A pior parte do dia não é quando ele termina como num domingo ou começa como numa segunda, mas sim quando deixamos que parte dele vire um tédio. De acordo com o nosso dicionário, a palavra "tédio" significa desgosto, nojo e um sentimento enfadado estimulado pela demora no desenvolvimento de algo, ou ainda, um aborrecimento decorrente de longos dias de isolamento.

Quando estamos entediados no trabalho, por exemplo, parece que nos falta coragem para sermos mais criativos, produtivos e ânimo para prosseguir com a rotina do dia a dia. Para se criar o tédio, basta ter um dia cansativo e repetitivo, e isso é o suficiente para nos deixar estressados e mal-humorados. Se ultimamente você tem andado assim na sua rotina profissional, atente-se às dicas a seguir:

– Tente renovar suas habilidades:

Antes mesmo que o tédio te pegue no seu trabalho, que é o lugar onde ele mais gosta de estar, tente se renovar à cada dia. Para isso, comece mudando algumas de suas atitudes simples do dia a dia. Faça as coisas que você está acostumado a fazer de um jeito diferente e surpreenda as pessoas à sua volta, pois quando você está em um ambiente onde se sente acolhido, de certa forma, as situações parecem ter outro sentido, tornando a convivência mais harmoniosa e o trabalho mais prazeroso.

– Fique atento à sua rotina no geral:

Às vezes, não é sua rotina do trabalho que está sendo afetada pelo tédio, e sim uma outra rotina de sua vida pessoal refletindo em sua rotina profissional. Neste caso, uma rotina é afetada pela outra. Portanto, antes de sair para o trabalho, procure estar com a mente limpa e a cabeça tranquila de preocupações e perturbações da vida cotidiana. Saiba, porém, que você precisa cuidar de sua rotina para que ela não faça de você escravo dela. Enfim, esteja sempre preparado para ressignificar seus dias.

Por Daniela Almeida da Silva


Indiscutivelmente passamos muito tempo correndo contra o tempo. Um dia tem 24 horas, mas temos a necessidade que tivessem pelo menos 30 horas para conseguirmos realizar todas as atividades que precisamos.

Uma atividade diária que mais toma nosso tempo no dia, com certeza, é o trabalho; passamos entre 8 e 10 horas diárias dentro as organizações e parece complicado conseguir conciliar o tempo do trabalho e de nossas atividades pessoais. Mas será que não existe um modo de conseguirmos adaptar nossa rotina para conseguirmos ser bons profissionais sem cairmos em estafa?

Quando pensamos em ganhar tempo, consequentemente acabamos por pensar em organização e o que passa a ter mais peso não é viver com falta de tempo, mas a falta de tempo para viver. Afinal é bastante complexo ser multitarefa.

Para começar o otimizar seu dia a dia sem pensar se desesperar todas as vezes que se depara com milhares de e-mails diários para responder, além de lidar com as demandas do chefe e de outro departamentos. Nossa dica não é nenhuma daquelas que vemos todos os dias em sites de conselhos sobre como ganhar tempo e viver bem. Nossa dica talvez seja a mais simples, entretanto a mais eficaz: pensar; pensar com curiosidade, sim, isso pode fazer muita diferença.

Pense curiosamente sobre suas ações e encontre o fio condutor que o levará às identificações daquilo que não se faz mais necessário e pode ser coisas simples. Pense, por exemplo, sobre aquelas newsllester desnecessárias que você assinou há anos atrás e que hoje não faz mais sentido. Parece banal, mas só o tempo que você pode perder tendo que excluir dezenas de e-mails deste tipo poderia ser melhor aproveitado. Use apenas o que for realmente agregador e dê preferência àquelas noticias ou atividades que possam relacionar vida profissional e pessoal em uma única atividade.

Realizando algumas dessas ações, sua vida ficará mais leve e a conciliação entre o pessoal e o profissional mais fácil. Você conseguirá inclusive usar aquelas horas extras desnecessárias para um jantar com os amigos ou um cinema.

E viva a qualidade de vida.

Por Igor Lima





CONTINUE NAVEGANDO: