um curso profissionalizante, ensino técnico, enfim, avalie qual é realmente a carreira que gostaria de seguir e o que o mercado atual está exigindo destes profissionais para que aí sim, você possa traçar suas metas.

Se for possível, não abandone a antiga carreira sem antes estar bem qualificado para a nova, inclusive a antiga carreira poderá ser de fundamental importância para que você consiga, definitivamente, seguir a carreira que tanto deseja.

Por Russel


É preciso ser responsável, demonstrar profissionalismo, investir na carreira, saber trabalhar em equipe, respeitar a opinião dos outros e saber a hora certa de expor suas opiniões para conquistar a confiança dos colegas de trabalho.

Conquistar a confiança dos colegas de trabalho é indispensável para todo profissional, independente da posição que ele ocupa dentro da empresa, mas "confiança" leva tempo para ser conquistada. Porém, com algumas atitudes, o profissional pode fazer com que esta confiança seja conquistada de forma mais rápida.

Ser "Responsável" é a primeira atitude de todo profissional que deseja conquistar a confiança de seus colegas dentro da empresa. Como alguém vai ter confiança se você não chega no horário, se você não é pontual para as reuniões, se não cumpre corretamente as tarefas que lhe são designadas, se desperdiça produtos e não toma cuidado com os equipamentos da empresa, se está sempre precisando de alguém para vigiar o seu trabalho, enfim, é preciso assumir a responsabilidade de seu trabalho, seja ele qual for!

O funcionário que é responsável dentro de uma empresa, rapidamente adquire a confiança dos demais. Claro que isso não acontece do dia para a noite, mas é a partir da observância de todas as suas tarefas, horários e obrigações que você conquistará a confiança de todos, desde aquele que ocupa o cargo mais simples, até os superiores e diretores da empresa.

Outro passo determinante para desenvolver a confiança junto aos seus colegas de trabalho é cumprir tudo aquilo que você diz que irá fazer. Não importa se prometeu entregar um grande projeto dentro de determinado prazo ou simplesmente disse que terminaria uma tarefa simples até a hora do almoço, se você disse, então cumpra! Dentro de um ambiente de trabalho, as pessoas prestam muito mais atenção no que falamos, pois todos estão ali focados no trabalho, não há distrações, então quando dissermos algo, precisamos cumprir.

Mas, para conquistar a confiança dos colegas de trabalho é preciso muito mais, devemos demonstrar profissionalismo, então é importante investir sempre em sua carreira, para que seja respeitado como um bom profissional. É preciso também humildade, principalmente quando cometer algum erro parra que possa assumi-lo e fazer algo para corrigir ou amenizar o erro cometido.

E nos dias atuais, é preciso ser um funcionário que saiba trabalhar em equipe, que respeite as opiniões dos seus colegas e saiba a hora certa de expor suas opiniões, sem querer ser o melhor de todos, mas sempre mostrando-se interessado no melhor resultado para a empresa, visando o benefício coletivo e não o individual.

Por Russel


Ter autoconhecimento é fundamental para manter a calma e controlar a ansiedade em uma entrevista de emprego.

Como você se sente durante uma entrevista de emprego? Costuma ficar muito ansioso, nervoso ou tenso? Já parou para analisar os seus sentimentos? O autoconhecimento é fundamental para manter o controle e evitar sentimentos ou pensamentos negativos, que podem colocar tudo a perder. Como ficar calmo e tranquilo em uma entrevista de emprego? Veja algumas dicas!

– Treino: ele é fundamental.

Que tal treinar a entrevista no dia anterior? Converse com os seus amigos e familiares, para ajudá-lo nesta tarefa. Peça a eles que façam perguntas a você sobre a sua carreira, história e resultados que conseguiu na sua vida profissional. Desta forma, você pode descobrir os seus pontos fortes e fracos, para tentar melhorá-los. Que tal filmar a entrevista? Assim, é possível fazer uma autoavaliação depois também.

– Mantenha o sorriso, sempre!

Durante a conversa com o recrutador, mantenha o sorriso, mesmo que você não esteja muito a vontade. Por meio do sorriso, o seu cérebro entende que você esta feliz, e desta forma pode se sentir um pouco melhor e mais calma.

– Que tal meditar?

Antes de ir para a entrevista, escolha um local tranquilo para meditar. Assim, você consegue se desligar das tensões e ficar tranquila, o que vai te ajudar a suportar a pressão que há em uma entrevista de emprego. Além disso, a técnica ajuda a lidar com a ansiedade e o nervosismo.

– Que tal soltar a voz?

Uma das formas de liberar a ansiedade ou o nervosismo é cantando. Por isso, que tal escolher uma música que goste e cantá-la quando estiver indo para a entrevista de emprego? O nervosismo pode influenciar o seu tom de voz, por isso, escolha uma canção ou até um texto que goste para ir recitando durante o caminho. Assim, durante a conversa com o recrutador a sua voz estará mais fluída. Sucesso e boa sorte, sempre!

Gostou das dicas? O que você faz para manter a calma em uma entrevista de emprego? Conte para a gente! 

Por Babi


Com a crise econômica que o Brasil está passando, é comum que os profissionais fiquem preocupados e desmotivados, mas é preciso ficar atento a alguns fatores para que isso não aconteça.

Em um ano de crise financeira é normal que os ânimos fiquem mais exaltados e a incerteza quanto ao futuro se torne um cenário mais comum em muitas empresas. Esses fatores podem influenciar seu rendimento e fazer com que a sua motivação seja menor em algumas situações. Para evitar que sua motivação seja influenciada pelo cenário atual fique atento a alguns fatores:

– A crise passa: Se você é novo no mercado de trabalho e está passando pela sua primeira crise financeira, saiba que o cenário econômico tende a mudar com o tempo. O país já passou por diversas crises e tempos depois o cenário estava novamente estável. A economia brasileira é comparada por alguns especialistas com uma onda: ora está em baixa, ora está em alta. Então não se desespere! A crise passará. Não sabemos o tempo certo, mas é certo que ela passará.

– Seja profissional: Concentre-se no seu trabalho,  na sua carreira, aproveite o cenário de economia em queda para aperfeiçoar seus conhecimentos em alguma área específica, faça cursos de reciclagem. Quando o cenário estiver melhor, com certeza, esses conhecimentos serão muito úteis.

– Não se deixe abater: A dica mais importante para quem quer manter-se motivado durante este ano de crise é não absorver comentários pessimistas. Esteja sempre perto de pessoas que querem inovar e que não se rendem ao senso comum. Enxergar além em um cenário pessimista não é fácil e quanto mais pessoas com pensamentos positivos você tiver em sua rede de relacionamentos melhor será a sua passagem por esse tempo de crise.

– Mantenha a calma: É imprescindível manter a calma em momentos de crise. Um funcionário que não tem o controle sobre momentos difíceis contaminará toda a equipe e fará com que o rendimento do grupo seja menor. Procure ter momentos de relaxamento e distração nos intervalos do trabalho, tire um tempo para se conhecer. O autoconhecimento também é uma chave para o autocontrole.

Por Patrícia Generoso


Para manter a boa convivência no trabalho é preciso saber compartilhar. Compartilhar informações e gentilezas tona o ambiente bem mais tranquilo e bom para trabalhar.

Para termos uma boa convivência no ambiente de trabalho, você também é responsável e simples mudanças em seu comportamento poderão fazer toda a diferença e tornar o dia a dia de todos muito melhor.
E uma atitude simples, mas importante, que você poderá adotar é "Compartilhar". E isso não significa apenas compartilhar um lanche, compartilhar uma ferramenta ou alguma outra coisa deste tipo, é preciso compartilhar tudo, inclusive, informações!

Quando as empresas falam que estão procurando funcionários que sabem trabalhar em equipe, elas se referem justamente a isso, querem pessoas que não guardem todo o conhecimento para si. Não é mais possível existir aquele funcionário que se faltar ao trabalho a empresa quase para porque somente ele era capaz de realizar os serviços.

À medida que você começar a compartilhar seus conhecimentos, seus objetos de trabalho e mostrar a todos que podem contar com você, a convivência no trabalho fica muito melhor, até porque esta sua atitude vai contagiar as outras pessoas que também começarão a compartilhar.

Podendo contar uns com os outros, o trabalho irá fluir muito melhor e ficará muito mais fácil conviver diariamente com pessoas que se comportam desta forma.

Outra forma de melhorar a convivência no trabalho é saber falar na hora certa. Nada de ficar chamando a atenção de um colega de trabalho na frente de todos, quando ele comete um erro. O ideal nesta hora é incentivá-lo a buscar uma solução para o problema o mais rápido possível e depois, em uma conversa particular, procurar saber o que aconteceu, para que sejam tomadas providências para que o erro não se repita.

E outro detalhe muito importante é você compreender que cada pessoa é de um jeito e por isso, você precisará ter comportamentos diferentes ao lidar com pessoas diferentes no seu ambiente de trabalho. Isso não significa ser "falso", é apenas uma forma de saber lidar com a personalidade dos outros, por exemplo, quando se tem um colega de trabalho que se acha dono da verdade, não adianta querer "bater de frente" com ele, isso só vai complicar e deixar o clima ruim no trabalho. Para estas pessoas a dica é ouvir com atenção tudo que eles têm a dizer e quando ele terminar você lhe dar um feedback a respeito de tudo que ele disse, para que assim ele possa sentir que você prestou atenção no que ele falou e agora é a sua vez de expor as ideias.

E quando for lidar com aquele colega "reclamação" que não está satisfeito com o salário, nem com a chefia, não concorda com as normas da empresa e vê defeito em tudo. Neste caso, evite ficar alimentando as reclamações, ouça-o por um tempo e logo em seguida já proponha fazer algo para melhorar a situação ou pergunte-o sobre o que ele acha que deveria ser feito para que fosse diferente.

E assim, sabendo lidar com as características de cada colega, enquanto você se mostra uma pessoa gentil e solidária, será construída uma convivência no trabalho muito agradável, beneficiando a todos.

Por Russel


Algumas atitudes simples podem influenciar positivamente no seu ambiente de trabalho e torná-lo mais agradável.

Com pequenas, mas eficazes atitudes, podemos tornar o nosso ambiente de trabalho muito mais agradável, por exemplo, procurando ter uma relação amigável com todos. É muito comum entre as pessoas formar grupos, inclusive dentro do trabalho. Você se aproxima mais daquelas que possuem um perfil mais parecido com o seu e acaba isolando as outras pessoas. Evite isso sempre! É claro que sempre nos damos melhor com algumas pessoas do que outras, mas nada de isolar colegas de trabalho. Seja cordial com todos, cumprimente a todos e, principalmente, procure tratar todos de forma igual.

Outra atitude que você deve tomar para manter o ambiente de trabalho mais agradável é fugir sempre da monotonia. Para isso, seja um profissional que está sempre buscando inovação, que está sempre tentando novas formas de realizar o trabalho para garantir maior produtividade. Há diversas formas de se fazer um mesmo serviço, então, na medida do possível, procure outras formas para realizar as tarefas do dia a dia, isso vai tornar o seu trabalho sempre inovador, você se sentirá desafiado e isso é ótimo para todos os funcionários.

Procure manter sua mente sempre aberta, pois ninguém sabe tudo. Por mais que você já domine seu trabalho, sempre é tempo de aprender algo novo. Demonstre interesse pelo trabalho de seus companheiros, procure saber como é o dia a dia de cada um, veja se você pode ajudá-los em alguma coisa e veja também o que você pode aproveitar para aprimorar o seu trabalho. O aprendizado contínuo é muito importante para nos mantermos sempre motivados.

Fuja das fofocas e dos grupinhos que se formam para falar mal da empresa, do patrão ou de alguns funcionários, pois o convívio com estas pessoas só vai lhe fazer mal e até mesmo lhe prejudicar profissionalmente.
Procure mudar também a disposição dos móveis no seu ambiente de trabalho, uma simples mudança poderá deixar o ambiente muito mais confortável e organizado. Faça alguns testes até identificar qual é a melhor forma para deixar tudo disposto.

E seja sempre organizado para ter tudo à mão com rapidez sempre que precisar e somente estabeleça metas que sejam possíveis de serem cumpridas, do contrário você vai se sentir muito pressionado, com aquela sensação de fracasso por não ter conseguido algo que realmente não tinha como ser feito.

Por Russel


Ter boas atitudes e ser comprometido são algumas dicas para causar uma boa impressão no emprego novo.

Sempre que chegamos a um novo emprego, queremos causar logo uma boa impressão, mas é preciso cautela para não acontecer justamente o contrário. Mas com estas dicas abaixo, certamente você vai conseguir causar a melhor impressão possível!

– Calma:

Quando chegamos a um novo emprego, na vontade de mostrar logo toda nossa capacidade, acabamos cometendo erros e causando até uma má impressão. É preciso ter calma, conhecer as normas da empresa, seus colegas de trabalho, saber o que exatamente seus superiores esperam de você, para aí sim, ir mostrando seus talentos e a vontade de crescer, mas tudo tem seu tempo.

– Pontualidade:

Pontualidade é tudo para um funcionário causar boa impressão, principalmente quando se trata de um novo funcionário. O ideal é até chegar com uns 15 minutos de antecedência para já ir preparando tudo.
Se você não consegue sequer chegar no horário certo, como a empresa poderá lhe confiar trabalhos sérios? Não se atrase jamais, chegue com antecedência sempre!

– Vista-se de forma adequada:

Vestir-se bem para o emprego é muito importante, mas isso não significa que você deve ir de terno e gravata, a não ser que sua função assim exija. O importante é ter sempre um bom corte de cabelo, barba aparada para os homens, unhas bem feitas para as mulheres, calçado sempre limpo e roupas que combinam com a sua função dentro da empresa, seja de porteiro, secretária, office boy ou gerente.

– Solidariedade:

Seja sempre solidário com todos os colegas de trabalho. Se alguém deixou algo cair, pegue e entregue na mão da pessoa gentilmente, se um colega está com dificuldade em realizar alguma tarefa, ofereça sua ajuda, dentro do possível. Se alguém está com problemas pessoais, ofereça seu ombro amigo, disponha-se a ouvi-lo.

Fique atento a tudo que acontece à sua volta, para que possa ser útil quando alguém estiver precisando.

E há várias atitudes que no seu dia a dia, farão toda a diferença, por exemplo: tenha sempre um sorriso no rosto, demonstrando ser uma pessoa de bom humor; um bom aperto de mão pode dizer muita coisa e transmitir segurança, por isso, quando for cumprimentar alguém, capriche no aperto de mão; seja mais confiante, mais otimista; e demonstre ser confiante no seu trabalho, pois a empresa gostará muito de saber que tem um funcionário seguro de si, pois desta forma você começará a ser bem visto por seu patrão e superiores.

Por Russel


Para encontrar uma vaga de emprego de seu interesse é preciso saber como e onde procurar.

Pode ficar bem mais fácil conseguir um emprego, se você souber como e onde realizar a busca por um emprego novo e o primeiro passo é você estar ciente de suas qualidades para conseguir um emprego que realmente lhe atenda. O mercado de trabalho oferece poucas oportunidades, mas elas existem e muitas não são preenchidas porque a empresa simplesmente não encontra um candidato à altura do cargo em aberto.
Se você se dedicou aos estudos, ou se tem experiência, se já atuou nesta área, ou se domina um segundo idioma, tudo isso conta pontos a seu favor, então cuidado para não chegar muito inseguro a uma entrevista de emprego e perder a oportunidade não por falta de qualificação, mas simplesmente porque você não conseguiu demonstrar para o entrevistador que está apto para a vaga oferecida.

Outra dica muito importante para facilitar sua busca por um emprego é deixar claro para a empresa onde há uma vaga em aberto que você tem total interesse em aprender, que vai se dedicar às suas tarefas, que saberá respeitar os valores da empresa, as normas internas, demonstrar que sabe trabalhar em equipe e que vai fazer de tudo para retribuir a confiança que a empresa teve em lhe dar esta oportunidade.

Importante também é você saber onde procurar o seu emprego, por exemplo, se você está buscando uma vaga de emprego como vendedor, muitas vezes não adianta ficar enviando currículo para o e-mail das empresas, aliás, muitas lojas nem têm e-mail ou não o utilizam para o recebimento de currículo, então atualize o seu currículo, providencie várias cópias e vá pessoalmente às lojas, apresente-se e deixe o seu currículo.

É claro que a internet facilitou bastante para a divulgação de vagas que são anunciadas ou nos sites das empresas ou nos muitos sites de classificados, mas aprenda a pesquisar de forma correta, por exemplo, não adianta ficar em sites de classificados que oferecem vagas para todo o Brasil. Verifique se em sua cidade ou região há um site regional que ofereça um espaço para divulgação de vagas de emprego, ficará muito mais fácil assim encontrar uma oportunidade de trabalho.

E é sempre bom lembrar que uma vaga de emprego pode estar muito mais perto do que você imagina, por isso, mantenha sua Networking sempre ativa, participe das conversas, procure saber como todos estão, ajude quando puder e nesta hora em que está buscando uma vaga de emprego, avise aos amigos mais próximos, pois eles poderão ser aquele que vai lhe abrir novamente a porta para o mercado de trabalho.

Por Russel


Ter comportamentos cordiais e equilíbrio faz o ambiente de trabalho ficar mais satisfatório e tranquilo.

Como você encara os seus conflitos no trabalho? Tem o hábito de enfrentar novos desafios, estabelecer metas e gosta de assumir riscos?  Ou, atualmente, sente-se mais acomodado no cargo que está? Que tal começar a investir no seu sucesso profissional? Confira algumas dicas sobre comportamentos e atitudes que podem fazer a diferença no ambiente corporativo.

– Relacione-se com outras pessoas:

Não tenha medo de conhecer pessoas novas e aumentar o seu círculo social. Crie e construa relações que possam agregar valores e aprendizados para o seu cotidiano. Trate bem, seja simpático e respeite o outro. Lembre-se de que no futuro muitas portas podem ser abertas devido aos novos contatos que foram feitos no presente. Para isso, frequente networking, faça cursos e especializações, que possam te ajudar na sua área.

– Tenha planejamento:

Uma das maneiras mais eficazes para atingir o sucesso é por meio de planejamento e disciplina. Portanto, estabeleça planos, crie objetivos e tenha ações para executar o que foi proposto. Não deixe que os obstáculos te impeçam e confie no seu potencial, para inspirar outras pessoas.

– Comemore as suas pequenas conquistas:

Cumpriu a meta do dia? Conseguiu entregar o relatório antes do esperado? Tenha o hábito de comemorar as suas pequenas vitórias. Elas indicam avanço e por isso gera mérito. Além disso, não se esqueça de ficar feliz com as vitórias dos seus amigos, também. As conquistas precisam ser compartilhadas.

– Não viva apenas para o trabalho:

O trabalho deve fazer parte da sua vida, mas não deixe que ele tome conta 100% dela. Separe um tempo para o lazer, para fazer alguma atividade física que goste, sair com os amigos e curtir a família. Descansar é fundamental para recuperar as energias. O equilíbrio é fundamental para o sucesso.

– Passe confiança:

Sirva de exemplo para outras pessoas e passe confiança para os membros da sua empresa. Tenha o hábito de cumprimentar as pessoas, cumpras suas tarefas dentro do prazo e comprometa-se com o seu trabalho. 

Por Babi


É preciso ficar atento ao que o seu corpo diz ao recrutador no momento da entrevista, pois pode ser decisivo para obter um resultado positivo.

A linguagem corporal está presente em tudo o que fazemos. Seja ao acordar e mover o corpo para um lado, ao se espreguiçar, seja em um momento de tensão como numa entrevista de emprego. E o pior de tudo é que nesta última situação existe uma pessoa do outro lado para avaliar o que o seu corpo está dizendo.

Ao entrar em uma sala para entrevista, seu corpo já diz de alguma forma a que veio para o recrutador. Alguns sensíveis avaliadores conseguem discernir com certa clareza qual a sua carga de tensão naquele momento. Isso pode mudar minutos depois, mas é melhor se atentar logo antes de entrar na sala.

Sua postura no olhar, ao encarar o entrevistador, ou mesmo ao evitar olhá-lo nos olhos, pode indicar uma certa aversão ao contato humano, segundo alguns especialistas. Da mesma forma, se descuidar com a roupa a ser usada no dia D revela o grau de importância que você pode estar dando ao momento.

O aperto de mão, por exemplo, para muitos precisa ser consistente, e não apenas um “toque” de mãos. O tom de voz ao se dirigir para o interlocutor também é simbólico e significativo. E se você costuma gaguejar nos momentos de tensão, comece a se exercitar para evitá-lo – a não se que a gagueira seja na sua vida mais do que um simples “jeito de corpo”, e passe a ser algo fisiologicamente considerado com um distúrbio.

Outra dica importante é que o entrevistado não deixe transparecer desconhecimento do assunto. Se a proposta é de um trabalho ligado diretamente ao público consumidor, revele as suas aptidões no relacionamento interpessoal. Se a proposta é para um trabalho que exija esforço físico, considere-se capaz de exercer aquelas atribuições.

Por fim, cuidado com gestos corporais e tiques de nervosismos instantâneos. Não mude de posicionamento na cadeira a cada segundo, pois pode demonstrar inquietação diante do que está sendo perguntado. Evite levar a mãos por diversas vezes na cabeça (fingindo estar coçando o couro cabeludo, ou o nariz, ou as orelhas). Trabalhe as pausas da sua respiração e também atente para o movimento de pés e mãos, pois eles “falam” bastante nessas horas.

Sucesso na entrevista.

Por Alberto Vicente


É preciso ter paciência e persistência para superar o medo de falar em público.

O medo de falar em público é muito mais que um problema de timidez, pode atrapalhar sua vida social e até lhe prejudicar profissionalmente. Mas seguindo algumas dicas relativamente simples, você pode aos poucos ir superando este medo, o importante é ter paciência para ir superando aos poucos, para que finalmente, consiga falar em público com total desenvoltura.

A boa notícia é que hoje em dia, temos a tecnologia para nos ajudar nessa hora e ela é muito bem-vinda. Se você faz uma apresentação em público e fica o tempo todo falando, depois as pessoas vão se lembrar apenas de algumas partes do que foi dito, além de deixar o público cansado e você correr o risco de esquecer algo. E saber que vai ter que ficar o tempo todo falando, que não pode esquecer nada, faz o medo aumentar ainda mais! Então conte com uma boa apresentação em PowerPoint, por exemplo, para lhe ajudar a falar em público. Com o auxílio das imagens, você não vai correr o risco de esquecer algo, é só ir seguindo a sequência das imagens que vão passando. Com esta segurança, você já terá dado um importante passo para não ter medo de falar em público.

É quase sempre a insegurança que gera este medo de falar em público, então uma boa dica é trabalhar esta questão e se sentir mais seguro. Para isso, ao invés de chegar no palco e encarar o público de frente, procure chegar mais cedo e se misture com a plateia. Converse com as  pessoas que vão assistir à sua apresentação, pois assim, quando começar a falar você não estará olhando para pessoas desconhecidas e sim para aquelas com as quais conversou há alguns poucos instantes. Isso vai lhe dar mais segurança, consequentemente, vai perder o medo de falar para estas pessoas.

Perder o medo de falar em público não é uma questão que se resolve do dia para a noite ou em uma semana, leva tempo e isso vai acontecendo naturalmente, à medida que você vai adquirindo prática.

Mas para acelerar este processo, você pode fazer sua parte, começando por treinar em voz alta, em casa mesmo, lendo jornais, revistas ou fazendo uma pequena apresentação para seus familiares e amigos.

Você também pode fazer uma simulação diante de um espelho grande, observando como você se comporta, se tem algum hábito que precisa melhorar, por exemplo, ficar balançando muitos os braços, etc.
E desde já, vai se acostumando a treinamento sua respiração, pois durante uma apresentação é importante respirarmos corretamente, para não se cansar muito rápido e para que as palavras fluem com naturalidade e todos possam lhe entender de forma mais clara.

E quando for começar a falar, evite já ir direto ao assunto. Arrume todos os papéis com calma, ajeite o microfone, olhe para a plateia, procurando olhar nos olhos de cada um e cumprimente a todos de forma cordial e serena.

Por Russel


E possível superar seus erros e transformá-los em sucesso. Para isso, algumas dicas são importantes.

Existe um lado positivo para tudo, inclusive nos erros e fracassos. Muitos profissionais almejam o sucesso, mas é preciso aprender com os erros e aproveitar para tirar boas lições de vida e aprendizagem. A maneira como você encara o fracasso faz toda a diferença para a sua vida. Que tal aprender a transformar os seus erros em sucesso?

– Faça questionamentos para si mesmo

Você tem o hábito de se questionar? Quando não consegue atingir um objetivo, larga de lado ou faz uma reflexão? Tente entender porque não deu certo, ou seja, por qual motivo o objetivo não foi alcançado. Reflita como você pode aprender com a situação, o que ala significa e o que você pode fazer por agora. A finalidade é encontrar a raiz do problema, para que a situação não ocorra novamente.

– É hora de recomeçar:

Não é fácil lidar com os erros, mas isso é preciso. A vida não é só feita de vitórias, e os erros servem como aprendizados. Portanto, foque no recomeço e por mais que você não tenha alcançado o que planejou você continua tendo excelentes habilidades. Este erro pode ser a oportunidade para você mudar e encontrar um objetivo novo. Já pensou por este lado?

– Inspire-se e sirva de exemplo para as outras pessoas:

Você aprendeu com os erros? Que tal passar as lições para frente? Passe a experiência para outras pessoas, desta forma você vai ter a oportunidade de compartilhar informações e conhecimentos. Além disso, é possível estabelecer e criar novas chances profissionais. Desta forma, você inspira e serve de exemplo para as pessoas ao seu redor.

– Veja o lado positivo!

Toda experiência traz consigo um lado positivo e negativo. Foque no positivo e use o potencial que você possui para transformar a situação de maneira que possa produzir frutos. Essa é uma boa opção para vencer o fracasso e seguir em frente com toda a sua coragem. 

Por Babi


Algumas características são mais analisadas e requeridas em uma entrevista de emprego. Os candidatos devem estar preparados para apresenta-las ao recrutador no momento da entrevista.

A concorrência vem crescendo cada vez mais quando se trata de uma boa oportunidade de emprego, por isso os candidatos devem ficar atentos a todos os detalhes, para conseguirem se destacar na hora da entrevista e, para isso, nada melhor do que conhecer as principais características que são mais valorizadas pelos recrutadores na hora de contratarem um novo funcionário.

Iniciativaé sempre uma das características mais citadas pelos recrutadores quando vão comentar sobre o que eles procuram nos candidatos. Os recrutadores observam muito se os candidatos são pessoas sempre prontas para servir, por exemplo, o simples fato do recrutador deixar a caneta cair no chão já serve para avaliar se o candidato imediatamente se prontifica a apanhar a caneta ou se ele fica esperando que o próprio recrutador tome esta atitude.

Uma boa conversa deixa claro para o recrutador se o candidato é uma pessoa que sabe antecipar os fatos, se age de forma rápida, então é bom que você comece a observar em si próprio se a "Iniciativa" é uma de suas características e se não for, melhor trabalhar esta questão com mais cuidado.

Trabalhar em equipeé outra característica indispensável nos dias atuais. Todo recrutador faz questão de avaliar o candidato e descobrir se ele sabe de fato, trabalhar em equipe, se tem a característica de querer ajudar, se prontificar para ajudar o colega de trabalho, se compartilha suas ideias ou se é daquelas pessoas que está sempre querendo aparecer sozinho, querendo ser o dono da verdade sempre e trazendo para si todos os méritos.

O trabalho em equipe nunca foi tão valorizado como agora, por isso é bom que você tenha esta característica, porque ela é determinante na conquista de uma vaga de emprego.

A lista de características mais valorizadas pelos recrutadores não para por aqui, confira outras:

– Ética;

– Visão estratégica;

– Inovação;

– Empenho;

– Foco nos bons resultados;

– Empatia;

– Multifuncional;

– Experiência;

– Segurança;

– Objetividade.

Ainda, os recrutadores buscam candidatos que realmente estejam dispostos a "vestir a camisa da empresa", estando sempre alinhados aos valores desta empresa e trabalhando sempre para que o crescimento seja para todos.

Por Russel


Alguns tipos de entrevistas são mais realizadas em recrutamentos e servem para avaliar características específicas dos candidatos.

Você foi convocado para uma entrevista de emprego? Sabe como ela será?  Para estar preparado e mandar bem na conversa com o recrutador é fundamental conhecer a forma da entrevista. Por exemplo, ela pode ser por meio de uma conversa técnica ou até mesmo em grupo. Que tal conhecer os tipos de entrevistas mais comuns?

– Entrevista com foco em comportamento:

Neste tipo de conversa, o recrutador terá foco nas características pessoais do candidato e, assim, verá se elas são compatíveis com o cargo. Neste tipo de entrevista existem pontos fortes que são destacados como, por exemplo, experiência, conhecimento, habilidades na área, entre outras.

– Conversa técnica:

Neste tipo de entrevista, o recrutador que conhecer as habilidades do candidato na área. Desta forma, o foco é centrado nas habilidades. Geralmente, o entrevistador tem muito conhecimento da área, para avaliar o candidato.

– Entrevista de caso: lidando com um problema.

Neste tipo de entrevista, o candidato pode lidar com um problema comum que a Organização tenha passado. O foco é notar como o interessado pela vaga vai lidar com os conflitos que podem surgir na empresa e como ele vai encontrar a solução.

– Entrevista em grupo:

Este tipo de conversa é comum em processos de trainee. O candidato deve escutar atentamente a orientação do recrutador e procurar segui-la de forma adequada. Muitas vezes, é pedido uma mini apresentação da carreira do candidato, por exemplo.

– Videoconferência: a importância da tecnologia.

A videoconferência é uma entrevista realizada pelo computador. É muito comum quando a Organização esta recrutando profissionais de diferentes partes do mundo, por exemplo. Antes da entrevista, é fundamental que o candidato verifique a conexão da internet, assim como, a câmera e o microfone, para evitar qualquer tipo de interrupção durante a conversa.

– Entrevista por telefone:

Neste tipo de conversa, o recrutador procura conhecer o candidato por meio de informações básicas como pretensão salarial, horários, entre outras. As Organizações buscam conhecer mais detalhes, que muitas vezes, estão faltando no currículo. 

Por Babi


A capacidade de ter uma boa comunicação é uma característica importante para os profissionais, pois com ela é possível tem um bom desempenho no trabalho e uma boa integração com a equipe.

A boa comunicação é uma das características mais importantes dos profissionais atuais. Por meio dela é possível ter um excelente desempenho profissional e integração com sua equipe de trabalho. Os bons profissionais sentem a necessidade de se comunicar de maneira eficiente para o melhor rendimento de suas carreiras.

Na hora de se candidatar a uma vaga de trabalho, a comunicação também é importante, tanto para a entrevista como para cultivar relacionamentos. No entanto, apesar de todos os benefícios que a boa comunicação fornece para os profissionais, a maioria deles não a possui.

Normalmente, quem acha complicado se comunicar bem, muitas vezes indica o crescente volume de informações no mundo como maior empecilho. Visto que todos nós sabemos que o volume de informações não irá diminuir, de nada adianta reclamar.    

A maneira de compreender o mundo e os meios de se comunicar com os outros está mudando. Sendo assim, precisamos estar atualizados e buscar algo na essência para que possamos nos tornar bons comunicadores. É necessário que os profissionais atuais percebam e depois desenvolvam capacidades de acordo com as novas ferramentas disponíveis. Em resumo, isso significa ter envolvimento com as reais dimensões da comunicação.   

O profissional precisa conseguir lidar consigo mesmo, ou ter o controle pleno de suas características da personalidade. Se conseguir isso, ele será capaz de trabalhar cada detalhe de seu comportamento e transformar a timidez em impulso para ter confiança aliado ao entusiasmo.   

Vale lembrar que um bom comunicador tem ampla capacidade de se colocar no lugar de outras pessoas. Isso é essencial para ser persuasivo e conquistar outros por meio da comunicação. Este profissional avalia a maneira com que ele diz algo a outras pessoas, como tonalidade de voz e expressões faciais.   Ao ver o quanto a comunicação interfere em nossas vidas, para o bem ou para o mal, é preciso levá-la a sério, na sua profundidade.

A comunicação tem um poder suficiente para conseguir provocar mudanças significativas em nossas vidas. Mudanças que são movidas pela dignidade, ética e amor.

Por William Nascimento


Saber organizar e gerenciar o seu tempo influencia na produtividade do seu trabalho. Seguindo algumas dicas é possível ter tempo para realizar as tarefas do dia a dia e ainda ter bons resultados.

Tempo é um recurso valioso, principalmente, nos dias de hoje. Devido à correria do cotidiano, acabamos desperdiçando-o de várias maneiras, por isso, saber como administrá-lo e gerenciá-lo é fundamental para que o dia seja produtivo e as tarefas possam ser cumpridas dentro do prazo. Independente de ser no trabalho, faculdade ou na vida pessoal é essencial saber organizar e dar prioridade as tarefas e encontrar maneiras para realizá-las de forma rápida e efetiva.  Que tal aprender algumas dicas para gerenciar o seu tempo e ficar mais produtivo no trabalho?

– Defina as tarefas importantes

Quais são as suas atividades importantes no trabalho? Defina prioridades e metas, antes de executá-las. Faça uma lista, por exemplo, para manter tudo organizado ou até um cronograma para facilitar. Determine o tempo de cada atividade e depois é só ir riscando. Comece pelas atividades urgentes.

– Distrações: as vilãs do tempo

As distrações como redes sociais, por exemplo, são vilãs do tempo. Portanto, deixe para acessar os aplicativos do seu smartphone após terminar as atividades do seu trabalho. Para manter a produtividade, é preciso ter foco e estar concentrado na tarefa que esta fazendo. Pequenas distrações podem roubar uma boa parte do seu tempo e no final você poderá ter acumulado tarefas desnecessariamente. Mantenha o equilíbrio e deixe as distrações para a hora do intervalo.

– Aproveite a internet e evite filas

Use a tecnologia a seu favor. Quanto mais você puder resolver as coisas pela internet, melhor. Desta forma, você não precisa ir aos estabelecimentos e enfrentar filas demoradas, por exemplo, e perder um tempo, que poderia estar sendo aproveitado em outra atividade.

– Descanso: ele é fundamental

Além do planejamento, é essencial separar um tempo para descansar e desocupar a mente. Desta maneira você repõem as energias para ficar com disposição e produtividade nas tarefas. Portanto, deixe um momento para o lazer e durma bem, para descansar e aguentar o ritmo no próximo dia.

Gostou das dicas? O que você faz para gerenciar o seu tempo? 

Por Babi


Algumas atitudes erradas podem te prejudicar antes mesmo de participar de algum processo seletivo. Tomar certos cuidados e ficar atento às atitudes é essencial.

Procurar um emprego é provavelmente uma das etapas mais complicadas para alguém que está ingressando no mercado de trabalho. A fase de entrevistas, decidir qual o melhor caminho a seguir, como agir, tudo isso faz parte de uma complicada fase pela qual todos nós passamos, mas quais atitudes são as corretas e quais são as erradas na hora de procurar um trabalho? Confira aqui algumas dicas de atitudes que você NÃO deve ter nesse momento tão importante.

– Não se preparar para as entrevistas:

Esse é um erro óbvio e muito comum, pois muitos pensam que apenas ser você mesmo na hora de uma entrevista de emprego te garante uma boa performance. Isso está longe de ser verdade, você tem que se preparar para falar sobre sua vida profissional e sobre suas habilidades com convicção, o recrutador com certeza vai avaliar o modo como você fala e conduz a entrevista.

– Pedir recomendações depois de anos sem falar com as pessoas:

É desconfortável pedir esse tipo de favor para alguém que você não fala há anos, evite ao máximo tomar essa atitude, mesmo que muitas vezes ela seja necessária, ela pode manchar sua imagem com a pessoa que você está pedindo. Essa é uma situação delicada, pense muito bem antes de tomar qualquer tipo de atitude.

– Marcar várias entrevistas no mesmo dia:

Você deve tomar cuidado na hora de marcar suas entrevistas, é verdade que temos que agarrar as oportunidades que temos, mas muitas vezes ao tentar agarrar tudo, você acaba perdendo. Não espere chegar o dia em que tem duas entrevistas para se decidir, tente negociar e marcar em datas diferentes ou pelo menos em horários distantes, assim você poderá dar conta de tudo e não manchar sua imagem com nenhuma empresa.

– Pedir resultados rápidos:

Essa é uma atitude que pode te tirar do processo seletivo, espere a empresa entrar em contato e tenha cuidado se for fazer isso, você pode parecer apressado e ansioso demais. Entre em contato apenas se a espera for longa demais, muitos processos seletivos duram semanas, ainda mais quando são de empresas muito grandes.

Por Tom Vitor de Freitas





CONTINUE NAVEGANDO: