Confira aqui algumas dicas para evitar a timidez excessiva no trabalho.

Desde os tempos escolares muita gente sofre com a timidez, uma dificuldade de falar em público ou com pessoas desconhecidas. Isso pode ser um grande problema para a vida profissional, já que alguém que é muito tímido não consegue chamar atenção para si, seu trabalho ou suas qualidades.

Caso esse seja seu caso, não é motivo para começar a se desesperar e desistir da carreira. Ainda existem soluções para o problema, separamos aqui algumas dicas para lidar com a timidez extrema e evitar danos à vida profissional.

1. Identifique o Problema:

Será que todo mundo que é tímido se acha tímido? Nem sempre, muitas vezes as pessoas inventam desculpas para seu comportamento introvertido e nunca se tocam do problema. Para começar a melhorar é necessário identificar sua timidez e decidir de qual tipo é, se é tímido com todo mundo ou só com seus chefes (por exemplo) ou se só é tímido no trabalho. E caso esteja em dúvida a resposta já está aqui: quem se acha tímido certamente é.

2. Estude o assunto quando precisar apresentar algo:

No trabalho é comum precisar fazer apresentações para chefes, gerentes e outros ou explicar um projeto. Tímidos podem ter muito problema com esse tipo de situação, já que exige se expor, algo que odeiam. Para garantir aquele sentimento de confiança e de que tudo dará certo, pesquise a fundo seu assunto, fique especialista nele. Dessa maneira se sentirá mais confiante para falar e também evitará embaraços desnecessários.

3. Não finja ser o que não é:

Algumas pessoas introvertidas tentam resolver seus problemas se tornando abertos e comunicativos. Uma tática que raramente dá certo porque é uma mentira que cedo ou tarde acabará. É recomendado que o tímido continue sendo do seu jeitinho, só trabalhe aqueles pontos que estão atrapalhando na vida pessoal e profissional.

4. Esteja com pessoas que te deixem confortável:

Estar com um grande número de pessoas é um desafio para qualquer introvertido e pode levar até ao isolamento. Para conseguir se relacionar com colegas de trabalho ou de estudo tente se misturar em grupinhos pequenos e de preferência com pessoas que te deixem confortável e que tenham interesses em comum.

5. Encontre ajuda especializada:

A maioria dos tímidos consegue se superar através da exposição diária e dos desafios, mas tem gente que apesar de tudo isso continua tendo problemas. Nesse caso vale à pena busca ajuda profissional de um psicólogo que orientará o paciente para o melhor caminho.

Gizele Gavazzi


Pesquisa revela que profissionais que descansam por alguns minutos a cada hora são mais produtivos do que os que trabalham direto.

Você tem o hábito de descansar durante as atividades? Faz pequenas pausas ao longo da tarefa, para tomar um café e esticar o corpo? Ou pelo contrário, senta e começa a trabalhar por horas seguidas? Se você respondeu sim para a última pergunta, a sua produtividade pode ser afetada seriamente.

De acordo com Travis Bradberry, que é coautor do livro Emotional Intelligence 2.0, organizar o trabalho em grandes blocos de 8 horas não faz sentido. O recomendado é fazer intervalos curtos de descanso a cada hora.

O autor inspirou a sua ideia por meio do Draugiem, grupo da tecnologia da informação, que utilizou um programa de computador para medir o tempo de produção dos funcionários da empresa, ou seja, aferir o nível de produtividade e saber o tempo que gastavam para realizar as tarefas. Segundo o estudo, o tempo não era fator relevante e, sim, a forma como ela é estruturada. Desta forma, profissionais que tiravam curtos períodos de descanso eram mais produtivos do que as pessoas que trabalhavam sem parar.

Além disso, a proporção ideal encontrada foi de 52 minutos de trabalho para cada 17 minutos de descanso. Desta forma, os profissionais que conseguiam seguir este ritmo conseguiam atingir um nível alto de concentração. Assim, eles conseguiam manter o foco 100% na atividade que estevam realizando, sem distração.

De acordo com o psicólogo e presidente da consultoria empresarial TalentSmart, Bradberry, isso ocorre porque o cérebro alterna períodos de grande energia, seguido por quedas de 15 a 20 minutos.

Que tal conferir algumas dicas para ser produtivo no trabalho?

Planeje o seu dia de forma natural em intervalos menores de tempo. Por exemplo, a cada uma hora de trabalho, descanse por 10 minutos. Aproveite para tomar um café ou esticar o corpo. Foque na sua atividade, ou seja, respeite o momento. Não se distraia e concentre-se. Desta forma, nem pense em acessar redes sociais, aplicativos, entre outros utilitários. Durante o descanso, relaxe e afaste do trabalho. Isso inclui caminhar, conversar com o amigo ou ler. Nada de telefonar ou conferir a lista das próximas atividades. O descanso aumenta a produtividade. Não espere o cansaço bater. Cuidado para não chegar à exaustão mental. Se você esperar o cansaço aparecer, você perde o pico de produtividade.

Por Babi


Confira aqui algumas dicas que podem ajudar a se destacar no competitivo mercado de trabalho.

O mercado corporativo está competitivo e os profissionais buscam por posições estratégicas dentro das empresa e investem em conhecimento ou carreira internacional, ou seja, cada vez mais as pessoas estão buscando crescer e se desenvolver de forma profissional. Mas como se diferenciar no âmbito profissional?

As pessoas têm atitudes e pensamentos diferentes diante dos obstáculos, o que pode fazer a diferença na competividade que existe no mundo profissional. Neste sentido, procure cumprir tudo o que você prometer, por mais simples que seja. Por exemplo, falou para o seu chefe que vai chegar 07:30h? Então chegue a empresa neste horário. É fundamental que o profissional tenha palavra e saiba cumprir o que foi dito.

Além disso, não fale mentiras na empresa, mesmo que sejam pequenas. Pessoas que falam a verdade têm credibilidade e conquistam o respeito do outro no ambiente de trabalho. Portanto, evite espalhar fofoca ou perder tempo com assuntos que sejam desnecessários.

Você assume os seus erros? Não culpe a sua equipe ou seu chefe por um erro que tenha cometido. Encare o deslize, saiba o porquê e aprenda a lição. Os fracassos existem para serem superados, por isso, assuma a sua responsabilidade.

Existem pessoas no mundo corporativo que não são educadas ou simplesmente não têm o hábito de cumprimentar. Que tal ser um diferencial? A educação é fundamental no ambiente de trabalho, por isso, fale sempre “Bom dia”, “obrigada”, “como está”, ou seja, busque ser educado com as pessoas que trabalham com você.

No ambiente profissional, muitas vezes a regra é ser desonesto ou até culpar o outro de forma injusta. Que tal ser exceção neste meio? Seja honesto e justo nas suas decisões, saiba expor o que quer de forma clara e objetiva e confie no seu potencial.

O mercado, atualmente, precisa de profissional de atitude e de credibilidade, que não tenha medo de sair da sua zona de conforto e lutar de forma sincera pelo seu objetivo. Sucesso!

Por Babi


Confira aqui os principais fatores que influenciam na produtividade dentro do ambiente de trabalho.

Existem diversos fatores que afetam a produtividade no trabalho e como consequência podem afetar de forma negativa o ambiente no trabalho. A produtividade varia diariamente: o profissional pode estar bem em um dia e no outro não. É preciso saber controlar e lidar com a situação. Que tal conferir os principais fatores que podem afetar a produtividade para combatê-los?

O sono é um aliado da produtividade e a falta dele pode provocar alterações negativas. Uma noite bem dormida faz a diferença para o desempenho profissional, pois a pessoa tende a ficar mais motivada, alerta e presente nas situações. A falta de sono afeta de forma negativa a rotina de trabalho, além de manter o profissional desmotivado ou sem foco.

Muitos profissionais não têm uma postura positiva, são pessimistas por natureza. Sempre reclamam por tudo, acha que tudo ao redor vai dar errado e não possuem uma visão otimista. Por isso, é fundamental que a pessoa tenha uma visão positiva das situações e busquem enxergar as coisas positivas, mesmo que a empresa esteja atravessando um período de crise, por exemplo.

A falta de atividade física também afeta a produtividade. Que tal aproveitar o horário do almoço para se exercitar? Ou no início da manhã antes do trabalho? Além de contribuir para a saúde, o treino ajuda a manter o foco na rotina e também a despertar emoções positivas que existem dentro de você.

O perfeccionismo exagerado também pode atrapalhar a produtividade na rotina de trabalho. Desta forma, é necessário existir um equilíbrio porque a perfeição exagerada pode levar ao fracasso. Pessoas extremamente perfeccionistas podem rever a mesma tarefa diversas vezes e acabar perdendo o prazo, por exemplo. Busque fazer as coisas dentro do seu melhor e da sua realidade.

Cuidado para não perder tempo com atividades que não são prioritárias. O profissional deve saber administrar o tempo para tomar decisões, realizar as atividades e encarar os desafios que fazem parte do ambiente corporativo.

Por Babi


Confira aqui algumas dicas de como se motivar no ambiente de trabalho.

Você consegue se motivar sozinho ou é dependente do ambiente externo? Espera pelo reconhecimento do seu chefe e equipe de trabalho ou consegue estabelecer os próprios planos e estratégias? A motivação é um elemento fundamental para conseguir bons resultados para a empresa e também para desenvolver as suas competências pessoais e profissionais. Que tal conferir algumas dicas?

Normalmente as pessoas auto-motivadas conseguem criar os seus próprios mecanismos de recompensa e feedback. Estes profissionais têm autoconhecimento e sabem reconhecer os seus pontos fracos para melhorá-los e também conhecem os fortes. A motivação é um processo que deve ser construído diariamente, por isso, comece estabelecendo metas que tenham indicadores de resultado. Por exemplo, tem dificuldade em entregar prazo? Estabeleça um tempo para cumpri-lo e sem atrasos. Comece de forma simples e aumente o nível de dificuldade aos poucos. Estabeleça metas que sejam desafiadoras e dentro da sua realidade.

Acompanha a sua performance e a evolução dos seus resultados. Não fiquei esperando o reconhecimento do seu chefe, ou seja, se você atingiu a sua meta, fique feliz, sem esperar a aprovação das pessoas ao seu redor. A dependência de fatores externos pode provocar frustração.

Conseguiu cumprir o que estabeleceu? Estabeleça uma recompensa para si mesmo, pela força de vontade. Pode ser um fim de semana badalado, uma viagem no próximo feriado, ou seja, elabore um mecanismo de premiação. Desta forma, você ficará mais motivado no dia a dia e escolha o prêmio que quiser. As metas devem ser comemoradas.

Outra dica é sair da zona de conforto. Os profissionais devem arriscar, cumprir prazos e encarar responsabilidades. Não espere as circunstâncias externas para sair do comodismo, assuma o que você quer e comece a fazer pequenas mudanças no dia a dia, a fim de encontrar os resultados almejados. Aproveite para adquirir e desenvolver novas competências e acredite na sua capacidade para alcançar o que quiser na carreira profissional.

Por Babi


Confira aqui algumas dicas de como manter o foco e melhorar a produtividade dentro do ambiente de trabalho.

Você consegue manter o foco no trabalho? Este é um desafio para muitos profissionais, sobretudo para àqueles que se deixam levar pelos vilões da produtividade e acabam produzindo pouco e quase nenhum resultado. Que tal conferir algumas dicas para manter o foco no ambiente profissional?

O celular é um dos principais ladrões do tempo, sabia? Com a conectividade e interatividade por meio do aparelho, o profissional pode se “desligar” do trabalho e acabar se concentrando em outros assuntos distintos, sobretudo quando acessa aplicativos ou mídias sociais. Por isso, quando estiver trabalhando ou se concentrando em alguma atividade de curto prazo, deixe o aparelho no silencioso e não deixe as janelas de ícone aberto. Deixe para visualizar as novidades depois da atividade. Assim, o profissional consegue manter o foco e a produtividade.

Você reserva tempo para responder os e-mails? Interromper uma atividade para responder uma mensagem é uma das vilãs da concentração. Marque um horário para responder. Por exemplo, você pode estabelecer a hora do almoço ou no fim do dia, de acordo com a sua rotina.

Como é o seu dia a dia no trabalho? Faça uma lista com as prioridades do seu cotidiano e a siga. Assim você vai ter clareza do que precisa ser realizado. A lista pode ser feita no dia anterior ou no início da manhã, por exemplo.

Os períodos de concentração devem ser alternados com intervalos de pausa. Por exemplo, a cada 25 minutos de trabalho, aproveite para tomar um café e se levantar da mesa. Ou a cada 50 minutos descanse 10. Estabeleça um intervalo de acordo com a sua produtividade. Assim, você eleva a sua eficiência no ambiente corporativo.

Controle a sua ansiedade para não perder o foco. Execute uma tarefa de cada vez e dê o melhor de si. Esteja presente no momento da tarefa desempenhada. Gostou das dicas? Não deixe de comentar e compartilhar!

Por Babi


Otimismo é uma característica fundamental para ter sucesso na vida pessoal e profissional. Confira aqui algumas dicas de como ser mais otimista.

Você é otimista? Tenta ver sempre o lado bom das coisas? Se a vida te der um limão, você faz uma limonada saborosa, por exemplo? Ser otimista é fundamental para alcançar o sucesso na vida pessoal e profissional. Porém, isso não é fácil devido às tensões do cotidiano, as cobranças na empresa e a rotina agitada. Veja as dicas de como ser uma pessoa otimista!

Crenças Limitantes: Um Grande Vilão

As crenças limitantes são as coisas em que você acredita e com isso acaba se limitando. Por isso, é fundamental que o profissional faça uma análise verdadeira sobre as suas crenças, ou seja, como a realidade está sendo encarada. Evite pensamentos negativos e frases como: "não vou conseguir", "não dou conta", entre outras. Estes tipos de crenças impedem a pessoa de agir e encarar novos desafios.

Decida-se Ser Otimista

Você é muito pessimista e quer mudar? A mudança não ocorre da noite para o dia, é preciso muita dedicação, sobretudo no começo. Por isso, reflita e dê o primeiro passo para mudar. Este é o início de uma grande mudança. Faça uma análise e busque mudar a cada dia que passa. Lembre-se de começar aos poucos e ir aumentando no seu ritmo.

Não tenha Postura de Vítima

Lembre-se de que as adversidades surgem no caminho e elas devem ser vistas como oportunidade para crescimento e desenvolvimento pessoal. Portanto, não foque no problema, mas como ele pode ser solucionado. Estabeleça metas para si mesmo e cumpra-as.

Foque em Frases Positivas

Cole frases de pensamentos positivos na sua mesa de trabalho ou outro local visível. Desta forma, assim que o pensamento negativo aparecer, leia a frase e mude a sua forma de pensar. Tenha uma agenda e busque anotar cada mudança que conseguir. É ótima forma de ir analisando o seu progresso, não acha?

Lembre-se de que pensamentos bons atraem coisas boas para a sua vida. Boa sorte e sucesso!

Por Babi


Confira aqui algumas dicas do que fazer para conseguir uma promoção na empresa que trabalha.

Você está sonhando com uma promoção? Quer encarar novos desafios, mudanças e ainda ganhar um aumento no salário? Mas o que você está fazendo para lutar pelo seu objetivo? Que tal conferir algumas dicas e quem sabe começar 2016 com àquela promoção tão sonhada?

Inicialmente assuma uma postura de dono. Neste sentido, procure viabilizar e focar todos os recursos disponíveis para buscar novas oportunidades dentro da Organização, principalmente em geração de receita.

Além disso, a preguiça deve ser deixada de lado. O profissional que realmente deseja uma promoção deve buscar ser o mais produtivo possível, acordar cedo, cumprir prazos (mesmo que apertados) e evitar reclamar.

O profissional deve buscar ir além da sua rotina, ou seja, encarar tarefas novas e trabalhar com muita dedicação a fim de conseguir a promoção que almeja. É necessário ter estratégia no âmbito corporativo, por isso, a pessoa deve saber o cargo que quer ser promovido, o salário, entre outros.

Quais são as práticas de promoção na sua empresa? Uma boa dica é conversar com o setor de recursos humanos (RH) sobre o plano de carreira, por exemplo. Além disso, verifique os profissionais que foram promovidos de forma recente.

Que tal conversar com o seu chefe sobre os seus objetivos? Pergunte sobre as chances de crescimento na empresa, dependendo da relação que o profissional possui com o seu superior, ele pode dar as orientação para conseguir um novo cargo na empresa, por exemplo.

Você sabe aproveitar os feedbacks que recebe? Por meio deste recurso, a pessoa pode tentar estabelecer uma meta com o chefe, visando alcançar a promoção. Saiba receber as críticas de forma construtiva, conheça os seus pontos fortes e fracos, para melhorá-los.

Lembre-se de que a promoção não ocorre do dia para a noite, é necessário ter um tempo e o profissional deve se estabilizar na empresa, alcançar uma posição favorável e adquirir experiências dentro da área profissional.

Por Babi


Confira aqui algumas atitudes que podem prejudicar e até mesmo atrasar a sua carreira profissional.

O ambiente profissional é repleto de desafios e competividade nos setores. Mas existem posturas que podem simplesmente prejudicar a sua carreira profissional, sabia? Crescer de forma profissional implica ter postura e saber estabelecer limites. Que tal ficar por dentro de algumas posturas prejudiciais e que devem ser evitadas?

profissional que fala “sim” para tudo e aceita executar todos os diferentes tipos de atividades. No ambiente corporativo, a pessoa deve saber falar “não” para não perder o foco das atividades principais. Além disso, a pessoa que fala “sim” pode assumir uma carga de compromisso maior do que pode cumprir e, assim, não entregar a tarefa dentro do prazo ou não cumpri-la, por exemplo. Por isso, aprenda a dizer “não” e só assuma atividades que possam ser cumpridas.

Muitos profissionais trabalham para pagar as contas apenas. Desta forma, não estabelecem um objetivo ou uma prioridade na vida. Qual a razão do seu trabalho? Por que você levanta da cama todos os dias? Que tal refletir um pouco sobre as suas principais realizações e vontades?

A falta de proatividade é um dos principais fatores prejudicais na carreira. As pessoas tendem a atrasar as suas tarefas ou deixar para executar uma atividade de última hora. Atualmente, o profissional deve ser proativo e não ficar esperando as coisas acontecerem, é necessário lutar pelos sonhos. Você é proativo ou tem medo de ser porque se sente inseguro? Faça uma autoavaliação para encontrar as respostas e estabelecer as mudanças necessárias na sua vida profissional e pessoal.

Outra postura inadequada é a falta de autoconhecimento. O profissional deve se conhecer, saber os seus pontos fortes e fracos, para tentar suprir ou corrigir lacunas. Por meio do autoconhecimento, várias habilidades podem ser desenvolvidas no mundo corporativo, por exemplo. Por isso, é fundamental que as pessoas tenham motivações, saibam os seus valores e princípios, para promover as mudanças adequadas.

Gostou das dicas? Não deixe de compartilhar com os seus amigos!

Por Babi


Confira aqui algumas dicas de como melhorar e ser um bom chefe.

Liderar uma equipe não é uma tarefa fácil. Um bom chefe deve saber motivar, apoiar e reter os melhores profissionais para o sucesso da Organização. Além disso, uma equipe motivada desenvolve tarefas mais habilidosas e trabalha mais animada, o que reflete nos resultados. Mas como ser um bom chefe?

Um bom líder deve ser justo com sua equipe e tratar todos de forma igual. Desta forma, procurar sempre cobrar o que foi delegado, ou seja, apenas a tarefa que foi executada. A ética também uma característica imprescindível para um bom chefe. O exemplo deve ser dado dentro da empresa e também fora dela. Por exemplo, não adianta ser ético no trabalho e depois estacionar o carro em um lugar proibido. O líder é visto como exemplo pela sua equipe.

O chefe não deve querer carregar o mundo nas costas, ou seja, é fundamental que ele aprenda a delegar tarefas. Além de não sobrecarregar, a delegação faz com que a equipe evolua no ambiente de trabalho. Porém, a tarefa delegada deve ser feita de acordo com a capacidade de cada profissional. Ao passar a atividade, explique-a de forma clara, objetiva e com uma linguagem apropriada. Estabeleça o prazo e a forma de execução da atividade.

Os objetivos da empresa devem estar alinhados com os da equipe. Por isso, o líder deve ter o hábito de motivar os funcionários e tentar aliar ambas as partes. Além disso, o chefe deve fornecer feedback constante aos seus funcionários, para que eles possam conhecer os seus pontos fortes ou fracos, para melhorá-los. Desta forma, a tendência é que a equipe possa crescer e se sentir motivada a encarar novos desafios na empresa.

O chefe deve assumir a responsabilidade da equipe, porque ele a representa. Assim, o líder deve conhecer os seus recursos, ferramentas de trabalho e se motivar a tentar alcançar bons resultados para a Organização.

Por Babi


Saber trabalhar em equipe é uma das principais qualidades exigidas pelo mercado. Confira aqui algumas dicas que podem ajuda-lo a trabalhar melhor em equipe.

Você sabe trabalhar em equipe? Saber trabalhar em grupo e ser produtivo é um desafio para muitos profissionais, principalmente para os mais tímidos. É necessário saber compartilhar opinião, argumentar, discutir, ou seja, dialogar da maneira certa e ao mesmo tempo mantendo o respeito. Que tal conferir algumas dicas de como trabalhar em equipe?

O profissional deve conhecer o seu perfil e tentar entender as situações em que ele sai melhor ou pior, a fim de corrigir falhas e as lacunas existentes. Por exemplo, você tem o hábito de falar mais que o necessário? Tente identificar os seus pontos fracos para corrigi-los.

As pessoas têm um perfil diferente para trabalhar e precisam saber lidar com isso. Extrovertido pode ter dificuldade em realizar um trabalho de equipe com um profissional introvertido, por exemplo. Desta forma, é preciso estabelecer uma adaptação e saber gerenciar, para que a tarefa saia de acordo com o determinado.

Além disso, os profissionais que tendem a ser extrovertidos podem perder o foco do trabalho porque gostam de socializar. Todavia, é fundamental que cada um busque se conhecer, para tentar encontrar bons resultados.

Uma das principais maneiras de trabalhar em equipe é tentar estabelecer o que cada integrante vai fazer. Ou seja, cada um será o responsável por uma determinada meta, que deve ser cumprida no prazo de cada um. Assim, o grupo estará focado no objetivo e sem perder o prazo.

Você é tímido e não gosta de falar muito? Então, antes de uma apresentação de um trabalho para a sua equipe, por exemplo, você pode tentar estruturar a sua fala com antecedência. Visualize o cenário e organize mentalmente o que vai fazer. Como as suas ideias já estão estruturadas na mente, a tendência é que a sua forma de comunicação se saia melhor, porque vai fluir de forma mais natural.

Você gosta de trabalhar em equipe ou é mais individual? Deixe a sua opinião!

Por Babi


Confira aqui algumas dicas de como melhorar a sua motivação no ambiente de trabalho.

A motivação é fundamental para o sucesso na carreira profissional. É o combustível para a realização dos projetos e sonhos, e a força necessária para não desistir, apesar das dificuldades que podem surgir no caminho. Você já abriu mão de algum objetivo porque considerou difícil? A motivação é a força que impulsiona para conseguir um emprego novo, assumir uma nova função na empresa e encarar desafios no ambiente profissional.

A pessoa que é motivada tem uma postura diferente na vida, o que facilita no momento de cumprir metas, independentemente de ser de curto ou longo prazo. Desta forma, é fundamental que o profissional procure se automotivar diariamente, para que permaneça firme e focado na realização dos seus sonhos.

A motivação geralmente é perdida porque a pessoa esquece os motivos pelos quais ela está lutando. Por isso, é fundamental que ela escreva o que deseja e deixe em um lugar visível. Por exemplo, começar um curso novo de inglês para assumir uma posição futura na empresa. A meta deve ter prazo para começar e muito comprometimento para conseguir bons resultados.

Além disso, é possível criar cenários na mente, para manter a motivação. O profissional pode visualizar o que deseja de uma maneira detalhada. Por exemplo, você está pensando em comprar uma casa nova? Então mentalize a cor, faixada, os moradores, decoração, ou seja, tudo o que realmente quer. Ao criar estes cenários, a pessoa vai estar ancorada na realidade e ter força de vontade para lutar pelo sonho e enfrentar os obstáculos que podem surgir ao longo do caminho.

A paciência e a perseverança também são ingredientes essenciais. Muitos projetos demandam médio a longo prazo e o imediatismo dos dias de hoje pode interferir de forma negativa na concretização dos objetivos. Portanto, além da motivação, a pessoa deve se comprometer com o seu sonho, independentemente do tempo. Como você costuma manter a sua motivação? Compartilhe com a gente a sua história. 

Por Babi


Você sabe por que a organização é importante para o seu trabalho? Um ambiente organizado aumenta a sua produtividade e te ajuda a manter o foco nas tarefas. Além disso, aumenta o seu bem-estar no trabalho e proporciona uma melhor qualidade de vida.

Não importa como é o seu tempo, é preciso que você reserve um espaço na agenda para organizar o local que você trabalha e passa a maior parte do tempo. Como começar uma boa faxina?

Primeiramente descarte tudo o que você não usa: papeis rascunhos antigos, entre outros. Jogue tudo fora. Deixe na sua mesa apenas o que é importante e necessário para o seu trabalho.

Como está o seu armário ou a mesa do seu escritório? Está desorganizada? Tire um tempo para arrumá-la. Deixe na sua mesa apenas o material que você utiliza. Organize o seu armário colocando tudo no seu devido lugar.

Crie uma pasta no seu computador com seus documentos pessoais. Coloque os recibos, conta a pagar, documentos, entre outros. Mas, lembre-se de que cada documento precisa de uma pasta. Deixe tudo organizado, para que possa ser mais fácil encontrar depois.

Caso existam contas que você não pode jogar fora e queira guardá-las, que tal criar um arquivo morto? Mas, lembre-se de que ele também deve ser organizado. Não crie uma pasta para todos os arquivos, e sim uma pasta para cada.

Separe um dia na semana para organizar as suas correspondências pessoais.

Os seus compromissos mais importantes como eventos e reuniões devem ser organizados no seu celular, para que você possa ter um lembrete. Ou se você tem o hábito de ler agenda, coloque nela. Mantenha tudo escrito, para que não se esqueça de nada.

Antes de dormir, faça o seu planejamento para o próximo dia. Procure seguir o que organizou, para que possa economizar tempo e não desperdiçá-lo com outras tarefas menos importantes. 

Por Babi


O bem-estar no ambiente de trabalho é uma busca constante de diversos profissionais, diversos departamentos, a fim de promover um ambiente criativo e produtivo. Estar de bem com seus colegas e com o ambiente físico que o envolve garante que os pensamentos estejam motivados e livres para alcançarem ideias novas e seguirem rumo ao alcance de metas, rumo às conquistas mais íntimas.

Por outro lado, problemas podem fazer com que a equipe perca muitas horas de trabalho. Distrações, deslocamentos desnecessários, falhas com as atuais tecnologias, como internet e telefone, podem fazer com que cerca de 44 horas produtivas por semana caminhem "ralo abaixo", de acordo com pesquisa da Steelcase, empresa de mobiliário corporativo. A pesquisa acusou também que cerca de 17% das despesas com os colaboradores da empresa são devidos a tais falhas.

A conclusão foi determinada após considerar o tempo que os funcionários afirmaram perder tentando resolver essas questões.

No Brasil, a pesquisa foi realizada em julho deste ano com empregados de multinacionais que atuam aqui no país.

Os funcionários apontaram alguns fatores que julgaram relevantes, como retenção de talentos, incentivo à inovação e criatividade, e satisfação da força de trabalho.

Nesse contexto, cerca de 86% dos talentos são perdidos, eles vão em busca de oportunidades que os reconheçam e estimulem sua capacidade produtiva. A pesquisa também mostrou que as formas de trabalho devem se modificar, com opções mais flexíveis, por exemplo, com ambientes mais informais e por que não o Home Office.

De acordo com a responsável pela pesquisa, Izabel Barros, os dados indicam que, no futuro, as atividades Home Office tendem a aumentar, os trabalhos tendem a invadir as fronteiras para fora dos edifícios de concreto. Ela acredita que caminhamos para um ecossistema de espaço de trabalho que envolve nossas casas, o escritório, e espaços públicos. Dessa forma os gestores também otimizariam os custos, mantendo os melhores talentos.

Por Vivian Schetini


A vida é movida por desafios e o mercado de trabalho também é assim. É preciso que a pessoa procure se destacar no ambiente e para ter uma carreira bem sucedida é preciso estar preparado. Não importa qual é a sua situação, ou seja, se está em um bom emprego ou procurando uma oportunidade, é preciso conhecer o seu perfil para que possa traçar o que almeja. Que tal conferir algumas dicas de como se destacar na Organização?

– Mudança: enfrente-a!

Não tenha medo de mudar e encarar o novo. Isso tudo faz parte da vida profissional. Muitas vezes deixamos grandes oportunidades de lado, por medo. Por isso, encare o novo cheio de vontade e determinação. Muitas vezes, são necessárias alterações no comportamento para que a mudança ocorra e assim possa ocorrer crescimento e progressão.

– Não deixe de estudar!

Invista nos seus conhecimentos e estude o máximo que puder. Avalie os conhecimentos que serão úteis e vão contribuir para o seu sucesso. Estudar é uma das melhores maneiras para garantir a sua qualificação na empresa ou mudar de cargo. Não deixe de investir em si mesmo!

– Crie uma rede

Interaja com os seus colegas de trabalho e crie uma rede de relacionamento. Desenvolva o seu networking não só dentro da empresa, mas fora dela também. No dia a dia profissional, procure ajudar as pessoas ao seu redor.

– Planeje a sua carreira

Planeje a sua carreira. Saiba onde quer chegar e ir, ou seja, mantenha o foco e a determinação. Não atire para todos os lados. Elaborar um planejamento vai te ajudar a decidir o que deseja no futuro. Avalie até onde chegou, o que fez e o que deve fazer para progredir.

– Seja produtivo

Seja produtivo e comprometido com a empresa em que trabalha. Busque dar o melhor de si e supere os seus desafios. Além disso, procure sempre apresentar aos outros o seu resultado positivo para a empresa. 

Por Babi


Estabelecer boas relações no trabalho é algo difícil para algumas pessoas, pois envolve a compreensão de diversos fatores, entre eles, amizade, respeito, cordialidade, entre outros. É claro que esse assunto se torna mais complexo no trabalho, afinal, é um ambiente onde as pessoas se convivem praticamente o dia todo. E, para que essa convivência seja harmoniosa e proveitosa, é preciso estabelecer bons vínculos, ou seja, boas relações.

Veja algumas dicas simples:

– Respeite as diferenças. Quando falamos em diferenças, entramos em uma versão totalmente ampla do assunto, onde envolve diversos aspectos. Se analisarmos pelo lado instintivo, cada um quer ter mais privilégios que os outros, e isso impedem as pessoas de terem empatia pelo próximo, no geral. Por isso, a melhor coisa que você precisa fazer para garantir uma boa relação é ter respeito pelas diferenças acima de tudo, pois são com elas que se pode aprender a cada dia.

– Seja flexível. Ser uma pessoa flexível implica em ter que abrir mão de você mesmo às vezes para poder se adaptar ao outro em prol de uma boa convivência e respeito. Quando você se torna uma pessoa flexível, as pessoas te respeitam mais também e se sentem mais a vontade perto de você.

– Seja compreensivo. Pessoas que são compreensíveis têm a capacidade de se decepcionar menos e observarem mais.

– Se preocupe mais em ajudar o próximo. Pessoas que ajudam o próximo têm mais autoconfiança e autoestima elevada.

– Reconheça seus erros. As pessoas que sabem reconhecer seus erros são capazes sentir mais empatia pelo próximo. Enfim, trate as pessoas como você gostaria de ser tratado. Se coloque no lugar do próximo, assim você estará estabelecendo uma relação de confiança também, pois normalmente, as pessoas costumam se sentir mais segura perto de pessoas que passam confiança.

Experimente colocar aos poucos essas dicas em prática e perceba a diferença nas suas relações.

Por Daniela Almeida da Silva


A convivência no ambiente de trabalho é algo que ainda causa desânimos em profissionais de todos os ramos. Pode parecer complicado, mas ter que conviver com vários tipos de pessoas ao mesmo tempo e ainda ser quem você é, é um desafio constante, mas não impossível. É claro que existem regras que devem ser seguidas para facilitar para todos, mas isso nunca é o suficiente.

Se você consegue "matar um leão" por dia,  e todos os dias, com certeza pode melhorar esses quatro aspectos no seu ambiente de trabalho:

1. Organização e produtividade: esses dois são praticamente um "casal" que se completam. Um depende do outro e se falta um deles na sua rotina, com certeza seu dia não será o mesmo. Mantenha sua organização em dia no seu trabalho e carregue isso como prioridade, assim, com certeza sua produtividade irá a mil.

2. Relacionamento: Outro fator muito importante é o tipo de relacionamento que você estabelece no seu convívio profissional. Querendo ou não, isso vai influenciar sua carreira, pois é a partir daí que você será capaz de estabelecer bons contatos ou não, e eles poderão com certeza fazer parte de seu networking futuramente. Um networking é de extrema importância para um profissional. Por isso, seja mais flexível e tolerante com os outros profissionais do seu convívio.

3. Comunicação: Comunicação é a chave do negócio e sempre vai ser muito útil para todas as áreas de nossa vida. No trabalho a coisa é mais séria, pois é através da comunicação que é possível desvendar comportamentos não verbais que possam ou não estarem escondidos. Fazer cursos de desenvolvimento pessoal, marketing ou vendas é uma boa, pois ajuda a aprimorar a comunicação falada e escrita, que são ferramentas essenciais para um bom profissional.

4. Postura: Quando falamos em postura incluímos propriamente o seu significado em questão, ou seja, posição do corpo, compostura e ordens que obrigam a cumprir uma certa demanda que envolvem alguns deveres.

Se você é um profissional que quer ter reconhecimento,  deve cumprir um código de ética dentro das práticas de conduta profissional. Portanto, nada de brincadeirinhas fora de hora ou atitudes que não condizem com o ambiente de trabalho.

Por Daniela Almeida da Silva


Você se encontra em uma situação crítica em seu trabalho? Talvez esteja faltando um pouco de alegria no seu ambiente de trabalho para tornar você mais feliz. É o que afirma Nataly Kogan, CEO e co-fundadora da Happier, empresa startrup que tem como objetivo ajudar pessoas a serem mais saudáveis e felizes em todas as áreas de suas vidas.

Recentemente, Nataly publicou no site de moda Refinery29, um manual com 10 dicas para ajudar as pessoas a terem uma visão diferente e mais divertida de seu ambiente de trabalho, confira:

– Dê uma escapadinha de 60 segundos:

Configure seu celular para despertar durante o dia e faça pequenas pausas. Levante-se da mesa, espreguice-se, respire fundo e esqueça um pouco o computador e o celular. Caminhe pelo escritório, tome um café, um chá ou coma aquele seu chocolate predileto. Retorne depois para sua mesa.
Você perceberá que está mais calmo, renovado e com mais controle para gerir suas tarefas.

– Realize uma outra tarefa antes de checar seu e-mail:

Para ganhar tempo, faça uma outra tarefa antes de abrir seu e-mail, assim você não se sentirá sobrecarregado e terá mais pique para realizar as próximas tarefas do dia também.

– Bloco de anotações:

Reserve um bloco de notas para fazer anotações pessoais durante seu expediente, como por exemplo os acontecimentos positivos do dia a dia. Isso trará mais otimismo, além de passar segurança e entusiasmo para encarar os próximos dias de trabalho.

– Dedique-se para deixar seu espaço de trabalho mais legal:

Dê um toque especial levando uma foto favorita sua e exponha ela de um modo divertido, usando sua criatividade para trazer humor ao ambiente. Se possível, utilize outros acessórios engraçados como porta canetas e outros objetos personalizados.

– Pratique gentileza todos os dias:

Seja gentil com seus colegas e faça a diferença. Surpreenda-os levando alguma comida que eles mais gostam e faça uma surpresa para eles. Pode ser um bolo, uma torta ou algum outro aperitivo. Procure elogiá-los. Chame alguém para sair e seja mais engraçado com eles. Isso trará bem-estar para você e consequentemente para todos.

– Ouse nas reuniões:

Procure ousar um pouco. Faça reuniões em uma caminhada ao invés de ficar sentado o dia todo trancado em um escritório. Isso te deixará mais leve para cumprir suas tarefas.

– Saiba procrastinar com inteligência:

Ao invés de ficar adiando uma tarefa ou ficar olhando para o relógio esperando o tempo passar rápido, troque sua tarefa por uns instantes por algo mais inteligente, como uma página de seu livro favorito ou sites de informações precisas na internet. Você se sentirá mais disposto.

– Gerencie melhor suas tarefas:

Estabeleça uma hora para cada tarefa, no mínimo, e dedique-se para cada uma apenas. Evite fazer tudo ao mesmo tempo, pois isso pode te deixar menos eficiente e mais estressado. Lembre-se de se desligar da internet nesse tempo.

– Levante-se ou sente-se melhor:

Sentar-se de modo incorreto vai te deixar indisposto. Prefira levantar e dar uma caminhada no escritório para se movimentar, nem que seja pra tomar uma água. Faça isso como regra.

– Tenha sua música favorita por perto:

Ouça sua canção favorita antes de começar o trabalho ou quando sentir vontade de relaxar. Isso te dará uma dose de energia. 

Por Daniela Almeida da Silva


Ás vezes nós não nos damos conta, mas existem maneiras de deixar nossa rotina de trabalho mais proveitosa e harmoniosa. Entender como uma simples atitude faz a diferença na vida as pessoas  pode mudar o nosso dia a dia. Nesse caso, a atitude mais exemplar e conveniente é ajudar e apoiar seus colegas de trabalho.

Para fazer isso, você pode começar de uma forma bem simples, como oferecer sua ajuda em alguma tarefa. Quando você estiver em um momento em que perceba que alguém está confuso com alguma tarefa, essa é a melhor hora de ajudar de alguma maneira, para isso, aproxime-se e ofereça sua ajuda, seu apoio, dessa forma, além de estar fazendo a diferença cooperando, a confiança entre você e seu colega aumentará e você será muito bem visto dentro da empresa.

Ajude também quando perceber que algum colega está se sentindo mal emocionalmente ou fisicamente. Demonstre compaixão, gentileza e cordialidade, saiba compreender que nem sempre todos têm momentos bons, e que em um ambiente de trabalho há estresse e competitividade que podem causar insegurança nas pessoas. Saber que alguém, mesmo desconhecido, se importa conosco nos faz sentirmos importantes.

Lembre-se que o resultado de tudo aquilo que você faz na empresa não depende só de você. Na verdade, o trabalho sempre é realizado em equipe, mesmo que você tenha seu cargo em uma alta hierarquia, portanto, quando você ajuda alguém realizar uma tarefa, no final, acaba ajudando você mesmo e no progresso de suas competências, além de cultivar qualidades de liderança.

Para quem não se importa, apoiar ou ajudar um colega de trabalho que está precisando pode parecer uma atitude sem valor nenhum. Não ligue se os outros falarem ou te julgarem mal, pois certamente não possuem esta virtude. Cabe a você querer e continuar fazendo a diferença, isso, com certeza, fará muita diferença na vida das pessoas e também em seu ambiente de trabalho.

Por Daniela Almeida da Silva


As pessoas nunca fazem ideia de como usam o corpo no dia a dia profissional. Atender ao telefone, digitar no computador ou ficar sentado na cadeira, por exemplo, exige muito esforço dos seus músculos. Por isso, para não deixar o organismo sobrecarregado, pratique a ginástica laboral.

A ginástica laboral é uma prática que ajuda a posicionar melhor o seu corpo durante o trabalho, pois ela envolve uma série de exercícios que são realizados durante a jornada de trabalho, e tem o objetivo de ajustar a postura e interromper movimentos repetitivos, prevenindo lesões.

Quem costuma ficar sentado o dia inteiro com a postura incorreta, pode acentuar as curvaturas da coluna cervical, e isso pode ocasionar sérias lesões. Por isso, mantenha a postura correta no dia a dia, pois é o primeiro passo para manter a saúde da postura. Além disso, uma postura adequada favorece a dinâmica do bom funcionamento dos seguintes órgãos: coração,  pulmão e alguns músculos, como o diafragma. 

O ideal mesmo é ajustar o assento da cadeira de acordo com a altura da mesa que você trabalha, pois isso fará com que os cotovelos apoiados formem um ângulo de 90º no braço. Esse mesmo ângulo deverá ser alcançado em seus joelhos, para que os pés possam se manter apoiados no chão. As costas devem estar encostadas no encosto da cadeira, que precisa ter uma leve inclinação.

Para não forçar muito o pescoço ou os olhos, será preciso se posicionar mirando o centro da tela do seu computador, ou ser capaz de ler tudo nela sem fazer esforços para movimentar a cabeça para cima ou para baixo. 

Para relaxar o corpo e sua musculatura durante a rotina de trabalho no escritório, é preciso fazer alguns exercícios de alongamento que envolvem técnicas com as mãos,  braços,  ombros e principalmente a coluna cervical. Esses exercícios devem ser realizados entre 15 e 20 minutos, durante três vezes por semana, no mínimo.

Por Daniela Almeida da Silva


Aprender a praticar o Kung Fu (antiga arte marcial chinesa), por exemplo, te dará mais habilidade para meditar e a partir daí começar a desenvolver grandes habilidades que podem te ajudar muito: autoconhecimento, concentração e projeção. Estes são alguns dos êxitos pessoais mais desejados na humanidade. Veja a importância de cada uma delas na sua carreira:

Autoconhecimento: saber claramente o que você gosta de fazer e quais são os seus objetivos irá ajudá-lo a tomar decisões certas de qual profissão escolher. Ainda assim, o aspecto mais importante é conhecer a nós mesmos, pois é o primeiro passo para evoluirmos como pessoas também. O “What Makes a Leader?", um dos artigos mais lidos da revista Harvard Business Review, redigido pelo autor Daniel Goleman, aponta o autoconhecimento como uma das cinco principais características da inteligência emocional. Além do mais, ele destaca esta habilidade como sendo uma das mais determinantes para a formação de um verdadeiro líder. 

Concentração: nossa sociedade tem se tornado multitarefada ultimamente. Ver uma pessoa realizando uma coisa de cada vez é quase uma raridade, pois encontramos todos trabalhando e ao mesmo tempo ouvindo música, online no Facebook, estudando, assistindo um filme ou online no WhatsApp. Esses hábitos nos dão uma desagradável sensação de não termos produzido nada no final do dia ou de ter feito muitas atividades, mas nenhuma profundidade. Quando nos concentramos em uma tarefa verdadeiramente, nos tornamos muito eficazes, pois não existe nada mais sensacional do que um cérebro 100% focado.

Projeção: é o mesmo que intencionar ou projetar aquilo que desejamos. Podemos utilizar esta técnica para atingir objetivos que colocamos em foco de curto, médio ou longo prazo. 

Neste momento você deve estar se perguntando “Como faço para meditar?”. Saiba que não é preciso ir para um templo budista, viajar para as montanhas e nem acender um incenso para isso. Você pode começar fazendo pelas manhãs: escolha um ambiente calmo e feche os olhos, mantenha o foco somente em sua respiração. Em seguida, reflita sobre o que fez no dia anterior e o que precisa fazer no dia de hoje para viver uma rotina saudável e proveitosa.

Por Daniela Almeida da Silva


Diante de muitas pessoas em uma sala de reunião, mais cedo ou mais tarde todos os colaboradores presentes irão passar pelo desafio de apresentar suas ideias, projetos e pontos de vista, com eficiência, prática e objetividade. São desafios que podem colocar em jogo decisões da empresa e até trajetórias da carreira de cada um. Fique atento, pois existem algumas técnicas que podem ajudar você a evitar gafes nesses momentos.

Uma apresentação, para ser boa, tem de ser rápida, leve e muito objetiva. Ela precisa ir direto ao ponto e fazer algum sentido para a audiência.

Os discursos, ainda que sejam informais, devem ser baseados em três aspectos considerados fundamentais: o roteiro, os recursos denominados visuais e a performance do apresentador. O maior desafio das apresentações nas reuniões seria manter esses três aspectos equilibrados (é óbvio que o profissional deve respeitar as características de cada evento).

As melhores apresentações são aquelas em que o assunto sempre se sobressai, apesar de tudo. E quando você está diante de um público variado, é recomendável o mínimo de ruído possível para não atrapalhar, pois tem gente sim que não consegue prestar atenção quando a pessoa que está falando tem até pelos saindo pelo nariz, pode acreditar.

A comunicação está no DNA do ser humano, mas isso não significa que sempre vamos conseguir passar nossas ideias da melhor forma. Não adianta fazer diversas pesquisas e ficar mostrando só gráficos.

É importante sermos ágeis no momento que estamos transmitindo informações, sem ter que abrir mão de recursos audiovisuais e de designs que são atraentes para o momento e para os executivos. As pessoas não costumam ter tempo e nem paciência, hoje em dia, vivem com diversos estímulos ao redor delas, como os celulares, por exemplo, então, a informação precisa ser muito interessante e relevante. Uma boa dica é apresentar vídeos, por exemplo, mostrando em tempo real as cenas do consumidor, sem ultrapassar cinco minutos.

Por Daniela Almeida da Silva


Atrair talentos e retê-los em algumas empresas exige que elas ajustem suas políticas de atração e retenção de profissionais às suas diferenças culturais e o do mercado de trabalho local. No Brasil, por exemplo, as pessoas costumam valorizar trabalhos em que seus colegas estejam inspirados, motivados e sociáveis.

Atualmente os brasileiros estão buscando um ambiente de trabalho mais harmônico, sem estresse, que seja confortável e carregado de energia positiva. Além disso, eles dão preferência a empresas que dispõem de recursos como planos de carreira acessíveis para todos, e com um potencial de ganhos melhores no futuro. São duas vertentes mais buscadas no Brasil.

Na Índia, por exemplo, a capacidade de desenvolver tecnicamente uma equipe de trabalho é um dos fatores mais importantes para manter os profissionais nas empresas. Já no Brasil, esse modelo pode ter um peso menor do que em um ambiente de trabalho informal ou mais aberto, em que os profissionais possam se sentir parte de uma equipe.

Na verdade, quando se trata de ambientes apenas, os brasileiros valorizam aspectos com características mais pessoais em relação ao trabalho. Neste caso, não importa tanto a questão do salário em si, mas sentir-se bem inserido em um ambiente de trabalho que tenha uma boa proposta, com responsabilidade social e diversidade cultural.

Já o pagamento da mão de obra em no mercado de trabalho representaria um impacto muito grande na rentabilidade de empresas grandes, principalmente em países da Rússia, China, África do Sul, Brasil e Índia. No Brasil e na África, por exemplo, a inflação da mão de obra tem um peso mais significativo em cima dos custos das empresas.

O custo de uma mão de obra no Brasil teve uma grande decadência devido a vários fatores correspondentes, o principal deles foi a falta de talentos, em diversas áreas, mas as mais atingidas foram as de mineração e petróleo, por exemplo, mesmo com uma mudança drástica na economia nos últimos anos nas áreas destas empresas.

Por Daniela Almeida da Silva


As redes sociais hoje em dia são acessadas por quase todos os internautas brasileiros. Mais do que nunca, sabemos que é evidente ter que convivermos conectados e de como é espantosa a velocidade com que a informação circula em nosso meio através de toda essa tecnologia.

A respeito disso, podemos observar que as pessoas em geral ainda não estão maduras no âmbito profissional para lidar com esse meio e se esquecem de que muitas vezes não estão lidando somente com seus amigos em uma postagem ou em uma brincadeira de cunho pessoal.

Quem sempre utiliza redes sociais constantemente deve ficar muito atento, pois sabemos que profissionais de RH e recrutadores de empresas normalmente sempre observam seus candidatos ou até mesmo seus próprios funcionários nas redes sociais. As vezes, dependendo do tipo de exposição, pode vir a ocorrer uma rejeição de candidatos em uma seleção ou até uma demissão de funcionários em uma empresa.

As redes sociais se tornaram uma poderosa ferramenta de comunicação e ao mesmo tempo nos tornamos escravos deste meio, por isso, tome muito cuidado com que você vai postar nelas.

Seja cauteloso na hora de expor suas emoções, pensamentos, comentários, fotos com postagens inapropriadas e até mesmo erros ortográficos.

Algo que vale a pena ressaltar é a freqüência com que essas postagens são realizadas. Dependendo do que for analisado pelo seu chefe ou seu responsável, pode denunciar que o funcionário esteja trocando seu horário de trabalho por  lazer em redes sociais e isto pode ser altamente prejudicial e causar uma demissão por justa causa.

Outra dica muito importante, é o funcionário não misturar amigos pessoais com amigos de trabalho na mesma rede social. Procure fazer dois perfis diferentes nas redes sociais para não correr o risco de se comprometer. Procure evitar o máximo usar redes sociais em computadores do seu trabalho.

Enfim, se isto persistir e se tornar um vício permanente, programe seus horários longe de seu expediente.

Por Daniela Almeida da Silva


Já foi devidamente diagnosticado que um funcionário que tem um alto índice de estresse pode ter diversos problemas de saúde, além de não oferecer a empresa os melhores resultados. É exatamente por esse motivo que estamos aqui para falar o quão importante é cuidar para que você não fique dessa forma.

Mas como saber se já está estressado ou está próximo de perder todos os limites?

Existem alguns sintomas e características de uma pessoa que já está sofrendo com o estresse. Alguns fatores que podem mostrar isso são: Irritação com facilidade, insônia, falta de apetite, falta de disposição para trabalhar e para fazer atividades físicas, baixo desempenho no trabalho, entre outras coisas relacionadas.

E se você se identificou com esses itens que foram citados, saiba que a partir de agora é preciso mudar alguns hábitos e os mais importantes deles vamos citar logo abaixo, confira e depois comente o que você achou das dicas de hoje.

A primeira coisa que precisamos falar é sobre o sedentarismo. O sedentarismo nada mais é do que a falta de prática de exercícios, onde a pessoa começa a sofrer com dores no corpo e ainda podem ter diversas complicações de saúde.

O sedentarismo junto com o hábito de fumar pode ser ainda mais agravante, pois eles são considerados como coquetéis de malefícios, onde vai poder acontecer problemas respiratórios, entre outros.

Para começar a melhorar esse aspecto indico que se alimente melhor. Tenha uma dieta balanceada e coma alimentos mais leves, tendo sempre no cardápio frutas, saladas, carnes grelhadas, sucos, sopas, etc.

Outra coisa que pode ajudar e muito é a realização de exercícios físicos, essa deve ser uma prática bem regular. Ao fazer um exercício vai ser possível contribuir com o bem-estar, aumenta também a capacidade de concentração.

Tenha o sono regular em um período de pelo menos 8 horas seguidas e tenha controle emocional, pois dessa forma a sua vida vai ser sim bem mais saudável e feliz.

Foto: Thinkstock

Por Josiane Fernandes de Jesus


Imagem pessoal é muito mais que seu cartão de visita, ela fala por si só. Uma boa imagem pessoal vai muito além da estética e chega na questão da comunicação. Por isso, se você quer ter uma boa imagem pessoal na empresa em que trabalha, capriche na sua marca pessoal para um bom posicionamento profissional.

Mas como entender que imagem é essa e como identificá-la? Eis que listamos algumas dicas simples a seguir sobre o assunto: se você já faz parte da empresa, um dos primeiros passos será se informar no seu setor qual a melhor vestimenta para se adequar à política da empresa e começar a trabalhar. Mas vá com calma, porque isso não é tudo. Se a informação lhe for passada, atenha-se a ela, mesmo que seus colegas de trabalho não levem isso muito a sério, pois com muito tempo de empresa, é normal as pessoas se acostumarem e se tornarem mais casuais. Não há nada demais em querer ser casual, o problema é que a maioria das pessoas leva isso ao pé da letra e isso pode ser visto pelas outras pessoas como um desleixo e desatenção aos detalhes.

Criar uma marca pessoal que te representa em todos os aspectos, todo mundo ao seu redor só terá a ganhar: você genuinamente comunicará seu respeito através da sua marca para qual trabalha, o cliente verá uma continuidade da empresa em você e a empresa se sentirá totalmente segura ao indicá-lo como um representante de seus valores.

Caso a sua empresa não tenha um código de vestimenta, basta começar a observar como seus chefes se vestem, isso talvez pode passar até despercebido, pois são estes profissionais que muitas vezes conseguem traduzir melhor a marca da empresa em que trabalha em suas vestimentas.

Uma boa impressão pessoal pode transformar suas relações pessoais também. As pessoas podem demonstrar respeito a você, e assim você conseguirá passar mais confiança às pessoas ao seu redor. Enfim, saiba passar personalidade na sua postura e jeito de se vestir, pois assim você conseguirá passar a imagem do profissional que deseja ser e as pessoas captarão isso de uma forma positiva também.

Por Daniela Almeida da Silva


Os empregadores cada vez mais estão procurando profissionais com competências acima da média e geralmente essas competências se tornam os atributos mais competidos para os candidatos poderem concorrer a uma vaga, aumentando a chance de obter um bom salário, reconhecimento e estabilidade para crescer na carreira.

Normalmente, as exigências que as empresas fazem nunca são poucas, mas o lado bom de tudo isso é que todas as pessoas podem desenvolver tais competências. Sim, é possível.

Abaixo estão listadas algumas dicas para melhorar cada uma das competências mais exigidas pelos empregadores. Então, relaxe e arregace as mangas:

  • Trabalho em Equipe: Esteja sempre aberto a ouvir, compreender, dialogar e principalmente compartilhar seus conhecimentos com muita humildade, pois você também precisa aprender com seus colegas. Evite ser individualista, colabore mais e esteja disposto a dividir o sucesso dos projetos com seus colegas também, já que o trabalho é em equipe.
  • Habilidades Interpessoais: Escolha sempre causar uma boa impressão, seja simpático, amigável, cordial, elogie, agradeça, valorize as relações, ouça mais, seja afetivo e reconheça.
  • Automotivação e Entusiasmo: Entusiasmo e Automotivação são duas vertentes que mais chamam a atenção nos empregadores, visto que um candidato bem competente sabe muito bem como lidar com essas questões, o que é bom para o lado do chefe, já que ajuda muito na produtividade da empresa.
  • Profissionalismo: Nunca deixe de encarar um desafio, entregue tudo no prazo determinado, esteja sempre com boa disposição e mantenha sempre um ambiente amigável e propício para as tarefas. Evite competições. Faça a sua parte e entregue seus trabalhos com qualidade e efetividade sempre.
  • Proatividade e Atenção aos Detalhes: Nunca espere que o outro faça aquilo que você mesmo pode fazer, ou melhor, seja proativo. Faça sempre o melhor e doe sempre o melhor que você mesmo tem a oferecer. Certifique-se sempre se tudo está como foi lhe solicitado. Fique sempre atento aos pequenos detalhes, pois na maioria das vezes são eles que fazem toda a diferença.

Por Daniela Almeida da Silva


Quando você está trabalhando sozinho em sua sala, é comum surtir aquela vontade de acessar páginas de redes sociais ou simplesmente ficar oscilando no tempo. Saiba que essas pequenas atitudes podem atrasar totalmente seu trabalho, comprometendo sua produtividade.

Já parou para pensar também que você pode estar sendo monitorado em tudo o que você faz no computador de seu trabalho?

Se isso te assusta, é bom então você já ir se preocupando com esta hipótese, antes que algum escorregão possa comprometer sua produtividade e a sua reputação com a empresa.

Muitas vezes, conversas indecentes pegas em redes sociais e e-mails mal interpretados podem gerar demissões até por justa causa.

Para não ser pego com a "boca na botija", aqui vão algumas dicas principais:

  • Use e-mail de trabalho apenas para trabalho: A própria dica é bem mais que sugestiva. Use esta ferramenta apenas para assuntos relacionados com o seu trabalho e dentro da empresa, nada de conversas paralelas com questões pessoais com colegas de trabalho ou fora do trabalho.
  • Envio de e-mails pessoais: Use somente se for por questão de urgência e mesmo assim, peça permissão ao seu superior. Nunca tente burlar nenhuma regra mesmo que ninguém esteja te observando. E-mail é uma das principais ferramentas que são monitoradas em empresas.
  • Redes Sociais: Se sua empresa tem uma página em uma rede social, use com muito bom senso e se for o caso, apenas por questões profissionais. Evite ter contatos profissionais em sua página pessoal, caso contrário, seja cauteloso em suas postagens. Evite usar redes sociais em computadores de empresa, eles são sempre monitorados.
  • Mensagens Instantâneas: Todas as dicas anteriores servem também para mensagens instantâneas em aplicativos de uso exclusivo da empresa. Tenha sempre bom senso, principalmente com brincadeiras e alguma informação desnecessária, pois isso pode comprometer tanto seu lado pessoal com colegas como também seu lado como um profissional na empresa.

Por Daniela Almeida da Silva


Algumas pesquisas comprovam que não é raro concluirmos que até mesmo entre as pessoas bem sucedidas ocorrem períodos de apatia ou acomodação. Essas situações requerem mudanças e dinamismo. Apatia é a falta de motivação e entusiasmo. Sendo assim, se na sua equipe de trabalho não é possível perceber aquele brilho no olhar ou a vontade de fazer a diferença, certamente é porque a apatia ou a acomodação está dominando o ambiente.

Normalmente esse tipo de sentimento ocorre quando não há o compartilhamento de objetivos e metas e também quando falta algum tipo de reconhecimento. Muitas vezes o indivíduo não sabe qual o resultado será considerado o ideal, acreditando que qualquer tipo de resultado não fará qualquer diferença.

Por outro lado, a acomodação pode acontecer até mesmo entre os indivíduos que já foram destaque na equipe, porém, com a ausência de estímulo e reconhecimento, começam a pensar que não compensa fazer a diferença ou que a quantidade de trabalho realizado no ambiente de trabalho já foi o suficiente. Assim, é muito importante que o processo de liderança seja renovado todos os dias de forma que a equipe fique distante da zona de conforto, priorizando novas metas e objetivos.

Alguns especialistas afirmam ainda que para conseguir manter a motivação é necessário que haja vários estímulos, além de valorização pessoal e profissional, isso só é possível através de treinamento e desenvolvimento.

Outras dicas fornecidas são: estabelecer metas claras e que sejam atingíveis; divulgar a todos as metas desejadas para que não haja uma restrição da quantidade de pessoas que irão participar das metas; propiciar condições físicas, tecnológicas, materiais e psicológicas para a conquista do objetivo desejado; envolver-se com as metas traçadas; propiciar um clima interno de incentivo de modo que haja vários lembretes e tenham premiações para os primeiros colocados. E por fim, fazer uma comemoração após a meta traçada ter sido alcançada. Essa é uma forma de fazer com que os trabalhadores sejam notados.

Por Luciana Viturino


Hodiernamente é muito comum encontrarmos trabalhadores que não estão satisfeitos com o trabalho que tem. Entretanto, em muitos casos uma das características que podem causar esse sentimento vem do próprio empregado. Assim, vamos abordar nessa matéria algumas dicas que vão fazer você se sentir renovado logo no início do dia, antes mesmo de ir ao trabalho.

Primeiramente você precisa conhecer bem as regras básicas na qual você mesmo estabelecerá sobre como será suas próximas oito horas laborativas. É como se você fosse criar uma espécie de ritual antes de sair de casa, porém, são algumas dicas que vão fazer você se sentir mais feliz e produtivo no decorrer do dia.

Contudo, o primeiro passo logo ao acordar é agradecer por mais um dia que você tem, afinal não são todos que tem essa oportunidade de levantar cedo e ir ao trabalho. Não importa de que religião você seja e nem a forma de como você irá agradecer, o importante é que o faça.

Outro fator extremamente importante é beber bastante água durante o dia e ter horários fixos para suas tarefas, inclusive para alimentação. No horário que você estiver livre, aproveite para praticar alguma atividade física ou outro exercício que goste. É fundamental que você tenha esse tempo só seu para descansar. Se sua agenda estiver muito cheia, opte por estabelecer prioridades e o restante faça-os em um tempo futuro.

Não reclame do seu trabalho e nem de nada que existe ao seu redor. Pessoas assim são negativas tendem a afastar os colegas mais próximos. Não procrastine as atividades laborais que precisam ser feitas, pois esse é o fator principal do fracasso. Por fim, não minta a respeito de nada que acontece no ambiente laborativo, até porque como diz o velho ditado “mentiras tem pernas curtas”. Priorizar o trabalho e evitar conversas também faz com que o trabalhador renda mais e atinja as metas estabelecidas.

Por Luciana Viturino


Estamos no auge do verão e as temperaturas facilmente batem a casa dos 30 graus na maioria do Brasil. Para combater o calor, além de cuidar da pele com filtro solar e alimentar-se de forma saudável, é preciso cuidado com a roupa que for usar, em especial no ambiente de trabalho. Dependendo da empresa, não dá para fazer o uso do trio clássico de verão regata-bermuda-chinelo. Leia a seguir algumas dicas:

  • Se você não precisa trabalhar de uniforme, não use roupas com decotes exagerados, muito curtas, transparentes ou com a lingerie aparecendo;
  • Respeite a cultura e às normas da empresa, não apareça no trabalho com a barriga de fora, roupas amarrotadas, e no caso dos homens, com a camisa aberta demais.
  • Procure usar peças discretas e em tecidos próprios para o verão, como o algodão. Algumas lojas já estão com peças da estação em oferta. Aproveite para investir em algumas roupas de verão para o trabalho.

Por Selma Isis

 


A dificuldade na capacidade de concentração atrapalha vários setores da nossa vida. No trabalho, por exemplo, manter a concentração com telefone tocando, pessoas conversando ao redor e as preocupações do dia a dia realmente não contribuem para a concentração.

Cultivar o hábito de se concentrar em uma tarefa de cada vez é essencial, a pessoa quando está sobrecarregada fica impedida de realizar as demais coisas de forma eficaz. Procure anota-las e enumera-las dando prioridades entre as tarefas a serem executadas.

O estresse também é fonte de distração, uma mente repleta de pensamentos variados causa estresse mental, procure ser mais focado em suas tarefas, treine seu cérebro.

Entre os fatores causadores da falta de atenção ainda podemos citar o nervosismo e a insegurança.

Caso os problemas com a concentração se tornem mais intensos e prejudiciais procure ajuda de um profissional.

Por Milena Evelyn


Toda empresa almeja ter bons lideres, mas quais são as principais características que classificam esse líder?

Um bom líder é aquele que consegue ter autoridade sem que sua imposição cause desagrado aos outros. O bom líder trabalha de forma decidida e empenhada em extrair de seus funcionários o melhor que há em cada um.

O papel da liderança é almejado por muitas pessoas, porém os futuros candidatos devem seguir algumas dicas muito importantes.

Firmeza, sensibilidade, dinamismo, flexibilidade, empatia e humildade são algumas das características fundamentais que o individuo deve possuir. Além de saber lidar com as pessoas, ter respeito, ser extremamente ético e o fundamental ter conhecimento do seu trabalho.

Pessoas com autoestima elevada geralmente são as mais indicadas aos cargos de chefia em grandes empresas. Vale lembrar que qualquer liderança irá exigir o seu melhor, portanto dedique de verdade.

Por Milena Evelyn


Tudo saiu conforme o esperado na entrevista, agora é assumir o cargo conquistado, mas para isso algumas regras básicas podem e devem ser seguidas constantemente.

A gentileza no tratamento com as pessoas dentro e fora do ambiente de trabalho é fundamental. Cortesia é um ato simples que gera elogios e retorno para qualquer pessoa.

A partir do primeiro dia de trabalho, procure conhecer a política, as normas e os procedimentos da nova empresa, lembre-se: casa nova, regra nova. A adaptação todos nós sabemos vem com o tempo, mas é bom que o novo funcionário se mostre interessado e dedicado a conhecer melhor o funcionamento de seu novo ambiente.

A pontualidade é imprescindível e serve tanto para o horário de trabalho como para reuniões e treinamentos internos.

Um novo emprego é motivo de alegria e comemoração. Mas tenha em mente que quanto mais concentrado e ciente de seus deveres e obrigações você for, melhor será sua imagem perante os superiores.

Por Milena Evelyn


A insatisfação é um problema que atinge qualquer pessoa, sem restrições de idade ou sexo.

No ambiente de trabalho esse sentimento é comum, geralmente as pessoas se sentem dessa maneira, mas não procuram ajuda, nem mudanças e isso acaba sendo ruim.

Os principais sintomas da insatisfação no trabalho são:

  • Sensação de inutilidade, sente que não tem potencial suficiente para realizar determinadas tarefas, sempre se coloca para baixo, reduzindo suas capacidades;
  • Sensação de isolamento: se sentir de foram como se não fizesse parte daquele local, não se identificar no ambiente;
  • Falta de coletividade, de integração, costuma fugir das atividades comuns dentro da empresa, foge das atividades externas e confraternizações;
  • Ter a impressão que a carreira dentro da empresa estagnou, começar a reparar na promoção de pessoas com menos qualificação dentre os colegas;
  • Quando a relação com o chefe é distante ou quando é conflitante, não dão certo, sempre divergem;

Fique atento nesses sinais, não deixe que a insatisfação atrapalhe seu dia a dia.

Por Milena Evelyn


O mercado de trabalho cresce a cada dia, novos segmentos são criados e a tendência é que esse crescimento seja cada vez mais favorável.

Algumas pesquisas indicam que a presença feminina representa 40% dos postos ocupados atualmente.

Mas mesmo com esse expressivo aumento, algumas divergências ainda são encontradas. O salário de uma mulher ainda é menor que o do homem e cargos oferecidos somente para homens, são alguns exemplos.

Muitas vezes a discriminação é notória. O maior número de vagas predomina na administração publica e nos serviços ligados a vida doméstica.

Os cargos de chefia ainda são disputados por poucas mulheres. Mas elas continuam enfrentando a disputa, se qualificando e disputando lado a lado com os homens.

Determinação é a característica mais importante para a realização e o sucesso e independe do sexo.

Por Milena Evelyn


Todo tipo de relacionamento humano é marcado por erros e acertos. Quando o assunto é trabalho, as relações se estreitam significativamente, mais comum ainda entre chefes e empregados.

Interagir no ambiente de trabalho para muitos é um sacrifício e para poucos um prazer. O fato é que esse contato direto ou indireto na maioria das vezes depende resultados positivos para a equipe e por sua vez para a empresa e também notamos isso na família, no namoro, na escola, etc.

Tornar o ambiente em que passamos a maior parte do nosso dia, num local aprazível e saudável é fundamental e é nisso que muitas empresas acreditam. Elas têm implantado salas de convivência, ambientes comuns para que haja uma maior interação interna entre os seus funcionários.

Ambiente saudável gera hábitos saudáveis, buscar qualidade de vida em qualquer situação é a chave para uma vida melhor.

Por Milena Evelyn


Se você faz parte da parcela da população que está assistindo os jogos da Seleção no trabalho, confira as dicas de etiqueta para não fazer feio na festa.

Esqueça as vuvuzelas! Por mais que fique tentado a levar as cornetas para o trabalho, contente-se em utilizar nos jogos de fim de semana. Afinal o barulho é muito chato. Confira com o pessoal do trabalho se perucas, buzinas e chapéu estão liberados.

Evite palavrões! Por mais que o juiz e os jogadores mereçam, não perca a compostura e segure o palavrão.

Aceite outras opiniões! Se você discorda da opinião de um colega de trabalho, tente não entrar em discussões bobas, que podem se reverter no dia a dia do trabalho.

Cerveja só no fim! No intervalo do jogo, vale pipoca, refrigerante, salame e queijo, e outros petisco. Opte pela cerveja apenas no fim do expediente.

Fim de jogo. Meia-hora após o fim do jogo, se concentre e volte a trabalhar. Evite passar o dia inteiro comentando sobre o jogo, você pode atrapalhar alguém.

Lembre-se você é avaliado o tempo todo. Cuidado com suas atitudes!

Por Fernanda Peixoto


Quando a demissão chega, muita gente não tem a menor ideia do que tem direito a receber da empresa. Quando a pessoa que pede demissão, e tem menos de um ano de empresa, ela tem direito de receber os dias trabalhados e o valor proporcional do 13º salário e das férias.

Agora se ela pedir demissão após um ano de trabalho, ela terá direito saldo salarial, 13º salário e férias proporcionais e 1/3 das férias vencidas (caso o funcionário possua) .

Quem é demitido recebe os mesmos direitos de quem pede demissão, mais indenização de 40% do valor depositado no FGTS, aviso prévio e seguro desemprego (dependendo do caso). Ele ainda pode sacar o dinheiro do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço).

Fonte: InfoMoney

Por Fernanda Peixoto


Advogados trabalhistas afirmam que relacionamento amoroso no ambiente de trabalho não pode ser motivo de demissões.

Caso exista um relacionamento afetivo no trabalho, não é motivo de preocupação, uma vez que isso não caracteriza ato grave para que ocorra demissão do funcionário. Porém, não pode ocorrer contato físico no local de trabalho, o que já caracterizaria falta grave e passível de demissão por justa causa.

Beijos, abraços e relações sexuais são os motivos mais comuns de demissões por justa causa. Porém, evitando-se essas situações, não existe nenhum temor por parte dos namorados.

Mas caso o relacionamento seja entre chefe e subordinado, o bom senso reza que pelo menos um deles seja transferido, para evitar mal estar entre outros colegas.

Por José Alberi Fortes Junior


O ideal para qualquer um que está no mercado de trabalho é trabalhar onde é realizado ou onde você tem aptidão e gosto pelo que faz, mas infelizmente não é sempre assim.

Mas mesmo que o atual emprego não é o dos sonhos ou o que sempre foi esperado, deve-se ter consciência de que ele tem que ser feito da melhor forma possível e da maneira mais agradável.

Manter um clima bom com todos a sua volta é fundamental, pois com um ambiente agradável é garantia de evasão dos problemas e de um apoio dos colegas, mesmo quando a situação não é das melhores.

Saber evitar a absorção dos problemas e das dificuldades do dia-a-dia também é fundamental para que as rotinas não se tornem um verdadeiro calvário.

Portanto, mesmo que não esteja na área de sua preferência, haja como se fosse até que você possa se realizar no emprego de seus sonhos.

Por José Alberi Fortes Junior.


Maria Aparecida Araújo e Licia Egger, consultoras de comportamento profissional e etiquetas coorporativas, através do site IG Empregos, dão algumas dicas para melhorar a imagem profissional, buscando promoções ou até melhoria no ambiente de trabalho e suas inter-relações.

São elas: usar somente trajes adequados; não fumar; não comer no horário de expediente; moderar o tom de voz; evitar falar ao celular; não utilizar a Internet para fins pessoais; evitar o palavreado informal; ser proativo; manter seu espaço de trabalho limpo e organizado e sorrir sempre.

Ainda segundo elas, não basta o profissional apenas cumprir bem a sua função, mas deve sempre atentar à sua imagem que corresponde a sua marca pessoal e profissional, visando sempre a melhora em três itens: a aparência, o comportamento e a maneira como se comunica com os outros.

Por Rafael TOTP

Fonte: IG empregos

O trabalhador acorda com ânimo para desempenhar suas funções, mas termina o dia sem fôlego para querer continuar na empresa. O que aconteceu durante seu expediente? Certamente, foram as relações de trabalho que o prejudicaram.

O chamado assédio moral já foi diagnosticado por diversos especialistas. Geralmente, é escolhida uma vítima entre os funcionários para ser alvo da perseguição: por repetidas vezes, recebe mensagens irônicas ou ofensivas, que menosprezam o diferencial competitivo do profissional, sugerem ameaças de mortificação, desemprego, referem-se a ele como pouco qualificado ou inteligente, fragilizam ou inferiorizam, difama ou ridicularizam, impedem a pessoa de se expressar sem dizer o porquê, exigem desempenho além de suas condições de tempo e dinheiro.

As consequências para a empresa começam na queda de produtividade. Para o trabalhador, são doenças físicas e psíquicas e possivelmente um litígio judicial. Para saber mais sobre o assunto: www.assedio.net.

Por Karina Gonçalves


Você está se sentindo intimidado no trabalho? As mãos suam frio diante de mais um dia na empresa? Seu superior ou colegas frequentemente criam um clima hostil a sua volta? Preste atenção, você pode estar sofrendo assédio moral.

Agressões frequentes, ironias, piadas, ou mesmo isolamento, indiferença e desprezo são atitudes do perfil do assediador com a intenção de enfraquecer e desestabilizar seu alvo. Estudos sobre o assédio moral no trabalho demonstram que o perfil da vítima, normalmente, é de pessoas competentes, honestas, com bons salários e que não se subjugam ao autoritarismo.

Problemas e conflitos no ambiente de trabalho são comuns, mas quando a opressão se torna constante e uma ou mais pessoas procuram desestabilizar um colega, seja ele subordinado ou superior, é possível que seja um quadro de assédio moral no trabalho.

Para mais informações sobre esse mal contemporâneo, maneiras de se prevenir dele e denunciá-lo acesse www.assedio.net ou procure o Ministério do Trabalho www.mte.gov.br.

Assista ao vídeo abaixo, com Rossana Floriano, autora do livro “Acosso Laboral nas Organizações”.


Abrangência é a palavra chave para ser incorporada em atitudes profissionais. Mais do que ser multi envolve ser transdisciplinar e, acredite, este profissional é o mais valorizado na empresa.

Uma das habilidades desse profissional é ser multimídia nos meios de se comunicar, ou seja, saber usar os instrumentos de que dispõe (celular, e-mail), usá-los para fazer pressão no funcionário ou no colega é não saber usar.

Um agente transdisciplinar tem capacidade de lidar com diferentes pontos de vista, lidar com conflitos e tomar decisões enriquecedoras, resultado num convívio harmônico e tornando o solo produtivo.

Existe diferença entre multidisciplinar e transdisciplinar, sendo o primeiro, com uma visão mais estática, racional, padronizada. Já o segundo examina todas as influências, numa atitude criativa, intuitiva, que apóia a razão. As duas características não são opostas e sim complementares. Na transdisciplinaridade a pessoa atinge a maturidade ideal, assumindo decisões que não sejam só dele, mas de toda a equipe.

Por: Zilmara Filisbelo

Fonte: Você S/A

Qualquer tratamento mais brutal e desrespeitosa é uma forma de gestão por injuria. Quando o gestor é truculento e não admite as fragilidades de seus subordinados normalmente o tratamento é feito com base na força e usando de sua autoridade.

Os famosos “chefes linha-dura” não conhecem as particularidades de sua equipe, não sabe dos problemas e características individuais dos integrantes e nem se da conta das necessidades de cada colaborador.

Em algumas situações o resultado ate aparece, mas para um trabalho a médio e longo prazo a equipe desgasta e o relacionamento se torna gélido e muito distante, fazendo que quando necessitar de algo mais, a equipe não correspondera.

Por José Alberi Fortes Junior


Chegou o esperado momento que já é assunto há dias, a comemoração do bom trabalho realizado pela equipe, e alguém teve a grande idéia de fazer um churrasco no sábado. A idéia é descontrair. Roupas mais à vontades, conversas mais soltas… é festa, mas continua sendo trabalho, não pega bem ficar desfilando de biquíni fora da piscina, nem ficar em volta do churrasqueiro toda hora.

Manter as boas maneiras e discrição na festa da firma é tão importante quanto no ambiente de trabalho. Lembre-se de que alguns comportamentos podem repercutir na segunda-feira.

Nem pense em levar o notebook para impressionar o chefe, festa é festa, trabalho é assunto para ser vetado nesse tipo de ocasião, pois a intenção é relaxar. Cuidado com os comentários, se a secretária beijou o engenheiro, esse assunto deve morrer no fim da festa. Fazer repercussão dos principais acontecimentos pega muito mal e ainda lhe rende a fama de fofoqueiro.

Por: Zilmara Filisbelo


Todos nós temos ciclos que devemos cumprir nas empresas e ate mesmo na vida. E não é diferente na nossa vida profissional, onde temos fases onde parece que nossa missão em determinadas empresas acabam e parece que somente uma mudança radical ira permitir um crescimento individual.

Acredito que as mudanças de emprego devem ocorrer sempre que alguém chega ao limite. Ou a empresa já não oferece mais nada ao nosso crescimento ou quando nossas limitações individuais não permite a expansão da empresa.

Em nenhum dos casos existe certo ou errado, mas apenas é uma situação normal que exige mudanças.

Quando a empresa chega ao limite, mesmo com a qualificação constante, crescimento ou aumento de remuneração não irá ocorrer.

Mas quando a empresa exige demais e já não há como suprir com as demandas, nada mais normal que o empregador procurar alguém mais qualificado ou disposto a atender as suas expectativas.

Por Jose Alberi Fortes Junior


As férias sempre serão o período de maior alegria para todos os funcionários, afinal se recebe muito bem pelo período e não se tem a obrigação de levantar e ir trabalhar todos os dias.

Porém alguns pontos devem ser levados em consideração e devem ser analisados com muita cautela e planejamento, como os gastos e dívidas, por exemplo.

Quem tira férias, normalmente recebe adiantamento do salário do mês seguinte e também o adiantamento do 13º salário, fazendo que parte da renda futura já fique a disposição. Para quem é descontrolado, isto é um perigo, pois as contas do próximo mês e do final de ano não vão diminuir.

Portanto, seja calmo e não se empolgue com os valores, e saiba que no mês seguinte o salário será menor e no final de ano, não haverá o 13º integral, caso você solicite o adiantamento da primeira parcela.

Por José Alberi Fortes Junior


Quando a equipe não está trabalhando em harmonia vários problemas aparecem, seja de relacionamento, de qualidade e de produtividade.

Um dos principais ofensores ao ritmo de trabalho de uma equipe é quando uma determinada função não funciona e por isso alguém deve corrigir ou, até mesmo, refazer todo o trabalho já realizado.

O tempo gasto, o esforço desnecessário e o custo do retrabalho não há retorno ou forma de compensar, afinal um valor já foi despendido para isso e dificilmente ocorrerá o ressarcimento.

Treinar e capacitar todos os funcionários são as únicas formas de diminuir o risco de acidentes e de erros que acarretem este problema.

Por José Alberi Fortes Junior.


Se formos parar para pensar sobre conflitos profissionais não seremos ingênuos de imaginar que não existem e que nunca existirão.

Como são invitáveis, devemos estar sempre preparados para agir em todas as situações prováveis e já planejar como achar uma rápida e não-traumática solução.

Caso os envolvidos entendam todo conflito com uma negociação, fica mais fácil a resolução, afinal achando um denominador comum se encontrara a melhor solução.

Mas se as partes estejam irredutíveis, não existirá esforço de líder para que a solução ocorra e somente medidas mais drásticas farão o ambiente ficar calmo.

Por José Alberi Fortes Junior.


Já pensou de onde se originou o Orkut? Ele fio desenvolvido por Orkut Büyükkokten, engenheiro turco do Google.

Seu desenvolvimento e criação foram feito em horários de “folga” dentro do seu horário de trabalho.

Algumas empresas, o Google inclusive, incentivam a criação independente de seus funcionários no local de trabalho. Durante certo tempo de sua jornada eles recebem incentivos para criação e desenvolvimento de idéias próprias, que não tem a ver com os projetos da empresa.

Isto faz com que surjam idéias e projetos rentáveis tanto para a empresa (detentora das patentes) quanto para o seu idealizador, que recebe grande parte dos lucros de seu invento.

Por José Alberi Fortes Junior.


Existem empresas que não admitem relacionamentos entre seu quadro de funcionários. Isso porque, em diversos casos existentes, o relacionamento ultrapassa o limite de intimidade e “atrapalha” as tarefas diárias. Principalmente quando o caso existe entre chefe e subordinado.

Além da suspeita de proteção (pelos colegas), a autoridade do patrão pode diminuir para com o subordinado.

Quando isso acontece o ideal é separar relacionamento e emprego.

Logicamente, que é possível conciliar os dois de forma paralela e passiva. Mas sempre mantendo, acima de tudo, a formalidade e o profissionalismo no ambiente de trabalho.

A discrição pode ser um ponto positivo para os envolvidos, pois quanto mais discretos forem menores as chances de “reclamações” dos colegas.

Por José Alberi Fortes Junior


De acordo com Teoria da Evolução de Charles Darwin, o ser  vivo se adapta ao meio em que vive, do contrário, desaparece, morre.

Desta analogia, pode se tirar uma informação muito valiosa. Aquele trabalhador com grande capacidade de adaptação é o que sobreviverá por mais tempo empregado.

Adaptação é uma questão de sobrevivência de todo ser vivo no seu meio e no mercado de trabalho não é diferente.

Este é o que dita a necessidade da adaptabilidade, à realidade de hoje, fruto de uma hodierna, cruel, real, mas humana realidade capitalista, que não aceita exceções às suas imposições de adaptação.


O seu emprego atual atende a todas às suas expectativas? Conforme define o Dicionário Aurélio, Expectativa é: esperança fundada em supostos direitos, probabilidades ou promessas.

Só para esclarecer melhor podemos pensar se, realmente, empresa em que trabalhamos atende ao que esperamos, se são respeitados os nossos direitos trabalhistas, se é cumprido aquilo que nos foi prometido quando ingressamos na empresa. Já dá para tirar algumas conclusões, concorda?

Podemos ir ainda mais longe trazendo a discussão para o âmbito pessoal:

– Estou realmente satisfeito com aquilo que faço, e com o que ganho na empresa?

– Há possibilidades de mudança de cargo ou função, de crescimento e desenvolvimento profissional nessa empresa, se eu assim o desejar?

– Existe incentivo, inclusive financeiro, por parte da empresa para que eu me aperfeiçoe através de cursos de especialização e outros, conforme eu gostaria?

Analisando: se ao menos uma das suas respostas às indagações propostas for negativa, comece a pensar em partir para outra; se duas das suas respostas forem negativas, é hora de partir para outra; se as três respostas forem negativas, você já passou da hora de partir para outra!

Por Lindomar Vieira


Alguns executivos e líderes só são promovidos para cargos mais de destaque quando perdem alguns quilos, quando fazem plásticas, quando fazem implantes de cabelo ou mudam de estilo de vestir.

Isso só demonstra quão importante é a aparência no mundo de negócios. Alguns cargos de chefia e que competem relacionamentos com grandes clientes, é velada a importância do aspecto físico.

Recepcionistas, secretárias, entre outras funções já eram pré-requisitos uma boa aparência, mas agora o corpo nunca foi tão importante para as promoções e ascendência profissional. Não promover por este atributo pode ser caracterizado como assédio moral, mas está tão velado que quase ninguém consegue provar.

Por José Alberi Fortes Junior


Algumas pessoas se sentem mais cômodas quando ficam muito tempo na mesma função, sabendo que tem sua posição e seu salário estará estável e seguro.

Porém a maioria das pessoas espera que o tempo e a produtividade gerasse promoções, gratificações e aumento de salário. Mas, e quando não se percebe que nem a longo prazo isso ocorrerá?

A transparência é importante, pois se a ambição e a vontade de crescer não poderá ser conquistada, o funcionário tem a opção de continuar no emprego, consciente disso, o que vai gerar uma insatisfação e uma frustração futura; ou ainda, o que parece ser a melhor opção, partir para outra empresa.

Por José Alberi Fortes Junior

Uma boa noite de sono faz bem a qualquer um, principalmente para uma seleção de emprego, ou até mesmo para realizar tarefas do dia-a-dia no ambiente de trabalho.

Estar com a mente e o corpo descansados, além de ajudar fisicamente,  também ajuda mentalmente, pois uma mente descansada desenvolve melhor o raciocínio e com o físico descansado o aspecto muda e a mente desenvolve significativamente.

Não deixe acumular os problemas rotineiros, cada dia é diferente e deve ser trabalhado de formas diferentes. O cansaço só atrapalha e prejudica o profissional, além do mais,  um dia com sono não rende absolutamente nada.

Por isso trabalhar respeitando suas próprias limitações é fundamental.

Por José Alberi Fortes Junior

Conhecer diferentes pessoas, novas responsabilidades, novos métodos de trabalho, um novo ambiente organizacional, tudo isso acontece no primeiro dia de emprego.

Obviamente o novo funcionário está nervoso e muito ansioso, pois todos os olhos da equipe estão voltados para o calouro. Sobriedade, discrição, calma e certo cuidado são itens fundamentais para um bom primeiro dia na nova empresa.

A primeira imagem é importante e em alguns casos fundamental para o desenrolar de sua carreira, portanto evite criticar pessoas, processos e ambiente, mesmo antes de conhecer tudo e todos. Procure criar um clima de confiança, respeito e simpatia.

Por José Alberi Fortes Junior

Motivação é um fator indispensável mas muito difícil de conseguir manter. Mas quando você está motivado e sua equipe não? Essa é uma questão importante, pois ninguém consegue atingir ótimos resultados e executar com perfeição as tarefas do trabalho sozinho.

Quando percebe-se que a equipe e o próprio supervisor está desanimado é frustante, mas não pode deixar este fator desmotivar o profissional individualmente.

Empolgar o outro é uma tarefa muito difícil assim como a si mesmo, porém alguém conseguir nos desmotivar é mais fácil do que se imagina, isso acontece a todo momento, são aquelas pessoas que ficam reclamando, que são pessimistas e que insistem em dizer que não irão atingir meta.

Sendo assim é necessário ouvir apenas o que pode-se aproveitar, o restante não absorver. E se possível, transmitir essa empolgação para o colega, pois um dia poderá você ser o desmotivado.


Um ambiente de trabalho mais relaxado interfere diretamente na personalidade profissional de cada funcionário. Por isso diversas empresas estão investindo em salas relaxantes, massagens de alguns minutos, conversas com psicólogos, reuniões de pequenos grupos, isso tudo em meio a jornada de trabalho.

Essas empresas tomaram essa atitude, para que seus funcionários estejam mais dispostos no momento de alguma pressão no trabalho e até mesmo para realização de tarefas. Elas perdem seus funcionários alguns minutos, mas são recompensadas em qualidade e produtividade.

Cada investimento feito em profissionais trará resultados no final de cada mês, pois os mesmos desenvolvem as atividades diárias com empolgação e competência.

Confira no vídeo abaixo técnicas de relaxamento para quem trabalha com o computador:


Uma das funções mais delicadas e complicadas de uma chefia e liderança é saber motivar cada um dos seus subordinados. Além de controlar, preencher vários relatórios e supervisionar todas as funções de sua equipe, manter ela motivada e focada nos objetivos é um desafio diário e constante.

As empresas cientes destes desafios sabem que têm que ter lideranças motivadas, pois ninguém consegue motivar desmotivado. Várias ferramentas motivacionais são usadas, como premiação por metas, cursos periódicos, e o líder também é ciente que caso a equipe não cumpra suas metas, provavelmente irá colocar em risco seu emprego.





CONTINUE NAVEGANDO: