Profissionais com experiência na área de manutenção de carros e que estejam a procura de um emprego podem concorrer a uma das 70 vagas que estão sendo oferecidas pela rede Oficina Brasil, especializada em serviços automotivos.

As chances são para as unidades da empresa espalhadas pelo Estado de São Paulo. As oportunidades estão divididas entre três cargos, sendo eles: alinhador, mecânico e técnico de injeção eletrônica.

Os candidatos devem ser maiores de 18 anos e ter concluído o Ensino Médio. Também é necessário ter feito curso técnico na área em que irá atuar.

O salário médio é de R$ 1,5 mil e os contratados ainda receberão vale-refeição e transporte.

Quem se encaixar no perfil descrito acima e quiser concorrer a uma das vagas deve acessar o site www.redeoficinabrasil.com.br e clicar na opção 'Adicionar seu currículo'.

Vagas para os demais Estados onde a empresa possui franquias devem ser anunciadas em breve.

Por Thiago Martins 


A mão de obra brasileira é drasticamente criticada pelos próprios empresários. A construção civil, por exemplo, sofre com a falta de profissionais qualificados, não porque eles não existem, mas sim em função do número insuficiente de trabalhadores para suprir o novo cenário do segmento no país.

Apenas como exemplo, a mesma questão pode ser aplicada em outros ramos de atividade. No intuito de desenvolver, na prática, as habilidades nas negociações em cobrança comuns do dia-a-dia, a Associação dos Comerciantes de Materiais de Construção (Acomac) de Porto Alegre promove o 5º módulo do curso ‘Oficina de Cobrança’, com carga horária total de 12 horas.

Das 19h30 às 22h30 dos dias 23 a 26 de maio, os cursandos terão acesso a temas como noções sobre a origem das dívidas, a relação de crédito e cobrança, administração de conflitos, as principais justificativas usadas pelos devedores, análise do cadastro e avaliação do cliente, desenvolvimento de habilidades para geração de caixa, fechamento de negociações, entre outros.

Ministrado na sede da Acomac de Porto Alegre (Avenida Manoel Elias, 2180), o valor da inscrição para os associados é de R$ 75; para não associados sobe para R$ 100. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (51) 3386-1658 ou através do e-mail acomac@acomac.com.br.

Por Luiz Felipe T. Erdei

Fonte: Associação Nacional dos Comerciantes de Material de Construção





CONTINUE NAVEGANDO: