Veja como se sair bem em qualquer Redação de entrevista de emprego.

Muitas empresas usam a redação como prioridade na seleção de novos funcionários. E essa etapa acaba assustando muitas pessoas. Ter um profissional completo requer muita atenção, e a seleção das empresas servem justamente para descobrir as qualidades e experiências desses possíveis contratados. Além da famosa dinâmica de grupo e entrevista individual, existe a redação que serve para saber como o candidato se sai na parte da criatividade, escrita e ideias em relação ao tema proposto pela empresa.

Vamos ver agora como se sair bem na redação dos processos seletivos.

Não se precipite em fazer a redação

Muitos candidatos acabam fazendo a redação em um curto espaço de tempo. Essa pressa é um grande erro dos candidatos. As empresas não esperam que a redação seja feita rapidamente e sim com excelência. O ideal é entender o que foi proposto no tema e ir escrevendo com calma, para não se perder no texto.

Tenha cuidado com erros de gramática

Outra forma de avaliação das empresas na redação é a gramática do candidato. Saber escrever corretamente é muito importante, e dependendo do cargo, ter a gramática impecável pode ser o diferencial. Então evite escrever palavras diferentes ou que você não saiba o real significado. E revise sua redação antes de entregá-la. Essa é uma é uma ótima dica para quem quer fazer bonito na redação em qualquer processo seletivo.

Tenha cuidado com a letra

A letra do candidato também é um fator muito importante. Ela pode destruir até mesmo uma redação feita com a gramática toda correta. Pois como o avaliador vai entender o que o candidato escreveu se a letra for muito ruim ou ilegível? A dica para quem não tem a letra bonita é treinar. O ideal é que se faça isso com frequência. E uma boa tática para isso é copiar textos de revistas e livros, e com um tempo a letra vai melhorar bastante.

Evite escrever gírias na redação

Escrever gírias na redação de uma seleção de trabalho é um erro inadmissível. Então, se o candidato tem costume de falar assim, a probabilidade de escrever da mesma forma é muito grande. A maioria das empresas preza por profissionais que falam e escrevam corretamente, sendo assim, o ideal é se policiar caso queira conquistar a vaga.

Tenha cuidado com a pontuação da redação

A pontuação é essencial em qualquer redação. Sem ela o texto fica confuso e não consegue transmitir o que realmente foi proposto. Tenha cuidado com a falta e o excesso da vírgula, ponto final e exclamação, pois são os três tipos de pontuação mais usados na escrita em qualquer texto ou redação.

Não rasure sua redação

Ao fazer a redação os candidatos devem ter calma, pois se escrever alguma palavra errada será preciso rasurar a mesma. E essa atitude não é bem vista pelos recrutadores. Nesse caso, o ideal é tentar pedir uma outra folha, caso não possa, infelizmente, rasurar será a melhor solução.

Dicas extras que vão além da redação

Agora que você já sabe o que fazer ou não em uma redação, siga as dicas extras para se dar bem em uma seleção de emprego:

– Não chegue atrasado;

– Vista-se de forma correta e evite exageros com a roupa usada e acessórios;

– Fale com calma tanto na entrevista e quanto na seleção;

– Não deixe a timidez atrapalhar seu desempenho em qualquer fase da seleção;

– Leve todos os documentos que forem pedidos no primeiro contato da empresa;

– Monte um currículo bem completo e com todas as informações pessoais e profissionais;

– Não exagere nas respostas das perguntas feitas, fale somente o necessário;

– Com todas essas dicas vai ficar mais fácil conseguir um emprego.

Boa sorte!

Por Cristiane Amaral

Redação para entrevista


Aumente suas chances de ser contratado se comportando de forma certa em uma entrevista.

Hoje em dia muitas pessoas estão em busca de uma colocação no mercado de trabalho. E em meio à essa crise que enfrentamos, está muito difícil ser selecionado até para uma entrevista. Por isso, é importante não errar nesse momento, e dessa forma aumentar as chances de ser selecionado para o cargo oferecido. Então vamos citar abaixo o que o candidato não deve fazer quando for para uma entrevista.

Não chegue atrasado

Um dos maiores erros de muitos candidatos é se atrasar para a entrevista. Isso pode ser um dos maiores pontos negativos que ele pode ter, mesmo sem ser contratado. O entrevistador pode olhar para essa atitude como falta de compromisso do candidato. Aliás, nenhum empregador quer contratar funcionários que não sejam pontuais, então para não correr o risco de se atrasar para a entrevista, o ideal é sair com muita antecedência, é melhor chegar com antecedência do que se atrasar.

Não deixe o nervosismo te atrapalhar

É comum que muitas pessoas fiquem nervosas no momento da entrevista, pois cada empresa tem um estilo diferente de entrevistar, e com isso as perguntas podem ter variações e até mesmo ser complexas. O ideal é chegar ao local e tentar relaxar, antes de entrar na sala, vejo algum vídeo que goste ou escute uma música, assim toda essa tensão tende a diminuir.

Não debata com o entrevistador

Muitas pessoas cometem o erro de debater algum assunto com o entrevistador. Esse é um erro muito grave e pode demostrar arrogância da parte do candidato. O ideal é colocar seu ponto de vista, quando for feita alguma pergunta e apenas isso. Se ele descordar fique apenas em silêncio, pois isso pode ser um teste da empresa.

Desviar o olhar na hora de responder as perguntas

Algumas pessoas que sofrem de timidez extrema podem ter dificuldade de olhar nos olhos do entrevistador na hora de responder algumas perguntas. E se o candidato não consegue fazer contato visual na hora de interagir e responder o que foi perguntado, ele pode ser visto como muito tímido ou até mesmo mostrar que está mentindo sobre alguma resposta, e com certeza esse comportamento só vai prejudicar o candidato.

Não minta na entrevista

Infelizmente é muito comum que alguns candidatos mintam sobre suas informações profissionais. E isso só vai prejudicar o candidato tanto para ser admitido ou até mesmo se ele conseguir a vaga. A mentira sobre alguma informação de experiência ou conclusão de algum curso pode gerar até alguma penalidade para o candidato. Então não cometa esse grande erro.

Não exagere na roupa usada na entrevista

O modo como o candidato se veste pode revelar muito sobre a sua personalidade, até aí tudo certo. Porém, o entrevistador não está interessado na sua roupa, mas é de bom gosto que esse candidato escolha uma roupa neutra, que pode ser em estilo social ou esporte fino. Algumas empresas dão dicas de como o candidato deve se apresentar na entrevista, essa informação é dada na hora em que o candidato recebe a ligação para ser convocado. O ideal e não errar nesse aspecto.

Não mastigue chiclete na hora da entrevista

Essa é uma das maiores gafes que o candidato pode cometer. Nada mais irritante que entrevistar uma pessoa que está mastigando chiclete. Além de não ser nada elegante, o entrevistador pode perder a concentração e até se irritar com esse comportamento, então não mastigue chiclete na hora da entrevista, deixe isso para depois.

Não use o tom de voz muito alto

Muitas pessoas costumam falar muito alto e até mesmo dar gargalhadas. Isso pode ser considerado apenas uma característica no dia a dia, porém, na hora da entrevista esse comportamento pode ser visto como total falta de postura e educação. Fale em tom normal, nem muito baixo e nem alto demais.

Essas são as dicas do que não fazer em uma entrevista!

Por Cristiane Amaral


Confira aqui algumas dicas para ter sucesso em uma entrevista de emprego.

Foi convocado para uma entrevista de emprego? Parabéns, isso significa que você tem potencial para a vaga. Antes de ser convidado para a entrevista, o seu currículo passou por um funil com diversos outros currículos e apenas os candidatos que se encaixaram nos requisitos solicitados pela empresa foram convidados para participar da entrevista com o recrutador.

Entretanto, a convocação para a entrevista não significa que a vaga está garantida. Principalmente hoje, com o grande número de trabalhadores desempregados.

Essa incerteza causa uma certa preocupação, pois todos queremos uma oportunidade no mercado de trabalho. Não importa o cargo em que atua (júnior, pleno ou sênior), a preocupação é sempre a mesma. Porém, conseguimos ficar mais calmos quando estamos preparados, por isso seguem abaixo algumas dicas que poderão ajudar para conseguir a vaga almejada:

  • Faça anotações sobre a vida profissional, os resultados obtidos, as competências, as ações tomadas num momento de conflito, como agiu sobre pressão, principais projetos executados e quais projetos obtiveram sucesso;
  • Pesquise sobre a empresa, compreenda os valores, a visão e a missão dela;
  • Conheça cada informação escrita no currículo, o recrutador fará perguntas sobre ele, verificando se as informações são verdadeiras ou não;
  • Releia o detalhamento da vaga para confirmar se realmente tem a competência solicitada;
  • Verifique todos os certificados referentes aos cursos realizados;
  • Cuidado com a vestimenta, não vá à entrevista com boné, calça jeans, camiseta ou tênis. Já para as mulheres, cuidado com a maquiagem, excesso de perfume e muitos acessórios;
  • Preste atenção no seu comportamento, na postura, no modo de falar e sentar, evitando falar gírias durante a entrevista;
  • Preste atenção nas perguntas realizadas pelo recrutador. Procure responder de forma natural, sem errar ou gaguejar.
  • Procure sempre concluir uma resposta ao recrutador com uma qualidade ou característica que o destaque para conseguir a vaga;
  • Demonstre a vontade de fazer parte da organização.

Além de todas essas dicas, ainda fica uma dúvida. Afinal, quais as perguntas que eu vou precisar responder para os recrutadores? Selecionamos as principais perguntas que os recrutadores realizam numa entrevista:

  • Fale sobre seus pontos fortes.
  • Quais são seus objetivos para daqui 5 anos?
  • Fale sobre seus pontos fracos.
  • Quais motivos levam você a querer trabalhar nessa empresa?
  • Qual sua pretensão salarial?
  • Qual é o nível do seu inglês?
  • Fale sobre suas experiências.

Agora o que resta é desejar boa sorte!

Aline Aparecida Feitosa Dias


Confira aqui algumas dicas do que fazer e como se comportar em uma entrevista de emprego.

Uma entrevista de emprego pode gerar ansiedade, nervosismo e tensão. É preciso saber conversar, mostrar os pontos fortes e transmitir a mensagem adequada para conquistar o recrutador, ou seja, é preciso saber vender o seu peixe e mostrar que você é a melhor a opção para o cargo. Por isso, é fundamental ter autoconhecimento, controle e calma para lidar com os desafios. Mas como agir durante a entrevista?

Seja você mesmo o tempo todo. Por isso, procure ser transparente e verdadeiro ao expor toda a situação. Já imaginou se o recrutador descobre uma mentira? Além de não conquistar a vaga, a sua imagem fica comprometida perante a empresa. Portanto, mantenha um discurso honesto, seja sincero sobre a sua experiência profissional e a sua rotina.

Não encare a entrevista como um momento difícil, mas sim como uma etapa que vai ser vencida, ou seja, como um desafio. Como você lida com as coisas da sua vida? Isso que faz a diferença, por isso, prepare-se para o momento. Memorize o que deseja destacar, de forma positiva e agradável. Trace o seu papel como profissional, enfatize as suas principais qualidades, foque nos seus pontos fortes e tente ter segurança e confiança em si mesmo para conquistar a vaga.

Não tenha medo de fazer perguntas durante a entrevista, mas saiba esperar o momento adequado. Não interrompa o recrutador, é fundamental saber escutar o outro. No momento certo, faça o questionamento que considerar pertinente, isso demonstra interesse pela vaga. Não guarde dúvidas para si mesmo, mas busque fazer perguntas positivas para obter uma boa imagem para a empresa e da posição.

Questione sobre a cultura, as tarefas do cargo e faça perguntas que reforcem o seu interesse pela vaga. Desta forma, o recrutador vai perceber o seu real interesse em trabalhar na Organização, a sua motivação, por isso, não tenha medo de fazer perguntas adicionais.

Independentemente de ter conquistado ou não a vaga, busque ter um feedback. Saiba por que você não foi selecionado, o que faltou, assim você pode corrigir os seus pontos fracos para a próxima entrevista. Busque ter conhecimento e mantenha as portas sempre abertas até conseguir alcançar o seu objetivo. Boa sorte e sucesso!

Por Babi


A entrevista de emprego é a melhor chance para a pessoa demonstrar suas qualidades e o motivo pelo qual deve ser contratada.

Algumas pessoas possuem dúvidas e inseguranças quando se trata de entrevistas de emprego. Uma entrevista é a melhor chance que uma pessoa tem para demonstrar ao empregador o porquê deve ser contratada.

Confira algumas dicas para ir bem em uma entrevista de emprego:

– Pesquise sobre o local para o qual irá fazer a entrevista. Se for uma empresa, por exemplo, procure saber o máximo possível sobre a empresa, em que ramo ela atua, em quais locais, se é internacional ou não. É muito importante chegar com um pouco de conhecimento sobre o local que almeja trabalhar.

– Termine suas frases ou respostas com uma frase positiva. Após contar alguma situação, termine ela com algo bom que lhe aconteceu como, por exemplo, uma promoção. Dessa forma, o entrevistador irá perguntar o motivo da promoção, o que pode te trazer bons resultados. Se a frase fosse terminada em algo negativo, como uma demissão, a tendência é que o entrevistador pergunte os motivos também.

– Em algumas empresas ou locais de trabalho, são feitas perguntas “absurdas” durante a entrevista. Essas perguntas, que soam como pegadinhas, na verdade são feitas para testar o raciocínio lógico do candidato. Sua resposta não precisa necessariamente estar correta, apenas coerente com a realidade.

– Faça perguntas que demonstrem seu interesse na empresa e no cargo. Evite perguntas muito simples que poderiam ser respondidas com uma busca na internet. Deve-se demonstrar o conhecimento que tem sobre o local de trabalho assim como a área que esse atua.

– Em alguns casos os candidatos começam a ser analisados já na recepção do local. Tenha atenção em seus gestos e ações durante todo o tempo. Evite mexer no celular antes e durante a entrevista, pois isso pode acarretar más impressões.

– Não minta na entrevista. Seja sobre suas habilidades, experiência, etc, o recrutador perceberá que o que o candidato está dizendo não é verdade.

– Não tente interpretar um personagem, seja você mesmo. Colocando-se de forma autêntica o candidato será lembrado pela sua individualidade.

– Na hora de escolher o que vestir, procure algo que se sinta confortável e que seja adequado para o local da entrevista. Dependendo do ambiente, não precisará ser algo necessariamente formal. 

Por Isabela Palazzo


Confira aqui os principais erros cometidos pelos candidatos na hora da entrevista de emprego e saiba como evitar.

Está procurando emprego, já foi chamado para diversas entrevistas, porém, nunca consegue ser contratado?  Isso acontece porque alguns profissionais podem estar cometendo erros básicos que podem ser evitados.

Aqui vamos mostrar quais são os erros mais comuns que acontecem no momento de uma entrevista e como fazer para evitá-los.

Os principais erros cometidos são:

– Pensar que estão sendo observados através de um microscópio:

O profissional fica tão preocupado com a pressão da entrevista que se preocupa mais em saber o que o recrutador está pensando sobre ele e esquece que o foco é mostrar o seu verdadeiro potencial e suas metas. O ideal é agir com calma, controlando a ansiedade.

– Tentar disfarçar as Fraquezas:

Todos os seres humanos possuem qualidades e defeitos e muitos candidatos não querem mostrar quais são os pontos a melhorar. Nesse caso seja franco e não tentar mentir ou manipular o recrutador. Quando falar de um defeito, mencione também o que tem feito a respeito.

– Responder de Forma Genérica:

Não use frases prontas no momento de uma entrevista. Vai dar a impressão que você ficou treinando na sua casa. Tente ser o mais natural possível, usando sempre a verdade.

– Não Conhecer a Empresa:

O recrutador deseja encontrar pessoas que se destaquem no meio de tantos outros, por isso, é mais do que fundamental conhecer um pouco da empresa e saber descrever quais são os motivos que deseja fazer parte do quadro de funcionários. É preciso saber o básico.

– Não Demonstrar Interesse:

Candidatos que não mostram interesse na vaga são logo eliminados. A empresa quer ver motivos para investir no profissional. Mas faça isso com cautela para não demonstrar algum tipo de desespero.

As empresas desejam analisar o perfil do profissional para concluir se ele está apto ou não para exercer as atividades propostas a médio e longo prazo. A empresa também quer analisar se o futuro funcionário vai se sentir feliz e realizado na função, pois isso gera mais produtividade. Fique atento a esses detalhes e boa sorte.

Yasmin Fernandes Robles


Confira aqui algumas dicas para se dar bem na hora da entrevista de emprego.

A vergonha e a timidez podem atrapalhar o candidato durante uma entrevista de emprego. É fundamental que o interessado demonstre confiança na suas palavras e atitudes, para convencer o recrutador que ele é a pessoa certa para a vaga. Como vencer o medo?

O medo é um dos vilões do ser humano. Você já deixou de fazer algo por ter medo? Sem saber se realmente vai dar certo ou errado, muitas pessoas simplesmente desistem porque não se sentem capazes diante de um desafio devido ao medo. Que tal guardar este sentimento no bolso e assumir o que você quer para a sua carreira?

Encare o medo como uma oportunidade para melhorar. Durante a entrevista de emprego, quando estiver comunicando com o recrutador, fale com convicção, mantenha a postura, converse com firmeza e responda de forma objetiva as perguntas. Que tal ensaiar a entrevista? No dia anterior, por exemplo, peça para alguém fazer perguntas para você.

Já pensou em programar a sua mente? Visualize de forma mental a entrevista: imagine o cenário, o gestor, a forma como ele e você estarão no ambiente e acrescente detalhes sobre as perguntas que serão feitas durante a conversa, visualize-se calmo e confiante. No dia da entrevista, a probabilidade é que você esteja mais calmo e concentrado.

O seu corpo pode mostrar timidez por meio de uma postura arqueada ou com movimentos travados. Que tal mudar a situação? Abra os ombros com confiança, solte as mãos e erga o corpo, para corrigir a postura.

Normalmente as pessoas tímidas tendem a falar consigo mesmas e muitas vezes o diálogo pode ser negativo. Que tal começar a falar com você mesmo de forma positiva? Incentive-se e acredite no seu potencial para conquistar a vaga e encarar a entrevista de emprego. Seja você o seu maior motivador.

Você já deixou de fazer algo por medo? Conte para a gente. Sucesso!

Por Babi


O candidato pode se destacar e aumentar as chances de ser bem visto pelos recrutadores em entrevistas e dinâmicas.

Em meio à crise financeira que assola o país, é cada vez maior o número de pessoas procurando emprego, o que eleva – consideravelmente – o montante de candidatos por vaga. Por isso, é essencial que o candidato, durante as entrevistas e dinâmicas, destaque-se e aumente as chances de ser 'bem visto' pelos recrutadores

Selecionamos dicas de como se destacar nos processos seletivos e, quem sabe, garantir o tão sonhado emprego novo. Acompanhe o texto e saiba como se dar bem. 

1.     Mantenha a calma: às vezes, o convite para entrevistas pode demorar semanas, ou até meses. É essencial que o candidato não se desespere e não desanime. É preciso abusar da criatividade e seguir na busca, mesmo que se torne uma ação tediosa.

2.     Seja original: é comum os candidatos quererem se autopromover durante as entrevistas de emprego. Porém, é preciso manter a originalidade e 'ser você mesmo'. O mesmo comportamento demonstrado no processo seletivo será exigido durante o expediente. 

3.     Prepare-se para a entrevista: um dos maiores erros dos candidatos a uma vaga está nos momentos que antecedem o encontro. Os candidatos devem se preparar, pesquisar sobre a empresa, sobre a atividade que será realizada. É recomendado demonstrar interesse pelo todo, ou seja, também pela companhia e não somente pelo cargo. Cuidado com os exageros! 

4.     Procure empresas com as quais você se identifique: para que a jornada seja de sucesso, é imprescindível que os candidatos busquem por empresas que compartilhem os mesmos objetivos, ideais, valores e culturas. Desta forma, a sinergia é maior – o que resulta, diretamente, em jornadas de trabalho mais leves, produtivas e prazerosas. 

5.     Mantenha o currículo atualizado: principalmente quando os candidatos passam por longos períodos de busca por emprego, os currículos – sejam físicos ou online – tendem a manter-se desatualizados. É essencial que, antes de cada nova candidatura, seja feita uma análise dos dados e informações contidas no documento. Dados pessoais e de contato, por exemplo, merecem atenção e atualização constante.

Por Tati A.


Confira aqui algumas dicas do que fazer e como agir durante a entrevista de emprego.

A entrevista é uma das principais etapas do processo seletivo e a porta de entrada para a empresa. É necessário saber encarar a fase com muito entusiasmo e confiança na sua capacidade. Que tal ficar por dentro de algumas dicas para ajudar neste momento decisivo?

A entrevista já está marcada? Prepare-se com antecedência. Treino é a palavra chave para este contexto. Faça uma reflexão sobre os seus pontos fortes, suas qualidades e seus pontos fracos, que devem ser melhorados. Saiba qual o seu diferencial, ou seja, o que pode ser decisivo para você conquistar essa oportunidade.

Demonstre interesse no emprego. Estude sobre a empresa, a posição no mercado, pesquise sobre as redes sociais, entre outros. O recrutador pode fazer perguntas relacionadas a cultura e a missão da empresa. Além disso, evite cadastrar o currículo em Organizações que tenham valores incompatíveis com os seus.

Aproveite ao máximo a oportunidade da entrevista, para causar uma boa impressão. Todo o detalhe faz a diferença como, por exemplo, a sua roupa, postura, maneira de falar e tom de voz. Você estará sendo avaliado, por isso, tenha cuidado. Evite excesso de maquiagem e use roupas discretas.

Já imaginou o seu celular tocando? Deixe o aparelho no silencioso ou até desligado durante a conversa com o recrutador. Deixe a ansiedade de lado e o nervosismo, e concentre-se em fazer o seu melhor. Decida-se a vender o seu peixe e conquistar essa vaga, que pode ser sua.

Converse de forma clara e objetiva, respondendo com argumentação as perguntas feitas pelo recrutador. Não fale mal de outros locais que trabalhou ou sobre o seu antigo chefe. Mentira tem perna curta, por isso, seja verdadeiro e autêntico nas suas informações.

Durante a entrevista, pergunte as suas dúvidas. Os candidatos geralmente são avaliados pelos seus interesses. Mantenha a positividade e lembre-se de que se não conseguiu essa vaga, outras melhores oportunidades também vão surgir.

Por Babi


Pesquisa revelou que os profissionais que passam por uma entrevista de emprego precisam esperar, em média, 1,6 semana para serem contratados.

Uma pesquisa realizada pela Catho mostrou que um trabalhador brasileiro, quando se candidata a uma vaga de emprego, após a entrevista com a empresa tem que esperar em média quase 2 semanas para ser contratado. A pesquisa apontou que a média de tempo gasto é de 1,6 semana, entre o dia da entrevista e a data em que a contratação realmente é feita.

A pesquisa realizada pela Catho recebeu o nome de "Pesquisa dos Profissionais Brasileiros" tendo como principal objetivo a realização de uma melhor visão sobre as contratações feitas no país, além das demissões e a carreira dos profissionais.

Um dos fatores que explica este pequeno espaço de tempo é devido à baixa complexidade da grande maioria das vagas oferecidas e tem ainda o fato de que, quando uma empresa chega a anunciar uma vaga, é porque há uma necessidade de que o cargo seja preenchido rapidamente.

Esta necessidade de preencher um cargo rapidamente é ainda maior nas pequenas e médias empresas, pois já contam com um número reduzido de funcionários e assim, quando há uma vaga, ela precisa ser ocupada rapidamente, do contrário poderá até trazer prejuízos para a empresa. Para estas empresas, a melhor opção é realizar um processo seletivo bem simples, sem nenhuma complicação, que seja o mais objetivo possível e a vaga seja ocupada rapidamente.

As vagas oferecidas, em sua grande maioria, pelas empresas de menor porte, são cargos simples, que não exigem nenhuma habilidade específica, no máximo é exigida experiência profissional por parte do candidato e, assim, é mais fácil encontrar no mercado um profissional que tenha o perfil mais indicado para o cargo.

Os dados da pesquisa mostraram que 34% dos participantes do estudo disseram que foram contratados em menos de uma semana, contando a partir da data da entrevista.

Contratar um funcionário rapidamente tem a vantagem de fazer com que a empresa não tenha que reduzir a produção, mas corre o risco de não realizar um processo seletivo adequado e, assim, depois de um curto período, é preciso demitir o funcionário recém-contratado por descobrir que ele não se adequa ao cargo, tendo que repetir o processo seletivo. Por isso é importante que a empresa tome todos os cuidados para conseguir contratar um profissional que, de fato, atenderá as necessidades do cargo, atendendo as expectativas da empresa.

Por Russel


Ter autoconhecimento é fundamental para manter a calma e controlar a ansiedade em uma entrevista de emprego.

Como você se sente durante uma entrevista de emprego? Costuma ficar muito ansioso, nervoso ou tenso? Já parou para analisar os seus sentimentos? O autoconhecimento é fundamental para manter o controle e evitar sentimentos ou pensamentos negativos, que podem colocar tudo a perder. Como ficar calmo e tranquilo em uma entrevista de emprego? Veja algumas dicas!

– Treino: ele é fundamental.

Que tal treinar a entrevista no dia anterior? Converse com os seus amigos e familiares, para ajudá-lo nesta tarefa. Peça a eles que façam perguntas a você sobre a sua carreira, história e resultados que conseguiu na sua vida profissional. Desta forma, você pode descobrir os seus pontos fortes e fracos, para tentar melhorá-los. Que tal filmar a entrevista? Assim, é possível fazer uma autoavaliação depois também.

– Mantenha o sorriso, sempre!

Durante a conversa com o recrutador, mantenha o sorriso, mesmo que você não esteja muito a vontade. Por meio do sorriso, o seu cérebro entende que você esta feliz, e desta forma pode se sentir um pouco melhor e mais calma.

– Que tal meditar?

Antes de ir para a entrevista, escolha um local tranquilo para meditar. Assim, você consegue se desligar das tensões e ficar tranquila, o que vai te ajudar a suportar a pressão que há em uma entrevista de emprego. Além disso, a técnica ajuda a lidar com a ansiedade e o nervosismo.

– Que tal soltar a voz?

Uma das formas de liberar a ansiedade ou o nervosismo é cantando. Por isso, que tal escolher uma música que goste e cantá-la quando estiver indo para a entrevista de emprego? O nervosismo pode influenciar o seu tom de voz, por isso, escolha uma canção ou até um texto que goste para ir recitando durante o caminho. Assim, durante a conversa com o recrutador a sua voz estará mais fluída. Sucesso e boa sorte, sempre!

Gostou das dicas? O que você faz para manter a calma em uma entrevista de emprego? Conte para a gente! 

Por Babi


É preciso ficar atento ao que o seu corpo diz ao recrutador no momento da entrevista, pois pode ser decisivo para obter um resultado positivo.

A linguagem corporal está presente em tudo o que fazemos. Seja ao acordar e mover o corpo para um lado, ao se espreguiçar, seja em um momento de tensão como numa entrevista de emprego. E o pior de tudo é que nesta última situação existe uma pessoa do outro lado para avaliar o que o seu corpo está dizendo.

Ao entrar em uma sala para entrevista, seu corpo já diz de alguma forma a que veio para o recrutador. Alguns sensíveis avaliadores conseguem discernir com certa clareza qual a sua carga de tensão naquele momento. Isso pode mudar minutos depois, mas é melhor se atentar logo antes de entrar na sala.

Sua postura no olhar, ao encarar o entrevistador, ou mesmo ao evitar olhá-lo nos olhos, pode indicar uma certa aversão ao contato humano, segundo alguns especialistas. Da mesma forma, se descuidar com a roupa a ser usada no dia D revela o grau de importância que você pode estar dando ao momento.

O aperto de mão, por exemplo, para muitos precisa ser consistente, e não apenas um “toque” de mãos. O tom de voz ao se dirigir para o interlocutor também é simbólico e significativo. E se você costuma gaguejar nos momentos de tensão, comece a se exercitar para evitá-lo – a não se que a gagueira seja na sua vida mais do que um simples “jeito de corpo”, e passe a ser algo fisiologicamente considerado com um distúrbio.

Outra dica importante é que o entrevistado não deixe transparecer desconhecimento do assunto. Se a proposta é de um trabalho ligado diretamente ao público consumidor, revele as suas aptidões no relacionamento interpessoal. Se a proposta é para um trabalho que exija esforço físico, considere-se capaz de exercer aquelas atribuições.

Por fim, cuidado com gestos corporais e tiques de nervosismos instantâneos. Não mude de posicionamento na cadeira a cada segundo, pois pode demonstrar inquietação diante do que está sendo perguntado. Evite levar a mãos por diversas vezes na cabeça (fingindo estar coçando o couro cabeludo, ou o nariz, ou as orelhas). Trabalhe as pausas da sua respiração e também atente para o movimento de pés e mãos, pois eles “falam” bastante nessas horas.

Sucesso na entrevista.

Por Alberto Vicente


Participar de entrevistas de emprego exige preparação e conhecimento sobre a empresa.

Quem vai a uma entrevista de emprego precisa se preparar com antecedência, porque mesmo não sabendo quais as perguntas serão feitas, há alguns postos-chave que podem e devem ser estudados, assim você terá muito mais chance de ter êxito na entrevista.

Confira alguns dos pontos a serem estudados por você antes de uma entrevista de emprego:

– Pesquisar:

Todo candidato a uma vaga de emprego precisa saber ao menos o básico sobre a empresa, para a qual ele está se candidatando. Como você quer ser contratado se a pessoa perceber que você não sabe nada sobre a empresa?

E tem um detalhe importante, todos os candidatos pesquisam o básico sobre a empresa antes da entrevista de emprego, então faça diferente, pesquise tudo que puder sobre a empresa, mas nada de pesquisar informações que não vão servir para nada, seja objetivo, procure descobrir as metas da empresa, qual é o foco dela no mercado, as exigências feitas, o que ela espera de seus funcionários, assim você poderá ir melhor preparado.

– Visual:

Atualmente, as empresas não são tão exigentes quanto à roupa que o candidato ou candidata se apresenta para uma entrevista, principalmente as mais modernas, mas não queira se arriscar indo vestido de forma muito informal.

Mas, por outro lado, a empresa que busca um profissional inovador, vai se interessar por alguém que tem um perfil diferente, que se veste de forma diferenciada.

Porém, quando a vaga é para o setor de atendimento, é mais valorizado o candidato, ou candidata, que se vestir de forma mais formal, afinal, este futuro profissional irá representar a empresa diante de seus clientes.

Então, tome muito cuidado sobre a forma que irá se vestir e na dúvida, é melhor ficar no meio termo, ou seja, não seja tão formal e muito menos tão informal.

– Simulado:

Você pode se preparar melhor fazendo um simulado em casa e se tiver um amigo ou parente para lhe ajudar, melhor ainda. Faça uma lista com as possíveis perguntas que lhe serão feitas ou então com as perguntas mais feitas pelos entrevistadores e peça para alguém para te entrevistar. Desta forma você vai se preparar melhor para estas perguntas, deixando o improviso somente para outras perguntas que não estejam nesta lista.

– Seja verdadeiro:

Jamais minta em uma entrevista de emprego! Procure ser natural, responda com objetividade e fale somente a verdade sobre você e sua formação profissional. Desta forma você se sentirá seguro nas respostas e isso agrada muito aos entrevistadores.

Por Russel


Você está numa entrevista de emprego e de repente se depara com aquele inesperado momento em que o entrevistador fala da seguinte forma: "Fale-me mais sobre você". É aí que você se arrepia todo, gagueja, sua frio, enfim, começa a ficar com nervosismo e ansiedade, pois não tem nada preparado para falar no momento. Ainda que ninguém se conhece tão bem, não sabemos ao certo o que devemos ou não falar. Nesse caso, saiba antes o que você deve fazer:

1. Não tenha medo de falar de seus defeitos: Na categoria considerada "pontos fracos a trabalhar", coloque seus principais defeitos e não tenha medo de falar sobre eles. Diga como você lida com eles e o que faz para melhorar a cada dia, apesar de seus próprios conflitos, pois ninguém é perfeito. A única diferença é como você os enxerga.

2. Cuidado com a "Falsa modéstia": É comum entre os candidatos a uma entrevista de emprego, usar o modelo conhecido como "falsa modéstia" para parecer mais simpático e impressionar o entrevistador. Esse modelo já é considerado ultrapassado e muitas vezes é detectado rapidamente por um profissional hábil em comportamento humano. Você não precisa ser inferior dessa forma. Assim como não teve vergonha de expor seus defeitos e fraquezas, também será preciso não temer em falar de suas realizações, seus desejos e ambições.

3. Seja realista com suas limitações: Nunca esconda suas limitações em uma entrevista de emprego. Todos possuem defeitos, até mesmo o profissional mais qualificado e mais inteligente do mundo. Portanto, seja realista e fale abertamente de suas limitações e de como faz para enfrentá-las quando preciso.

4. Fuja de respostas padronizadas: Durante a entrevista, com certeza você estará sendo surpreendido com situações e perguntas novas. Portanto, prepare-se para não dar respostas muito padronizadas, para não ficar algo muito repetitivo e até cansativo, tanto para você como para o entrevistador.

Por Daniela Almeida da Silva


Quando você está numa entrevista de emprego e chega aquele esperado momento em que o entrevistador faz a seguinte pergunta "Qual a sua pretensão salarial?", parece que dá uma segurança de que pode ocorrer uma contratação. Será? Talvez seja essa hora, o momento decisivo para o entrevistador ter a certeza do que ele está procurando.

Veja algumas dicas de como você pode proceder:

1. Esteja informado antes:

Antes de você responder essa pergunta do entrevistador, tenha em mente ao menos qual é a média salarial do seu cargo e quanto vale a sua mão de obra para aquela determinada área em que você pretende atuar na empresa. O correto seria uma negociação aberta a respeito desse assunto. Mas, caso você esteja procurando algo melhor, por exemplo, vale a pena deixar bem claro também o que está procurando no momento, seja um cargo melhor ou um salário melhor do que o do emprego anterior.

2. Seja claro e objetivo na negociação:

Durante a negociação, procure dizer abertamente quais são seus planos para permanecer em um cargo novo, caso seja possível. Diga que pretende ganhar mais na nova função por motivos tanto profissionais como pessoais. Seja claro e explique abertamente quais são suas habilidades e competências, além daquilo que está disposto a fazer pela nova carreira. Esteja certo de que tudo isso que você diz não são apenas palavras e sim propósitos.

3. Sinta-se seguro:

Você deve, antes do mais nada, ter plena segurança do que está falando com o entrevistador no momento da entrevista. Não adianta falar de todos os seus planos e metas, para atingir o cargo e o salário que deseja, e ficar se sentindo o tempo todo inseguro com tudo isso. Tome muito cuidado, pois isso pode ser detectado na entrevista e tudo o que você disser pode ir por água abaixo e ser usado contra você.

Por Daniela Almeida da Silva


Muito se fala em como se comportar bem numa entrevista de emprego, mas pouco se fala em como se vestir para ir a uma determinada entrevista.

Algumas empresas estão sim interessadas na postura dos futuros profissionais que irão contratar, para isso, elas observam além do próprio comportamento deles, e a forma de se vestir é uma delas.

Se você foi convocado para uma entrevista de emprego e não sabe como se vestir, atente-se às dicas a seguir para homens e mulheres:

– Mulheres:

As mulheres devem ter uma atenção especial em suas formas de se vestir. O primeiro fato a levar em consideração é o contexto para qual você foi convocado, se foi para uma empresa mais formal, você deve utilizar uma roupa mais social, se for um ambiente de uma empresa mais informal, então você poderá usar um jeans com uma blusa discreta. Tome muito cuidado com maquiagens fortes, pois pode acabar passando uma imagem ruim. Prefira batons e sombras de tons mais neutros e nude. Evite também utilizar muito brilho nas roupas e nas maquiagens. Evite roupas apertadas e decotadas, use um look mais confortável e discreto. Da mesma forma também, evite saias curtas. O cabelo deve estar preso, de preferência. As mãos e as unhas bem cuidadas.

– Homens:

Os homens que são convocados para uma entrevista também devem tomar algumas precauções na hora de se vestir.

Utilize roupas mais sociais do que esportiva, pois quando se trata de homens, as pessoas sempre esperam uma postura mais formal durante a entrevista. Cuide da barba, mantenha-a bem feita. É importante que as unhas também estejam limpas e bem cortadas. Além disso, dê uma atenção especial aos cabelos também. Mantenha-os bem cortados. Evite utilizar muito gel e cuidado com o tipo de corte do cabelo.

Enfim, tanto o homem quanto a mulher devem cuidar bem de sua aparência na hora de ir para a entrevista de emprego.

Por Daniela Almeida da Silva


“O mundo é cruel”, a maioria das pessoas diz isso. Que a vida não perdoa, e não perdoa mesmo. Temos que ter consciência que é realmente difícil viver, ainda mais nos tempos atuais. E quando nossa vida, nosso sucesso, depende de uma pessoa que você nunca viu, a coisa fica mais feia ainda. Dá medo. Um outro ser humano como você vai definir se você serve ou não para trabalhar ali. Mas quem é aquele sujeito dono do seu destino? É o entrevistador. Geralmente muito bem preparado para analisar os mínimos detalhes da sua vida. Claro, muitas vezes você será entrevistado pelo próprio dono em empresas menores, onde ele pode não estar tão preparado assim e que com certeza vai avaliar mais seu potencial técnico do que uma grande empresa, onde muita coisa será avaliada.

Um entrevistador preparado, geralmente tem formação em psicologia ou em áreas afins. Ele conduzirá a entrevista de forma a preparar armadilhas para você. E acredite, as armadilhas que eles preparam funcionam se você estiver mentindo. Primeiro que ele estará com seu currículo na mão e se alguma informação ali não bater com a realidade ele vai descobrir. Geralmente essas entrevistas demoram de 30 a 45 minutos, divididas em três partes. Num primeiro momento o entrevistador sorrirá, te deixará a vontade, começará as perguntas por assuntos triviais e deixa você falar a vontade. Nesse momento, fale o necessário. Não se alongue. Quanto mais você fala mais corda você vai soltando para que, às vezes, se enforque mais adiante. Num segundo momento, as perguntas se aprofundam mais, com o entrevistador querendo conhecer detalhes de sua vida profissional, dos lugares onde trabalhou, o motivo de sua saída dos empregos anteriores e assim por diante. Pode ter a certeza que tudo que ele precisa saber está sendo anotado. A terceira parte é decisiva. É ali que muitas perguntas serão refeitas, de modo e ordem diferente, às vezes de uma forma que você não perceba que está sendo questionado sobre o mesmo assunto. É ali que ele verá se há contradições nas suas respostas. Por isso, não minta em suas entrevistas.

Por Luciana Viturino


Você sabe como contar a sua história profissional? Atualmente, durante a entrevista de emprego, não basta apenas colocar as informações no currículo, é preciso muito mais que isso, ou seja, o candidato deve saber contar o que está escrito ali. Você sabe? Em muitos programas de trainee, por exemplo, é solicitado que o profissional comente sobre as suas experiências e conhecimentos na área. Mas, é preciso saber falar e conversar, para manter a atenção e o interesse do recrutador.

Por isso, pergunte a si mesmo: como você conta a sua história? Se não souber como falar da sua vida profissional, todo o processo seletivo pode ser em vão. O currículo está deixando de ser o diferencial nas entrevistas, e em seu lugar está entrando a experiência das pessoas como vantagem competitiva. Por isso, se você ainda está crescendo no mercado profissional e buscando por chances, é preciso saber contar a sua história, ou seja, abordando o que deseja como, por exemplo, os objetivos e metas dentro da carreira.

As histórias de vida dos profissionais podem servir de motivação para outros. Por isso, é preciso se inspirar e buscar crescer sempre. Elas conseguem atrair a atenção e muito mais do que isso: estabelecer uma ligação emocional com quem está ouvindo. Ou seja, é preciso saber contar para convencer o recrutador e estabelecer um vínculo emocional. Os candidatos no mercado precisam aprender a falar e também escutar.

Por isso, que tal começar a aprender a conta a sua história profissional? Ensaie no seu quarto e peça a opinião dos seus amigos e familiares. Conte com entusiasmo, determinação e alegria. Valorize tudo o que conseguiu e continue buscando as suas metas.

Tem vergonha de falar em público? Coloque a timidez no bolso e tente superar este medo. Torne-se autor da sua vida profissional e destaque-se nos processos seletivos.

Já sabe como vai contar a sua história? 

Por Babi


Você chega a uma entrevista de emprego e o recrutador pergunta: fale-me sobre você. Neste momento, o que você faz? Começa a contar sobre toda a sua vida: cidade que nasceu, o que fazia na infância, sua comida favorita, entre outros assuntos? É preciso direcionar a resposta, porque a pergunta, no fundo, quer descobrir se você é a pessoa certa e tem o perfil para a vaga. Desta forma, é preciso ter atenção e cuidado, para não entrar em detalhes desnecessários.

Então, o que responder? Comece falando um pouco da sua vida focando em pontos relacionados ao local em que estudou e o que aprendeu. Foque nas suas experiências profissionais com detalhes, que possam chamar a atenção do recrutador. Fale sobre o seu cargo ou um projeto importante, que tenha participado.

Aborde, também sobre algum feito importante na sua trajetória e que tenha sido impactante, ou seja, que desperte o interesse do recrutador. Mas, lembre-se de que precisa ser algo, que possa facilmente ser explicado. Depois, aborde falando o que deseja para a sua trajetória profissional e que seja relevante para o cargo, que esteja almejando na entrevista. Assim, mostre que é o melhor para o trabalho.

Preste atenção para não expor detalhes que são desnecessários. Antes da entrevista, ensaie em casa, para facilitar. Outra dica é escrever os pontos importantes da sua carreira e todos os desafios. Ao responder, seja claro, direto e muito objetivo. Depois, que escrever peça a opinião de seus amigos e familiares.

Durante a conversa com o recrutador mantenha a calma e a concentração, ou seja, esteja 100% presente na entrevista. Não fique preocupado com outros assuntos e não deixe que o seu nervosismo ou ansiedade possam atrapalhar você.

Confie no seu potencial para conquistar a vaga. Além disso, estude sobre a empresa, os produtos que ela tem no mercado, ou seja, conheça a organização, que deseja trabalhar.

Por Babi


Você sabe quando está indo bem em uma entrevista de emprego? Por meio da conversa  há maneiras de saber se o recrutador está gostando ou não. Mas, como descobrir quando a entrevista não está indo muito bem? Confira algumas dicas!

– Não há muitas perguntas

Quando o entrevistador não faz muitas perguntas para o candidato, ou seja, ele não faz um gancho com as respostas. Quando o profissional tem muita experiência, o recrutador procura conhecê-lo, saber as suas habilidades técnicas e profissionais. Se durante a entrevista, o candidato notar que a entrevista está meio “fria”, ele deve tentar dar respostas mais completas e curiosas, para que os assuntos possam ir surgindo de uma maneira natural.

– As perguntas do entrevistador fogem um pouco do assunto

Quando o recrutador faz outros tipos de perguntas, que não tem nada a ver com o que o candidato está abordando, é preciso ter atenção. Neste caso, é preciso que a pessoa escute tudo com atenção e depois direcionar as respostas de acordo com as perguntas.

– Cuidado com o vocabulário

Se durante a entrevista, o candidato soltar palavras como, por exemplo, “mano”, isso pode causar uma má impressão para o recrutador. É extremamente importante tomar cuidado com gírias, jargões ou termos técnicos. Caso o candidato fale algum tipo de gíria durante a entrevista, ele deve pedir desculpas. Desta forma, é essencial prestar atenção nas palavras que estão sendo usadas.

– Não fale mal do seu chefe antigo

Não fale mal das pessoas que trabalharam na sua equipe ou do seu chefe. Caso o candidato tenha saído do emprego devido a uma situação de conflito, ele deve pensar sobre o que vai falar na entrevista de emprego. Ou seja, ensaie antes de sair de casa. Mas, tome cuidado para não criticar os seus superiores da empresa antiga.

Antes de ir para a entrevista, ensaie em casa  contando as suas experiências profissionais, o que aprendeu e desenvolveu durante o seu trabalho. Assim, a sua autoconfiança vai aumentar e você vai ficar mais tranquilo. 

Por Babi


A dinâmica de grupo é uma etapa, que pode ser tensa muito tensa para muitos candidatos. É normal que pessoas fiquem nervosas, ansiosas, tímidas e não saibam o que fazer. Um pequeno erro, por exemplo, pode ser fatal  para perder a vaga. Que tal conferir algumas dicas do que não deve ser feito neste momento decisivo?

– Qual o perfil profissional da empresa?

Não tente adivinhar o perfil da empresa e tentar passar por ele. Ou seja, não finja ter uma personalidade, seja você mesmo. Por exemplo, uma pessoa que é extrovertida, vai ser a todo o momento e não só durante a entrevista. Por isso, tenha atenção e seja você mesmo. Desta forma, você não erra.

– Falar demais

Respeite o momento de falar, ou seja, comunique-se apenas quando for conveniente. Excessos nunca são bem vistos e o candidato precisa ter bom senso e deixar que outras pessoa também conversem e exponham a sua opinião durante a dinâmica. Além disso, falar muito acaba atrapalhando o foco do processo.

– Não seja individualista

Lembre-se de que a dinâmica é um trabalho em grupo, assim, não faça tudo sozinho. A atividade exige trabalho em equipe e coletividade. Defenda a sua opinião expondo argumentos claros, mas também saiba ouvir os outros ao seu redor.

– Não caia de paraquedas

Você conhece a empresa que vai trabalhar? Sabe o segmento que ela atua e os produtos que ela disponibiliza no mercado? Conhece os seus valores e culturas? Não vá participar de dinâmica ou qualquer entrevista de emprego sem conhecer o local que vai trabalhar. Já imaginou, que constrangedor se o recrutador te fizer uma pergunta sobre a Organização e você não souber responder? Por isso, estude e pesquise sobre a Companhia que quer atuar.

– Cuidado com as roupas

Vista-se com roupas formais e discretas para as dinâmicas em grupo. Desta forma, você não corre o risco de errar.

O que achou das dicas? 

Por Babi


Você já respondeu que é perfeccionista em uma entrevista de emprego? Sabia que essa expressão não é recomendada? O indicado é que o candidato busque por palavras ou expressões que demonstrem, realmente, as suas qualidades.

Mas, por que não devo dizer que sou perfeccionista? Confira os principais motivos.

A palavra perfeccionista não diz nada sobre qualidade ou competência em um emprego. Assim, a palavra é rasa e muito limitada. Além disso, ser perfeccionista não significa dizer que a pessoa é um bom profissional. Outro motivo, é que ela já se tornou um jargão, ou seja, já é comum, e o recrutador sabe disso. Assim, a palavra já está desgastada e não deve ser usada.

Lembre-se de que não existe a perfeição, ou seja, o profissional deve buscar os melhores resultados para evitar frustrações no futuro. Assim, a pessoa deve se desenvolver para realizar uma boa tarefa no trabalho e alcançar os melhores resultados possíveis.

O perfeccionismo pode ser visto tanto como um defeito quanto qualidade. Durante a entrevista, busque por outros tipos de palavras para mostrar ao recrutador que você é compatível para a vaga. Ou melhor, procure usar expressões que mostrem quais são as suas qualidades, desempenho e por que você quer tanto a vaga, ou seja, venda o seu peixe usando expressões que realcem a sua competência.

Ao falar a palavra perfeccionista, o candidato, também, mostra que não tem criatividade. Assim, busque por vocabulários que valorizem a sua competência e que você está buscando o melhor para a sua carreira profissional e que a qualidade e a excelência no trabalho, realmente, são importantes para si mesmo.

A palavra perfeccionista, além de ser comum, não diz muita coisa para o recrutador. Escolha outros vocabulários que combinem com o seu perfil e use a criatividade no momento da entrevista, para vender o seu peixe. Entendeu, por que a palavra perfeccionista deve ser evitada na hora da entrevista? 

Por Babi


Não é fácil encarar uma entrevista de desligamento. Você já passou por essa situação? Ao sair da empresa, parece que passa um filme na cabeça com todos os momentos vividos e batalhados. Mas, neste tipo de entrevista não é a hora de lavar a roupa suja, ou mesmo de terapia. Confira algumas dicas do que não se deve fazer no momento final:

– Nada de lavar a roupa suja:

Não importa se você é demitido, ou foi quem pediu demissão, a entrevista final não é para lavar roupa suja. Ao ser chamado para ter uma conversa definitiva com o RH é comum que os profissionais queiram aproveitar a situação para expor os fatos e o que aconteceu, mas é preciso tomar cuidado. Assim, não confunda a entrevista final com uma terapia, e responda somente ao que for perguntado com clareza, objetividade e sinceridade.

– Não diga “até nunca mais”:

Não se despeça de forma definitiva, porque o mundo pode dá voltas. Mantenha as portas abertas e despeça-se normalmente. Pode ser que no futuro você seja recontratado ou mesmo forme uma parceria para novos projetos. O importante é manter as relações. Veja a entrevista final como um ciclo que se fechou.

– Não fique preso ao passado:

Durante a conversa fale a verdade sobre o que passou, os sentimentos e energia que foram vivenciados. Mas, olhe para frente e mantenha o foco no futuro, ou seja, demonstrando que a situação trouxe aprendizado para a sua vida.

– Cuidado com as palavras:

Lembre-se de que a entrevista final é um momento delicado, por isso, não espere que acredite apenas em você. Lembre-se de que o peso maior da palavra muitas vezes é considerada de quem fica na empresa, e não quem esta saindo. Por isso, exponha a verdade com argumentos coerentes.

Depois da entrevista final, foque no futuro e busque por outras oportunidades. O mercado está cheio de possibilidades.

Você já encarou uma entrevista final? 

Por Babi


Você está buscando o seu primeiro emprego e não sabe como se portar na entrevista? Que tal ficar por dentro de algumas dicas para impressionar o recrutador? O segredo é confiar em si mesmo e acreditar no seu potencial. Por isso, deixe o nervosismo e a ansiedade de lado, e aproveite essa chance. Confira como impressionar e mandar bem nas entrevistas de emprego!

– Já sabe o que vestir?

É fundamental que você saiba escolher o que vai usar na entrevista de emprego. Evite roupas decotadas e acessórios exagerados. Neste momento, opte em ser discreto. Que tal investir em roupas formais? Procure saber como é o ambiente da empresa, para que possa escolher o melhor tipo de produção. Para as mulheres, fica a dica: cuidado com as unhas.

– Cuidado com as palavras.

Tome cuidado quando for falar, ou seja, saiba responder as perguntas de forma clara, objetiva e coerente. Não use gírias, jargões ou termos técnicos profissionais. Não queira chamar a atenção. Seja você mesmo e limite-se a responder apenas o que foi perguntado.

– Valorize a sua experiência acadêmica.

Mostre ao recrutador as atividades que você desenvolveu na faculdade. Neste momento, aproveite para falar das suas participações em congressos, projetos, trabalhos voluntários estágios, viagens de intercâmbio, entre outros tipos de conhecimentos. O recrutador já sabe que você não tem experiência profissional, mas valorize o que desenvolveu na faculdade. Isso conta muito e pode abrir várias portas.

– Pense em situações de desafio.

Pense nos momentos que você foi desafiado na faculdade e conte para o recrutador. As empresas valorizam as situações que já foram vividas por você. Para evitar o branco na hora da entrevista, pense sobre isso antes. Desta forma, você vai mais preparado. Lembre-se de que você deve focar como conseguiu alcançar o resultado.

– Não tente ser outra pessoa.

Durante a entrevista seja você mesmo. Não assuma outra postura, além de si. Confie no seu potencial e boa sorte na sua carreira!

Por Babi


A entrevista para um programa de estágio é um momento marcante e desafiador. Por mais que o participante esteja preparado, é comum bater sentimentos de nervosismo, ansiedade e falta de confiança. Mas como driblar isso tudo? Confira algumas dicas que vão fazer a diferença para a sua entrevista e como se portar.

Primeiramente, saia de casa com antecedência para não chegar atrasado à entrevista. Tente estar no local com, pelo menos, 15 minutos de antecedência. Portanto, conheça o lugar da empresa e saiba o trajeto que vai fazer para evitar imprevistos. Além disso, pesquise sobre o lugar que vai trabalhar e as atividades que a organização desenvolve no mercado. Isso demonstra interesse e responsabilidade e vai passar uma boa imagem para o recrutador.

Durante a entrevista, mantenha uma postura confiante e esteja concentrado em tudo o que está acontecendo ao seu redor. Não coloque nenhum tipo de objeto na mesa do entrevistador e também não fique mascando chiclete. Responda a todas as perguntas com sinceridade e mantenha a confiança no seu potencial.

Lembre-se de que a sua ansiedade pode atrapalhar o seu raciocínio, por isso, mantenha a calma e evite o nervosismo. Foque sobre o que você pode fazer pela empresa. Porém evite excessos, para não passar uma imagem de arrogância.

Mantenha o celular desligado durante a entrevista. Este ponto é fundamental. Já imaginou se você está conversando e o seu aparelho toca? Ao chegar à empresa seja simpático e cordial com todos. Cumprimente todas as pessoas e seja educado. Você começa a ser avaliado no momento em que chega. Durante a conversa, tenha paciência e escute tudo o que o entrevistador está te falando e não o interrompa. Seja comunicativo, mas, também, saiba ser discreto quando precisa. Não responsa as perguntas apensas com um sim ou não, explore com argumentação as suas respostas e saiba falar sobre o seu ponto de vista.

Gostou das dicas?  

Por Babi


Provavelmente você conheça alguém ou se enquadre na lista de desempregados a algum tempo, que chega a realizar diversas entrevistas na mesma semana e não obtém resposta positiva.

Algumas empresas solicitam experiência e outras não, porém, mesmo para quem tem experiência anterior, a ansiedade, falta de autoconhecimento e até mesmo o nervosismo ao aguardar ser chamado podem atrapalhar o desempenho na apresentação.

Entre as perguntas “que nos deixam sem palavras” feitas pelos entrevistadores, podemos citar três com explicações objetivas e simples para te ajudar a perder o medo:

1- Por que devo contratar você?

A resposta para essa pergunta pode variar de acordo com o segmento da empresa e a área que irá atuar, caso isso ocorra. É preciso fazer uma breve pesquisa sobre a empresa antes, identificando a visão e os valores da empresa, assim, você pode expor suas qualidades ao mesmo tempo em que esclarece no que pode ser útil para a mesma.

2- Como você lida com a pressão?

A pressão no trabalho é resultado de que algo pode acontecer de errado, ou fora do tempo. Para isso, pode-se dizer que, quanto à pressão, é preciso saber lidar com os problemas.

3- Cite algumas de suas qualidades e defeitos.

É nesse momento que geralmente descobrimos que sabemos pouco sobre nós. As vezes alguém nos aponta algum defeito, mas é difícil concordar que aquela pessoa pode estar certa.

Preste atenção nas suas atitudes diárias, até mesmo se você é do tipo que dá lugar a idosos ou segura sacolas no ônibus, do tipo que pede “por favor” e diz “obrigada” às pessoas, fora do seu ciclo de amigos ou família. Só tenha cuidado em dizer que é alguém extrovertido, sua postura pode ser de alguém que está tímido demais.

Aproveite as oportunidades do mercado e procure controlar suas emoções em qualquer situação. Caso não seja convocado para aquela vaga, entre em contato com a empresa e solicite um feedback do recrutador, desse modo, você demonstra interesse em aperfeiçoar seus conhecimentos até mesmo no ambiente profissional.

Por Bruna Domingos dos Santos


Você sabia que manter uma excelente linguagem e postura corporal é imprescindível para que sua entrevista de emprego seja satisfatória e lhe garanta a oportunidade tão desejada? Pois é, além de preparar um currículo eficiente e de sucesso, é preciso manter-se atento às atitudes e gestos realizados quando estiver em frente a um recrutador ou entrevistador. Veja as dicas comprovadas e recomendadas por especialistas em recrutamento e seleção:

– Simpatia e receptividade:

Ser simpático e receptivo em uma primeira entrevista é um ponto positivo. Um simples sorriso pode demonstrar aspectos positivos para o contratante. Entretanto, é essencial sempre ser o mais natural possível. 

– Postura elegante: 

Não há nada mais deselegante e desestimulante do que um candidato que não sabe se portar em uma entrevista. É muito comum encontrarmos candidatos quase que deitados em suas cadeiras, ou até mesmo esparramados. Saiba que os entrevistadores estão atentos quanto a isso, então, o ideal é sentar-se corretamente na cadeira, mantendo a cabeça erguida e os ombros sempre alinhados. 

– Força do aperto de mão:

Apesar de significar a selagem de um acordo, o aperto de mão pode demonstrar falta de interesse ou até mesmo agressividade, dependendo de sua intensidade. Se muito forte, você pode ser taxado de agressivo. Já muito fraco, pode representar insegurança. O ideal é manter o meio termo. 

– Cruzada de braços:

Você pode não saber, mas, o simples ato de cruzar os braços em uma entrevista pode significar desinteresse às novas oportunidades que poderão – futuramente – surgir. Cuidado com este detalhe e mantenha os braços sempre apoiados nos braços das cadeiras e poltronas, ou até mesmo sob suas pernas. 

– Gestos exagerados:

Gesticular demais durante uma entrevista de emprego pode retirar o foco do processo. Se você tem o costume de mexer exageradamente as mãos e os dedos, é bom começar a controlar tais movimentos. 

Viu como a linguagem corporal é mais importante do que você imaginava? Siga nossas dicas e participe, com êxito, dos futuros processos seletivos! 

Por Tati M.


Alguma vez na sua vida você já foi convocado para fazer uma entrevista por telefone? Se ainda não foi, então se prepare, pois a qualquer momento um profissional que está à procura de emprego pode receber ligações de um recrutador.

Na verdade, a entrevista por telefone é um primeiro contato feito apenas para averiguar se o candidato possui um perfil técnico. Por isso, tome cuidado com o que você for dizer, pois qualquer contradição pode minar sua aprovação no processo seletivo.

A entrevista por telefone tem o objetivo de fazer uma triagem inicial para ver se o candidato atende ao perfil da vaga em questão. Primeiramente, será averiguada a formação acadêmica, as experiências, o domínio de algum idioma, pretensões salariais, entre outros aspectos considerados importantes para a empresa.

Quando você receber o primeiro contato do recrutador pelo telefone, certifique-se primeiro se você se encontra em um momento propício para conversar. Caso não esteja em um momento privado, peça para que o recrutador retorne novamente em um momento que seja propício para ambos. Evite prolongar o assunto caso esteja ocupado no momento, em algum local público ou no trânsito, por exemplo, pois pode tirar a sua atenção e interferir a avaliação do recrutador.

Outra dica é você responder todas as perguntas com muita tranquilidade. Seja específico e objetivo. Mesmo que você não tenha o perfil para a vaga atual você pode ter experiências e conhecimentos que podem ser de grande interesse para o recrutador.

Você também pode demonstrar interesse pela vaga fazendo perguntas para o recrutador. Pergunte qual é o salário, benefícios, informações sobre a empresa e as principais metas do cargo. O maior fator de risco das eliminações é a falta de fluência em idiomas, principalmente no inglês, pois algumas perguntas são feitas em inglês e se o profissional não conseguir se comunicar ele é eliminado automaticamente.

Outro fator seria uma pretensão salarial muito elevada. Dependendo da vaga leva-se em consideração também a disponibilidade para mudar de estado, e se for junto com a família corre o risco de ser eliminado também.

Algumas perguntas que podem ser feitas pelo recrutador no contato telefônico: Fale de sua experiência profissional. O que você busca no mercado? Qual a sua pretensão salarial?

Algumas perguntas que podem ser feitas pelo candidato no contato telefônico: Quais os desafios e metas da vaga? Qual é a área de atuação da empresa? Qual é a remuneração e os benefícios oferecidos? (somente no final do contato telefônico).

Por Daniela Almeida da Silva


Se você foi chamado para uma entrevista de emprego e não teve tempo de se preparar, atente-se às dicas a seguir e saiba pelo menos o que você deve falar no momento:

– Fale sobre você: em uma entrevista de emprego o recrutador quer saber mais sobre você, e se não tiver informações o suficiente, vai ficar fazendo um monte de perguntas. Aproveite e fale sobre suas experiências, o que espera do mercado de trabalho, quais são suas expectativas tanto pessoais quanto profissionais, diga o que está disposto ou não a fazer. Mas cuidado para não falar mais do que o entrevistador.

– Fale das últimas empresas que trabalhou: pode ser constrangedor, mas é desafiador. Falar das últimas empresas que você trabalhou com confiança vai mostrar que você tem maturidade e segurança para lidar com conflitos.

– Fale sobre sua formação com entusiasmo: se você ama a sua profissão, deve deixar isso ser notado em você. Fale do que mais gosta de fazer em seu trabalho, o que te dá mais prazer, das experiências enriquecedoras que teve e o que pretende realizar. Isso mostrará que você tem foco e expectativas para novas ideias, e as empresas adoram isso.

– Mostre interesse pela empresa: é fundamental que você demonstre todo o interesse pela empresa a qual deseja ingressar. Quando o entrevistador começar a falar sobre ela, faça perguntas sobre projetos futuros, quais objetivos ela deseja alcançar e fale no que a sua experiência poderá acrescentar. Mas tenha cautela para não parecer que você esteja sendo inconveniente.

– Nunca interrompa o entrevistador: estar ansioso em uma entrevista pode parecer normal, mas não deixe que isso ultrapasse os limites do momento. Às vezes a ansiedade pode nos fazer falar demais e isso pode ser um perigo, principalmente porque é uma ocasião onde o entrevistador espera mais de você. Não interrompa-o e fale somente o necessário e quando lhe for solicitado. Tome cuidado para que seu comportamento não fale mais sobre você do que você mesmo.

Por Daniela Almeida da Silva


Chegou a hora da espera. Você finalmente compareceu àquela entrevista de trabalho que tanto queria, e agora? Nestes próximos dias você precisará esperar, o que não é nada fácil. Essa é uma fase de muita ansiedade e insegurança para muitas pessoas, pois é inevitável ficar-se questionando acerca das respostas dadas.

No primeiro momento você deverá respirar fundo e não ficar preocupado, isso porque, como a expressão já diz, está participando de um processo seletivo, quer dizer que há varias ou pelo menos algumas etapas para serem cumpridas antes da esperada decisão final dos empregadores. Por isso, o que você não pode em hipótese nenhuma fazer é ligar para a empresa recrutadora ou para o setor de Recursos Humanos da empresa logo após fazer a entrevista.

Há algumas atitudes que podem deixar você mais tranquilo nesse período, durante a entrevista pergunte sobre as fases da seleção, quando estas ocorrerão e quando ocorrerá a escolha do candidato, não se esqueça de perguntar sobre o modo de informar aos candidatos sobre o êxito ou não no processo. Outra sugestão é que caso forem solicitadas referências pessoais, escolha bem as pessoas e principalmente entre em contato com elas avisando de que colocou-as como referência, não tente manipular as opiniões nem muito menos instruir uma referência, isso é facilmente detectado pelos recrutadores. Quando estiver tranquilo na sua casa, pense em todo o que foi dito na entrevista, tente posicionar-se e verifique se deu todas as respostas e se elas continham tudo o que você queria informar. Se verificar que não foi tão bem quanto queria, não fique angustiado, tenha em mente que essa foi uma boa experiência e que para a próxima instância ou entrevista ficará mais atento e saberá responder melhor.

Normalmente após uns dias em silêncio, o nervosismo toma conta, nessa hora verifique na sua agenda a data estipulada para ser passado o resultado e só depois de passar esse prazo, entre em contato com a empresa, ainda assim, espere um ou dois dias após finalizado esse período. Durante esse contato, seja cordial, se ainda não houver uma decisão formulada, pergunte se pode entrar em contato novamente, caso a resposta for positiva combine uma data e ligue, se for negativa, mantenha-se calmo e espere. Se depois de um mês de espera, não ocorrer um contato, envie um e-mail pedindo informações sobre o processo seletivo.

Por Melina Menezes


A cada dia que passa o mercado de trabalho está mais concorrido e uma simples vaga de emprego pode ter centenas de concorrentes. Pensando dessa maneira, você deve chegar o mais próximo dos requisitos que a empresa deseja encontrar em uma pessoa para poder contratá-la.

Mas o que as empresas desejam? Isso é muito simples de saber, de modo geral elas buscam pessoas que tenham boa aparência, capacidade intelectual, que possam resolver problemas de maneira eficaz e gerar lucros.

Quanto à aparência o que elas buscam é uma pessoa mais arrumada, com padrões íntegros e que traga harmonia entre a marca que representa e seu visual externo.

As mulheres que estão em busca de um emprego e não sabem o que vestir na hora da entrevista, fiquem atentas. Vocês são as mais observadas na hora da contratação, é de bom grado que a pessoa esteja vestida com cores mais sóbrias, sempre com roupas sem muito decote, nada de roupas que marcam de mais o corpo e que deixem as pernas a mostra. Manter a classe é a melhor forma possível, uma boa dica é usar roupas nas cores como cinza, preto, nude, marrom e caramelo, roupas mais coloridas devem ser usadas com muita cautela.

Para as mulheres que gostam de usar sapato de salto alto a dica é usar scarpins com salto médio, salto de 5 cm é o ideal, as sapatilhas também são bem vindas. Já as pessoas que gostam de se sentir confortáveis e pretender usar tênis, cuidado, pois esse calçado deve estar limpo e tem que trazer um ar mais feminino.

A maquiagem é primordial, sempre algo mais clássico sem nada de exageros, afinal você não está indo para uma festa, ok? A grande dica é preparar toda a pele com tons que te favoreçam e na hora de deixar algo mais evidente, busque os olhos. Cuidado com o blush e o batom forte demais, carregar na maquiagem é um dos erros mais primários na hora que as mulheres se vestem para fazer uma entrevista. Coloque um perfume suave e arrase.

Boa sorte!

Por Juliana Almeida


Quer se preparar da melhor forma para conseguir um novo trabalho, saiba que aqui temos dicas que podem ser essenciais para se dar bem principalmente na hora de responder algumas questões que são feitas pelos profissionais que realizam o processo seletivo.

Por isso, se está com uma entrevista agendada, saiba que vale muito a pena estudar e conhecer quais são as melhores estratégias para conseguir ingressar na empresa que escolheu se candidatar.

Um assunto que é considerado como praxe na hora de começar uma entrevista é: fale um pouco sobre você, se possui hobby, se ora com os pais e fale também sobre a sua experiência profissional.

Essa é um momento muito importante, pois vai ser preciso falar de forma resumida sobre o que faz no dia a dia, e isso será questionado para saber se houve real sinceridade com os dados que você mesmo descreveu.

1 – Quais são os seus objetivos a curto e longo prazo?

Esse é o momento certo para falar que deseja ser contratado pela empresa, e fale os motivos, que é uma empresa que oferece plano de carreira, e que no futuro você deseja estar em um cargo elevado na mesma instituição.

2 – Porque enviou um currículo para essa empresa:

Fale o que você sabe sobre o local em que deseja trabalhar, por isso é fundamental estudar e conhecer um pouco da história da mesma. E se for indicado por um funcionário, mencione as informações positivas que o mesmo lhe repassou.

3 – Porque devemos contratar você?

Essa é uma questão que deixa muitos candidatos nervosos, e é nesse momento em que precisa mostrar que é o melhor candidato para a função. Tenha foco nas suas capacidades e valorize o seu perfil como o mais adequado, pois poderá trazer benefícios e lucros para a empresa.

4 – O que você faz no seu tempo livre?

Essa é uma questão onde é preciso falar o que busca para a melhoria do seu futuro no dia a dia.

Por Josiane Fernandes de Jesus


Encontrar bons colaboradores  é a o principal objetivo do processo de seleção , muitas vezes a empresa tem principios claros para efetuar  escolha correta . O seu entrevistador  estará encarregado de encontrar o melhor candidato de acordo com as diretrizes da empresa   , essa  escolha será efetuada  com o candidato que melhor atender às  habilidades  exigidas para a função  . Em outras palavras, saiba que seu entrevistador tem um foco claro e seguirá todas as ações para conseguir perceber durante a entrevista se você tem condição de ocupar a vaga oferecida .

Desta forma não comece a entrevista com padrões pré determinados , escute mais do que fale ,  o importante será entender qual a necessidade da empresa para aquela vaga ,  fique atento a todos os detalhes que poderá lhe ajudar a identificar o que é esperado do candidato .

Sabia detalhes da vaga oferecida: usualmente o entrevistador dá detalhes da vaga no inicio da entrevista , preste muita atenção nesta fase do processo, a maioria dos detalhes são esclarecido neste momento , isso te ajudará a definir suas atitudes durante o processo seletivo . O entrevistador irá conduzir a entrevista de acordo com as caracteristicas da vaga .

Se for possivel faça perguntas:  se for permitido, obtenha maiores informações  sobre seu ambiente de trabalho  , isso também te ajudará a definir sua postura durante a entrevista e te ajudará a entender a politica da empresa  o seu futuro local de trabalho .

Faça o seu exercicio de observação durante a entrevista , filtre potencialmente todas as informações ,  saiba que você também será observado  tecnicamente e emocialmente .

Seu entrevistador estará atendo a todos os acontecimentos do processo seletivo e faça o mesmo , uma atitude no momento certo poderá lhe ajudar a conquistar sua vaga .  Tenha a certeza que você fez tudo o necessário , sua experiencia , seu conhecimento e sua atitude serão o seu diferencial .

Saiba que os candidatos qualificados serão reconhecidos e a vaga poderá ser sua .

Por Chris Lino


Após a aprovação do currículo, o segundo passo que o candidato vai dar será o contato visual que terá com o empregador. Antes mesmo do "bom dia" ou "boa tarde" você já disse um pouco sobre si. A tese de que a primeira impressão é a que fica vale para quase todos os setores da vida, inclusive quando se trata do campo profissional.  

Cuidado com as cores na hora de se vestir e seja coerente com o cabelo. Não precisa ser o mais lindo topete ou o penteado de Hollywood, o que importa é que o seu cabelo possa representar um pouco da sua personalidade  e que mostre a maior parte do rosto.

Procure entender que uma produção exagerada pode fazer com que você perca pontos consideráveis e importantes. Claro que para a vaga de um vendedor de uma loja de multimarcas por exemplo, geralmente o candidato costuma ter um perfil mais  fashion ou despojado mas mesmo assim, o estilo não deve ser o principal foco. De nada adianta tanta produção se não representa você de verdade.

É indispensável dizer que para vagas administrativas (em escritório ou afins), o traje deve ser discreto e no mínimo ter uma peça que possa transparecer a sua seriedade e o seu  compromisso. Os exemplos são: camisas de manga longa ou modelo polo para os homens e camisas manga 3/4 (o mais indicado) ou um terninho casual para as mulheres, ambos sem muitas cores. O cuidado com os acessórios como os brincos, as pulseiras e os anéis também são dicas de profissionais mais experientes.

As tatuagens embora já tenham quebrado muitos paradigmas, também não devem ser um detalhe à mostra neste primeiro momento. A arte no corpo não tem a ver com o conhecimento que você tem em relação ao trabalho (ao menos que você vá trabalhar como tatuador ) e certamente, o profissional de RH não tem interesse em ve la ou admira la por mais bonita que seja.

Contudo, os exageros de um modo geral são os principais vilões que podem colocar em dúvida a possível contratação do candidato. Lembrando que para cada cargo a apresentação pode ser diferenciada, mas o sucesso só pode ser garantido se o verdadeiro foco se exaltar no principal objetivo que sem dúvida é mostrar as suas verdadeiras habilidades e competências. 

Por Luciana Ávila

Foto: Divulgação

 


Um candidato bem preparado tem mais chances de se destacar.

Estar bem preparado para uma entrevista de emprego pode ajudar a garantir aquela vaga tão desejada, muitas vezes somente um bom currículo não basta, a postura do candidato e a empatia acabam decidindo o jogo. A entrevista é o momento chave, onde a empresa pode conhecer e identificar qual profissional tem o perfil necessário para desenvolver uma carreira dentro da organização.

É importante encarar a entrevista como uma negociação, o recrutador busca um serviço e o candidato vende esse serviço. Por isso é essencial ser um bom negociante e um excelente vendedor.

Existem dicas importantes para não passar em branco pela entrevista e deixar uma ótima impressão. Confira:

1 – Leve sempre seu currículo e, se tiver, um portfólio. Não é porque você já enviou seu currículo quando se candidatou à vaga que não precisa mais andar com ele a tira colo. Seu currículo é seu cartão de visita. Levá-lo atualizado, limpo e em boas condições demonstra que você é um profissional organizado e preparado para encarar possíveis imprevistos;

2 – Pesquise sobre a empresa. É importante demonstrar interesse pela organização, entender sobre seus negócios, conhecer seus objetivos, missão, ideologia e concorrentes. Pesquise também sobre a vaga, se você conhece bem as necessidades do recrutador, pode vender melhor seu peixe;

3 – Apresente-se bem. Coloque-se no lugar da empresa e planeje respostas adequadas para as possíveis perguntas. Cuide da aparência também, um profissional bem vestido e asseado tem mais chances de entrar para o time. Lembre-se: nem sempre bem vestido quer dizer terno e gravata, se o emprego é para uma agência de comunicação, por exemplo, um visual alinhado, porém mais informal pode causar uma impressão melhor;

4 – Seja positivo. Se você passa a entrevista reclamando de seus empregos e chefes anteriores, não inspirará confiança. Um bom profissional deve ter ética;

5 – Demonstre vontade de chegar longe, fale sobre seus objetivos de vida, vale a pena tentar até um papo mais informal, o importante é mostrar-se verdadeiramente interessado na vaga, com ambição na medida certa e jogo de cintura;

6 – Assegure-se de que conhece bem o local da entrevista e sabe como chegar. Um atraso em uma entrevista de emprego pode ser imperdoável. Além do mais, o profissional que chega com antecedência tem mais tempo para relaxar, respirar, passar uma boa impressão e ir deixando de lado o nervosismo;

7 – Não minta. Já pensou dizer que possui inglês avançado e dançar em uma entrevista feita todinha nesse idioma? Ou fingir ser o profissional adequado e logo ser incapaz de cumprir as tarefas do cargo?;

8 – E por último, mas não menos importante: seja confiante! Se você acredita em si mesmo, fica mais fácil dos outros também acreditarem.

Boa sorte!

Por Maria Angélica dos Santos





CONTINUE NAVEGANDO: