Ter o próprio negócio é o sonho de muitas pessoas e as franquias são ótimas oportunidades para isso.

Para você que não tem muito dinheiro para investir, mas quer uma estabilidade financeira, não pode perder a chance de criar o seu negócio. Este é o melhor momento para investir na tão sonhada franquia, afinal, estamos próximos das Olimpíadas, um evento importante e que vai gerar muitas oportunidades para a economia em todas as cidades-sede dos Jogos Olímpicos de 2016.

Não é necessário iniciar do zero, pois várias marcas oferecem oportunidades de bons negócios com valores baixos. Você deve fazer uma pesquisa referente à marca que você se identifica e o local para transformar o seu sonho em realidade.  

É preciso arriscar, mas não arriscar no escuro. Ser empreendedor não é se aventurar, todos os bons negócios são realizados através de um planejamento, pesquisa de mercado. É preciso um forte estudo do que você quer agora e no futuro.

Formas de abrir uma franquia lucrativa e barata.

Em shoppings ou em pontos estratégicos, sendo ruas e avenidas movimentadas, ou até mesmo dentro dos supermercados, você pode montar quiosques ou minilojas de franquias referentes à:

  • Salão de Beleza;
  • Doceria;
  • Vestuários;
  • Restaurantes;
  • Lanchonetes;
  • Banca de jornais e revistas;
  • Perfumaria;
  • Pizzaria;
  • Quitanda;
  • Sorveteria.

A franquia também pode ser realizada em andares diferentes do shopping como forma de abrir mais um canal de exposição para o público, podendo também ser um complemento à franquia da loja.

O trabalho em casa também é uma boa opção, afinal, você pode administrar outras atividades e ter o conforto de realizar o trabalho em casa. Existem franquias online como de:

  • Recursos Humanos;
  • Carrinho de Chopp;
  • Reforço Escolar;
  • Manutenção de Computadores;
  • Serviços de Limpeza;
  • Disk Manicure e Cabelereiro;
  • Reformas.

Como lucrar com a franquia rapidamente?

O cliente precisa de confiança e seguraça. Mais do que adquirir um novo cliente o empreendedor deve fidelizar todos os novos e atuais, onde a principal forma de realmente lucrar com a franquia, tendo o retorno do investimento de forma prática e rápida é fazer com que o negócio permaneça após as Olimpíadas e não somente durante a mesma.

Por Diego Jose Laureano


De janeiro a dezembro, de todos os anos, estão acontecendo feiras regionais que abordam o assunto de mercado de franquias. O crescimento do tema é constante e o número de feiras também. Várias marcas, com pretensão de expandir seu negócio, estão presentes nesses encontros para demonstrarem os seus projetos.

Em São Paulo, a ABF Franchising Expo apresenta entre os dias 4 e 7 de junho o seu modelo de negócio. Estarão presentes 480 expositores para cerca de 60 mil pessoas que estão previstas em visitar a feira de franquias.

A feira será essencial para quem quer abrir seu próprio negócio, mas ainda não se decidiu e precisa de mais informações e detalhes para investir em algum segmento, que são vários disponíveis. Os organizadores da dessa feira de franquias são a ABF e o Sebrae. Para os interessados no assunto, basta entrarem em contato com essas empresas para conseguirem acesso a mais datas de feiras regionais sobre o mercado de franquias.

Para quem tem interesse em investir no tema e ainda está em dúvida sobre alguns requisitos, segue abaixo algumas dicas para ajudar a esta estratégica decisão e que vai de acordo com cada perfil de investidor.

A primeira avaliação que o investidor precisa fazer é saber qual é o real sonho profissional e pessoal. O interessado em franquias precisa fazer uma avaliação de suas forças e fraquezas, qual o segmento que deseja seguir, saber como implica a vida de um empresário e como atuar de acordo com os requisitos do franqueador.

E antes de entrar para este mercado, o profissional precisa saber como anda os negócios da região em que pretende abrir o mercado de atuação, além do poder aquisitivo dos moradores do local. Esse estudo precisa ser feito para que a franquia consiga se sustentar.

Outras questões que o investidor precisa ter tudo em mãos é o seu valor de investimento e quando ele pretende ter o retorno desse dinheiro. O franqueado precisa saber que pode levar alguns meses para o negócio começar a gerar algum lucro e, para que o empresário não se assuste até lá, é preciso ter um capital extra para se manter até que o negócio comece a dar um retorno.

Outro ponto é estudar as oportunidades de negócio e saber melhor o histórico e a credibilidade do franqueador. Por fim, antes de fechar o negócio, converse com quem já é ou já foi um franqueado e leia atentamente o contrato para que não se tenha surpresas futuras. 

Por Carolina Miranda


Miguel Krigsner, de 62 anos, é o homem com a maior rede de franquias do mundo. De acordo com o ranking anual da Associação Brasileira de Franchising (ABF), a empresa dele, O Boticário, foi considerada a empresa com a maior rede franquias e um exemplo para qualquer empresário.

E não é só O Boticário, Krigsner é o criador do grupo de empresas que inclui ainda marcas como Eudora, The Beauty Box e Quem disse, Berenice?. Ao todo são mais de 3.600 lojas espalhadas pelo país e o grupo está isolado em primeiro lugar no ranking da ABF. O segundo colocado tem 1.800 lojas.

E para ajudar outros empreendedores a colocarem em prática um projeto de negócio que está na gaveta, Krigsner disponibilizou dez dicas imprescindíveis para que a empresa consiga o sucesso esperado.

A primeira é: escolha uma área que goste. O profissional precisa ter paixão por aquela carreira e se sentir feliz de trabalho com aquilo.

Segunda: para que o empreendimento dê certo, é preciso que ele ofereça um diferencial para os clientes para que a empresa que se inicia agora consiga se destacar das grandes empresas que já atuam no mercado.

Terceira: o risco do negócio é todo do empresário, por isso é preciso planejar e calcular todo o passo a passo da empresa e enfrentar todas as dificuldades que apareçam pela frente.

Quarta: é fundamental que o empreendedor valorize sua equipe, afinal ninguém cresce sozinho.

Quinta: ser transparente é tudo. A empresa precisa cumprir prazos, ser honesta com os clientes e fornecedores, só assim para construir uma imagem sólida do negócio.

Sexta: o empresário precisa ter objetivos e metas claros para conseguir o seu crescimento necessário.

Sétima: ficar apenas querendo atingir resultados financeiros não é o suficiente. A empresa precisa se preocupar com a comunidade e ajudar as pessoas.

Oitava: dedique-se ao aperfeiçoamento profissional, atualize-se sempre.

Nona: para que a empresa siga fortalecida, o empresário precisa ser firme e não desistir na primeira queda e sempre avaliar os erros.

Para finalizar, o empresário Krigsner dá a última dica como um segredo para fechar com chave de ouro todas as outras: tenha paciência. Um negócio, normalmente, não consegue resultados em curto prazo. A prosperidade, maturidade e experiência vêm com o tempo. 

Por Carolina Miranda





CONTINUE NAVEGANDO: