Diante de muitas pessoas em uma sala de reunião, mais cedo ou mais tarde todos os colaboradores presentes irão passar pelo desafio de apresentar suas ideias, projetos e pontos de vista, com eficiência, prática e objetividade. São desafios que podem colocar em jogo decisões da empresa e até trajetórias da carreira de cada um. Fique atento, pois existem algumas técnicas que podem ajudar você a evitar gafes nesses momentos.

Uma apresentação, para ser boa, tem de ser rápida, leve e muito objetiva. Ela precisa ir direto ao ponto e fazer algum sentido para a audiência.

Os discursos, ainda que sejam informais, devem ser baseados em três aspectos considerados fundamentais: o roteiro, os recursos denominados visuais e a performance do apresentador. O maior desafio das apresentações nas reuniões seria manter esses três aspectos equilibrados (é óbvio que o profissional deve respeitar as características de cada evento).

As melhores apresentações são aquelas em que o assunto sempre se sobressai, apesar de tudo. E quando você está diante de um público variado, é recomendável o mínimo de ruído possível para não atrapalhar, pois tem gente sim que não consegue prestar atenção quando a pessoa que está falando tem até pelos saindo pelo nariz, pode acreditar.

A comunicação está no DNA do ser humano, mas isso não significa que sempre vamos conseguir passar nossas ideias da melhor forma. Não adianta fazer diversas pesquisas e ficar mostrando só gráficos.

É importante sermos ágeis no momento que estamos transmitindo informações, sem ter que abrir mão de recursos audiovisuais e de designs que são atraentes para o momento e para os executivos. As pessoas não costumam ter tempo e nem paciência, hoje em dia, vivem com diversos estímulos ao redor delas, como os celulares, por exemplo, então, a informação precisa ser muito interessante e relevante. Uma boa dica é apresentar vídeos, por exemplo, mostrando em tempo real as cenas do consumidor, sem ultrapassar cinco minutos.

Por Daniela Almeida da Silva





CONTINUE NAVEGANDO: